Tráfico leva mãe e filho para cadeia, em Imperatriz

0comentário

IMPERATRIZ – Willliam Alves do Val, de 23 e Valmira Alves do Val, foram presos em flagrante, na noite desta terça-feira (31), no bairro da Vilinha, em Imperatriz sob suspeita de tráfico de drogas.

Apesar do mesmo sobrenome o que chama a atenção é que os dois são mãe e filho.

Com os dois, os policiais do 14º BPM apreenderam 110 papelotes com 10 gramas de maconha, quatro barras com 25 gramas de maconha e uma barra com 220 de maconha.

Toda a droga estava pronta para comercialização, segundo a PM.

sem comentário »

Juiz que mandou prender funcionários da TAM volta ao trabalho

0comentário
Juiz Baldochi. imagem reprodução/ Internet

Juiz Baldochi. imagem reprodução/ Internet

IMPERATRIZ – Três meses e 13 dias após ter sido afastado e alvo de sindicância para apurar denúncia de abuso de autoridade, ao mandar prender dois funcionários da TAM que o impediram de embarcar em voo no aeroporto Prefeito Renato Moreira, o juiz Marcelo Testa Baldochi voltou às suas atividades na 4ª Vara Civil da comarca de Imperatriz.   Ele retornou ao trabalho graças a uma liminar acatada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) foi notificado horas mais tarde a expedição liminar datada do dia 26 de março.

Marcelo Baldochi argumentou na ação, com pedido de liminar, que a comissão do TJ-MA responsável pela investigação ouviu apenas as testemunhas de acusação e não deu prazo para a apresentação da defesa do magistrado.

O próprio juiz já havia adiantado em entrevista coletiva, dias depois do episódio, que iria recorrer  contra a decisão que o afastara e questionou a postura da comissão investigadora.

Marcelo Baldochi, que também respondia pela comarca de Senador La Rocque, ganhou destaque nacional no dia 7 de dezembro de 2014 ao mandar prender três funcionários da TAM que o impediram de embarcar em voo de Imperatriz para Sâo Paulo. Um vídeo em que ele dava ordem de prisão aos funcionários foi divulgado na internet.

Leia também:

Repercussão nacional: juiz manda prender funcionários da TAM

CGJ vai investigar conduta do juiz Marcelo Baldochi

Conduta de juiz Baldochi começa a ser investigada

 

Apesar de ter mandado a PM conduzir os funcionários para a delegacia, o magistrado não compareceu para formalizar qualquer queixa contra os trabalhadores, que foram liberados.

Ele conseguiu uma vaga num voo de outra empresa e seguiu viagem no mesmo dia para São Paulo e só ao retornar a cidade, cerca de um mês depois, é que ele resolveu falar com a imprensa sobre o assunto e se disse prejudicado com a forma como o caso foi exposto, segundo ele, diferente do que realmente aconteceu porque chegou a ser maltratado por um funcionário e negou ter se identificado e agido como juiz.

sem comentário »

Fies:média minima e não zerar redação são critérios para bolsa

0comentário

BRASILIA- A partir de hoje (30), o estudante que tiver média inferior a 450 pontos nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não poderá se inscrever para uma bolsa do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Além da média mínima, o candidato não pode ter nota zero na redação. As inscrições vão até o dia 30 de abril.

Em fevereiro, foram abertas as inscrições para novas adesões ao Fies, mas sem a obrigatoriedade da nota mínima. Era preciso apenas ter feito o Enem para solicitar o financiamento.

Não estão sujeitos a essa regra os professores do quadro permanente da rede pública matriculados em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia.

A regra de exigir a média mínima no Enem foi estabelecida em portaria do Ministério da Educação, publicada em dezembro de 2014, e gerou descontentamento de estudantes e representantes de instituições privadas de ensino superior. Instituições estimam que a mudança reduzirá em pelo menos 20% o número de contratos do Fies.

A estudante Kamila Monteiro, de 18 anos, obteve média de 426 pontos no Enem e conseguiu o contrato do Fies antes da aplicação da nova regra. Ela avalia que os estudantes de escola pública como ela serão prejudicados com a mudança.

