Você é o que você come ?

0comentário

mulher-frutas-supermercado
Você é o que você come. Com certeza já ouviu essa frase, mas será que parou para refletir a respeito dessa afirmação. O que o seu prato diria sobre você? Imagine-se numa entrevista de emprego em que os candidatos são avaliados levando em conta a sua alimentação. Afinal ela diz sobre nossa saúde e nosso estilo de vida. Você ganharia a vaga? A verdade é que um cardápio baseado em gorduras, carboidratos, carnes vermelhas e açúcares em excesso, acaba com a saúde. Não precisa as pessoas buscarem um ideal de magreza inatingível, mas sim hábitos saudáveis para uma longevidade com bem estar. Comer de forma equilibrada auxilia na prevenção de doenças como diabetes, câncer, hipertensão e distúrbios digestivos. A origem da palavra dieta é grega e quer dizer “estilo de vida”. Então, por que mesmo com tanta informação sobre os benefícios de uma alimentação saudável é difícil manter esse hábito? É que a maioria das pessoas associam mudança alimentar com sofrimento ou restrição. Não é assim, quando cortamos radicalmente doces, massas e gorduras, em geral, não conseguimos sustentar essa determinação e recuperamos rapidamente os quilos eliminados. Não adianta seguir um cardápio que não o faça feliz e nem seja adequado a sua rotina. Busque novos hábitos respeitando seu paladar e suas prioridades, Estar aberto a experimentar sabores diferentes é fundamental.
Há inumeros tipos de dietas de emagrecimento, como a da proteina ou a da sopa. Elas até apresemtam resultados rápidos, mas não devem ser mantidas por períodos prolongados. Além de serem prejudiciais à saúde, são insustentáveis em longo prazo, porque a pessoa não aprende a comer corretamente.

sem comentário »

Coração em perigo: AVC e infarto são as maiores causas de morte feminina

0comentário

92291713
Muitos posts repetem as mesmas ideias sobre a mulher, vamos olhar para o lado preventivo necessário para sua saúde. Os últimos levantamentos do IBGE sobre as doenças e suas causas na mulher, já mostram algumas diferenças em relação há 20 anos (tempo médio de uma geração humana). Agora, temos como principal causa de morte na mulher o AVC (acidente vascular cerebral ou derrame cerebral), em segundo lugar o infarto do miocárdio e em terceiro o câncer ginecológico (de mama).

A proporção das doenças cardiovasculares entre os gêneros que era oito homens para duas mulheres já quase se igualou nos últimos 10 anos. Como exemplo incrível, apesar de mais mulheres visíveis nas academias, pelos dados do IBGE, mais homens do que mulheres fazem atividades físicas regulares em nosso país.

Evidente que não queremos desprezar o que mais assusta a mulher, justamente o câncer. Mas devemos alertar sobre a falta de valorização das causas que provocam as doenças cardiovasculares e podem levar a sequelas incapacitantes após um AVC tanto quanto após um infarto do miocárdio. Pela anatomia feminina, o coração e vasos sanguíneos são biologicamente menores que os do homem, e por isso as cirurgias de ponte de safena como também a angioplastia com “stents”, são mais dificultosas na sua feitura.

Pelas características psicológicas e comportamentais, a mulher moderna na maioria das vezes, assume um papel muito forte na família, e quanto mais avança na idade mais passa a cuidar de todos, incluindo o marido/companheiro, filhos e até os avós e dos dois lados! Aí que mora o perigo para ela, o dos tantos afazeres familiares, somados aos profissionais de grande parte delas, misturados aos administrativos da sua própria casa e ainda das que cuidam dos negócios do seu companheiro. Então fechamos o (curto) circuito na saúde.

A proporção das doenças cardiovasculares entre os gêneros que era oito homens para duas mulheres já quase se igualou nos últimos 10 anos. Quanto a procurar médico, a mulher é muito mais regular em comparecer no ginecologista periodicamente (ele é o seu verdadeiro clinico geral) do que o homem passar no clínico ou cardiologista, mesmo se estiver sentindo algum sintoma ainda que leve no peito. Quem incentiva (ou obriga) o homem procurar o urologista é a sua mulher! Parece esquisito, não? Sim, ela é quem acorda ao notar que ele à noite se levanta várias vezes para urinar, ela que escuta o ronco alto, (apneia do sono?) considerado importante sintoma de problemas médicos.

A hipertensão arterial é um perigo silencioso para a mulher, pois como na maioria das vezes não provoca sintomas, ela simplesmente não toma a medicação regularmente. O colesterol elevado independe do peso e ser magra não atesta que essa perigosa gordura sanguínea está em níveis normais. Na verdade ela desconhece seu valor, pois imagina que nunca vai estar alto, afinal não come gorduras e assim fica vulnerável à elevação do colesterol principalmente o ruim (LDL)

Mulher tem o coração menor e mais gordura corporal do que o homem. Diferença da genética entre homens e mulheres influencia nas atividades Prolapso mitral é mais comum em mulheres e altera o ritmo cardíaco Outro importante alerta é para a diabete na mulher! Doença difícil de tratar? Sim, porque ela que cuida da alimentação da família, costuma experimentar tudo antes, mas só um pouquinho, e tem dó dos parentes que não podem ficar sem uma sobremesa doce, etc. .

