Adesão de Trinchão a Wellington causa demissão em massa na Semapa

1comentário
Wellington e Fufuca entre o presidente estadual do PSD, Cláudio Trinchão: mais um apoio selado

Wellington e Fufuca entre o presidente estadual do PSD, Cláudio Trinchão: mais um apoio selado

Cinco dias após a adesão do PSD à candidatura do deputado estadual Wellington do Curso (PP) a prefeito de São Luís, partiu do Executivo municipal uma ordem de demissão em massa na Secretaria de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa).

A Semapa foi entregue em abril ao presidente do PSD, Cláudio Trinchão, até então partidário da reeleição do prefeito Edivaldo Holanda (PDT).

Todos os exonerados são aliados de Trinchao e foram indicados por ele para ocupar cargos na pasta, exceto o de secretário, que permaneceu vago.

A princípio, assumiria a secretaria a esposa do presidente do PSD, mas a nomeação jamais foi consumada.

Nós últimos quatro meses, a Semapa vem sendo comandada pelo advogado, técnico agrícola e ex-sindicalista Wender Robert Rocha, irmão do deputado federal e cacique do PDT no Maranhão, Weverton Rocha, acomodado com alto cargo na pasta ainda na gestão do ex-secretario Aldo Rogério Ribeiro, ligado ao senador Roberto Rocha (PSB), cujo grupo também cerrou fileira com Wellington na disputa pela sucessão municipal.

Atuando como uma espécie de guardião dos interesses políticos palacianos na Semapa, Wender vê mais um grupo dissidente ser banido da secretaria, enquanto mantém seu poder e influência intactos, com as bençãos do irmão e avalista do projeto de Edivaldo de renovar o mandato.

1 comentário »

Agiotagem: 12 dos 41 prefeitos envolvidos no esquema comandado por Gláucio Alencar foram reeleitos

4comentários

agiotagemLevantamento feito pelo blog no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) acerca dos nomes dos prefeitos e ex-prefeitos envolvidos com agiotagem no Maranhão, conforme descobriu a polícia na investigação do assassinato do jornalista Décio Sá, revela que 12 dos 41 gestores citados foram reeleitos em 2012. A quadrilha, segundo apurou a Secretaria de Segurança Pública, causou um rombo de cerca de R$ 100 milhões nos cofres das administrações municipais, durante quatro anos.

Entre os municípios citados, cujo prefeito continua no cargo, após ter sido reeleito, está Coelho Neto, administrado por Soliney Silva, ex-deputado estadual. Em Cantanhede, José Martinho dos Santos Barros, o Kabão, também renovou o mandato. Assim como em São Domingos do Maranhão, onde o prefeito Kleber Alves de Andrade, o Tratorzão, conseguiu se reeleger.

Completam a relação de gestores reeleitos Raimundo Almeida (Lago Verde), Jorge Eduardo Gonçalves de Melo (Lagoa Grande), João Cândido Carvalho Neto (Magalhães de Almeida), Manoel Edvan Oliveira da Costa (Marajá do Sena), Joacy de Andrade Barros (Mirador), José Lourenço Bonfim Júnior (Miranda do Norte), Tancledo Lima Araújo (Paulo Ramos), Luiza Moura da Silva Rocha (São João do Sóter) e Raimundo Nonato Abraão Baquil (Tutóia).

A polícia, o Ministério Público e a Justiça devem tratar com extremo rigor todos os 41 prefeitos e ex-prefeitos que compõem a lista. Mas deve dispensar atenção redobrada aos que continuam no poder. Abaixo, a lista:

agiotaagiota2

4 comentários »