TAA abre inscrições para diversos cursos de arte

0comentário

O Teatro Arthur Azevedo (TAA) abrirá inscrição de 4 a 6 de fevereiro, das 8h às 12h, para cursos de teatro, dança e de música (coral e piano).

Podem participar alunos de oito a 18 anos, regularmente matriculados na rede pública estadual e municipal de ensino e que estudem no turno vespertino. Os interessados devem comparecer a Sala da Lojinha do TAA (Rua Godofredo Viana, lateral ao prédio do teatro) com uma foto 3×4 em preto e branco recente, cópia da carteira de identidade ou certidão de nascimento e comprovante de residência.

Os cursos abrem o calendário 2015 de atividades do projeto Núcleo Arte Educação (NAE), desenvolvido por meio de parceria entre as Secretarias de Estado da Cultura (Secma) e a de Educação (Seduc). O projeto incentiva a formação de plateia por meio da circulação, em São Luís e interior do Maranhão, de espetáculos produzidos por alunos do ensino fundamental e médio da rede pública.

Os inscritos passarão por teste seletivo. Os testes iniciam às 8h, para inscritos nos cursos de teatro e dança, dia 19 de fevereiro, e para curso de música, dia 20. O resultado dos testes será divulgado às 9h do dia 23 de fevereiro no Teatro Arthur Azevedo e, também, por meio da imprensa.

sem comentário »

Festival de Marchinhas Carnavalescas do Sesc

0comentário

Abram alas para os compositores da cidade. O Festival de Marchinhas Carnavalescas do Sesc convida-os para criar novas músicas para animar a edição 2015 do Projeto Sesc Folia – Sua Majestade o Carnaval. O Festival é uma promoção do Serviço Social do Comércio no Maranhão que realiza inscrições de 27 a 30 de janeiro, no Sesc Deodoro.

Compositores e intérpretes maranhenses podem inscrever gratuitamente canções inéditas no gênero marchinha de carnaval tradicional, que não tenham sido apresentadas publicamente e que suas letras façam menção ao carnaval do Sesc, ao Bloco “Vai Quem Quer” e ao Comerciário. Que não contenham conteúdos que venham de encontro com a natureza do trabalho social da instituição, conforme disposto no Regulamento, disponível em www.sescma.com.br.

Além das duas melhores marchinhas, também será escolhido o melhor intérprete. As premiações para cada composição é: 1º colocado (composição): 01 troféu + R$ 2 mil Reais; 2º colocado (composição): 01 troféu + Mil Reais e melhor intérprete: 01 troféu + mil Reais.

Em mais uma edição, o Festival e Marchinhas Sesc visa valorizar artistas e produção local, por meio de evento competitivo, aberto para composições inéditas de marchinhas carnavalescas, para compor o repertório do Bloco “Vai Quem Quer”, organizado pelo Sesc.

A listagem dos selecionados será divulgada no dia 3 de fevereiro e será afixada nos murais do Sesc Deodoro e Sesc Administração e publicada no endereço eletrônico www.sescma.com.br

A apresentação das composições selecionadas acontecerá na Área de Vivência do Sesc Deodoro, no dia 11 de fevereiro, a partir das 19h. Dúvidas e outras informações entrar em contato pelos telefones 3216.3889 e 3216.3869.

sem comentário »

Cadê o Circo da Cidade ? nosso patrimônio cultural

0comentário

O que aconteceu com o Circo da Cidade, oficialmente conhecido como Circo Cultural Nelson Brito ? Não só eu, como outros frequentadores e a classe artística sentimos a falta desse picadeiro imponente. Esse espaço público e cultural estratégico, que ficava situado ao lado do Terminal da Praia Grande, no Centro Histórico de São Luís, em que artistas locais, de fora e de diversos segmentos pintaram o sete com diversão.

circodacidade4640

Infelizmente, o Circo foi desmontado em setembro de 2012, quando foi iniciada a obra do Veículo Leve sobre os Trilhos (VLT). Tudo não passou de pura ilusão. Os artistas, ainda, fizeram um ato público apartidário, chamado “Abraço Coletivo ao Circo da Cidade”, visando mobilizar a classe artística e a população ludovicense para reafirmar o compromisso da permanência deste espaço público. Até o momento, nenhuma autoridade competente se manifestou sobre o assunto.

