Morre mais uma lenda do Reggae, o jamaicano Jackie Bernard

0comentário

jackie bernard the kingstionians

Há menos de dois meses morreram cinco artistas jamaicanos: Noel Bailey (guitarrista do Roots Radics), Joseph Bennett (vocal e percursionista do The Jolly Boys), Uziah Thompson ou Sticky, (percursionista), Hopeton Lewis (ex-vocalista do Byron Lee And The Dragonaires) e, nesta terça-feira (16) mais um dos grandes se foi: o lendário cantor Jackie Bernard (vocalista do The Kingstionians). A vida de Jackie Bernard não estava fácil financeiramente e dependia diretamente da ajuda dos poucos amigos e fãs espalhados pelo mundo. Recentemente, inclusive, havia sido criada uma página chamada “Jackie Bernard Foundation” onde, através de uma conta, era possível depositar dinheiro para as despesas do artista com hospital, casa e alimentação.

Mesmo com a rotina difícil e sofrida na Jamaica, Jackie Bernard retornou aos palcos em 2011, após duas décadas distante de shows, a convite do grupo Jurassic Sound System. O artista se apresentou em São Paulo e Belo Horizonte com um show histórico e comovente, onde não faltaram seus principais sucessos, “Singer Man”, “Sufferer”, “Can’t Wine”, “Winey, Winey”, “Another Scorcher” e “Hold Down”, entre muitos outros.

A carreira de Jackie Bernard entrou em declínio com a ascensão do reggae digital e do dancehall nos anos 80 e, assim como muitos jamaicanos, ficou esquecido pela mídia. Deprimido, sem oportunidade de emprego, redeu-se ao álcool e passou a depender da ajuda de poucos amigos. Havia a possibilidade de retorno do cantor ao Brasil ainda este ano e, segundo Jurássico (integrante da Jurassic Sound System), ele estava bastante animado para subir aos palcos novamente. Segundo informações divulgadas nos sites, Jackie morreu em um hospital público da Jamaica, vítima de pneumonia.

DJ Waldiney

sem comentário »

Novo sabor de sorvete marca homenagem a Bob Marley

0comentário

satisfy-my-bowl.jpg

A empresa americana de sorvete Ben & Jerry lançará um novo sabor para marcar o 30º aniversário do álbum Legend, de Bob Marley. Com o nome de “Satisfy My Bowl” (Satisfaz minha taça) em alusão a uma das músicas do artista Satisfy my soul, o sorvete terá na composição uma mistura de caramelo, chocolate e pedaços de biscoito com banana e está previsto para ir à venda em todo Reino Unido, Países Baixos, Irlanda, Dinamarca, Finlândia, Suécia e Noruega em 15 de setembro.

Cedella Marley, filha de Bob Marley, celebrou a parceria da fundação jamaicana 1Love com a empresa de sorvete, onde parte das vendas será destinada à fundação.

“Satisfy My Bowl” se junta a uma longa lista de projetos comerciais associados à marca Marley. No entanto, nem todas as mercadorias Marley têm sido um sucesso. A linha de calçados, lançada na década de 1990, por exemplo, foi arquivada e planos para uma cerveja Marley também nunca se materializaram.

O álbum Legend, um dos mais representativos do artista, é uma compilação que inclui os clássicos No Woman No Cry, One Love, Redemption Song e Waiting in Vain. Foi lançado três anos após a morte de Bob Marley e até hoje é tido como exemplo de sucesso, que continua sendo um dos mais vendidos do catálogo da revista Billboard, com vendas mundiais que chegam a mais de 25 milhões de unidades. Portanto, merecida homenagem!

DJ Waldiney

sem comentário »

Morre o cantor jamaicano Hopeton Lewis

0comentário

reggaepoint/files/2014/09/hopeton-lewis.jpg

Ex-Byron Lee And The Dragonaires, o cantor Hopeton Lewis morreu na madrugada dessa quinta-feira (4) no Brooklyn, Nova Iorque, aos 66 anos. De acordo com informações do site Jamaica Observer, ele encontrava-se em casa com um quadro muito grave de insuficiência renal e não resistiu. Lewis é considerado criador do rocksteady através da música “Take it Easy” de 1966, gravada por Richard Kouri, Louis Davison e Keith Scortt na Federal Records, que posteriormente abriria as suas portas para o reggae. Segundo estudantes da música pop da Jamaica, o single mudou o curso da música Jamaica com sua nova sonoridade mais lenta, sólida, mais emocionada, resultando em uma enxurrada de grupos e cantores como The Melodians, Heptones e Paragons. Deu à luz a cantores como Ken Boothe, Pat Kellly, Brent Dowe e Leroy Sibbles.

