Programação do Lollapalooza Brasil 2015

0comentário

Após anunciar o seu line-up oficial para a edição de 2015, o Lollapalooza Brasil revelou as atrações por dia do evento, que acontecerá em 28 e 29 de março no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Confira:

A programação de sábado, dia 28 de março, contará com: Jack White, Robert Plant and The Sensational Space Shifters, Skrillex, Kasabian, Bastille, Alt-J, Major Lazer, Marina and the Diamonds, KONGOS, Fitz and the Tantrums, St. Vincent, Dillon Francis, SBTRKT, Banda Do Mar,Ritmo Machine, DJ Snake, Boogarins, Bula, Vintage Culture, Baleia, Nem Liminha Ouviu, Anna eE-cologyc Vs Jakko.

Já o domingo, 29 de março, terá Pharrell Williams, Calvin Harris, The Smashing Pumpkins, Foster The People, Interpol, Steve Aoki, The Kooks, The Chainsmokers, Rudimental, Three Days Grace,Young The Giant, Pitty, Molotov, Carnage, Childish Gambino, O Terno, Mombojó, Far From Alaska, Victor Ruiz AV Any Mello, Big Gigantic, Fatnotronic, Chemical Surf e Scalene.

sem comentário »

A violência urbana que assusta !

0comentário

Assistindo a TV e presenciando o elevado índice de criminalidade na Região Metropolitana de São Luís, somente, no mês de novembro, com mais de 400 assassinatos, e o que ocorre no restante do País, fiquei assustado e reflexivo. Os estudiosos apontam que os números de homicídio, latrocínio (roubo seguido de morte), têm como causa a banalização e a impunidade.

Se o amor existe, porque a sociedade é tão violenta, indiferente e cruel ? Como diria Nietszche: “o homem é uma corda atada entre o divino e o animal. Uma corda sobre um abismo”.

Já sei, carinha bonita não significa bondade de alma e feiura nao significa maldade. Até o desenho Schreck nos ensina isso.

Até Hitler fez algo de bom pela humanidade, encomendou a invenção do Fusquinha, esse carro tão amado pelos brasileiros até uns tempos atrás. E Gandhi era advogado… (o que, para algumas pessoas, já é motivo suficiente para queimá-lo no fogo do inferno, hehehe… just kidding!).

Tem um texto indígena que diz que dentro de cada um de nós tem dois cães: um feroz e mau, outro manso e afetuoso; qual deles vai crescer depende de qual você alimentar.

Prefiro acreditar em uma luz no fim do túnel. Do jeito que o mundo anda tão complicado, é preciso uma revolução cultural e mental, por meio de uma ativa educação à convivência, pois a intolerância, em todos os níveis sociais, é um estimulante a essa violência banal legitimada pela impunidade.

sem comentário »

“Capoeira” legitimada Patrimônio da Humanidade

0comentário

A manifestação afro-brasileira conhecida como “Roda de Capoeira” recebeu na manhã desta quarta-feira (26), por meio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o título de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

Considerada internacionalmente como uma prática cultural multifacetada e multidimensional – que se manifesta como luta, dança, esporte e arte -, a “Roda de Capoeira” teve a inscrição para recebimento do título aprovada durante a 9ª Sessão do Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda, que é realizada na sede da Unesco, em Paris. O evento começou na quarta-feira (24) e chega ao fim na sexta (28).

Com o recebimento do título, a “Roda de Capoeira” se junta ao Samba de Roda do Recôncavo Baiano (BA), à Arte Kusiwa- Pintura Corporal (AP), ao Frevo (PE), e ao Círio de Nazaré (PA), já reconhecidos como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade no Brasil.

Acompanharam o evento, a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Jurema Machado; a Diretora do Departamento de Patrimônio Imaterial (DPI-Iphan), Célia Corsino; além de capoeiristas brasileiros como os mestres Cobra Mansa, Pirta, Peter, Paulão Kikongo, Sabiá e a Mestra Janja.

Roda de Capoeira

Originada no século XVII, em pleno período escravista, a “Roda de Capoeira” desenvolveu-se como forma de sociabilidade e solidariedade entre os africanos escravizados, estratégia para lidarem com o controle e a violência. De acordo com o Iphan, a prática cultural é um dos maiores símbolos da identidade brasileira e está presente em todo território nacional, sendo praticada em mais de 160 países, em todos os continentes.

A Roda de Capoeira e o Ofício dos Mestres de Capoeira foram reconhecidos como patrimônio cultural brasileiro pelo Iphan em 2008, e estão inscritos no Livro de Registro das Formas de Expressão e no Livro de Registro dos Saberes, respectivamente.

sem comentário »

Edi Rock sinaliza para novo disco dos Racionais

0comentário

Após o lançamento de “Cores e Valores”, primeiro álbum dos Racionais MC’s em 12 anos, o rapper Edi Rock sinalizou, na noite de quarta-feira (26), que o grupo deve lançar mais um disco em 2015.