Fica aqui o apelo de quem ama arte nessa ilha pelo retorno do Circo da Cidade. E que o nosso pedido seja atendido e não demore muito.

sem comentário »

Pré-Carnaval no Baile do Pierrot

0comentário

Pra quem quer curtir um pré-carnaval em clima de bailes antigos, com música alternativa, esse ano rola a segunda edição do Baile do Pierrot, que ocorrerá dia 7 de fevereiro (sábado) no Amsterdam Music Pub (Lagoa da Jansen), a partir das 22h.

Além de ser a nossa primeira apresentação na casinha holandesa, a noite conta com a participação do nosso amigo Hermes Castro, tocando as músicas do seu disco “Serenô”, previsto para ser lançado esse ano ainda.

Preparem suas máscaras, confetes e serpentinas e venham curtir conosco!!!

bailedopierrot

sem comentário »

Criolo: conexão com a música e os ‘gringos’

0comentário

Criolo constata que não se trata apenas de um ‘rapper’ com versos e rimas, ele ajuda na conexão com a música e o público ‘gringo’. Em turnê por Berlim, capital da Alemanha, e Glasgow, na Escócia, o músico brasileiro mostrou que faz ‘rap’ com compromisso.

criolo640

No show de sábado (24), no clube Gretchen, em Berlim, Criolo recebeu uma faixa dos fãs relembrando os 13 anos da morte do paulistano Sabotage e, junto de Daniel Ganjaman, produtor do clássico “O Rap é Compromisso”, levantou a mensagem de ‘descanse em paz’, que ficou no palco até o fim da noite.

Intercâmbio

Para ajudar na conexão com a cena estrangeira, Criolo tem fortalecido parcerias com músicos locais. Na capital alemã, repetiu o encontro com Peter Fox, Delle e Boundzound, da banda veterana Seeed, no reggae “Pé de Breque”. Em Glasgow, na Escócia, a mistura foi mais inusitada, com o cantor indie de folk pop Dan Wilson em um momento acústico. Em Londres, o rapper Afrikan Boy e o DJ Sef Kombo abriram a noite.

Emigração

A histeria nas fileiras próximas do palco denunciou que os expatriados eram maioria e estavam conectados com o disco recém-lançado. Rimas de faixas novas, como as de “Cartão de Visita”, já estavam na ponta da língua. “Estão com saudade do Brasil?”, agitou pouco antes de tocar “Não Existe Amor Em SP”, que tirou lágrimas de fãs na plateia. Apesar de não entrar em discussões sobre a situação da cidade, o músico fez um curto e honesto desabafo: “São Paulo não está fácil”.

Gringalhada

Enquanto Criolo se comunica com o público gringo com sorrisos e muita “positive vibration”, a surpresa é que, mesmo em menor quantidade, alguns não só entendiam o artista como também conheciam as letras. “Morei por três anos no Brasil, em Cachoeira Paulista, e agora vim passar uma temporada estudando em Berlim. Existem algumas coisas do Brasil das quais não sinto falta, mas, das que sinto, Criolo é uma das que me trazem boas lembranças”, comenta o francês Pierre Bélanger, 26, fã de “Nó Na Orelha”, em português arrastado.

Sozinho em um canto da pista, de cabelos grisalhos e camisa suada, o alemão Ebbe Eckart, de Düsseldorf, fala que seu interesse pela música faz parte de uma paixão pelo país. “Meu amor pelo Brasil começou quando eu tinha sete anos, na Copa de 50. É uma longa história. A última vez que viajei para lá foi em 2012, quando fiz uma viagem de férias do Rio à Bahia. Conheci a música do Criolo nessa época, gosto muito de como soa e acho que a presença social e a crítica nas letras dele dizem muito sobre os problemas do país.”

