Capoeira: Patrimônio da Humanidade

0comentário

Dança, luta e símbolo de resistência, a capoeira de roda poderá ser reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

capoeira640

Nesta quarta-feira (26/11), em Paris, capital da França, o Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural e Imaterial da Unesco anuncia sua decisão.

Foram feitos 46 pedidos de registro pelos Estados-Membros, sendo que 32 foram recomendados pelo órgão técnico do comitê, entre os quais está o da capoeira – o único apresentado pelo Brasil e um dos três bens da América Latina na lista.

Já reconhecida como patrimônio cultural pelo Iphan desde 2008, a capoeira envolve os praticantes por meio do canto, dos instrumentos típicos como o berimbau e o atabaque, em uma roda, onde os golpes se confundem com a dança. Uma prática que é, ao mesmo tempo, jogo e brincadeira.

sem comentário »

“Nada mais deficiente que o preconceito…”

0comentário

O “Treze de Maio” significa para mim a “liberdade sem asas e fome sem pão”. Essa definição do poeta gaúcho Oliveira Silveira, sobre o Dia da Abolição da escravatura em um de seus poemas, reflete que a lei que libertou os escravos no Brasil, não lhes deu condições de trabalhar e viver com dignidade. E o problema se vivencia nos dias atuais.

E nada melhor que o 20 de Novembro, considerado o Dia Nacional da Consciência Negra, em referência ao escravo e quilombola Zumbi dos Palmares, como um data criada para potencializar a importância da questão racial no Brasil, pensar sobre a cultura do povo africano na formação da sociedade brasileira e também aumentar a reflexão sobre a discriminação da população negra. E nada mais justo que aliar tudo isso com reflexão e festa.

Embora tenham pessoas, estudiosos, que avaliam que enquanto houver a necessidade uma data para que exista conscientização sobre a desigualdade racial, não há o que comemorar, eu prefiro ser otimista e acreditar que já tivemos algumas conquistas e que elas precisam ser festejadas.

Agora, o mais complexo nessa questão é que o preconceito racial, infelizmente, está enraizado na sociedade. A própria História do Brasil e do papel do negro ao longo da história do País é desconhecida e esquecida por muitos. É lamentável acreditar em estatísticas que constatam, ainda, que os salários de negros são menores que os dos brancos no Brasil, da dificuldade ao acesso da educação e que 60% da população carcerária brasileira é negra, além do número de homicídios no país envolvendo à juventude negra, num autêntico genocídio, ou seja, extermínio de um povo.

Os indicadores estão aí para mostrar a desigualdade social que a população negra sofre. As expressões de preconceitos continuam nos tempos atuais, e se expressam das mais variadas formas. E nós que acreditamos em uma mudança de mentalidade, combatemos todas as formas de racismo e discriminação, compromissados com a liberdade e justiça social.

” Enfim, nada é mais deficiente que o preconceito e nada mais eficiente que o amor”.

sem comentário »

System Of a Down no Rock no Rock In Rio 2015

0comentário

System of a Down é a mais nova atração confirmada para o Rock in Rio. A banda liderada por Serj Tankian, que já tocou na edição 2011, fechará o Palco Mundo em uma das noites.

A edição 2015 do Rock in Rio no Brasil, que comemora 30 anos de festival, começa a vender os primeiros ingressos à venda nesta terça, 18. Disponível para compra a partir das 10h, o Rock in Rio Card custa R$ 320 (haverá meia-entrada) e equivale a um ingresso antecipado para qualquer um dos sete dias do evento, que acontece em 18, 19, 20, 24, 25, 26 e 27 de setembro de 2015. A compra pode ser efetuada neste link.

sem comentário »

Atrações maranhenses selecionadas no BR-135

0comentário

Beto Ehongue e os Canelas Preta, Boys Bad News, Vinil do Avesso, Raja, Hermes, Marcos Lamy e os Mingongos, Tiago Máci, Camila Reis, Dicy, Forrozão Mão na Xereca, Madian e o Escarcéu e Marcos Magah e os Beligerantes são as atrações maranhenses da versão 2014 do Festival BR-135, que ocorre entre os dias 18 e 21, em São Luís.

festivalbr135hori181114

Foram selecionados, também, dois grupos paulista, como os as bandas Veja Luz e Aeromoças e Tenistas Russas.

Há dois anos, o Projeto BR-135 realiza shows, ações de cultura e cidadania, para formar plateia e fortalecer a cena cultural de São Luís. Entre as atrações nacionais do festival já consolidadas dentro de um nicho de ouvintes têm a cantora paulistana Céu, Mombojó, Dona Onete e Felipe Cordeiro.

sem comentário »

BR-135 ocupa São Luís com Arte e Cidadania

0comentário

O BR-135 ocupa São Luís com arte e cidadania. É com essa proposta que o projeto monta o palco no centro histórico de São Luís do Maranhão, no período de 18 a 21 de dezembro. São dois eventos simultâneos, o Festival BR 135, com shows da cantora Céu, dos paraenses Felipe Cordeiro e dona Onete, da banda pernambucana Mombojó, além de 14 bandas selecionadas; e o Conecta Música, com palestras, workshops, oficinas e rodada de negócios. Quem movimenta essa estrada musical é a dupla Criolina ‒ formada pelos músicos Alê Muniz e Luciana Simões.

ceupalco640

O festival será aberto oficialmente na noite do dia 18 de dezembro, com show de Céu, no Teatro Arthur Azevedo. Antes, às 17h, no Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, Rogê abre o Conecta Brasil com palestra e exibição do vídeo do movimento Ocupe Estelita.