“Ele era um cantor versátil, isso o fez popular no Caribe. Lewis não tinha ideia que Take it Easy seria seu enorme sucesso”, comentou Winston Blake.

Hopeton Lewis foi vocalista do Byron Lee e os Dragonaries por vários anos, mas como muitos de seus colegas nunca prosperou na era das raízes do reggae. Em 1996 lançou “This is Gospel” pelo seu próprio selo Bay City Music, fundado em 1980. Radicou-se com a família para o Brooklyn, onde apresentou o programa de rádio Grace Deliverance. Posteriormente fundou sua empresa Caribbean Gospel, onde revelou alguns artistas no gênero musical.

DJ Waldiney

sem comentário »

John Holt desmente boatos sobre morte

3comentários

john-holt-perfil.jpg

No último fim de semana, as redes sociais foram inundadas de mensagens de RIP (descanse em paz) direcionadas ao cantor John Holt. Uma terrível brincadeira afirmava que o cantor havia morrido. John Holt, que está atualmente em Londres, comentou sobre os rumores deste boato com o locutor Ron Muschette durante o programa Wake Up Call, na manhã de ontem (8).

Semanas atrás, circularam notícias de que o artista desmaiou após uma apresentação na Europa, mas Holt explicou o que havia acontecido: “Estou bem, nada de mais”.

Com uma carreira de mais de quatro décadas, John Holt é uma lenda do rocksteady e reggae. Sua primeira apresentação no Brasil foi em São Luís ao lado de Gregory Isaacs no dia 14 de novembro de 2009, onde se reuniram mais de 5 mil pessoas no Cais da Alegria. Uma noite antológica que marcaria a despedida de Gregory Isaacs.

DJ Waldiney

3 comentários »

Duane Stephenson regrava “Cool Runnings” de Bunny Wailer

0comentário

duane-stephenson-cool-runnings.jpg

O cantor Duane Stephenson acaba de lançar a regravação de “Cool Runnings”, de Bunny Wailer, um verdadeiro clássico do reggae mundial de 1981. É comum as regravações de clássicos universais de reggae entre os jovens jamaicanos. Eles costumam dar uma nova roupagem à canção, originando o que se denomina atualmente de New Roots, ritmo bastante absorvido em São Luís.

Duane Stephenson popularizou-se através de uma versão, um riddim da música Jah Live, de Bob Marley, que teve quase 2 milhões visualizações no YouTube. A releitura de Cool Runnings você curte aqui. Vale a pena conferir.

DJ Waldiney

sem comentário »

Reggae também aos sábados na Mirante FM!

0comentário

programa reggae vibe

A partir do dia 6 de setembro, integra a programação da Rádio Mirante FM, o “Reggae Vibe”, que promete aquecer suas noites de sábado e fazer aquele “pré-night” antes de curtir os points de reggae pela ilha. Serão duas horas (de 22:00 a 00:00h) de muita informação, novidades e lançamentos do mundo do reggae, sem esquecer as “velharias” e os ritmos caribenhos (socas, cadence, etc.) que marcaram época. O “Reggae Vibe” será comandado pelo DJ Waldiney, que está bastante feliz com mais este espaço que vem somar com o já consolidado programa Reggae Point.

DJ Waldiney

sem comentário »

São Luís é destaque no documentário “Poetry and Reggae In São Luís” exibido no festival Rototom Sunsplash

3comentários

rototom sunsplash festival

Está em andamento mais uma edição de um dos maiores festivais de reggae do mundo, o Rototom Sunsplash, em Benicassim, Espanha. São oito dias consecutivos com alguns dos maiores nomes da velha e nova geração do reggae se apresentando em sete palcos. A programação inclui grandes nomes da história do ritmo jamaicano como Alpha Blondy, Anthony B, Easy Star All-Stars, Chronixx, Inner Circle, Gladiators, Jimmy Cliff, Busy Signal e muito mais.

Uma das novidades, que de forma particular nos interessa, é a apresentação do documentário “Poetry and Reggae In São Luís”, produzido por Christoph Janetzko. Como o próprio nome sugere, no documentário é retratada a construção do reggae na década de 70 na ilha, através de relatos que trazem alguns dos aspectos que nos singularizam enquanto Jamaica brasileira, tal como o modo de dançar agarradinho, único da nossa região, as festas, colecionadores, discotecagens, points e locais onde o reggae acontece por aqui. As imagens destacam também a arquitetura colonial da “Cidade dos azulejos” e o universo poético presente na “Atenas brasileira”. Aparecem no documentário músicos, Djs, bailarinos, cantores, pessoas ligadas ao movimento reggae na capital e também antropólogos e historiadores, estudiosos do tema. E para minha surpresa, aparecem imagens da apresentação da Mega Vibes e, também, a minha locução no programa Reggae Point, da Mirante FM.