Ao lado do palco, a berlinense Emmily Gerhard, 29, diz que ainda é iniciante, mas quer descobrir mais. “Conheci as músicas do Criolo através da minha namorada, que fez a primeira viagem ao Brasil no ano passado durante a Copa. Ainda não entendo as letras, mas gosto das músicas e tenho planos de visitar o país nas minhas férias deste ano.”

Fim de Festa

Nos momentos finais do show, após dois pedidos incansáveis de bis do público e de cantar olhando nos olhos de um fã e depois segurando o braço de uma brasileira, Criolo voltou ao palco de camiseta, com uma estampa do mantra indiano “OM” e fechou a apresentação com “Tô pra Ver” e “Demorô”, com os gringos repetindo o palavrão do refrão em português.

Na turnê europeia, Criolo é acompanhada pela banda formada pelo produtor e baixista Marcelo Cabral, o guitarrista Guilherme Held e o baterista Sérgio Machado.

SETLIST

“Convoque Seu Buda”
“Esquiva de Esgrima”
“Subirusdoistiozin”
“Casa de Papelão”
“Sucrilhos”
“Pé de Breque”
“Freguês da Meia Noite”
“Grajauex”
“Lion Man”
“Coccix-Encia”
“Não Existe Amor em SP
“Pegue Pra Ela”
“Cartão de Visita”
“Demorô”
“Tô Pra Ver”

sem comentário »

Escolhida comissão para a Semana de Teatro

0comentário

A escolha dos quatro membros que irão organizar a X Semana de Teatro do Maranhão (TAA) aconteceu nessa sexta-feira (23), no TAA. Eleitos pelos artistas por voto direto, os quatro membros trabalharão com outros três indicados pela direção do Teatro Arthur Azevedo (TAA), na Comissão de Teatro, responsável por organizar a X Semana de Teatro do Maranhão, a ser realizada no período de 5 a 10 de maio.

comissaoteatro640

Saíram vencedores Alana Araújo (34 votos), Darciléia Sousa (28 votos), Dayana Roberta (24 votos) e Josué Redentor (21 votos). Os três nomes indicados pelo Teatro Arthur Azevedo serão divulgados, posteriormente, pela direção da casa.

Durante a reunião para a escolha da Comissão de Teatro ficou acertado que será instituída uma curadoria formada por artistas, indicados pela comissão, para organizar logisticamente o evento. Os membros da curadoria serão indicados em plenária. Ficou assegurado, ainda, que todas as sextas-feiras, às 17h, haverá reunião da classe artística para apresentação de propostas para a realização da X Semana de Teatro no Maranhão.

sem comentário »

Disco de Patativa é destaque no Rolling Stone Brasil

0comentário

Zeca Baleiro revelou ao Brasil a cantora Patativa, de 77 anos, a dama do samba da terra natal do cantor e compositor: o Maranhão. O CD “Ninguém É Melhor do Que Eu” foi lançado pelo selo de Baleiro, “Saravá Discos”, e é destaque no “Guia de Discos”, da Rolling Stone Brasil, além de recomendado como uma boa audição, em tempo de pouca coisa interessante na Música Popular Brasileira, pelo crítico e jornalista Marcos Lauro.

patativa640

A faixa-título tem participação de Zeca Pagodinho, enquanto Simone aparece em “Saudades do Meu Bem Querer”.

Baleiro divide os vocais com Patativa em “Santo Guerreiro”. Segundo o crítico e jornalista Marcos Lauro, do site Rolling Stone Brasil, o som de Patativa agrada aos ouvidos mais acostumados ao ritmo de raiz do Rio de Janeiro, assim como ao baiano, de artistas como Riachão. O jornalista diz, ainda, que “a voz grave da artista carrega os anos de vida e experiência nas rodas de samba maranhenses”.

– Ninguém É Melhor do Que Eu” é uma estreia em grande estilo – complementa Marcos Lauro. Clique e leia.

sem comentário »

Operação ‘Praia com Segurança’ em São Luís

0comentário

A operação ‘Praia com Segurança’, ocorre no fim de semana, em toda orla marítima da região metropolitana de São Luís. A ação visa oferecer segurança aos frequentadores das praias e consiste no trabalho de rondas, patrulhamento e atividades de prevenção e conscientização de banhistas quanto aos riscos relativos ao mar.