“Dizem que é para melhorar a qualidade do ensino, mas quem está em escola pública tem dificuldade para fazer a prova do Enem. Então, é preciso começar melhorando a qualidade do ensino médio e não dificultar a entrada no ensino superior”, diz Kamila, que vai cursar psicologia em uma instituição de São Paulo.

O Ministério da Educação descarta a possibilidade de abrir mão da exigência. Segundo a pasta, a mudança foi feita em prol da qualidade do ensino superior e o diálogo com as entidades é permanente.

O Fies financia de 50% a 100% das mensalidades, dependendo da renda familiar mensal bruta. É destinado a alunos matriculados em cursos superiores presenciais não gratuitos, oferecidos por instituições cadastradas no programa e que tenham obtido resultados positivos nas avaliações do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior.

Entre as mudanças feitas pelo ministério no Fies estão também a alteração de 12 para oito no número de parcelas de repasse de recursos para as instituições privadas e percentual máximo de reajuste para mensalidades no caso de aditamentos de contratos. (Agência Brasil).

sem comentário »

Frase do Dia

0comentário

Uma pessoa inteligente resolve um problema, um sábio o previne.

(Albert Einstein)

sem comentário »

Enduro reúne ciclistas em Campestre do Maranhão

0comentário
Ciclistas participam de evento em Campestre do Maranhao. Foto Nardele Oliveira| Divulgacao.

Ciclistas participam de evento em Campestre do Maranhao. Foto Nardele Oliveira| Divulgacao.

CAMPESTRE DO MARANHÃO – Amantes do ciclismo participaram, nesse fim de semana, em Campestre do Maranhão, de um evento exclusivo para quem adora adrenalina em duas rodas e movida a pedaladas.  Foi realizado no Distrito de Cabeceira Grande, zona rural de Campestre, o evento denominado Enduro de Baker.

Organizado pela Secretaria Municipal de Juventude. o evento reuniu ciclistas de varias faixas etárias que se aventuraram em trilhas por áreas de mata e canaviais da região.

Foto Nardele Oliveira| Divulgação.

Foto Nardele Oliveira| Divulgação.

Apesar do clima quente e o ambiente hostil, os participantes não reclamaram, segundo os organizadores, que avaliaram o evento como sendo um sucesso.

Lama, adversidades e adrenalina em Enduro Baker de Campestre. Foto Nardele Oliveira| Divulgação.

Lama, adversidades e adrenalina em Enduro Baker de Campestre. Foto Nardele Oliveira| Divulgação.

As informações foram do jornalista Nardele Oliveira.

sem comentário »

Motociclista morre em acidente na BR-010

0comentário

CAMPESTRE DO MARANHÃO-  Um acidente com morte foi registrado na noite desse domingo (29), no KM 188 da BR-010 em Campestre do Maranhão.

Segundo informações da Policia Rodoviária Federal a colisão entre uma motocicleta e placa  NXM-5755-MA e um caminhão Ford Cargo de placa NXG 2094-MA resultou na morte do condutor da moto Raimundo dos Santos Duarte, de 39 anos.

O motociclista morreu no local do acidente.

No total o relatório de trabalho da PRF referente ao domingo informa que foram registrados três acidentes de transito em rodovias federais do Maranhão com nove pessoas feridas e uma morte.

Também na BR-010, em Imperatriz, policiais rodoviarios prenderam Ananias Aguiar dos Santos, 30 anos. Alvo de abordagem de rotina, Ananias foi flagrado de posse de uma Carteira Nacional de Habilitacao falsa e tinha, ainda, contra ele um Mandado de Prisao em aberto.

Em Balsas um motorista foi detido por ter sido flagrado com 0,43 mg|l de alcool por litro no organismo conforme teste do bafómetro.

Em Imperatriz  Adão Coelho de Araujo foi detido por dirigir veiculo automotor com 0,99 mg|l de litro de alcool no organismo.

sem comentário »

Imagem do Dia- Ramos

0comentário
Catolicos fazem caminhada do Domingo de Ramos, na MA- 122 em Senador La Rocque(MA). Foto Joao Rodrigues

Catolicos fazem caminhada do Domingo de Ramos, na MA- 122 em Senador La Rocque(MA). Foto Joao Rodrigues

sem comentário »

Animal na pista provoca acidente grave em Porto Franco

0comentário
Motociclista foi socorrido no local. Foto: Nardele Oliveira/ Divulgação.