Para visualizar o documentário sobre a Jamaica brasileira, acesse aqui.

DJ Waldiney

3 comentários »

Stephen Marley lança clipe “Rock Stone” com participações de Capleton e Sizzla

0comentário

rockstone

Confira aqui o clipe oficial da nova canção de Stephen Marley, Rock Stone, que fará parte do seu próximo álbum “Revelations Part 2: The Fruit of Life”. A faixa foi inspirada na letra da música “Talkin Blues” do pai Bob Marley e conta com a colaboração de dois grandes nomes do ragga/dacehall mundial, Capleton e Sizzla.

O lançamento aconteceu no último fim de semana no programa americano de vídeos “106 and Park”. Revelations Part 2: The Fruit of Life será o terceiro album de Stephen Marley e a continuação de Revelation Part 1: The Roots of Life” – vencedor do Grammy Awards 2012.

Além de Copleton e Sizzla, o álbum contará com outros artistas, a exemplo de Shaggy, Bounty Killer, Rick Ross, DJ Khaled, Busta Rhymes, Wyclef Jean, Black Thought, Bounty Kller, Jo Mersa, filho de Stephen, e seu irmãos Damian Marley e Ky-mani Marley.

DJ Waldiney

sem comentário »

Marcus Garvey recebe homenagem do produtor David “Scorpion” Harris

0comentário

marcus-garvey.gif

Um dos grandes ícones do século XX, visto como herói pela maioria dos jamaicanos e inspirador de muitas canções de reggae, Marcus Garvey, será saudado pelo produtor David “Scorpion” Harris. A homenagem consistirá no lançamento de vários “riddims”. O material está sendo produzido em Londres e deverá sair antes de 17 de agosto, data de aniversário de Garvey. Este ano também comemora-se o centenário da Universal Negro Improvement Association (UNIA) Universal, fundada por Garvey.

Um dos estímulos para o desenvolvimento deste trabalho é o fato de Harris acreditar que a mensagem de Garvey está sendo perdida: “Muitos usam Dreadslocks apenas para conseguirem contratos em festivais europeus e se dizem rasta. São corrompidos pelo consumismo de empresas e se esquecem da verdadeira mensagem”, comentou. O produtor descobriu o trabalho de Garvey e outros líderes negros quando ainda garoto na Inglaterra. Ele é o proprietário da Gully Bank Musik Ltda e na sua lista de produções estão Duane Stephenson, Esrom, Doniki, Leontre e Kiddus I.

Marcus Garvey nasceu em St. Ann (Jamaica) e foi o primeiro herói nacional da história do seu país, sendo precursor na defesa de direitos humanos. Morreu em Londres em 1940, aos 53 anos e seu nome foi citado em diversas canções, a exemplo das músicas de Bob Marley,  Burning Spear, entre outros artistas.

DJ Waldiney

sem comentário »

Evento jamaicano relembra vida e legado de Gregory Isaacs

0comentário

the cool ruler

No último domingo (27), a vida e o legado de Gregory Isaacs foram celebrados na Blue Essence, no interior do Kings Plaza, na Jamaica. O evento, denominado de “A Hat Affair”, teve como objetivo comemorar os 63 anos de nascimento do artista. O hino da noite foi “Love Is Overdue”, interpretada pela Isha Bell e, em seguida, outros artistas participaram da homenagem: Junior Sinclair, George Nooks, Carl Dawkins, Edi Fitzroy, Bongo Herman, a dupla QQ e Lukani, a qual fez uma série de canções conhecidas de Isaacs e teve uma ótima resposta do público. Além disso, fizeram parte também grupos de apoio como o “We The People Band” de Lloyd Parks e Roots Radics.

Carinhosamente chamado “The Cool Ruler”, Isaacs nasceu em 15 de julho de 1951, em Kingston, Jamaica, e morreu em Londres no dia 25 de outubro de 2010. O evento, organizado pela Fundação Gregory Isaacs em associação com o African Museum, o TADs International Records e Jamaica Reggae Industry Association (Jaria), foi ainda voltado para as instituições de caridade apoiadas pelo artista quando em vida.

DJ Waldiney

sem comentário »