Loja que emprestou coroa da Miss Maranhão cobra devolução da jóia há dois anos

25comentários

coroa-miss.jpgA coroa usada pelas detentoras do título de Miss Maranhão nos últimos dois anos (na foto, exibida por Thaís Portela) foi emprestada por uma loja especializada em artigos de noivas localizada no Centro de São Luís. A jóia, avaliada entre R$ 2 mil e R$ 2,5 mil, foi fabricada em São Paulo e vem sendo objeto de um conflito desde que foi cedida, em 2007, à organização do concurso que elege a mulher mais bonita do estado.

Segundo a empresária dona da coroa, o auge da confusão aconteceu na última terça-feira, quando ela cobrou, novamente, a devolução da jóia à agência que organiza o Miss Maranhão. Na ocasião, foi informada de que o objeto havia sido enviado para conserto e por isso não poderia ser entregue naquele momento. Ela afirmou ainda durante o diálogo que travou com a proprietária da agência foi tratada em tom de deboche.

A empresária disse ter ficado surpresa ao ver, na noite de terça, a estudante Thaís Portela ostentar a coroa durante o coquetel eno qual ela foi anunciada como a nova Miss Maranhão, em substituição à funcionária pública Louisse Freire, destituída devido a um suposto problema de saúde.

Pelo que se percebe, a disputa pela coroa de Miss Maranhão está mais acirrada do que nunca.

Foto: Biné Morais/O Estado do Maranhão  

25 comentários »

Maranhão tem duas escolas entre as 20 piores do Brasil

3comentários

escola.jpgO Centro de Ensino São Cristóvão (anexo Itapera), em São Luís, e o Centro de Ensino Isaac Martins (anexo I), em Tuntun, estão incluídas no ranking das 20 piores escolas do Brasil, elaborado com base no resultado do Exame Nacional de Cursos (Enem) 2008. O mau desempenho joga definitivamente por terra a falácia propagada pelo governador cassado Jackson Lago (PDT) de que sua gestão seria marcada por avanços significativos na educação.

Com nota 31,6, de um total de 100, o CE Isaac Martins ocupa a 12ª colocação entre as 20 que obtiveram pior nota no Enem. A escola é a única de ensino médio de Tuntum, município governado até o ano passado por Cleomar Tema Cunha, figura forte nos governos José Reinaldo e Jackson Lago. Já o CE São Cristóvão ocupa a 20ª posição no ranking e seu desempenho pífio é ainda mais preocupante por se tratar de uma escola situada na capital. 

O mau desempenho nada mais é do que um reflexo do sucateamento imposto pela gestão jackista no sistema de ensino em todo o estado. Os 27 meses de governado de Jackson Lago foram marcados por greves e pelas conseqüencias negativas que esse tipo de movimento causa ao sistema de educação, como atraso no cronograma de aulas, desmotivação de alunos e evasão escolar.

Para a elaboração do ranking, o Ministério da Educação levou em conta a média total da prova objetiva e da redação. Para evitar distorções, houve correção de participação no Enem, de modo a considerar a participação de 100% dos participantes. Dessa forma, o exame é um retrato fiel da educação brasileira. Pior para os maranhenses, que costatam o abandono ao qual o ensino público do estado foi relegado nos últimos anos.

Foto: arquivo/O Estado do Maranhão   

3 comentários »

Miss Maranhão nega que esteja doente e recorrerá à Justiça para concorrer ao Miss Brasil

13comentários

louisse.jpgA funcionária pública Louisse Freire, eleita Miss Maranhão no início deste mês, negou, ainda há pouco, que esteja com infecção urinária e assegurou que está em perfeitas condições de saúde para participar do concurso Miss Brasil, marcado para 9 de maio próximo, em São Paulo. Ela foi desclassificada pela organização local, sob a alegação de que o contrato do concurso nacional prevê a eliminação de quaquer candidata em caso de doença.

De posse de um atestado médico, Louisse disse não entender por que foi tirada do páreo. Ela garantiu que está com a saúde perfeita e informou que já havia arrumado as malas para viajar hoje à noite para a capital paulista, onde faria os últimos preparativos para o concurso. “Contei, inclusive, com o apoio de alguns patrocinadores para me preparar para o Miss Brasil. Que satisfação darei a eles?”, questionou.

