Diário de Genet em cartaz em São Luís

0comentário

Espetáculo Teatral premiado, “O Diário de Genet”, que circulará por nove capitais do país, inicia turnê por São Luis/MA nesta terça-feira (05/08), no Teatro Alcione Nazareth, com entrada franca.

diariodegenet

Sinopse

“O diário de Genet” – Espetáculo Teatral com Duda Woyda e Rafael Medrado, da ATeliê VoadOR Companhia de Teatro, com texto e direção de Djalma Thürler. É um mergulho no pensamento político do escritor Francês JEAN GENET e um avanço na compreensão da ideia de cárcere. Na linguagem da peça, Thürler mergulha sobre teorias e práticas de um teatro performativo e contemporâneo.

Em “O diário de Genet” não ha um trabalho de composição de personagens, não há representação de personagens, mas apresentação; como também não há um texto linear com características caras à dramaturgia ocidental com inicio, meio e fim. Essa concepção também interferiu na iluminação e na cenografia que, caminham juntas, para o grande desafio da Ateliê Voador, que é o de oferecer o trabalho de ator para o pblico, de entregar o ator.

Serviço:

Evento: O DIÁRIO DE GENET

Data: 5 de agosto de 2014

Horário: 20h

Local: Teatro Alcione Nazareth

Faixa Etária: 16 anos

ENTRADA GRATUITA: retirada dos ingressos com 1h de antecedência na bilheteria do teatro.

Produção Local: Wagner Heineck

sem comentário »

Pai & Filho em cartaz às segundas-feiras

0comentário

O projeto “Teatralidades”, da Pequena Companhia de Teatro, exibe todas às segundas-feiras, às 19h, o espetáculo “Pai e Filho” na sede da Companhia, na rua do Giz, 295, Praia Grande. A entrada é franca.

paiefilho640

“Pai & Filho” é uma peça baseada na obra “Carta ao Pai” de Franz Kafka, dirigida por Marcelo Flecha e produzida por Kátia Lopes. No elenco, Cláudio Marconcine e Jorge Choairy dão vida a um diálogo que só existe por conta da adaptação magistral que o diretor extraiu da carta.

O espetáculo estreou em abril de 2010, e de lá pra cá vem acumulando prêmios, festivais, críticas e resenhas. Uma prova de que é possível manter um espetáculo “em repertório” enquanto desenvolvem outras atividades e até mesmo outro espetáculo, como foi o caso de “Velhos caem do céu como canivetes”, que teve seu período de ensaios intercalados com a participação de “Pai & Filho” no circuito “Viagem Teatral” do SESI, em São Paulo.

Nesta segunda etapa não será diferente. Apresentação de espetáculos todas as segundas, realização dos seminários “A crítica teatral e a formação de plateias” com Gilberto Freire e André Lisboa.

Em setembro; “Teatro de grupo: reflexão, crítica e penitência”, com Igor Café e Michelle Cabral. Haverá, ainda, apresentações de leituras dramáticas a cada 15 dias e a montagem do trabalho solo “Extrato de Nós”, com estreia prevista para outubro. Portanto até o fim do ano terá atividades para quase todos os gostos. Pra quem assiste, pesquisa, debate e faz teatro.

Teatralidades

O projeto foi aprovado em edital federal, o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz, e teve início em abril deste ano. Esta tem sido a forma mais viável e democrática que a Pequena Companhia de Teatro ao longo de sua trajetória tem adotado para expor seus trabalhos.

No primeiro semestre o espetáculo “Velhos caem do céu como canivetes” foi apresentado em temporada regular durante 10 segundas-feiras.

- O intuito é estabelecer uma rotina e fazer com que o público saiba que toda segunda-feira ele pode assistir gratuitamente a um bom espetáculo –  diz Marcelo Flecha, diretor artístico do grupo. Além do espetáculo, aconteceram, ainda, três oficinas ministradas por Marcelo Flecha e Cláudio Marconcine, ator integrante da companhia.