Em conversa com os seguidores no Twitter, Edi Rock disse que os Racionais não devem mais demorar tanto tempo para lançar o próximo trabalho. “Agora vai ser com intervalo menor de tempo. Ano que vem tem mais. Aguardem”, prometeu.

Deu no UOL

sem comentário »

Jamaica planeja festival estilo Woodstock

0comentário

O governo da Jamaica tem interesse em organizar um festival no estilo do lendário Woodstock, realizado em 1969, nos Estados Unidos, e aposta no reggae como o gênero musical das bandas que participariam do evento na ilha caribenha.

“Falei com os representantes de Woodstock e perguntei se eles considerariam fazer um de reggae na Jamaica. Um membro da organização virá em breve para se reunir conosco”, afirmou nesta quarta-feira (26), em comunicado, Damion Crawford, funcionário do Ministério do Turismo jamaicano.

Crawford detalhou que, se as negociações prosperarem, buscará ajuda do setor privado para que o governo não seja o único a arcar com o custo financeiro da organização do evento.

“O governo não é um promotor e a indústria do entretenimento precisa de pessoas que estejam dispostas a assumir riscos”, disse Crawford sobre a necessidade de contar com a iniciativa privada para tornar o projeto realidade.

Woodstock foi realizado em Bethel, condado do estado Nova York, em 1969, e atraiu mais de meio milhão de pessoas. O lendário festival reuniu ícones da música como Jimi Hendrix, Janis Joplin, Creedence Clearwater Revival, Santana e The Who.

Mais de quatro décadas depois, o festival ainda é considerado único, apesar das diversas e malsucedidas tentativas de recriá-lo. Outros países como a Polônia e a China já realizaram eventos que tentaram resgatar o espírito do histórico festival.

O Woodstock original permanece no imaginário coletivo como o local onde o inconformismo e a rebeldia de uma geração que sofreu com a Guerra do Vietnã deram lugar, apesar da má organização, deu lugar à chuva e ao barro que cobriram o campo do festival em três dias de paz, música e amor.

sem comentário »

Alê e Luciana Simões no Plugado, Mirante FM

0comentário

A dupla Alê Muniz e Luciana Simões (leia-se Criolina) passa, rapidamente, nesta sexta-feira (28/11), pelo Plugado, na Mirante FM. Durante um bate-papo, reto, ligeiro e informal, o duo fala do terceiro disco, do clipe gravado, em São Paulo,  produzido pela Gataria, e concebido por meio de “crowdfunding”.

criolina2014640

Além do disco e do clipe, Alê e Luciana falam do projeto BR-135, chegando em dezembro, recheado de ações educativa e social, palestras, workshops, oficinas. O festival vai ocupar o Teatro Artur Azevedo e o Centro Histórico de São Luís, com shows, gratuitos, da cantora paulistana Céu, Mombojó, Felipe Cordeiro, Dona Onete, bandas locais e de fora selecionadas pela Curadoria do projeto.

O Plugado vai ao ar, quintas e sextas, das 22h à meia-noite; domingo, das 15h às 18h sob o comando de Pedro Sobrinho.

sem comentário »

Fabiana Rasta no show “Divas do Reggae”

0comentário

O Show Divas do Reggae é diferente e inovador, próprio para quem aprecia mulheres no vocal e gosta de ouvir o reggae sem fronteiras. Será nesta sexta-feira, dia 28/11, com Fabiana Roots e banda, na Casa D`Arte, no município de Raposa.

fabianarasta640

Fabiana Rasta, cantora de reggae desde 2000 em São Luís do Maranhão, têm sido a representante do reggae feminino maranhense a nível local e nacional, apresentando – se em estados como Piauì, Parà, Cearà e Amapà. Além de interprete é compositora e musicista e já fez duetos com Derrick Morgan, Cedric Myton, Kenyatta Hill, Lloyd Parks e Fauzi Beydoun.

Filha, de pai baiano e mãe maranhense, é natural da Bahia mas desde muito pequena reside em São Luís, portanto, assimilou toda a cultura do reggae maranhense para a sua musicalidade. Sua carreira se iniciou em blocos afros, em seguida, passou por algumas bandas de reggae como a Capital Roots e atualmente, segue em carreira solo. A sua influência é o reggae roots jamaicano da década de 70 a 90 e também as grandes divas comoMárcia Griffithis, Dawn Penn, Judy Mowatt, Rita Marley, Dezarie e outras.

Atualmente, depois de ter lançado, pela internet, seu primeiro trabalho musical em Novembro de 2013, intitulado de CD Promo, onde é uma compilação de 10 faixas retratando vários momentos da sua arte de cantar reggae, ela lança este primeiro show temático, o qual é focado em sua próprias composições e covers de algumas das grandes cantoras de reggae como Judy Mowatt, Márcia Griffiths, Rita Marley, Carlene Davis, Dawn Penn, Hortense Ellis, Célia Sampaio, Barbara Jones, Donna Marie e outras, buscando assim valorizar a produção do reggae feminino. Além disso, seu repertório conta com clássicos de artistas que agitam o salões da Jamaica Brasileira até os dias de hoje, comoGregory Isaacs, Bob Marley, Eric Donaldson e outros .