A agora ex-Miss Maranhão disse já ter constituído advogado para cobrar na Justiça a manutenção do título. Ela afirmou que lutará até o último momento pelo direito de representar o Maranhão no Miss Brasil. “Não vou desistir. Ganhei o concurso por méritos e irei até o fim nessa questão”, sustentou.

Enquanto a miss destituída tenta reverter sua desclassificação, a organização do Miss Maranhão já providenciou a retirada do seu nome e da sua fotografia do site oficial do Miss Brasil e a substituição pelos dados da estudante Thaís Portela, que representará o estado por ter conquistado o segundo lugar no concurso.  A nova dona do título será apresentada hoje à noite à imprensa e convidados durante um coquetel.

Foto: divulgação/Márcio Prado      

13 comentários »

Por motivo de saúde, miss Maranhão é substituída por segunda colocada

13comentários

portela.jpgA estudante Thaís Portela (foto) representará o Maranhão no concurso Miss Brasil, que acontecerá dia 9 de maio, no Memorial da América Latina, em São Paulo. Ela substituirá a funcionária pública Louisse Freire, eleita Miss Maranhão no início deste mês, que contraiu infecção urinária e não poderá participar da disputa.

Thaís Portela viajará nesta quarta-feira para a capital paulista, onde dará início à preparação, junto com as outras 26 candidatas. A Rede Bandeirantes é a detentora dos direitos de transmissão.

Uma cláusula do contrato que rege o concurso Miss Brasil diz que todas as candidatas devem estar em perfeitas condições de saúde para concorrer ao título. Como Louisse Freire ficou bastante debilitada com a doença, teve que ser substituída imediatamente. 

13 comentários »

Operação Rapina IV desmonta esquemas de corrupção em três municípios maranhenses

4comentários

rapina4.JPGA Polícia Federal, em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU) desencadeou, na manhã de hoje, 28 de abril, a Operação “Rapina IV”, com o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada no desvio de verbas públicas nas cidades de Montes Altos, São Pedro da Água Branca e Governador Edison Lobão, no interior do Estado do Maranhão.

Cerca de 170 policiais federais, com apoio de 25 analistas da CGU, saíram às ruas para cumprir a 21 (vinte e um) mandados de prisão temporária, 42 (quarenta e dois) mandados de busca e apreensão, além de 15 mandados de condução coercitiva, expedidos pela Justiça Federal no Maranhão.

Esta operação, que é um desdobramento da Rapina III (2009), foi deflagrada a partir de um inquérito policial que tramita na Superintendência de Polícia Federal no Maranhão, desde o ano de 2007.

A investigação, que durou um ano e meio, teve por objetivo apurar responsabilidade criminal de integrantes de organização criminosa em atividade na região tocantina do Estado, especializada na produção de licitações e prestações de contas fraudulentas.

Conforme apurado pela PF e CGU, as citadas prefeituras fraudavam licitações, balancetes contábeis e utilizavam notas fiscais falsas das empresas de fachada investigadas com objetivo de encobrir desvios e apropriações ilícitas de recursos públicos oriundos da União por meio de convênios, fundos e planos nacionais. O esquema era coordenado por Prefeitos e outros servidores públicos de Municípios da região, contando ainda com a participação de escritórios de contabilidade e empresários.

Nesta etapa da investigação, apurou-se um prejuízo de aproximadamente R$ 14 milhões de reais aos cofres públicos de valores repassados pela União aos três Municípios. Em 2007, no Município de São Pedro da Água Branca, o Gestor utilizou nota fria de empresa “de fachada”, no valor de R$ 50.335,28, para comprovar a construção de escola que já havia sido construída, paga e inaugurada em 2006, conforme placa comemorativa afixada no prédio da Escola (foto 1).

Até o momento, foram verificados os crimes de Falsificação de Documento Público, Falsificação de Documento Particular, Falsidade Ideológica, Uso de Documento Falso, Peculato, Emprego Irregular de Verbas Públicas e Formação de Quadrilha ou Bando, todos do Código Penal, além de Fraude a Licitação da Lei 8666/93 e Lavagem de Dinheiro, prescritos na Lei 9.613/98, todos na medida de sua culpabilidade.

