Mulher ganha homenagem em sessão da Câmara

0comentário

IMPERATRIZ- Vinte e uma mulheres que trabalham ou representam várias instituições em Imperatriz serão homenageadas em sessão especial da Câmara de Vereadores, na manhã desta quinta-feira (5), com o “Troféu 8 de Março: Dia Internacional da Mulher”.  A sessão começa às 9h30 com entrada franca.

A programação especial começou a ser preparada na ultima quinta-feira após a sessão de audiência pública que discutiu a passagem do dia em que se comemora 80 anos do primeiro voto feminino.

A sessão será presidida pela vereadora Fátima Avelino (PMDB), mas as vereadoras Teresinha Soares (PSDB) e Caetana Frazão (PSDB) comporão a mesa diretora durante o encontro.

Homenageadas

*Maria de Jesus Torquato (Hamilton Miranda)

*Almerinda Pereira Nunes (Richard Vagner)

*Irmã Maria das Neves (Adonilson Lima)

*Ivanilde de Paula Silva (Chiquim da Diferro)

*Aurives de Maria Carvalho( Caetana Frazão)

*Maria Félix do Nascimento (João Silva)

*Maria Lucimar Marques (Raimundo Roma)

*Aleandra de Lima Silva (Teresinha Soares)

*Francisca Ferreira Coelho( Fidelis Uchoa)

*Maria Conceição da Silva (Antonio José)

*Maria José Lopes Barros (Aurélio Gomes)

*Cleomar Conceição Silva Pinto (José Carlos Soares)

*Maria Vieira de Farias (Antonio Pimentel)

*Iraci Alves Mendes (Weudson Feitosa)

*Francisca Almeida do Nascimento (Fátima Avelino)

*Maria Carvalho Conceição(Enoc Serafim)

*Rosyjane Paula Farias (Carlos Hermes).

 

 As informações foram repassadas pela Assessoria de Imprensa da Câmara.

sem comentário »

Índice de assassinatos de mulheres cai 10% no país

0comentário

BRASÍLIA – Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgado nessa quarta-feira (4) revelam que a “Lei Maria da Penha” fez diminuir em aproximadamente 10% a projeção anterior de aumento da taxa de homicídios domésticos. A pesquisa leva em conta o período em que a lei entrou em vigor no ano de 2006.

O Ipea conclui na pesquisa que, levando em conta que a violência de gênero estava generalizada e aumentando no país, a “Lei Maria da Penha” teve papel importante para coibir a violência contra a mulher. Em outras palavras, “(…) num cenário em que não existisse a Lei Maria da Penha, possivelmente as taxas de homicídios de mulheres nas residências aumentariam”, conclui a publicação.

O Ipea comparou as mortes de mulheres e de homens a partir de 2006 e concluiu que no Brasil, a taxa de homicídios de mulheres dentro de casa era de 1,1 para cada 100 mil habitantes, em 2006, e de 1,2 para cada 100 mil habitantes, em 2011.

Já as mortes violentas de homens dentro de casa passaram de 4,5 por 100 mil habitantes, em 2006, para 4,8, em 2011. Nesse caso, estão incluídos vários fatores, além de violência doméstica. 

O resultado do estudo é atribuído ao aumento da pena para o agressor, ao maior empoderamento da mulher e às condições de segurança para que a vítima denuncie e ao aperfeiçoamento do sistema de Justiça Criminal para atender de forma mais efetiva os casos de violência doméstica.

Com as informações da Agência Brasil.

sem comentário »

Frase do Dia

0comentário

“Enquanto houver vontade de lutar haverá esperança de vencer”

(Santo Agostinnho)

sem comentário »

Renda de Imperatriz x Sampaio

0comentário

A Federação Maranhense de Futebol (FMF) divulgou a renda da partida entre Imperatriz e Sampaio, pela quinta rodada do Campeonato Maranhense 2015, no Estádio Frei Epifânio, no último domingo (1º/03).

 

Público: 5.130

Pagantes/ Renda: R$ 53.945,00

Borderô da FMF

O borderô diz que o público presente foi de 7.021 pessoas

Obs: A capacidade do Esta´dio atualmente é de pouco mais de 10 mil torcedores. Cronistas esportivos acreditam que o estádio reuniu perto de 9 mil torcedores, o que é uma contagem que, também, acho possível.

 

 

sem comentário »

Imagem do Dia – Solidariedade

0comentário

A Imagem do Dia escolhida pelo Blog é um exemplo de solidariedade na natureza.  O flagrante do fotógrafo Lee May mostra a carona que um Pica-Pau deu para um furão de uma árvore até o chão.

