CEUMA DIVERSIFICA-SE COM SHOPPING

0comentário

Poucas instituições no Brasil, em vinte e cinco anos, cresceram com tamanha desenvoltura, firmeza e eficiência como o Ceuma.

Criado pela indômita vontade do engenheiro civil, Mauro de Alencar Fecury, que soube aproveitar a oportunidade ímpar de dotar o Maranhão de um empreendimento de tão elevada importância educacional, o Ceuma  se impôs dentro e fora de nosso Estado, pela maneira como é administrado, pela excelência do ensino prestado, pelo nível e qualidade do corpo docente, pelas instalações físicas e equipamentos de ponta colocados à disposição do alunado.

O Ceuma é tudo isso e muito mais não por acaso ou milagre. Cresceu e  produziu tantos benefícios à sociedade, deveu-se à visão de mundo e da obstinada determinação de Mauro Fecury, o mais arrojado empreendedor do Maranhão, que, no momento certo, teve o discernimento de acreditar num projeto de cunho altamente social e voltado para mudar a vida de pessoas.

A construção desse império teve início em São Luis, a 9 de abril de 1990, com o nome de Centro de Ensino Unificado do Maranhão, a primeira instituição de ensino superior privada no Estado, autorizada pelo então presidente da República, José Sarney.

Para se ter idéia do arrojo de tão grandioso empreendimento, basta dizer que dois anos depois de funcionar em salas alugadas no centro da cidade, o Ceuma já contava com sede própria, no Renascença, símbolo e ponto de partida para outras sucessivas e vitoriosas conquistas em São Luis, Imperatriz e Bacabal, onde foram instalados diversos campus e numerosos cursos de graduação.

Consolidado no Maranhão, o Ceuma, em 1998, extrapola as suas ações educacionais para outras capitais. Em Brasília, instala o Centro Unieuro; em Belém do Pará, funda a Faculdade Metropolitana da Amazônia; em Teresina, implanta o Ceupi.

O coroamento dessa luta e desse esforço em favor da educação atinge o  ápice em 2012, quando o Ministério da Educação transforma o Centro Universitário do Maranhão em Universidade Ceuma, da qual fazem parte 1.080 professores, 205 doutores, 529 mestres, 346 especialistas, e 55. 888 egressos.

Reconhecido nacionalmente por manter um dos maiores complexos  educacionais privados do país, o Grupo Fecury, em 2016, partiu para um audacioso desafio: a diversificação de suas atividades. Para esse novo tempo, o Ceuma sofreu  um processo de reformulação de suas estruturas administrativas e acadêmicas e  implanta a Gestão Unificada, que o habilita a assumir novos encargos e compromissos sociais.

Para inaugurar esse processo de diversificação, deflagrou entendimentos com o Grupo Franere, interessado em negociar as ações do Shopping Rio Anil.

Por meio de tratativas, análises e estudos, que se realizaram em São Paulo e São Luis, competentemente conduzidas por Mauro e o filho Clóvis Fecury, as negociações chegaram a bom termo no começo deste ano e resultaram na aquisição de 50 por cento das ações do Shopping Rio Anil, em poder da Franere.

O Shopping Rio Anil, agora, sob o controle acionário, em igualdade de condições, do Ceuma e da BR MALLS, a maior empresa do Brasil na área de shopping, certamente será submetido a uma nova gestão, cujos reflexos serão brevemente sentidos pelo consumidor maranhense.

Em tempo: os Fecury há anos planejavam entrar nessa área de shopping. Um projeto para a construção em Àguas Claras, cidade satélite de Brasília, de shopping de médio porte, chegou a ser pensado e projetado, mas a implantação foi adiada para um momento mais propício. Quem sabe, agora, volte à tona.