Depois de Céu, o palco é a praça, com Felipe Cordeiro e Dona Onete, a grande dama do carimbó do Pará, dia 19, e Mombojó, dia 20, todos na Praça Nauro Machado, localizada no bairro da Praia Grande. As 14 bandas selecionadas pela organização, entre mais de 100 inscritas de todos os cantos do Brasil, também se apresentarão no palco dessa praça, e na Praça da Juventude. As praças e o centro cultural ficam localizados no bairro da Praia Grande, centro histórico da capital maranhense.

donaonete640

As palestras, oficinas, workshops e rodada de negócios do Conecta Brasil serão concentrados no Centro de Criatividade Odylo Costa Filho. Entre os convidados confirmados estão o músico Marcelo Yuka e o produtor Rogê, do movimento Ocupe Estelita (PE), na programação de palestras; Evaldo Luna e Marcelinho da Lua, nas oficinas; e Leonardo Salazar, nos workshops.

Os nomes das bandas selecionadas pela comissão do festival serão divulgados na plataforma Toque no Brasil até dia 15 de novembro (www.tnb.art.br/rede/festivalbr135). “Nossa intenção é mapear o Brasil, trazendo artistas de várias regiões, para criar pontes e BRs, aproximando os vários brasis por meio da música”, afirma Alê Muniz, idealizador do projeto ao lado de Luciana Simões, a outra metade da dupla Criolina.

felipecordeiro640

– O que estamos propondo nesta edição do BR 135 é uma reflexão sobre o centro histórico de nossa cidade, tombado pela Unesco e ao mesmo tempo abandonado pelo poder público. Essa realidade que se repete em várias cidades do país, como São Paulo, Rio e Recife, não é diferente por aqui. Por isso estamos trazendo o Rogê, de Recife, e o pessoal de São Paulo, entre outros, para contar suas experiências em ações de valorização do centro de suas cidades”, afirma Luciana. “Entendemos que o nosso maior patrimônio não é simplesmente o conjunto arquitetônico, mas a relação dele com as pessoas da cidade – completa Alê.

Os dois eventos são realizações do projeto BR 135. O Festival contou com apoio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura e patrocínio da Companhia Energética do Maranhão. O Conecta Brasil tem patrocínio da Vivo.

Para o show de abertura, no Teatro Arthur Azevedo, o público deverá trocar um ingresso por um quilo de alimento não perecível. Esses alimentos serão distribuídos a creches comunitárias cadastradas pela organização.

mombojo640

FESTIVAL BR 135

Dias 18, 19 e 20/12

Shows

Teatro Arthur Azevedo, 20h

Céu 18/12

Entrada: Mediante doação de 1kg de alimento não perecível.

Praça Nauro Machado, 20h

Felipe Cordeiro e dona Onete 19/12

Mombojó 20/12

CONECTA MÚSICA

Dias 18, 19 e 20/12

Palestras

– Ocupe Estelita!

Rogê (PE)
– Arte e Cidadania
Marcelo Yuka (RJ)
– Economia criativa e gestão de carreira
Alex Antunes (PA)
– Políticas Públicas
Cláudio Prado (PR)
– Música: possuir ou acessar
Mauricio Bussab (SP)
– Entendendo a rede fora do eixo
Ivan Ferraro (CE)

– Identidade visual em capas de discos

Alex Soares (MA)
WORKSHOPS

– Coempreendedorismo na música: tecendo conexões para a mudança
André Martinez (SP)
– Formalização de empreendimentos culturais: estrutura organizacional, administração de pessoal, finanças, contabilidade, material e orçamento
Leonardo Salazar (SP)

OFICINAS

– Teoria de violão popular
Nosly Jr. (MA)
– Tambor de Crioula
Mestre Amaral (MA)
– Gaita
Junior Mourix (MA)
– Vídeo Mapping
Alex Soares (MA)
– Operação de Áudio
Evaldo Luna (SP)
– DJ
Marcelinho da Lua (RJ)

sem comentário »

Dia Nacional da Consciência Negra em festa

0comentário

O Centro de Cultura Negra do Maranhão (CCN/MA) realiza este ano a 35ª edição da Semana da Consciência Negra do Maranhão. A Semana da Consciência Negra 2014 tem como tema “Mulheres Negras, Quilombolas e Religião de Matriz Africana” terá em sua programação, palestras, seminários, mostra de produções audiovisuais e uma grande ação social na sede da Instituição.

mundinharaujo640

Um dos pontos marcantes da programação será a homenagem concedida pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) à pesquisadora, militante do movimento negro e fundadora do CCN/MA, Mundinha Araújo. A solenidade de entrega da premiação acontecerá no auditório da Faculdade de Arquitetura, localizada na Praia Grande.