O Delegado Regional Executivo da Superintendência de Polícia Federal no Maranhão, José Valter Teixeira, o Assessor da Secretaria Federal de Controle Responsável por Operações Especiais da CGU, em Brasília, Elíbio Estrela, o Chefe da CGU no Maranhão, Roberto César de Oliveira Viégas e o Delegado Chefe da investigação, Pedro Roberto Meireles Lopes, concederão entrevista coletiva na sede da Polícia Federal em Imperatriz, hoje, às 10h.

Fonte: Superintendência da Polícia Federal/MA

4 comentários »

Com cassação de Jackson, ex-secretários que cometeram irregularidades ficarão impunes?

12comentários

punicao.jpgA cassação do ex-governador Jackson Lago (PDT) pode não ter sido de todo ruim para alguns dos que caminharam lado-a-lado com ele e ajudaram a afundar a “nau libertária” nos 27 meses de sua improdutiva gestão. Com a perda do mandato do pedetista, alguns de seus ex-secretários devem estar se sentindo aliviados por achar que assim se livraram de responder por denúncias de irregularidades que lhes foram atribuídas.

Uma das que deve ter tirado um peso enorme das costas é a ex-secretária de Segurança Cidadã, Eurídice Vidigal, que em quase todo o período à frente da pasta se viu envolvida em rumorosos casos, a maioria relacionada a atos de corrupção. No mais nebuloso, o então delegado-geral da Polícia Civil, Jefferson Portela, a acusou de envolvimento em um esquema de superfaturamento e favorecimento de empresas em contratos milionários firmados na área da segurança. Por causa das denúncias, Portela acabou sendo exonerado por Jackson.

Outro que deve estar respirando aliviado é o ex-chefe da Casa Civil, Aderson Lago, pilhado em um esquema que desviou R$ 550 mil de um convênio firmado entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Caxias, em 2006, para a conta da agência de espetáculos Ópera Prima, localizada no Rio de Janeiro, cujo proprietário é um de seus filhos. No exercício do cargo, Aderson envolveu-se em outra peripécia ao manter a mãe, uma octogenária, e filhos que nem sequer moram no Maranhão como assessores da Assembléia Legislativa.

E o que falar do ex-todo-poderoso secretário de Planejamento, Aziz Santos, e do ex-secretário da Representação Institucional em Brasília, Wagner Lago, denunciados por envolvimento no esquema de pagamento irregular de obras públicas descoberto pela Operaçãp Navalha? Os dois, que por pouco não foram afastados dos cargos por conta de um pedido do Ministério Público Federal, devem ter enxergado um lado bom na cassação por acreditar que ao deixar o poder o escândalo que protagonizaram cairá no esquecimento.

Ante o prenúncio de impunidade, cabe fazer um alerta às autoridades para que se faça Justiça aos demandos cometidos no governo jackista.         

12 comentários »

Uma prova inequívoca da ganância de Aziz

6comentários

aziz-santos.jpgOdiado por muitos, principalmente pelo funcionalismo público, por ter controlado com mãos de ferro as finanças da gestão do governador cassado Jackson Lago, o ex-secretário de Planejamento Aziz Santos já deu, dentro de sua própria família, uma prova inequívoca de sua ganância. Nos idos de 1996, ele deu entrada em processo no Tribunal de Justiça pedindo, simplesmente, a revisão da pensão alimentícia que pagava à ex-esposa. A ação resultou na redução drástica do valor com o qual ela se mantinha junto com os filhos, entre os quais uma menor.

O processo, de nº 15219196, tramitou de 15 de agosto de 1996 a 20 de junho de 2000. Ao dar ganho de causa a Aziz na disputa judicial com os familiares, a juíza Maria das Graças de Castro Mendes, da 2ª Vara da Família, determinou a redução de 30% para 10% do percentual dos rendimentos do ex-secretário repassados à família em forma de pensão.