LEITOR DE SÃO LUIS

Um arguto leitor do jornal carioca O Globo, chamado Luiz Thadeu Nunes e Silva, morador em São Luis, manifestou a sua opinião sobre a corrupção vigente no Brasil e por concordar com ele vou transcrever o que escreveu: “É surreal o nível que a corrupção atingiu no Brasil. Henrique Eduardo Alves, político de carreira, não sabe como US$ 800 mil foram parar em sua conta bancária. Se eu encontrar somente US$ 8 em minha conta, e não souber a origem, vou averiguar. Imagina US$ 800 mil. Das duas uma: ou ele tem tanto dinheiro que esse valor passa despercebido, ou não tem controle da conta, ou qualquer coisa que ele fale não tem relação com a verdade. Esse valor vultoso na conta de um político em qualquer país seria um escândalo. No Brasil, está virando chacota”.

IRMÃOS PETEBISTAS

O PTB no Maranhão, há anos sob o comando dos irmãos Pedro e Manoel Ribeiro, pode rachar.

Tudo por causa da nomeação do vereador Pedro Lucas Fernandes, filho do deputado Pedro e sobrinho de Manoel, para dirigir a Agência Metropolitana.

O ex-deputado Manoel Ribeiro, por não ter sido consultado sobre a nomeação de Pedro Lucas, o que implica no engajamento do PTB ao governo Flávio Dino, não esconde o propósito de trocar de partido.

MAU HÁLITO

Os políticos brasileiros, de uns tempos para cá, passaram a tapar a boca quando conversam ou sabem que estão sendo filmados pela televisão.

Alguns assim procedem para evitar a leitura labial de suas conversas nem sempre de bom tom ou confiáveis

Outros, porém, usam esse artifício para impedir a propagação do mau hálito no ambiente, já tão impregnado de corrupção.

CANDIDATO A GOVERNADOR

O ex-deputado Lourival Mendes irrita-se quando se fala em candidato ao governo do Maranhão e se omite o nome do ex-deputado Clóvis Fecury.

Para ele, Clóvis tem todas as condições para dirigir os destinos do Maranhão, pois é um político jovem, sem mancha, empresário bem-sucedido, capaz e atualizado com as coisas de seu tempo.

Lourival pretende fazer um movimento no Maranhão no sentido de chamar as atenções das lideranças políticas para a candidatura de Clóvis Fecury, nome que o povo aceitará sem restrições para disputar as eleições de 2018 e com amplas chances de se eleger.

RELATÓRIO DE GRACILIANO RAMOS

O grande escritor paraibano, Graciliano Ramos, em 1929, elegeu-se  prefeito da cidade onde nasceu, Palmeira dos índios. Ao deixar o cargo,  encaminhou ao governador de Alagoas um relatório sobre a situação da prefeitura.

O relatório é de uma atualidade que impressiona. Vejam: “Convenho em que o dinheiro do povo poderia ser mais útil se estivesse nas mãos ou nos bolsos de outro menos incompetente do que eu, em todo o caso, foi transformado em cal, pedra, cimento, etc. Assim procedendo melhor que se o distribuísse com os meus parentes, que necessitam coitados. Devo dizer que não pertenço a banco, nem lá tenho interesse de nenhuma espécie. A prefeitura ganhou ao livrar-se de um tesoureiro, que apenas servia para assinar as folhas e embolsar o ordenado, pois no interior os tesoureiros não fazem outra coisa”.

Ao concluir o relatório, afirma categórico: “Não favoreci ninguém. Devo ter cometido numerosos erros da inteligência que é fraca. Perdi vários amigos que possam ter semelhante nome. Não me fizeram falta.”

APARÍCIO EM BARREIRINHAS

O prefeito de Barreirinhas, Albérico Filho, acertou em cheio na nomeação do engenheiro Aparício Bandeira para o cargo de Secretário de Obras do Município.

Como bom técnico e de experiência comprovada, Aparício, em pouco tempo, já fez a cidade mudar radicalmente de visual. Está mais limpa e os buracos sumiram.

Sem comentário para "CEUMA DIVERSIFICA-SE COM SHOPPING"


deixe seu comentário