Para a segunda etapa a Pequena Companhia de Teatro pretende realizar seminários, leituras dramáticas com a participação de vários grupos locais e a estreia do espetáculo solo “Extrato de Nós”, com Cláudio Marconcine.

As atividades são todas gratuitas. Os ingressos para as apresentações dos espetáculos são retirados uma hora antes na bilheteria da própria sede da companhia. As inscrições para os seminários podem ser feitas no blog: pequenacompanhiadeteatro.blogspot.com.br

O projeto “Teatralidades” nada mais é que a manutenção de um grupo que vem ganhando reconhecimento nacional desde a sua participação em grandes festivais e circuitos teatrais, como foi o caso da peça “Pai & Filho”, que foi a primeira produção maranhense a integrar a programação do Palco Giratório do SESC em 2012, o maior projeto de circulação de espetáculos do País. http://pequenacompanhiadeteatro.blogspot.com.br/

SERVIÇO

Teatro: “Pai & Filho”

Baseado em “Carta ao Pai” de Franz Kafka

Direção: Marcelo Flecha

Elenco: Cláudio Marconcine e Jorge Choairy

Produção: Kátia Lopes

Todas as segundas-feiras, 19h

ENTRADA FRANCA

Pequena Companhia de Teatro, Rua do Giz, 295, Praia Grande, Centro.

sem comentário »

Barreirinhas: Lençóis Jazz & Blues Festival

0comentário

Os apaixonados pelo jazz e pelo blues já têm um ponto de encontro no fim de semana. É na Avenida Beira Rio, no município de Barreirinhas, a cerca de 277  Km de São Luís (MA). A cidade, localizada na porta de entrada do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, sediará pela sexta vez o Lençóis Jazz e Blues Festival. O evento será aberto, nesta sexta-feira (1º), e vai até  domingo (3). Uma semana depois, na sexta-feira (8) e sábado (9), o VI Lençóis jazz e Blues Festival ocorrerá em São Luís, na Praça Maria Aragão.

Totalmente aberto ao público, o festival, que nesta edição conta com mais de 20 atrações, possui uma ampla programação que varia entre oficinas de música e ações culturais, além de bate-papo com artistas e shows nacionais e internacionais inéditos.

festivalbarreirinhas

* BARREIRINHAS (Local: Palco Beira da Avenida Beira Rio – Aberto ao Público) *

- Apresentador do Festival: Helton Ribeiro – Revista Jazz in Blues (SP).

- Cartunista: Nuna (MA).

1º de agosto de 2014 (Sexta-Feira):

20:30h – Andre Mhemari Trio (SP).

21:30h – Paula Santoro e Trio (BH).

22:30h – Loopicínico (MA).

2 de agosto de 2014 (Sábado):

20:30h – MB Trio (MA/ES).

21h – Duofel (SP).

22h – Renato Borghetti e Quarteto (RS).

23h – Tequila Blues (MA).

3 de agosto de 2014 (Domingo):

20:30h – Henrique Duailibe (MA).

21:30h – Taryn Szpilman (RJ).

22:30h – Manassés e Carlos Pial (CE/MA)

PROGRAMAÇÃO DIURNA EM BARREIRINHAS

OFICINAS DE MÚSICA EM BARREIRINHAS:

Local: Salão Paroquial da Igreja Nossa Senhora da Conceição (Igreja Matriz).

1º de agosto de 2014 (Sexta-Feira)

10h – Oficina de canto com Paula Santoro.

2 de agosto de 2014 (Sábado):

10h – Oficina de Percussão com Eric Carvalho.

PROGRAMAÇÃO INFANTIL:

Local: Coreto da Praça da Igreja da Matriz.

02 de agosto de 2014 (Sábado):

9h – Show de mímica e mágica com Gilson César.

03 de agosto de 2014 (Domingo):

9h – Show de mímica e mágica com Gilson César.

SHOWS DE MÚSICA INSTRUMENTAL:

Local: Coreto da Praça da Igreja da Matriz.

1º de agosto de 2014 (Sexta-Feira):

17h – MB Trio (ES).