A ordem judicial foi dada ao então gerente do Banco da Amazônia (Basa), instituição financeira onde Aziz mantinha conta. Na ocasião, os filhos maiores foram devidamente citados pela Justiça acerca da retirada do valor pelo pai.

No trecho do processo em que o Ministério Público de pronuncia, fica claro que os outros filhos, apesar de terem mais de 18 anos, também dependiam da pensão. “(…) verifica-se que a citação inicial foi feita na pessoa de Maria Etelvina de Olveira Santos (ex-esposa de Aziz), na qualidade de representante legal da filha menor. Ocorre, entretanto, que os demais filhos, todos beneficiários da pensão alimentícia fixada, com capacidade para defenderem seus interesses em juízo (…)”.

Com sua ganância exacerbada, Aziz já massacrou policiais civis, agentes penitenciários, professores e outros milhares de servidores públicos. Pior: sua usura desmedida já vitimou os próprios filhos. Menos mal que agora ele esteja fora do poder.

Foto: Biné Morais/O Estado do Maranhão        

6 comentários »

Cutrim determina ao Detran emplacamento imediato de carros da Euromar

14comentários

cutrim.jpgO secretário de Segurança, Raimundo Cutrim, disse, em entrevista concedida esta manhã à rádio Mirante AM, que determinou ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) que cumpra imediatamente a decisão do Tribunal de Justiça de emplacar os veículos vendidos pela Euromar e cuja notas fiscais estão em nome de locadoras. O diretor-geral anterior do órgão, Clodomir Paz, vinha se recusando a acatar a decisão e chegou a ter a sua prisão preventiva decretada.

Cerca de 400 carros estão com o emplacamento bloqueado após uma sindicância instaurada pelo Detran detectar um esquema entre o órgão e a concessionária. Cutrim informou que recebeu, ontem, a notificação sobre a decisão do TJ e que imediatamente enviou despacho ao Detran ordenando que a decisão fosse acatada. Segundo ele, por se tratar de uma determinação judicial, não há o que discutir. “Não posso fazer nada a não ser cumpri-la”, assinalou.

Sobre a orientação do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) de que o Detran maranhense deve seguir as normas do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), o secretário afirmou que tão logo seja notificado oficialmente dessa restrição, encaminhará despacho ao TJ informando sobre esse obstáculo.      

14 comentários »

Site do governo do Maranhão de cara nova

2comentários

novo-site.jpg

Já está no ar o novo site do Governo do Maranhão na internet. Ainda em construção, a página traz um layout totalmente diferente do que foi exibido na gestão do governador cassado Jackson Lago (PDT).

Inicialmente, o destaque são imagens da diplomação, da posse e de algumas das primeiras ações da governadora Roseana Sarney (PMDB), como a visita que ela fez, no último sábado, ao Hospital José Carlos Macieira. As fotos são de Paulo Soares e Geraldo Furtado.

Mesmo em fase de preparação, o site já traz algum conteúdo. Lá, o internauta encontrará a agenda da governadora, seu discurso na posse do secretariado e notícias sobre as ações de sua gestão. A página traz ainda o áudio do discurso de posse de Roseana e links úteis, que dão acesso ao Diário Oficial do Estado, ao site do Governo Federal e informações sobre turismo no Maranhão.    

2 comentários »

A megalomania de Jackson Lago

16comentários

jackson-fora.jpgEstá difícil para o agora ex-governador Jackson Lago (PDT) desapegar-se do poder. Responsável nos últimos 27 meses, junto com sua horda de sectários, pelos destinos do Maranhão, ele insiste em permanecer no Palácio dos Leões, sacramentando de forma melancólica o fim de sua controversa carreira política.   

Desde ontem, Jackson dá uma prova inequívoca de que pensa estar acima da lei. Disposto a permanecer na palácio mesmo com a confirmação da perda do seu mandato pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ele desacata a lei duplamente ao manter-se confinado em um prédio público e ao mesmo tempo acusar de golpismo os ministros que, por unanimidade, votaram pela sua cassação.

É assim o pseudolibertador Jackson Lago. Contrariado que está com a perda do cargo, ele excede o direito de espernear e externa toda a sua magalomania.      

16 comentários »