Após denunciar esquema ao Fantástico, vereadora de Mata Roma contrata guarda-costas

0comentário

maria fernandaA vereadora e candidata a deputada federal Fernanda Maria (PSL), autora da denúncia que levou o programa Fantástico, da Rede Globo, a mostrar para todo o Brasil um esquema de corrupção nos municípios maranhenses de Mata Roma e Anapurus, passou a andar escoltada por um guarda-costas em todos os lugares onde vai. Vítima de um atentado e de ameaças feitas em um perfil falso no Facebook, ela disse temer por sua sua segurança e a da sua família.

A vereadora denunciou um escândalo de contratação de empresas constituídas em nomes de laranjas para prestar serviços às prefeituras das de Mata Roma e Anapurus em áreas como infraestrutura, educação e saneamento básico e que teria resultado no desvio de mais de R$ 35 milhões. Em conversa com o autor deste blog, Fernanda Maria disse que a ampla repercussão da reportagem, exibida no último dia 27, põe em risco a sua integridade.

“Resolvi procurar a imprensa porque temo pela minha segurança e dos meus familiares”, declarou a vereadora, que afirmou que só vai a Mata Roma acompanhada por seu guarda-costas, um policial militar aposentado. “Sei que esse grupo é perigoso e vingativo, por isso resolvi expor a situação”, complementou.

Atentado

Carro utilizado no atentado contra a vereadora Fernanda Maria

Fiat Pálio usado no atentado contra a vereadora Fernanda Maria, que registrou o fato na polícia

Segundo Fernanda Maria, o atentado aconteceu em 27 de março deste ano, dias após ter começado a denunciar o esquema de corrupção na Câmara. A vereadora conta que trafegava pela Vila Maçulão, em Mata Roma, quando avistou um caminhão da prefeitura daquele município, de placa NXD-8630, fazendo transporte irregular de medicamentos para uma clínica. Ela, então, resolveu tirar fotos da suposta irregularidade quando foi surpreendida por um Fiat Pálio de placa OJD-1522, que por pouco não a atropelou.  Fernanda aponta como autor do atentado o pregoeiro (servidor responsável por comandar licitações) de Anapurus, identificado como Rennefild Garreto Vasconcelos.

Assustada após o episódio, a vereadora registrou boletim de ocorrência na Delegacia Regional de Chapadinha.

Boletim de ocorrência registrado pela vereadora comunicando ter sido vítima de atentado

Boletim de ocorrência registrado pela vereadora comunicando ter sido vítima de atentado

Fernanda Maria conta ainda que após o atentado foi criado um perfil fake (falso) na rede social Facebook, com o pseudônimo “Alda Soares”, cujo teor continha uma série de ameaças a ela.

Sem comentário para "Após denunciar esquema ao Fantástico, vereadora de Mata Roma contrata guarda-costas"


deixe seu comentário