Outro destaque da programação é o IIº Encontro de Mulheres Negras, Quilombolas, de Religião de Matriz Africana que acontece nos dias 21, 22 e 23 de novembro, no hotel Holydain, no São Francisco. No primeiro dia o credenciamento dos participantes será feito, a partir, das 16h.

A programação contará, ainda, com uma grande ação social, no dia 22 (sábado), na sede do CCN/MA que será feita em prol da comunidade do João Paulo e bairros adjacentes. Vários serviços serão ofertados à comunidade, a partir, das 9h.

sem comentário »

As mãos além do celular, Ipad, Iphone e do Tablet

0comentário

Um fim de semana diferente em São Luís. Eu me refiro ao Festival Sesi de Bonecos do Mundo, no sábado (15) e domingo (16), na Praça Maria Aragão. Infelizmente, não assisti, no sábado (15),  ao show do Pato Fu, “Música de Brinquedo”. Mas o que valeu foi o intercâmbio, não só de linguagens, mas também cultural, com atrações de vários lugares do mundo, como companhias da Holanda, Itália, Rússia, Hungria, República Tcheca, Peru, Brasil. Enfim, todos reunidos numa autêntica viagem ao mundo da imaginação.

bonecosgiramundo640

Que maravilhoso ver a Praça Maria lotada, com crianças de todas as idades compartilhando desse momento lúdico, com direito a cortejo dos mineiros do Giramundo e Marionentes Gigantes ocupando a praça que é de todos nós.

marionets640

Fecho o texto pegando carona na frase da jornalista maranhense Rosa Santos, postada no perfil dela no Facebook: “o Festival Sesi de Bonecos do Mundo serviu para despertar nas crianças, de hoje, a utilidade das mãos que vai além do uso do celular, Ipad, Iphone, Tablet, entre outras ferramentas desse universo da tecnólogico”.  As mãos podem, também, transgredir através da arte e manipular grandes ideias.

Fotos: Eduardo Júlio (Jornalista)

bonecos2

sem comentário »

Sexta-feira é dia de Na Massa

0comentário

namassa

sem comentário »

Tambor de Crioula em Conferência

1comentário

Nesta segunda-feira (17) e terça-feira (18), em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra (20), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Maranhão (IPHAN-MA) realiza a Semana do Tambor de Crioula, com o intuito de provocar o debate sobre a política de salvaguarda dessa expressão cultural maranhense, de matriz africana, reconhecida como Patrimônio Imaterial do Brasil.

Foto: Lauro Vasconcelos

Foto: Lauro Vasconcelos

O encontro acontece no Teatro da Cidade (antigo Cine Roxy, no Centro), das 14h às 18h, com uma programação envolvendo as três esferas do poder público – os governos federal, estadual e municipal – onde, a partir de mesas temáticas, discutirão sobre a prática do Tambor de Crioula no Maranhão e sua interface com as políticas públicas no Estado.

Confira a programação:
17 de novembro (segunda-feira)
14h – Recepção dos participantes
14h30 – Abertura
14h50 – Mesa 01: Tambor de Crioula para quem: a prática do Tambor de Crioula e a indústria do Turismo em São Luís
16h10 – Coffe break
16h30 – Mesa 02: Tambor de Crioula: devoção e obrigação
18h – Encerramento

18 de novembro (terça-feira)
14h - Recepção dos participantes/ Abertura
14h30 – Mesa 01: O projeto de Salvaguarda do Tambor de Crioula: avanços e resultados
16h – Coffe break
16h20 – Mesa 02: Políticas públicas para o Tambor de Crioula no Maranhão
18h – Encerramento

1 comentário »

Criolo em “Convoque o Seu Buda”

0comentário

Depois do sucesso do disco “Nó Orelha”, Criolo está de volta com o “Convoque o Seu Buda”, para legitimar que a sua imersão na música é maior que os rótulos. O rap paulistano vai da ciranda nordestina de “Pegue Pra Ela” ao partido alto de “Fermento Pra Massa” e “Linha de Frente”, passando pelo reggae de “Pé de Breque”, sem deixar de flertar com o progressivo em “Plano de Voo” e com os pontos de candomblé em “Esquiva da Esgrima”.

criolo640

O imperativo no nome do disco, “Convoque o Seu Buda” fez reascender a busca por equilíbrio em dias (ainda) tão desiguais. O trabalho é carregado de refrãos fáceis, como mantras, provocando danças ritualística, sob a produção de Marcelo Cabral e Daniel Ganjaman . Enfim, um disco que comprova que tanto a evolução quanto a busca de Criolo nasceram na rua.

sem comentário »