A operação será desenvolvida pelo Grupamento Bombeiro Marítimo (GBmar), Companhia de Policiamento Rodoviário Estadual Independente (CPRvInd), Grupo Tático Aéreo (GTA) e guarda- vidas do município. A concentração ocorrerá às 9h30 na descida da Praia do Meio. As equipes vão percorrer toda extensão do Olho d’ Água, Praia do Meio e Araçagy, onde será instalada uma base móvel do GBmar. Ação louvável ! A sugestão é para que a operação ‘Praia com Segurança’ se estenda por todo o litoral de São Luís e funcione no período da noite.

Serviço:

O quê: Operação Praia Segura.
Quando: Neste sábado (22) e domingo (23).
Onde: Em toda a extensão do Olho D’agua, Praia do Meio e Araçagy.

sem comentário »

Linton Kwesi Johnson no Festival Back2Black (RJ)

0comentário

O festival Back2Black, que acontece nos dias 20 e 21 de março, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, anunciou a vinda do rapper belga Stromae para sua sua sexta edição. A programação inclui ainda Angelique Kidjo, Planet Hemp, Damian Marley, Velha Guarda da Mangueira, Lenine com Orquestra Rumpilezz, além do lendário poeta jamaicano do dub Linton Kwesi Johnson.

LInton Kwesi Johnson

LInton Kwesi Johnson

O preços variam de R$ 50 a 200 reais (combo para os dois dias) e começam a ser vendidos na sexta-feira (23).

Novo nome do hip-hop europeu, Stromae, nome artístico do compositor e produtor Paul Van Haver, tem despontado no YouTube com as músicas “Papaotuai” e “Tous Les Mêmes”). Sucesso na Europa a partir dos anos 2010, o músico faz um som eletrônico influenciado pela cultura do hip-hop e pela música latina. Ele canta em francês e está em franca ascensão nos Estados Unidos.

Jamaica e Rio

Serão 14 shows distribuídos entre os dois palcos instalados no andar térreo da Cidade das Artes. No Palco Rio, o maior deles, se apresentarão apenas os nomes consagrados, enquanto o Palco Cidade será dedicado a encontros entre artistas novos e veteranos.

A música jamaicana é um dos destaques do festival. Do país que preserva tantas afinidades musicais com a África e o Brasil, o festival apresenta Damian Marley – filho e discípulo do legado de Bob Marley – e Linton Kwesi Johnson, celebrado poeta do dub. Damian nunca fez show no Rio de Janeiro. Já Linton, que vai dividir o palco com seu habitual colaborador Dennis Bovell (guitarrista e baixista de reggae e dub oriundo de Barbados), é atração inédita em palcos brasileiros.

Rapper Belga Stromae

Rapper Belga Stromae

Do Benim, vem a politizada cantora e compositora Angelique Kidjo. De Angola vêm Aline Frazão e Toty Sa’Med, jovens talentos que vão dividir o palco com a carioca Natasha Llerena.

Um show-tributo aos compositores negros cariocas, sob o comando do diretor musical Alexandre Kassin e com a participação de diversos artistas, deve incorporar uma homenagem póstuma a Lincoln Olivetti, o maestro, músico e arranjador fluminense que faleceu em 13 de janeiro deste ano. Os rappers Duguettu e Carol Conká – naturais do Rio de Janeiro e de Curitiba, respectivamente – completam a programação.

damianmarley640

Festival Back2Black 2015

Local: Fundação Cidade das Artes
Av das Américas, 5.300
Barra da Tijuca – Rio de Janeiro
Tel: (21) 3325.0102

Preço do ingresso (por dia): R$ 150,00 (inteira) / R$ 75,00 (meia)
COMBO para os dois dias : R$ 200,00 (inteira) / R$ 100,00 (meia)

Para compra de ingressos e informações sobre pontos-de-venda na cidade, acessar o site da Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br)

Ponto de Venda sem Taxa de Conveniência:
Cidade das Artes – Av. das Américas, 5300, Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ
Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 13h às 19h.