2 de agosto de 2014 (Sábado):

17h – João Pedro Borges (MA) .

3 de agosto de 2014 (Domingo):

17h – Grupo Bossa Nossa (MA).

PAPO DE MÚSICO:

Local: Coreto da Praça da Igreja da Matriz.

Logo após as entrevistas Shows Instrumentais.

2 de agosto de 2014 (Sábado):

18h – O público entrevista João Pedro Borges – Violonista (MA).

3 de agosto de 2014 (Domingo):

18h – O público entrevista Manassés – Instrumentista (CE).

sem comentário »

Prêmio aos Mestres do Tambor de Crioula

0comentário

O governo do Estado lança edital para o prêmio Mestres do Tambor de Crioula. As inscrições terminam no dia 4 de agosto (segunda-feira) e estão sendo realizadas na sala da Comissão Setorial de Licitação da Secretaria de Estado de Cultura do Maranhão (Secma) no horário das 13h30 às 18h30. Os interessados podem ter mais informações no endereço eletrônico www.cultura.ma.gov.br

A seleção se destina ao reconhecimento e premiação de 15 mestres, divididos em três categorias: coureira, coureiro e artesão, cada grupo com cinco premiações e, cada mestre selecionado receberá R$ 5 mil. A seleção compreenderá as fases de inscrição, habilitação; de caráter eliminatório, seleção de caráter meritório, classificatório e eliminatório, à qual serão submetidos somente os candidatos habilitados na fase anterior.

Poderão se inscrever candidatos pertencentes às seguintes categorias: mestres e mestras dos Saberes e Fazeres do Tambor de Crioula, doravante denominados apenas mestres: pessoas físicas de grande experiência e conhecimento nos saberes e fazeres populares, dedicadas às expressões culturais populares, com reconhecimento da comunidade onde vivem e atuam, com longa permanência na atividade e capacidade de transmissão dos conhecimentos artísticos e culturais; sendo os mesmos, coureiras, coureiros e artesãos que comprovem atividades ligadas aos modos de fazer o Tambor de Crioula do Maranhão e sejam maiores de 18 anos.

Todo o processo de seleção, assim como o resultado, será divulgado pela Secretaria da Cultura no Diário Oficial da União e através do site  www.cultura.ma.gov.br. Dúvidas e informações referentes ao edital poderão ser esclarecidas na sala de Comissão Setorial de Licitação da (Secma), localizada à Rua Portugal, n° 303, Praia Grande, Centro Histórico de São Luís ou através do telefone (98)3266-1315.

Fonte: Ascom/Secma

sem comentário »

Arte na Rua para despertar o vazio em São Luís

0comentário

São Luís está sendo ocupadade maneira cidadã por poetas e músicos. O alvo são os pontos turísticos e históricos da Ilha. O ponto de partida foi o Memorial Bandeira Tribuzi, na pontinha da Ponta D`Areia, no último dia 19/7. Uma semana depois, foi a vez do Coreto da Beira-Mar. Esses são alguns entre tantos outros locais significativos da cidade que estão abandonados servindo de lixeiro ou abrigo para gente marginalizada e excluída socialmente.

celsoborges

Os artistas locais e simpatizantes do movimento ocupam as áreas tombadas pelo Patrimônio com a alma e voz para fazer arte e chamar atenção para o vazio em que vive São Luís. Enquanto o compromisso em amar a cidade de verdade, reflito em cima da singela frase da jornalista e poeta Andréa Oliveira: “a tarde cai sobre o Rio Anil e o céu azul de brigadeiro vai apagando na Ilha Patrimônio da Humanidade”. Fotos: André Lucap.

tassia

sem comentário »

Dunga: na contramão do ‘marketing’ pessoal

0comentário

A nova comissão técnica da seleção brasileira chegou com o discurso antimarketing.  E Dunga já deixou bem claro que a prioridade daqui pra frente é não a individualidade, mas sim coletivo. O tom desse discurso tem um alvo: a atitude do zagueiro David Luiz durante a Copa do Mundo.

