Flávio Dino sanciona lei e cria a Uema Sul do MA

0comentário
Flávio Dino criação-da-UemaSul-13-1024x682 - Cópia

Governador Flávio Dino no ato de assinatura da Lei

O governador Flávio Dino sancionou, na terça-feira (01), em Imperatriz, a lei de criação da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (Uema Sul do Maranhão).

Com previsão de funcionamento no segundo semestre de 2017, a Uema Sul do Maranhão era aguardada pela população da região há mais de 20 anos. A meta é valorizar vocações locais e promover o desenvolvimento regional por meio da educação superior.

“Esta é uma medida importante para democratização do ensino superior no Maranhão, um dos estados que menos tem alunos em universidades”, ressaltou Flávio Dino.

A estudante e presidente do Diretório Acadêmico de Letras, Walquiria Lima, representou os acadêmicos da instituição e entregou propostas para a Uema Sul do Maranhão ao governador Flávio Dino. “A luta foi árdua e este é um dia de muita alegria para nós”, disse ela acompanhada por alunos da universidade e secundaristas, que lotaram o espaço e aplaudiram a sanção da lei.

Por enquanto, os cursos da Uema Sul do Maranhão serão os mesmos ofertados atualmente. Em 2018, após estudo do arranjo produtivo regional e discussão com a sociedade em geral e a comunidade acadêmica, outros serão instalados.

Uma nova sede será construída para a instituição. A obra, orçada em R$ 13 milhões, tem previsão de entrega em 2018.  O prédio da Uema já existente na cidade será mantido e todo o patrimônio móvel, imóvel, estrutural, será transferido para a Uema Sul do Maranhão.

Com dados da Secap\foto Nael Reis

sem comentário »

Natalino Salgado na Academia Nacional de Medicina

0comentário

Natalino Salgado - menor

O ex-reitor da UFMA, Natalino Salgado Filho, foi eleito na última quinta-feira, 27 para a Academia Nacional de Medicina – ANM. Ele ocupará a cadeira nº 19, no lugar do médico Clementino Fraga, que faleceu em maio deste ano, cujo patrono é o ex-vice-presidente da República, Manoel Vitorino Pereira.

Com 187 anos de fundação, a ANM reúne a elite da classe médica e cientistas da medicina no Brasil. É a primeira vez que um maranhense, formado pela faculdade de medicina da UFMA e com residência fixa no Maranhão, passa a integrar a instituição.

Com centenas de trabalhos publicados nos mais importantes periódicos da medicina no Brasil e no exterior, Natalino Salgado é doutor em nefrologia pela Universidade Federal de São Paulo e uma referência nessa especialidade no Estado.  É autor, entre outros, dos livros “Faculdade de Medicina do Maranhão – Uma História de 59 anos” e “Tarquínio Lopes Filho, médico, político, jornalista, administrador que virou mito”.

Para ser aclamado membro da Academia, Salgado teve que apresentar uma tese inédita de doutorado. O ex-reitor da Ufma passou ainda por uma criteriosa sabatina feita por uma comissão de avaliação.

sem comentário »

UemaSul, um exemplo para a UFMA seguir  

0comentário

Como já foi divulgado neste blog, a instituição da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul) foi uma medida correta, independente de detalhes burocráticos que serão ajustados dentro do processo.

Deputados estaduais aprovaram, em sessão plenária na quarta-feira (26), projeto de lei que foi encaminhado pelo governador Flávio Dino criando a primeira universidade pública no interior.  A medida também tem o apoio de professores, estudantes, técnico-administrativos e da comunidade.

As demais universidades públicas maranhenses deveriam seguir o caminho da Uema, principalmente a Universidade Federal do Maranhão (Ufma) que tem autonomia. Que tal os exemplos de universidades como a de Ouro Preto e Viçosa, com alto grau de excelência, mas desvinculadas da Federal de Minas Gerais.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Ifma) – assim como todos os institutos federais do Brasil – precisa avançar mais em termos de autonomia universitária.

A fórmula centralizada da Uema, Ufma e Ifma administrar por meio de unidades no interior do Maranhão, todas vinculadas a reitorias sediadas em São Luís, não atende mais a demanda. Essa estratégia desconsidera a extensão territorial do Maranhão e as peculiaridades regionais.