Motociclista foi socorrido no local. Foto: Nardele Oliveira/ Divulgação.

PORTO FRANCO – A irresponsabilidade de alguns donos de animais provocou mais um acidente grave em rodovias que cortam o Maranhão.

O piloto de uma motocicleta Biz ficou gravemente ferido depois que a motocicleta Biz que ele pilotava atropelou um animal que vagava na MA-335, via que liga Porto Franco a São João do Paraíso, na Região Tocantina, caso acontecido no início da noite deste domingo (29).

Segundo informações de testemunhas, o homem identificado apenas por Gilberto ficou gravemente ferido e foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao hospital público de Porto Franco.

O choque violento provocou a morte do animal, ainda, no local e destruição parcial da motocicleta.

Foto Nardele Oliveira|Divulgacao

Foto Nardele Oliveira|Divulgacao

sem comentário »

Dispositivo faz diagnóstico sobre diabetes

0comentário

BRASILIA – Um sistema desenvolvido pelo Instituto de Física de São Carlos, da Universidade de São Paulo (IFSC/USP), vai possibilitar o diagnóstico pré-sintomático do diabetes mellitus tipo 2, doença que afeta o metabolismo da glicose, a principal fonte de energia do corpo.

Segundo levantamento da Sociedade Brasileira de Diabetes, baseado em dados do Ministério da Saúde, há 14 milhões de diabéticos no Brasil, 90% deles com o tipo 2 da doença e o restante, o tipo 1.

O diabetes não insulinodependente ou do adulto – tipo 2 – ocorre geralmente em pessoas obesas com mais de 40 anos. Por ser pouco sintomáticp, o portador do diabetes tipo 2, na maioria das vezes, permanece por muitos anos sem diagnóstico e sem tratamento, o que pode provocar complicações no coração e no cérebro.

O dispositivo foi criado pelo Grupo de Nanomedicina e Nanotoxicologia do IFSC/USP com o objetivo de identificar alterações hormonais, de forma rápida e fácil, que possam indicar a possibilidade de surgimento do diabetes tipo 2 no futuro.

A pesquisa foi feita pela aluna de doutorado Laís Canniatti Brazaca, com a orientação do professor Valtencir Zucolotto. “Não é um sistema para diagnóstico de diabetes tipo 2 e nem para diagnóstico precoce da doença. O que desenvolvemos é um sistema de detecção de um hormônio específico chamado adiponectina”, explicou Zucolotto, em entrevista à Agência Brasil.

“Quando o organismo começa a produzir menos esse hormônio, há uma relação com o aparecimento de diabetes tipo 2 lá na frente. Obviamente não são todos os casos em que a diminuição [do hormônio] leva ao diabetes, mas há uma correlação. Se existe uma maneira rápida e barata de detectar esses hormônios, pode-se pensar até em um diagnóstico preditivo. Sabendo que há uma disfunção [hormonal], a pessoa pode até pensar em uma mudança de hábitos alimentares e de vida, que podem evitar ou postergar o aparecimento da doença, acrescentou.

O sistema funciona por meio de um biossensor, descartável e de baixo custo, que detecta a baixa concentração do hormônio adiponectina, relacionado com a doença. Há diversas pesquisas que relacionam o aparecimento do diabetes mellitus tipo 2 à baixa produção de adiponectina, mas o método utilizado para detectá-lo, chamado de Enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA), costuma ser muito caro e pouco realizado em laboratórios.

“Já existem métodos padrões e convencionais para detectar esse hormônio, mas são mais caros e precisam de grandes equipamentos, além de serem feitos em laboratórios de análises clínicas. Nosso sistema é um biossensor, descartável, um eletrodo pequeno para que se possa tentar tornar mais fácil esse monitoramento da adiponectina”, explicou o professor.

Exames feitos em laboratório com o novo sistema, no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da USP, obtiveram resultados bastante semelhantes aos feitos com o método tradicional Elisa. Mas a ideia é que o novo dispositivo não substitua a análise feita convencionalmente com o Elisa, mas seja um exame complementar. Após o desenvolvimento dessa tecnologia, o grupo espera encontrar empresas interessadas em produzir o aparelho e comercializá-lo.

