Explosão de flores na Holanda

0comentário

O Capim-Santo está internacional! É isso mesmo gente… tenho uma amiga que está morando na Holanda e fotografou a “Bloemencorso van de Bollenstreek” . Esse é o mais famoso desfile de flores de bulbo do mundo. O “Bloemencorso van de Bollenstreek” é realizado há 64 anos e a cada ano percorre uma cidade holandesas. Este ano evento foi realizado na cidade de Haarlem no dia 16 de abril e teve como tema a Parada Musical.  

O desfile é composto por cerca de vinte carros alegóricos e mais outros trinta carros ricamente decorados com flores naturais como jacintos, tulipas e narcisos. Para uma atmosfera ainda mais festiva bandas de música animam o desfile.

Os desfiles das flores começaram logo após a guerra e tinham como fundamento a expansão do negócio das flores, que desde muito cedo se tornou uma das principais fontes de riqueza da Holanda. Dando mostras de uma genialidade a toda a prova os produtores de flores começaram a organizar os desfiles de carros alegóricos exclusivamente enfeitados com flores naturais para mostrarem aos turistas e comerciantes, como a Holanda é rica e capacitada para exportar para todo o mundo qualquer tipo de planta ou flor. Eu adoraria conhecer e vocês? Beijos e até!!!

sem comentário »

Simples e encantador

0comentário

Quando decidi trocar o meu apartamento por uma casa a única preocupação que tinha era… Como vou fazer o meu jardim? Se tivesse visto esse aí da foto pescada do 79 ideas teria copiado no mínimo esse cantinho aí da foto.

Buxinhos podados fazem moldura para a mesa de madeira colocada sob a sombra de uma árvore. No chão, pedriscos e grama esmeralda. Ao fundo uma roseira branca sobe desprentensiomente pela parede da casa. E para finalizar lavandas e aspargos plantados rente a parede: simplesmente encantador. Beijos e até!!!

sem comentário »

Sugestão florida para a mesa de Páscoa

0comentário

Quer se inspirar e deixar sua mesa com uma aparência especial para o almoço do domingo de Páscoa? Que tal aproveitar as dicas do 79 ideas? Uma mesa linda, romântica e acima de tudo simples.

O detalhe ficou por conta de vasos floridos e cheios de temperos e flores. Detalhes que podem encher de sorriso o rosto de todos os convidados.

Os tons de branco e verde dominam a decoração. Simplesmente amei! Beijos e até!!!

sem comentário »

Escritório perfeito

0comentário

Elaborado pelos arquitetos franceses da Pottgiesser esse é o lugar perfeito para trabalhar e soltar a criatividade. O projeto é de 2005/2006 e o escritório foi construído em um galpão industrial do século 19, em Paris, na França. Nele, árvores de verdade dividem espaço com as estações de trabalho.

O telhado é todo feito de vigas de aço e vidro auto-limpante, o que permite a entrada de luz.

 

Os móveis e o piso são feitos de carvalho maciço. As mesas recebem uma abertura para o crescimento de oito ficus. As estações de trabalho estão distribuídas entre as árvores, cada uma identificada por uma bolha de acrílico de 1,80 de diâmetro, que lembra uma antiga cabine telefônica. Uma obra-prima da carpintaria.

 

Veja nesse link aqui os detalhes do projeto.

sem comentário »

Mudas sempre a mão!

0comentário

Sabe aquela amiga que adora pedir uma mudinha de planta pra você? Pois bem, nem sempre a gente tem um vaso apropriado para colocar a planta, né? É aí que entra esse achado que eu descobri: o PotMaker®. Com ele você vai poder fazer quantos vasinhos quiser de forma rápida e ecologicamente correta.

Ele é vendido nesse link aqui por $19.95 sem o frete. O PotMaker® é um conjunto com  duas peças de madeira que transforma tiras de jornal comum em vasos biodegradáveis. E sabe o melhor? Você pode pegar a mudinha e plantar direto na terra com vaso e tudo! ​​

Nesse vídeo abaixo dá pra entender bem como usar o PotMaker®. E aí gostaram? Beijos e até!!!

sem comentário »

Conheça o tipo de grama ideal para o seu jardim

0comentário

O gramado é a base do jardim. Além de ser um dos itens de maior impacto visual no paisagismo. Um gramado bem cuidado ajuda a destacar a exuberância das plantas ornamentais. Mas escolher a grama certa pode ser uma tarefa difícil. São muitos os tipos de gramíneas e cada uma atende uma característica específica do seu projeto.