A expectativa é que a Uema avance nesse processo, instituindo, futuramente, a Universidade Estadual da Baixada Maranhense e a Universidade do Sertão Maranhense.

 

sem comentário »

Concerto em comemoração aos 50 anos da Ufma

0comentário

A Universidade Federal do Maranhão (Ufma) celebra os seus cinquenta anos de fundação nesta quinta-feira (20), no Teatro Arthur Azevedo, em São luís-MA, com o concerto musical Noite de Gala, apresentações de professores e alunos do curso de Música, Camerata e os corais da Ufma e Antonio Rayol a a Big Extension Band.

A entrada é franca e os ingressos pode ser retirados na bilheteria do teatro, no dia do evento. No repertório, músicas eruditas e populares

sem comentário »

Fórum Patrimônio Afro-Brasileiro

0comentário

Fórum patrimônio afro

sem comentário »

Ufma celebra 50 anos nesta semana

0comentário

 

LOGO 50 ANOS

Com uma Celebração Ecumênica no Auditório Central, no campus da Ufma em São Luís, no bairro do Bacanga, foi aberta, na segunda-feira (17), a programação em comemoração aos 50 anos da Universidade Federal do Maranhão (Ufma).

Na terça-feira (18), às 11h, a sessão solene na Assembleia Legislativa do Maranhão em homenagem aos 50 anos da UFMA, com indicação do deputado Marco Aurélio (PC do B). Ás 19h, no Centro Pedagógico Paulo Freire, no campus de São Luís, a entrega da distinção honorífica “Palmas Universitárias” a 52 professores, técnico-administrativos e dirigentes de entidades parceiras pelos relevantes serviços prestados à instituição.

Na quinta-feira (20), no Teatro Arthur Azevedo, centro de São Luís, será apresentado o “Concerto Musical Noite de Gala”, com a Camerata e o Coral da Ufma, Big Extension Band, alunos e professores do curso de Música. No repertório, peças clássicas e populares.

O ponto alto da programação será a “Noite do Jubileu de Ouro”, na sexta-feira, (21), quando a Ufma distingue com a Medalha Sousândrade 31 personalidades. Serão homenageados in memorian, os ex-reitores Josué Montello, Pedro Neiva de Santana, Cônego José de Ribamar Carvalho, José Maria Ramos Martins e Jerônimo Pinheiro.

Receberão a medalha reitores e ex-reitores que dirigiram a instituição nos últimos trinta anos, além do governador Flávio Dino e do promotor de justiça Juarez Medeiros, primeiro presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE).

Reitora Nair Portela

Reitora da Ufma, Nair Portela

A intenção da reitora Nair Portela é que todos os que fazem parte da Ufma possam participar desse grande momento. “Temos muito a comemorar, a UFMA é responsável por formar gerações de profissionais que contribuíram para o desenvolvimento do Maranhão”.

Dados\Ascom da Ufma

sem comentário »

Ricos da tecnologia são dos EUA e da China

0comentário
Foto 0 - Bill Gates (Microsoft), Larry Ellison (Oracle) e Jack Ma (Alibaba)

Bill Gates (Microsoft), Larry Ellison (Oracle) e Jack Ma (Alibaba)

As pessoas mais ricas da área de tecnologia, que frequentemente aparecem entre as mais ricas do mundo, são dos Estados Unidos e da China.

O sintomático na análise desse último ranking, publicado pela revista Business Insider e elaborado em parceria com a consultoria asiática Wealth X, é que os europeus estão fora da lista. O mundo está se voltando para a Ásia.

E o problema crucial é que, em pleno século XXI, todos os ricos da lista, em uma área tão dinâmica, sejam homens. Talvez pela ausência da Europa, onde o machismo é muito menor do que na China, EUA, América Latina e outras regiões do planeta.

Bill Gates, fundador da Microsoft, está no topo da lista, formada por fortunas de, pelo menos, US$ 18 bilhões (R$ 58 bilhões) líquidos, entre dinheiro efetivo, ações e outras participações.