(Agência Brasil).

sem comentário »

Pagamentos pelo smartphone

0comentário

BRASÍLIA – Depois de desbancar o cheque na preferência dos consumidores, o cartão de plástico começa a ser ameaçado. Chegou ao Brasil a tecnologia que permite o pagamento de compras em lojas físicas por meio de smartphones.

Em vez de inserir ou passar o cartão na máquina, o cliente aproxima o celular de um leitor com a tecnologia Near Field Communication (NFC). Inicialmente disponível apenas para telefones com o sistema Android, a novidade foi lançada nesta semana pelo Banco do Brasil e vale tanto para operações de crédito quanto de débito.

Diferentemente de outros países, onde os pagamentos por telefones móveis utilizam créditos de celulares, a solução adotada pelo Banco do Brasil (BB) usa cartões virtuais atrelados ao cartão físico. Por meio do aplicativo Ourocard-e, disponível no sistema Android, o correntista pode criar quantos cartões virtuais desejar, todos atrelados ao cartão de plástico do cliente e sem a cobrança de anualidade, que vale apenas para o cartão principal.

O vencimento da fatura, os benefícios e os atributos dos cartões virtuais seguem o cartão principal. “Essa é uma tecnologia pioneira em todo o mundo”, diz o vice-presidente de Negócios de Varejo do Banco do Brasil, Raul Moreira. Desde o ano passado, o banco oferece cartões virtuais para compras em sites eletrônicos. A ferramenta agora foi estendida às lojas físicas.

A compra por meio da tecnologia NFC funciona da seguinte forma: o lojista informa o valor da compra na máquina. Em vez de entregar o cartão com seus dados ao vendedor, o cliente abre o aplicativo, escolhe o cartão virtual que deseja usar e a forma de pagamento (crédito ou débito). Para concluir a transação, o comprador aproxima o celular do leitor, digita a senha do cartão e espera a emissão do comprovante. Compras abaixo de R$ 50 dispensam a senha.

Segundo Moreira, a tecnologia não oferece risco de clonagem. Ao fazer um pagamento, o sistema emite para a máquina uma chave de segurança que elimina qualquer possibilidade de captura do número do cartão do cliente. “A segurança é a mesma dos chips instalados nos cartões de plástico. Para o lojista, a tecnologia NFC reduz as filas nos caixas porque as transações são mais rápidas que no sistema tradicional”, explica.

 

Para evitar contratempos em caso de perda do celular, o usuário deve seguir os procedimentos padrões para o extravio de smartphones. Basta inserir uma senha segura para o aparelho, de modo que o ladrão não consiga desbloqueá-lo, ou programar a desativação remota do smartphone.

 

Na primeira etapa, a novidade está disponível apenas para clientes com cartões Ourocard Visa. Em maio, os clientes do Banco do Brasil com cartões Elo também poderão criar cartões virtuais. Apesar de a tecnologia estar em fase inicial, o vice-presidente do BB diz que 70% dos terminais nos pontos de venda estão preparados para a tecnologia NFC. “Nos Estados Unidos, apenas 15% das máquinas estão adaptadas ao NFC”, compara.

 

Raul Moreira diz que o banco pretende estender a tecnologia aos smartphones com os sistemas iOS (da Apple) e Windows Phone. No entanto, ainda não existe data para que a funcionalidade seja incorporada a esses aparelhos. “Decidimos dar prioridade ao Android, que responde por 80% do mercado brasileiro de smartphones. A utilização da ferramenta nos iPhones exige a definição de que solução a Apple pretende adotar para o NFC”, justifica.

Há uma semana usando o cartão virtual no smartphone, o engenheiro Guilherme Rodrigues, 31 anos, aprova a tecnologia. “Além de agilizar o pagamento, acho mais seguro que o cartão tradicional porque o risco de clonagem é menor”, diz. Segundo ele, a maior dificuldade, até agora, tem ocorrido com lojistas que não sabem operar o NFC: “É uma questão temporária, que vai ser resolvida quando os comerciantes se habituarem ao sistema”.

Para usar a tecnologia, é necessário ter um celular Android com função NFC. O telefone deve ter ainda sistema operacional mínimo Kit Kat 4.4.2 e acesso à internet móvel ou ao wi-fi.

(Agência Brasil).

sem comentário »