Foto de Lee May, com cortesia de Waci Freitas.

Foto de Lee May, com cortesia de Waci Freitas.

sem comentário »

MP investiga gaúcha por postagem preconceituosa contra maranhenses

0comentário
Reprodução/ Internet

Reprodução/ Internet

Os promotores de justiça Joaquim Ribeiro Junior, Alessandro Brandão e Ossian Bezerra, da Comarca de Imperatriz, instauraram nesta segunda, 2, Procedimento de Investigação Criminal para apurar as circunstâncias em que ocorreram as afirmações proferidas, em 1º de março, no Facebook, pela gaúcha identificada como Isabela Cardoso, de 24 anos, contra o Estado do Maranhão, os maranhenses e sua cultura.

No último domingo, Isabela divulgou publicamente no seu perfil, a seguinte afirmação: “Finalmente em casa, depois de 1 ano e 7 meses na Suzano de Imperatriz eu e meu esposo retornamos a nossa cidade. Estado pobre, kkkkkkkkkk. A cultura maranhense é horrível. O carnaval é um lixo. Tal de bumba meu boi, tambor de crioula. A maioria das Mulheres são piriguetes e os Homens malandros. Mais da metade das pessoas são semi-analfabetas”.

A afirmação teve repercussão em diversos portais e blogs.

No final do domingo, a assessoria da empresa Suzano Papel e Celulose informou que desconhece a jovem e que o caso foi encaminhado ao seu setor de Recursos Humanos. A empresa pediu desculpas pelo ocorrido e destacou que se trata de opinião particular.

“A Constituição Federal repudia discriminação de qualquer natureza. O que torna o povo brasileiro especial é justamente sua diversidade. O Ministério Público do Maranhão adotará posições firmes com o objetivo de coibir práticas dessa natureza”, afirma o promotor Joaquim Ribeiro Junior.

CRIME

De acordo com os representantes do MPMA, o art. 20 da Lei 7.716/89, de 5 de janeiro de 1989, que define os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor, estabelece como crime “praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, religião ou procedência nacional”.

Os promotores destacam, ainda, que se qualquer dos crimes previstos é cometido por intermédio dos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza, os condenados estão sujeitos à pena de reclusão de dois a cinco anos e ao pagamento de multa.

O MPMA também solicitou à Justiça a notificação do responsável pelo setor de Recursos Humanos da empresa Suzano em Imperatriz para prestar esclarecimentos. (Texto: Ministério Público do Maranhão).

sem comentário »

MP organiza Encontro Regional de Segurança, em Imperatriz

0comentário

IMPERATRIZ – MA:  A criminalidade em alta, cidadãos assaltados na rua ou em casa, roubo de motos e carros todos os dias, um clima de insegurança no ar e uma pergunta: Quem será a próxima vítima?

Será diante desse cenário, no mínimo, preocupante que o Ministério Público resolveu reagir e convocar para terça-feira (3), na Câmara de Vereadores, um evento denominado 1º Encontro Regional de Segurança Pública, para tentar encontrar uma saída para a situação que assusta a população da segunda maior cidade do Maranhão.

Pela programação, o evento será realizado a partir das 9h30, o horário em que geralmente começam as sessões semanais,  e a organização é do Centro de Apoio Operacional de Controle Externo da Atividade Policial (CAOp-Ceap) e as Promotorias de Justiça de Imperatriz.

Em nota divulgada em seu site o  MP informa que o encontro integra o programa institucional Controle e Fiscalização do Sistema de Segurança Pública do Estado, que tem como objetivo exigir o cumprimento do direito à segurança pública, assegurando à população uma segurança com qualidade, por meio da apuração dos crimes e combate à criminalidade. Outra finalidade é assegurar a presença da força policial militar e civil nos 217 municípios do Maranhão

Em Imperatriz o evento está sendo organizado pelo promotor de Justiça Joaquim Ribeiro de Souza Júnior. A procuradora-geral de Justiça, Regina Lúcia de Almeida Rocha não estará presente, mas será representada pelo promotor Justiça e coordenador do referido CAOp, Cláudio Cabral Marques.

Entre os assuntos na pauta estará o “Combate às Drogas em Imperatriz: ações urgentes e eficazes”, tema que será abordado pelo promotor de Justiça, Antonio Coelho Soares Júnior, da Comarca de Imperatriz.

sem comentário »

Duplo homicídio no Povoado Olha d´Água

0comentário

IMPERATRIZ – Dois homens tiveram morte violenta na noite desse sábado (28), no Olho d´Água, povoado que fica a cerca de 30 km do centro de Imperatriz. As mortes quebraram o clima de tranquilidade do povoado.