A lista

1 Bill Gates

Foto 1 Bill Gates (Microsoft)

Capital líquido: US$ 89,4 bilhões

Idade: 60 anos

País: Estados Unidos

Fonte de Riqueza: Microsoft

É o mais rico dos Estados Unidos e do planeta por causa da Microsoft, empresa que desenvolve, fabrica, licencia, apoia e vende softwares de computador, produtos eletrônicos, computadores e serviços pessoais. Deixou o comando e, hoje, só faz parte do conselho de administração.

2 Jeff Bezos

Foto 2 Jeff Bezos (criador da Amazon)

Capital líquido: US$ 51,2 bilhões

Idade: 52 anos

País: Estados Unidos

Fonte de riqueza: Amazon

Vendia livros pela internet e, agora, vende várias coisas por meio de um site que é um dos mais acessadas do mundo. A última novidade da empresa foi a Amazon Music, serviço para escutar música em streaming. Também é dono do jornal americano Washington Post e da companhia aeroespacial Blue Origin.

 3 Mark Zuckerberg

Foto 3 Mark Zuckerberg (Facebook)

Capital líquido: US$ 46,2 bilhões

Idade: 31 anos

País: Estados Unidos

Fonte de riqueza: Facebook

De estudante da universidade Harvard, nos Estados Unidos, quando criou uma espécie de rede de relacionamentos, terminou gerando uma grande rede social e de negócios mundial.

4 Larry Ellison

Foto 4 Larry Ellison (Oracle)

Capital líquido: US$ 46,1 bilhões

Idade: 71 anos

País: Estados Unidos

Fonte de riqueza: Oracle

Cofundador da Oracle, uma das maiores empresas de software do mundo. A especialidade da companhia é desenvolver hardwares e softwares de banco de dados. Seus principais clientes são empresas e governos.

 5 Larry Page

Foto 5 Larry Page (dono da metade do Google)

Capital líquido: US$ 37,8 bilhões

Idade: 42 anos

País: Estados Unidos

Fonte de riqueza: dono de metade do Google

Um dos cofundadores do Google e o CEO da Alphabet, a multinacional que engloba o gigante das buscas. É responsável pelo algoritmo do buscador.

6 Sergey Brin

Foto 6 Sergey Brin Sergey Brin (dono da outra metade do Google)

Capital líquido: US$ 36,2 bilhões

Idade: 42 anos

País: Estados Unidos

Fonte de riqueza: dono da outra metade do Google

O outro fundador do Google, Sergey Brin é presidente da empresa que fundou junto com Larry Page no fim da década de 1990. Entre seus planos está o de disseminar conexão wifi por comunidades rurais.

 7 Jack Ma

Foto 7 Jack Ma (Alibaba China)

Capital líquido: US$ 26,3 bilhões

Idade: 51 anos

País: China

Fonte de riqueza: Alibaba

É o “Jeff Bezos da China”. A empresa criada por ele é o maior site de compra e venda do gigante país asiático.

8 Steve Ballmer

Foto 8 Steve Ballmer (Microsoft)

Capital líquido: US$ 25,9 bilhões

Idade: 59 anos

País: Estados Unidos

Fonte de riqueza: Microsoft

Maior acionista individual da Microsoft. Seu foco agora é o esporte. Em 2014, comprou o Los Angeles Clippers, time de basquete da NBA e, desde então, é seu principal negócio.

9 Michael Dell (fundador da Dell)

Foto 9 Michael Dell (Dell)

Capital líquido: US$ 18,9 bilhões

Idade: 51 anos

País: Estados Unidos

Fonte de riqueza: Dell

Durante seus tempos de estudante na Universidade do Texas, Michael Dell começou sua carreira empresarial em uma companhia chamada PC Ltda, antecessora do que hoje é a Dell, fabricante de computadores. Em pouco tempo, trocou as aulas pelo escritório em tempo integral.

Sua empresa tecnológica começou a crescer. E, agora, emprega 100 mil pessoas em todo o mundo.

 10 Pony Ma

Foto 10 Pony Ma (Tencent China)

Capital líquido: US$ 18,2 bilhões

Idade: 44 anos

País: China

Fonte de riqueza: Tencent Holdings

Pony Ma é o homem por trás da maior empresa tecnológica da China, a Tencent Holdings, fundada por ele com amigos de faculdade.