Eu comungo da postura da atual comissão técnica brasileira, pois a vontade de aparecer de alguns jogadores foi  mais que a vontade de jogar. Na minha opinião era o de querer ganhar no grito. Eu percebia, isso, no jogador David Luiz. Ele tentou chamar atenção a todo custo. Acabou conseguindo com um comportamento ‘ufanista’ exagerado. De bobo não tinha nada. Depois de Neymar e do ex-treinador Luiz Felipe Scolari,  ele foi um dos jogadores que mais faturou com propaganda.

Entre o título da Copa das Confederações e a Copa do Mundo, David Luiz se transformou no mais carismático jogador da seleção. O cabelo grande e caricato, o jeito “gente boa”, de quem não se nega a dar autógrafos ou entrevista, fizeram a ser adorado, principalmente, pelas crianças. Suas expressões faciais a cada treino ou jogo também se tornaram populares. Só que o protagonismo de David Luiz não tinha noção de coletividade, pois priorizava apenas dois jogadores [ele e Neymar]. A fórmula acabou prejudicando o grupo nas semifinais contra a Alemanha, onde o Brasil foi goleado por 7 a 1, e contra a Holanda, na disputa do terceiro lugar, em que o Brasil foi derrotado por 3 a 0. E mais, David Luiz foi o pior em campo contra Holanda e bateu cabeça no chocolate aplicado pela Alemanha. Também pudera ele queria resolver tudo sozinho.

Uma criança convidada pela equipe do Fantástico, da Rede Globo, perguntou a Dunga se ele convocaria David Luiz, e o técnico desconversou. Mas citou o marketing pessoal. “o jogador tem que jogar pela eficiência, não porque vende uma imagem”. Ingenuidade ou não que sirva de lição. Não é crime ser ‘midiático’, mas todo cuidado é pouco para que o excesso não vire espetacularização ou tremenda patacoada.

Se for chamado Dunga foi categórico: o zagueiro mais caro da história do futebol terá que se enquadrar na filosofia: “um por todos e todos por um”.

sem comentário »

Criolo gravando novo disco

0comentário

O cantor Criolo começou a gravar, nesta semana, seu novo disco. O rapper divulgou, em sua página no Facebook, uma foto no estúdio, ao lado dos músicos Guilherme Held, Mauricio Bade, Marcelo Serpe Cabral e Serginho Machado, além do produtor Daniel Ganjaman (ao seu lado esquerdo, de boné), responsável por “Nó na Orelha” (2011), álbum anterior de Criolo.

 

criolo

Após o sucesso de “Nó na Orelha”, impulsionado pela faixa “Não Existe Amor em SP”, Criolo, que até então pensava em se aposentar, ganhou fama e reverberação no cenário musical, chegando a dividr o palco com Ney Matogrosso, Caetano Veloso, o jazzista africano Mulatu Astatke e Milton Nascimento.

Em outubro de 2013, o cantor lançou duas faixas inéditas, “Duas de Cinco” e “Cóccix-ência”, lançadas inicialmente como um EP.

As canções ganharam um clipe, ambientado no Grajaú no ano de 2044. O vídeo mostra tecnologias como drones, impressão 3D de armas, hologramas e reconhecimento facial como fatos cotidianos de três jovens que matam aula para cometer crimes.

Deu no UOL

sem comentário »

Fernanda Cunha em show em São Luís

0comentário

Fernanda Cunha e trio, no próximo dia 7/8, (quinta-feira), no Amsterdam Musicpub (Lagoa da Jansen). Ela será acompanhada por Zé Carlos (violão), Jorjão Carvalho (baixo elétrico) e pelo maranhense Oliveira Neto (bateria). No repertório da artista músicas do CD Coração Brasil e dos compositores Johnny Alf, Ivan Lins, Tom Jobim, Noel Rosa e Antônio Adolfo.

fernandcunha

 

Fernanda é filha da cantora Telma Costa, que dividiu os vocais da canção Eu te amo com Chico Buarque na década de 80. O CD Coração do Brasil é o quinto álbum de Fernanda Cunha, que há seis anos trocou o Rio por São Paulo, e que já soma mais de 16 anos de carreira em palcos no Brasil e em festivais de jazz na Europa, Canadá e Ásia.