Na hora de escolher a grama é preciso levar em conta, por exemplo, condições como luminosidade, umidade e tipo de solo. Além é claro, do nível de pisoteio a que o gramado estará exposto.

No Brasil, entre as espécies mais aproveitadas no paisagismo destacam-se as gramas esmeralda (Zoysia japonica), são-carlos (Axonopus compressus) e santo-agostinho (Stenotaphrum secundatum).

As gramas precisam de muita luz e água para se desenvolverem com saúde, mas há espécies que conseguem se adaptar bem a áreas sombreadas.

Outra dica importante é com relação ao plantio. O ideal é que a grama seja plantada na época de chuvas e após esse período a rega deve ser abundante e diária. Com relação a adubação ela deve ser periódica.  A poda é outro cuidado importante, nos períodos de chuva, a grama cresce mais rápido e pode exigir cortes a cada 15 dias. Um cuidado importante é não deixar a grama ultrapassar sete centímetros de altura, para que o gramado não fique com um aspecto ressecado. Beijos e até!!!

Conheça agora alguns tipo de grama:

Esmeralda (Zoysia japônica): tem folhas estreitas, pontiagudas, de cor verde-esmeralda, é a grama mais comercializada no Brasil. Tem resistência moderada ao pisoteio, é indicada para uso em jardins residenciais, condomínios, playgrounds. Não deve ser utilizada em locais sombreados.

Bermudas (Cynodon Dactylon x C. Transvaalensis): apresenta alta resistência ao pisoteio e rápida recuperação após danos. É indicada para uso em áreas esportivas (campos de golfe e de futebol).

Grama-de-são-carlos (Axonopus compressus): é indicada para jardins públicos, residências, sítios e fazendas. Ela se adapta a locais de meia sombra e de sol pleno.

Grama-de-santo-agostinho (Stenotaphrum secundatum): tem boa tolerância ao pisoteio e é indicada para cobrir jardins de residências e empreendimentos comerciais, principalmente litorâneos.

Batatais (Paspalum notatum): rústica, de fácil adaptação. Essa espécie pode ser utilizada em campos de futebol, jardins públicos e locais com tráfego intenso, devido à sua resistência.

Coreana (Zoysia tenuifolia): é própria para uso em jardins residenciais e condomínios. Deve ser aparada sempre que alcançar dois centímetros e cultivada a pleno sol, em solos férteis.

Preta (Ophiopogon japonicus): a grama preta não é uma gramínea, mas é muito utilizada para forração em áreas sombreadas. Não suporta o pisoteio, mas, em compensação, não necessita ser aparada.

Fotos: Google

Fonte: Jardineiro Net e Casa e Jardim

sem comentário »

Aprenda a cultivar morangos

2comentários

Já pensou que delícia ter morangos fresquinhos na sua própria casa? À primeira vista, pode-se pensar que este vaso provavelmente tenha saído do País das Maravilhas, de Hogwarts ou de qualquer outro lugar encantado que sua imaginação sugerir. Ledo engano. É possível, sim, ter um gracioso vaso com moranguinhos e sem nenhum passe de mágica. O engenheiro agrônomo e paisagista Marcelo Faisal mostra como é fácil cultivar essa fruta! Beijos e até!

Material:

Floreira de 20 cm (largura) por 80 cm (comprimento)

Manta bidim

Terra preta adubada

Muda de morango

Argila expandida

Serragem

Canivete

Tesoura para poda

Como montar seu vaso:

Coloque uma camada de 5 cm de argila expandida na floreira e em seguida cubra a argila com manta de bidim.

 

Em seguida despeje 15 cm de terra e tire as mudas dos vasos com cuidado.

 

Acomode-as na terra, deixando um espaço de 10 cm entre uma e outra e coloque terra em torno das raízes. Preencha com terra, compactando o material até as mudas ficarem estáveis.

Cubra a superfície de terra com serragem para evitar que o morango apodreça em contato com a umidade.

Faça uma limpeza, tirando as folhas machucadas e ressecadas.

Agora, basta deixar o vaso em uma área ensolarada, regando-a diariamente no fim da tarde. A terra deve ficar umedecida, nem seca, nem encharcada. Repita a poda de limpeza quando houver necessidade.