PROGRAMAÇÃO

SEXTA, 20 DE MARÇO DE 2015

PALCO RIO
– Linton Kwesi Johnson + Dennis Bovell Dub Band (Jamaica/Barbados)
– Planet Hemp (Brasil)
– Damian Marley (Jamaica)

PALCO CIDADE
– Duguettu
– Karol Conká
– Dream Team do Passinho (Brasil) + bailarinos de kuduro (Angola)
SÁBADO, 21 DE MARÇO DE 2015

PALCO RIO
– Lenine + Orquestra Rumpilezz (Brasil)
– Angelique Kidjo (Benim)
– Grande celebração aos compositores negros cariocas
Homenagem ao samba/soul/black carioca
Direção musical de Alexandre Kassin
Arranjos de Lincoln Olivetti
– Stromae (Bélgica)

PALCO CIDADE
– Velha Guarda da Mangueira (Brasil)
– Mingas + Moreira Chonguiça + Bailarinos de Marrabenta (Moçambique)
– Aline Frazão (Angola) + Toty Sa’med (Angola) + Natasha Llerena (Brasil)
– DJ (nome a confirmar)

 

sem comentário »

Galeria promove Atelier Aberto de Fotografia

0comentário

Fotógrafos selecionados no V Salão de Artes Visuais de São Luís participarão do Projeto Atelier Aberto, uma ação cultural promovida pela Galeria Trapiche Santo Ângelo. Nesta sexta (23) e sábado (24) os profissionais farão registro do Centro Histórico da cidade e o resultado do trabalho será exposto em site e galerias de artes. O trabalho será desenvolvido na Galeria Trapiche Santo Ângelo, equipamento cultural da Prefeitura de São Luís, e contará com acompanhamento da direção do espaço.

Entre os fotógrafos que participarão do projeto estão Almir Valente Costa, Anna Karla Almeida, Aretha Ramos, Carolina Pitanga, Edgar Rocha, Dinho Araújo, Marília de Laroche, Renata Queiroz, Pedro Araújo e Vicente Júnior. Na dinâmica da proposta, dois grupos de fotógrafos caminharão pelo Centro Histórico de São Luís e durante o percurso farão um recorte do local a partir dos registros fotográficos, cada um com um olhar diferente sobre a realidade atual desse valioso espaço urbano.

A captura das imagens será avaliada posteriormente pelo grupo de fotógrafos e, após uma análise coletiva, as fotografias serão selecionadas, compondo um painel sobre a área. O resultado previsto é a produção de obras que serão expostas, inicialmente, num espaço virtual e, posteriormente, em galerias de arte, dentre elas a própria Galeria Trapiche.

– Essa é mais uma atividade gerada a partir das nossas propostas culturais neste espaço de excelência, que visa privilegiar os artistas visuais locais, promovendo, ainda, a integração entre os próprios artistas, já que muitos deles não se conhecem, de tal forma que o projeto irá facilitar os encontros entre os criadores de arte visual maranhense – disse Paulo Melo Sousa, diretor da Galeria Trapiche.

O PROJETO

Na proposta do Atelier Aberto podem surgir eventos culturais, tais como a realização de festivais de desenho, cerâmica, gravura, fotografia, intervenção urbana, dentre outras categorias das artes visuais. A intenção é estimular a produção dos artistas, tanto com uma temática provocativa sugerida quanto abordando temática livre, incentivando as práticas artísticas contemporâneas em artes visuais.

A primeira ação do projeto foi desenvolvida no Sítio Ecológico Panakuí, que se localiza no povoado de Coquilho, na Ilha de São Luís. Para a efetivação do trabalho, um grupo inicial de seis artistas foi convidado e todos trabalharam com a técnica da cerâmica, produzindo obras a partir da vivência no local escolhido. O Atelier Aberto prevê ainda o desenvolvimento de uma publicação que registre o processo de pesquisa dos artistas, bem como o resultado de suas atividades.

Fonte: Assessoria

sem comentário »