No repertório do disco estão compositores como Tom Jobim, Noel Rosa, Antonio Adolfo, Haroldo Barbosa, Ivan Lins e Daniel Gonzaga. O CD traz regravações com novos arranjos feitos por Cristóvao Bastos e Jorjão Carvalho, além de músicas inéditas.

A dupla Milla Camões e Jeff Soares faz a abertura do show, produzido pela Sacthmo Produções.

sem comentário »

Vencedores do 37º Guarnicê de Cinema

0comentário

Saiba o resultado dos filmes de curta e longa metragem digital vencedores do 37º Festival Guarnicê de Cinema. Em sessão prestigiada por um grande público, os cineastas premiados receberam o Troféu Guarnicê de Cinema em sessão de encerramento, realizada no Cine Praia Grande do Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, na Praia Grande, em São Luís (MA).

solenidade640

Presidida pelo Reitor da UFMA, Prof. Dr. Natalino Salgado, a solenidade de premiação teve a organização da Pró-Reitora de Extensão (PROEX), Professora Marize Aranha e do coordenador geral do festival, Professor Gersino dos Santos, diretor do Departamento de Assuntos Culturais (DAC) da UFMA e equipe técnica da instituição. Em noite iluminada para o cinema brasileiro, a UFMA anunciou a realização do 38º Festival Guarnicê, em 2015.

Com participação do ator Rômulo Estrela, a solenidade foi prestigiada pelo secretário de Estado de Esportes e Lazer, Joaquim Haickel; o gerente geral de relacionamento da Vale, Dorgival Pereira; o jornalista Antonio Nelson Farias, representante da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão; Antonio Leal, diretor executivo do Cinefoot; Mario Cella, ex-diretor do DAC e coordenador do festival, cineastas, diretores da UFMA e grande público.

Prêmios – Formado por Márcio Sallem (MA), Delanir Cerqueira (RJ) e Thaís Fonseca Nunes (MA), o júri técnico do Concurso Oficial de Filmes Curta Metragem, concedeu a Melhor Direção para Arturo Saboia pelo filme “Passagem” (MA); Melhor Roteiro a Fernando Salgado pelo filme “Tormenta” (MG); Melhor Fotografia para Cauê Laratta por “Preto ou Branco” (SP); Melhor Montagem para Alisson Zago e Quico Meireles, por “Preto ou Branco” (SP); Melhor Trilha Sonora à Lilian Menlli e Alan Fonseca de “O Dono da Capoeira” (MA).

O Troféu Guarnicê para Melhor Direção de Arte foi para Aline Hiane e Carmen Estevez pelo filme “Preto ou Branco” (SP); Melhor Som: Matheus Leston pelo filme “Preto ou branco” (SP); Melhor Ator: Arnaldo Barreto pelo filme “Até que a última luz se apague” (AM); Melhor Atriz: Maria do Socorro Silva – Patativa pelo filme “‘Xiri meu ‘eu não dou’ – Patativa” (MA); Melhor Documentário: “O Dono da Capoeira” de Roberto Augusto Pereira(MA); Melhor Ficção: “Preto ou Branco” de Alisson Zago Brito (SP).

Já a Melhor Animação foi para o curta digital “Dream cathers” de Gabriel Moura Santana Freire (SP) e ainda foram premiados o Melhor Filme Curta Maranhense: “O Dono da Capoeira” de Roberto Augusto Pereira (MA) e o Melhor Filme Nacional foi “Preto ou Branco”, de Alisson Zago Brito (SP). O Júri Popular formado pelo público presente às sessões competitivas de curta metragem, escolheu: “Xiri meu ‘eu não dou’ Patativa”, de Tairo Lisboa (MA).