O “banho de sangue” no povoado começou, ainda, cêdo da noite quando um homem armado de faca matou seu rival com dezenas de golpes.  Em ato contínuo o autor fugiu para o matagal, mas acabou sendo perseguido e morto por populares revoltados com o crime que teve como vítima um homem que sofria de doença mental.

 

 

sem comentário »

Juiz sofre acidente de trânsito em Imperatriz

1comentário

IMPERATRIZ – Encontra-se internado em estado grave no Hospital Santa Mônica, da rede particular, o juiz de direito Armindo Reis.  O acidente foi na tarde deste sábado, no Centro.

As primeiras informações dão conta que o magistrado estava seguindo pilotando uma motocicleta pela avenida Dorgival Pinheiro de Sousa quando foi atingido por um automóvel que seguia pela rua Rio Grande do Norte e teria avançado a preferencial.

Com o choque, o magistrado teve fratura nas costelas, perfuração do fígado e pulmões. Ele foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) até o Hospital Municipal (Socorrão) onde recebeu atendimento e foi transferido para o hospital particular.

O estado de saúde do juiz é preocupante. Uma amiga do magistrado postou em um grupo de do aplicativo Whatsapp que Armindo doi submetido a uma cirurgia e está em coma, numa UTI do hospital.

1 comentário »

Se tiver no Brasil uma cidade sem buracos, quero morar lá

0comentário
Vereador João Silva, líder  do governo municipal, nesse caso administração Sebastião Madeira, na Câmara. Foto: João Rodrigues/ Imirante.

Vereador João Silva, líder do governo municipal, nesse caso administração Sebastião Madeira, na Câmara. Foto: João Rodrigues/ Imirante.

IMPERATRIZ – MA: Buracos, lama, riachos cheio de mato e lixo entre outros problemas são enfrentados pela população de Imperatriz, situação que tende a se agravar com a chegada do período das chuvas que vai de novembro a março, com algumas variações.

Ainda no segundo semestre de 2014 a  prefeitura prometeu recuperar as ruas da cidade, mas o tempo passou e a situação só ficou pior.

Diante do quadro em tela a  Câmara de Vereadores realizou eleição que definiu José Carlos Soares (PTB) como presidente da Mesa Diretora e o cargo de líder do governo municipal, que era dele, ficou vago por alguns dias até o vereador João Francisco Silva ser nomeado e empossado, pessoalmente pelo prefeito Sebastião Madeira (PSDB).

Atualmente no terceiro mandato ( foi vereador de 1993/1996 e suplente tendo assumido de 1997/2000) João Silva tem uma característica bem peculiar de criar polêmicas pelo “estilo trator”.

O homem, que teve a carreira política iniciada no então governo Davi Alves Silva, o qual apoiava, criou polêmicas em alguns momentos como na atual legislatura, quando deixou a Comissão de Justiça e Redação por discordar dos demais colegas que votaram contra seu posicionamento.

No ano passado o parlamentar voltou a criar polêmica ao apresentar um projeto de lei para a concessão de Título de Cidadão Imperatrizense ao então empresário Damião Benício dos Santos, que responde a processo por envolvimento no assassinato do prefeito  Renato Moreira.  A matéria foi aprovada, mas o Titulo de Cidadão não foi concedido porque a informação vazou para a imprensa que a divulgou e a família Moreira reagiu.

A repercussão da reportagem divulgada inicialmente pelo portal Imirante Imperatriz e depois a ida da família a Câmara fez os vereadores recuarem. Não só foi derrubado o projeto de lei como os vereadores pediram desculpas à família. Como saída o então presidente Hamilton Miranda acabou encontrando uma falha na apresentação do projeto e divulgou que tecnicamente a matéria não tinha valor.

Como novo líder do governo na Câmara o vereador João Silva mantém o bom e velho estilo. Sobre a relação interinstitucional entre a Câmara e prefeitura ele disse que segue normal, mas ao ser perguntado sobre a falta de infraestrutura da cidade reagiu com a ironia de sempre:  A função do líder é esclarecer sobre o Executivo e defendê-lo quando for conveniente. Se for algo incoerente nem eu defendo, só defendo o que é lícito, agora falar sobre buracos  que são encontrados na cidade, se o senhor encontrar um lugar no Brasil onde não tiver buraco, me diga que quero morar lá”.

sem comentário »