Sua expansão tem sido enorme e já fez de Pony Ma o quinto homem mais rico da China. O foco da empresa é o desenvolvimento de softwares e aplicativos de internet. O primeiro que fez sucesso no mercado chinês foi um programa de mensagens instantâneas, parecido ao famoso ICQ, popular no Brasil nos anos 1990. Hoje, a empresa engloba vários setores, de música a videogames e redes sociais.

Fonte: BBC Londres\ Image copyright GETTY IMAGES

 

sem comentário »

Congresso Brasileiro de Logoterapia esta semana em São Luís

0comentário

IMG-20161009-WA0028

Programação

IMG-20161009-WA0031

sem comentário »

Uema Sul do MA, uma medida acertada

0comentário

A constituição da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) do Sul Maranhão foi uma medida foi acertada. Várias universidades estaduais e federais, em outros estados, avançaram ao colocarem em prática esse procedimento administrativo. A Uema renova, no Maranhão, a tomar essa iniciativa.

A Universidade Federal do Maranhão (Ufma), há anos, já deveria ter procedido dessa forma. Em Minas Gerais, as Universidade Federais de Ouro Preto, de Viçosa e a de Juiz de Fora são exemplos de unidades federais diferenciadas da Universidade Federal de Minas Gerais (Ufmg)  e que apresentam excelentes resultados.

É preciso descentralizar o Maranhão e deixar de concentrar tudo em São Luís, o que dificulta, inclusive, a elevação da qualidade de vida da capital maranhense que está ‘inchada’. Tem de ter aeroportos, hospitais, escolas, universidades e cidades arborizadas, com qualidade de vida no interior do Maranhão.

E é melhor que a Uema Sul do MA aconteça antes da criação de cursos de mestrado e doutorado, pois a transição, começando como centro acadêmico, permite que a região sul do estado defina, com mais propriedade, os cursos de pós mais viáveis.

 Uema Sul do MA

A administração superior da Uema, em nota, se diz surpresa com a proposta de criação da Uema Sul do MA. O mais surpreendente, contudo é a administração da Uema, até hoje, não ter colocado em prática essa iniciativa. A ideia é que, no futuro sejam constituídas, também, a Uema Baixada e a Uema Sertões do Maranhão.

Na nota, a administração superior diz que a Uema vai abrir um diálogo com o Governo do Estado, como se a Uema, mesmo autônoma e descentralizada, não fizesse parte do Governo do Estado. Este diálogo já devia está em andamento, senhor reitor.

sem comentário »

Lançamento do “Atlas da Carne” nesta quinta (13) em São Luís

0comentário

O “Atlas da Carne: fatos e números sobre os animais que comemos” será lançado, nesta quinta-feira (13), as 18h, no auditório de arquitetura da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), no Centro Histórico de São Luís.

É o terceiro lançamento da publicação. Já foi lançada no Rio e São Paulo

http://br.boell.org/pt-br/2016/10/11/lancamento-do-atlas-da-carne-em-sao-luis-no-maranhao

Elaborado por pesquisadores do Brasil, Chile, México e da Alemanha, mapeia, por meio de fatos e números, a produção industrial de carne no mundo e como ela atinge recursos hídricos e solos, influencia as mudanças climáticas e aumenta a desigualdade.

O Atlas indica os impactos do consumo de carne, seja ela bovina, suína, de aves e de outros tipos como búfalos e ovelhas.

Segundo o Atlas, se o consumo de carne continuar crescendo, em 2050 os agricultores e agricultoras terão que produzir 150 milhões de toneladas extra de carne, agravando os problemas.

A publicação traz alternativas ao atual modelo, como a de produzir e consumir a carne localmente, evitando o transporte por milhares de quilômetros. Quer, assim, mostrar ao consumidor de carne toda a cadeia de produção.

Baixe “Atlas da Carne:

http://br.boell.org/pt-br/2016/09/06/atlas-da-carne-fatos-e-numeros-sobre-os-animais-que-comemos

 

sem comentário »