O Júri Técnico do Concurso Oficial de Filmes Longa Metragem Digital formado por Themis Memória (CE), Caroline Vieira (CE) e Pablo Vilaça (MG) concedeu para o filme “O Exercício do Caos”, de Frederico Machado, os prêmios de Melhor Direção, Roteiro e Melhor Direção de Fotografia, Melhor Montagem e Melhor Trilha Sonora Original a Joaquim Santos, também pelo filme “O Exercício do Caos” (MA).

O Troféu Guarnicê de Melhor Direção de Arte foi para Hernani Ramos pelo filme “Triunfo” (SP) e o de Melhor Ator para Auro Juriciê pelo filme “O Exercício do Caos” (MA). A premiação de Melhor Atriz foi para Isabella Sousa, Thainá Sousa, e Thalita Sousa, também pelo filme “O Exercício do Caos” (MA). O Melhor Documentário foi “Mataram meu Irmão” de Cristiano Burlan (SP) e a Melhor Ficção foi “O Exercício do Caos” de Frederico Machado (MA).

O Melhor Longa Metragem Digital Nacional foi “O Exercício do Caos” de Frederico Machado (MA). O Prêmio BNB de Cinema para Melhor Filme Curta Metragem Digital Nacional foi para “Preto ou Branco”, de Alisson Zago Brito (SP) e o Prêmio BNB de Cinema para Melhor Filme Curta Metragem Digital Maranhense para “O Dono da Capoeira”, de Roberto Augusto Pereira (MA). O júri do Troféu ABD/Associação Brasileira de Documentaristas/Seção Maranhão foi formado por Martha Jackson, José Penha de Castro Neto e Dida Maranhão.

O Troféu ABD/Maranhão de Melhor Curta Metragem Digital foi para “Preto ou Branco”, de Alisson Zago Brito (SP) e o Melhor Longa Metragem Digital foi para “Mataram meu Irmão” de Cristiano Burlan (SP). Já no Prêmio Cinematográfico Assembleia Legislativa do Maranhão concedeu o Prêmio Mauro Bezerra (Dez salários mínimos) ao Melhor Documentário Maranhense: “O Dono da Capoeira”, curta metragem digital de Roberto Augusto Pereira (MA).

Já o Prêmio Bernardo Almeida (Dez salários mínimos), para a Melhor Ficção Maranhense foi para “Passagem”, curta metragem digital de Arturo Saboia (MA) e o Prêmio Erasmo Dias (Dez salários mínimos) foi destinado a “Escolha seu Caminho”, longa metragem de Alcino Davenport (MA), o mais votado pelo público. Todas as informações sobre o Festival Guarnicê de Cinema 2014 estão no site: www.cultura.ufma.br/37guarnicedecinema.

cineastafrederico

VEJA A LISTA DOS VENCEDORES

CONCURSO OFICIAL DE FILMES CURTA METRAGEM DIGITAL

Melhor Direção: Arturo Saboia, pelo filme “Passagem” (MA)

Melhor Roteiro: Fernando Salgado pelo filme “Tormenta” (MG)

Melhor Fotografia: Cauê Laratta pelo filme “Preto ou Branco” (SP)

Melhor Montagem: Alisson Zago e Quico Meireles pelo filme “Preto ou Branco” (SP)

Melhor Trilha Sonora: Lilian Menlli e Alan Fonseca pelo filme “O Dono da Capoeira” (MA)

Melhor Direção de Arte: Aline Hiane e Carmen Estevez pelo filme “Preto ou Branco” (SP)

Melhor Som: Matheus Leston pelo filme “Preto ou branco” (SP)

Melhor Ator: Arnaldo Barreto pelo filme “Até que a última luz se apague” (AM)

Melhor Atriz: Maria do Socorro Silva – Patativa pelo filme “‘Xiri meu ‘eu não dou’ – Patativa” (MA)

Melhor Documentário: “O Dono da Capoeira” de Roberto Augusto Pereira(MA)

Melhor Ficção: “Preto ou Branco” de Alisson Zago Brito (SP)