Fabiana Rasta, conhecida como O Grave Feminino do Maranhão, possui uma voz grave e forte, além de interprete é também compositora, já tendo lançado os singles Que Beleza, Reggae me Faz e Tranças Rebeldes onde levanta a bandeira do reggae e também faz uma crítica ao sistema capitalista.

Ficha técnica:

FABIANA RASTA E BANDA tem a seguinte formação:

VOCALISTA- Fabiana Rasta (Ex-Capital Roots)

BATERIA- Nicolau (Ex-Filhos de Jah)

BAIXO- Marcelo Falcão(Atual Roqueville Band)

GUITARRA- Rodrigo Tarta (Atual Crioulos)

TECLADO- Ricardinho( Ex-Banda Guetos)

DISCOTECAGEM: Hugo Bodansky

Exposição: “CORPOGRAFIA DO CINZA” – fotos Marco Aurélio e poesias de Luis Lima

Produção: Wagner Heineck

Realização: Casa d’Arte Centro de Cultura e Instituto Maranhão Sustentavel

Serviço:

Evento: SHOW DIVAS DO REGGAE E LANÇAMENTO DO CD PROMO DA FABIANA RASTA

Data: 28 de novembro (Sexta-feira)

Horário: 21h

Ingressos para o Show: R$ 20,00 / Meia: R$ 10,00

(No Casa D’Arte, ARTISTA paga só meia!!!)

Local: CASA D’ARTE – CENTRO DE CULTURA

Rua do Farol do Araçagy, 9 – Raposa/MA – Brasil

sem comentário »

Para o verdadeiro DJ sempre haverá público

0comentário

Com todo o respeito o talento e a opinião do DJ MARKY, mas não vejo como “IDIOTA”, “DESESRESPEITOSO” e deixa de ser “DJ” aquela pessoa que não toca no “VINYL”, não “MIXA”, ou toca com “PEN-DRIVE”, que não é “CONCEITUAL”, faz “FREESTYLE”, que toca “SETS PRÉ-MIXADOS” e os “DJS CELEBRIDADES” — famosos que “ATACAM DE DJ”. Eu sei que isso tira o sono, a moral e (sobretudo) os cachês dos DJs profissionais.

Eu também comungo com o DJ superstar canadense Deadmou5, que publicou em seu BLOG um post com o título “TODOS NÓS APERTAMOS O “PLAY”.

Não acho que DJs-celebridades ou “FAKE” tomem lugar de profissionais. O que existe é uma nova geração que não está muito interessada no conceito musical de um ou outro DJ. Os tempos mudaram. Têm casas e festas em que só tocam DJ´s profissionais. Há espaço para todos.

Nessa eterna polêmica entre o que é ser DJ profissional ou amador, eu prefiro a definição discotecário ou nenhum rótulo. Afinal, o que eu gosto é de música e “apertar o play” “mixando” ou “não”, tocando em “VYNIL” ou “não”. O resto é bobagem. Enfim, o verdadeiro DJ sempre terá público. Quanto ao comentário infeliz do DJ Marky de chamar de “IDIOTA” quem não toca em “VYNIL” defino como “pura vaidade cega”.

sem comentário »

Afrôs: show de lançamento do EP/Site

0comentário

LANÇAMENTO DO EP/ SITE AFRÔS – 06/12, 20h, no Teatro da Cidad de São Luís (antigo Cine Roxy – rua do Egito (centro de São Luís), com o show INOROMÔ

afros

sem comentário »

Joss Stone retorna ao Brasil em março de 2015

0comentário

Os shows da cantora Joss Stone marcados para São Paulo, Brasília e Recife, em 2015, já têm ingressos à venda para o público geral. A musa do Soul se apresentará em São Paulo, no Citibank Hall, no dia 11 de março; em Brasília, no Net Live Brasília, no dia 13 de março; e em Recife, no Chevrolet Hall, no dia 15 de março.

jossst640

Para o show em São Paulo, a compra pode ser feita através do site www.ticketsforfun.com.br. Para os shows em Brasília e Recife, poderá ser feita através do site www.ingressorapido.com.br. Os ingressos variam de R$ 90 a R$ 400.

Além da internet, também é possível adquirir presencialmente nas bilheterias oficiais, sem taxa de conveniência (veja endereços e horários de funcionamento em cada cidade abaixo).

As apresentações fazem parte do “Total World Tour”, que está programado para visitar 204 países ao longo de três anos, muitos que não fazem parte do circuito mundial de shows.

Além de seus principais sucessos, Joss Stone apresentará músicas de seu próximo álbum, “Water For Your Sou”, que será lançado em 2015.

sem comentário »