Em torno de dois a três anos após a primeira colheita, alerta Marcelo Faisal, é recomendável trocar as mudas, pois a planta vai diminuindo a produção.

Fotos: Fabiano Cerchiari

Produção: Silvana Maria Rosso

Consultoria e ambientação: Marcelo Faisal Paisagismo

2 comentários »

Nim ajuda a combater o mosquito da dengue

0comentário

 Já falei do Nim nesse post aqui. E semana passada o Jornal Hoje fez uma reportagem que fala sobre o poder que essa árvore de origem asiática tem no combate a dengue. Vamos conferir? Beijos e até!

O nim, uma árvore de origem asiática, está ajudando a combater o mosquito da dengue, no Piauí. As folhas possuem uma substância inseticida que afasta os insetos.

A árvore afasta os insetos e já está em quase todos os bairros. O professor Francisco Leal, da Universidade Federal do Piauí, que há 11 anos desenvolve pesquisa sobre a planta, explica que o nim possui substâncias naturais na seiva. “O mosquito não gosta do doce e da seiva dessa planta. Ela inibe a alimentação e diminui o crescimento dos insetos e a reprodução”, diz o pesquisador Francisco Leal.

A popularização do nim começou em Teresina há um ano. Os viveiros públicos passaram a produzir e a doar mudas da árvore. Em um ano, foram doadas 20 mil mudas.

A prefeitura também está doando mudas de citronela, outra planta de origem asiática com ação repelente. “Uma pulseira de citronela tem o efeito de repelir num raio de 50 metros quadrados qualquer inseto que esteja próximo dela”, esclarece Claudiney Feitosa, gerente Meio Ambiente.

Aprenda uma receita de repelente natural de citronela:

Ingredientes:
- 500 ml de água
– 100 gramas de folha de citronela picada
– 30 ml de álcool

Preparo:

Em um liquidificador, coloque a água e metade das folhas da citronela, bata por cerca de 3 minutos. Depois a mistura deve ser coada e usada para bater o restante das folhas, também por 3 minutos. Em seguida, é preciso coar novamente a mistura para acrescentar o álcool. Continue batendo por 1 minuto e está pronto.

sem comentário »

Vasos ou fontes?

0comentário

As duas coisas, afinal quem disse que os vasos só têm uma utilidade? Já mostrei aqui que ele serve para iluminar, e serve também como lindas fontes como no caso da foto da esquerda. Neste espaço o paisagista Eduardo Luppi usou vasos com aguapés como fontes. Mas os vasos também podem servir de pias. Sabe aquela torneira de jardim? Ela pode receber um lindo vaso lavatório e salvar seu churrasco, ou sua festa ao ar livre. A sugestão é da paisagista Claudia Regina que usou uma peça de aproximadamente 80 cm de altura, e outra um pouco menor e mais rasa encaixada fazendo o papel de cuba. As duas dicas são da Casa e Jardim.

Nesta foto da esquerda, a fonte tem bicas de bambu que direcionam a água para o vaso. Nesta outra foto, o vaso chinês virou a base da fonte. Na foto da direita, a área é tomada pelo verde dos guaimbês e da rasteira grama-amendoim. Para aumentar a sensação de paz do espaço, o barulhinho d’água da fonte feita com uma bacia de cerâmica com uma bola de concreto dentro. Um charme!

Fotos: Henrique Morais, Cláudio Pinheiro /Casa e Jardim

sem comentário »

Jardim de vasos

0comentário

Quem disse que para ter um jardim em casa é necessário ter um grande espaço? Dá para ter o verde por perto apostando em vasos. Já pensou ter uma palmeira ou mesmo uma frutífera na varanda do apartamento? Sim, isso é possível! Basta apostar em grandes vasos. Veja essas idéias pescadas da Casa e Jardim.

Na foto da esquerda, os buxinhos podados em bola foram plantados em grandes vasos, o projeto é do paisagista Gilberto Elkis. Na foto central, os vasos grandes compõem a entrada de estilo inglês e na foto da direita a paisagista Paula Magaldi criou um jardim com vasos grandes que dão a impressão de que o ambiente está mais cheio, na cobertura de um apartamento.

Fotos: Edu Castello, Renato Corradi e Evelyn Müller/Casa e Jardim

sem comentário »