Melhor Animação: “Dream cathers” de Gabriel Moura Santana Freire (SP)

Melhor Filme Curta Maranhense: “O Dono da Capoeira” de Roberto Augusto Pereira (MA)

Melhor Filme Nacional: “Preto ou Branco”, de Alisson Zago Brito (SP)

O Júri Popular formado pelo público presente às sessões competitiva de curta metragem, escolheu:

- “Xiri meu ‘eu não dou’ Patativa”, de Tairo Lisboa – (MA)

CONCURSO OFICIAL DE FILMES LONGA METRAGEM DIGITAL

Melhor Direção: Frederico Machado pelo filme “O Exercício do Caos” (MA)

Melhor Roteiro: Frederico Machado pelo filme “O Exercício do Caos” (MA)

Melhor Direção de Fotografia: Frederico Machado pelo filme “O Exercício do Caos” (MA)

Melhor Montagem: Raimo Benedetti pelo filme “O Exercício do Caos” (MA)

Melhor Trilha Sonora Original: Joaquim Santos pelo filme “O Exercício do Caos” (MA)

Melhor Direção de Arte: Hernani Ramos pelo filme “Triunfo” (SP)

Melhor Ator: Auro Juriciê pelo filme “O Exercício do Caos” (MA)

Melhor Atriz: Isabella Sousa, Thainá Sousa, e Thalita Sousa pelo filme “O Exercício do Caos” (MA)

Melhor Documentário: “Mataram meu Irmão” de Cristiano Burlan (SP)

Melhor Ficção: “O Exercício do Caos” de Frederico Machado (MA)

Melhor Filme Longa Metragem Digital Nacional:

- “O Exercício do Caos” de Frederico Machado (MA)

Prêmio BNB de Cinema para Melhor Filme Curta Metragem Digital Nacional:

- “Preto ou Branco”, de Alisson Zago Brito (SP)

Prêmio BNB de Cinema para Melhor Filme Curta Metragem Digital Maranhense:

-“O Dono da Capoeira” de Roberto Augusto Pereira (MA)

Troféu ABD – Associação Brasileira de Documentaristas – Seção Maranhão:

-Melhor Curta Metragem Digital: “Preto ou Branco”, de Alisson Zago Brito (SP)

-Melhor Longa Metragem Digital: “Mataram meu Irmão” de Cristiano Burlan (SP)

Prêmio Cinematográfico Assembleia Legislativa do Maranhão:

I Prêmio Mauro Bezerra: (Dez salários mínimos)

- Melhor Documentário Maranhense: “O Dono da Capoeira” curta metragem digital de Roberto Augusto Pereira (MA)

II Prêmio Bernardo Almeida: (Dez salários mínimos)

- Melhor Ficção Maranhense: “Passagem” curta metragem digital de Arturo Saboia (MA)

III Prêmio Erasmo Dias (Dez salários mínimos)

- Mais votado pelo público: “Escolha seu Caminho”, longa metragem de Alcino Davenport (MA).

sem comentário »

Preto Nando no encerramento do Percpan

0comentário

Neste domingo (27), a linha que costura os shows da 20ª edição do Percpan (Panorama Percussivo Mundial) no Pelourinho, em Salvador (BA), será a da mistura entre a tradição e moderno. O rapper maranhense Preto Nando participa da noite de encerramento do festival.

pretonando640

Veja a programação do festival para este domingo.

27 de julho (domingo): Das Matrizes às Batidas Contemporâneas

A partir das 19h

Aguidavi do Gegê (Bahia)

Marcio Victor & Samba Chula de São Braz (Bahia)

Percussivo Mundo Novo (Bahia)

Gabi Guedes (Bahia) e Dj Cia (São Paulo) convidam: Opanijé, Nelson Maca, Simples Rap’ortagem. Part. especial Preto Nando (MA), Zé Brown (PE), Kaline Lima (PA).

Marcelo D2 & Banda (Rio de Janeiro)

Trouble Funk (Estados Unidos)

sem comentário »