Faça avaliações especializadas anuais, mude seus hábitos de vida para alimentação saudável e importante mantenha atividade física regular, em nível moderado. Evite firmemente os anabolizantes, GH (hormônio de crescimento) e pomada de testosterona, pelo já cientificamente e conhecido risco de complicações cardiovasculares, que mais dia menos dia acontecerão para seus usuários. Na dúvida, fale com seu ginecologista.

Nabil Ghorayeb

sem comentário »

Azeite. Um aliado da saúde

0comentário

Vaso-de-azeite

As gorduras provenientes dos alimentos devem representar 30% do total de calorias ingeridas diariamente. Porém, para uma alimentação saudável, é essencial substituir o consumo de gorduras saturadas por gorduras monoinsaturadas, como aquelas encontradas no azeite. A Organização Mundial da Saúde constatou que esse tipo de óleo é um aliado da saúde, afinal ele reduz o colesterol ruim(LDL) e ajuda a prevenir as doenças cardiovasculares, pois contém alto teor de ácidos graxos monoinsaturados. Também pode reduzir a resistência à insulina( quando nosso corpo não consegue usar a própria insulina de forma eficaz;nos casos de pré-diabetes) e tem efeito anti-inflamatório. Além disso, o azeite é fonte de vitamina E, que tem propriedades antioxidantes e combate os radicais livres, retardando envelhecimento celular. O consumo de quantidades modearadas e durante toda a vida é uma escolha saudável e traz benefícios, como diminuição do risco de câncer de mama.
Mas atenção: isso não significa que você pode usar rios de azeite em seu prato. Por ser uma fonte de gordura, ele é bem calórico(9 Kcal por 1 ml). O ideal é consumi-lo cru ou em preparações cozidas rapidamente, evitando seu uso em frituras, por exemplo. O consumo em excesso, além de provocar alterações gastrointestinais, como diarréia e vômitos, prejudica a perda de peso. Para aproveitar todos os benefícios do azeite, deve-se usar, no máximo, duas colheres de sopa por dia(90 calorias). Quando menor acidez do azeite, maior seu valor nuticional.

sem comentário »

Ovos não devem ser consumidos em excesso

0comentário

53b2cc01f2969[1]
Eles não devem ser consumidos em excesso, pois possuem gordura de alimento animal. A gema, ainda que rica em colesterol, apresenta colina, um nutriente vital para o bom funcionamento do cérebro e raro em outros alimentos. Outra justificativa para o seu consumo é a presença do aminoácido triptofano, um componente precusor da serotonina, substância associada à sensação de prazer. O ovo ajuda a prevenir a doença degenerativa da mácula dos olhos na velhice, pois é fonte dos antioxidantes luteína e zeaxantina, protetores da visâo. Portanto, a regra é consumir ovos com parcimônia. Um omelete com dois ovos em uma das refeições no lugar de outro alimento animal, pode completar as exigências nutricionais de uma dieta equilibrada.

sem comentário »

Mulheres que assistem a programas de culinária têm IMC maior

0comentário

_h1512_w2688_m6_ofalse_lfalse
Se você é fã de programas de comida na televisão, não há problema em se divertir assistindo com as receitas. Mas um estudo publicado pela revista Appetite apontou que pode ser perigoso incluir as refeições da telinha na rotina. — Comida de TV deve ser apenas uma experiência de visualização, não uma experiência culinária.
Cálculo do IMC é diferente para quem já passou dos 60. O estudo investigou 501 mulheres, com idade entre 20 e 35 anos. Elas forneceram informações sobre peso, altura e alimentação e responderam com que freqüência preparavam refeições inspiradas em receitas de programas de TV.As mulheres que faziam comida de acordo com a televisão tiveram índice de massa corporal (IMC) maior e registraram, em média, 10 quilos a mais que as outras mulheres. A explicação está no baixo valor nutritivo que as receitas apresentadas em programas têm, dizem os pesquisadores.

sem comentário »

Vinho. Uma bebida saudável

0comentário

vinho-tinto
Desde 450 anos antes de Cristo já era considerado uma bebida saudável. Em Roma, foi usado como desinfetante para tratar as feridas dos gladiadores. Em 1865, o cientista francês Louis Paster afirmou que ele era a mais higiênica das bebidas. No mundo moderno, foi na década de 1990 que o vinho ganhou status de protetor do coração, principalmente o vinho tinto, rico num potente antioxidante: o resveratrol. Encontrado na casca da uva, eleva o colesterol bom, baixa a pressão arterial, rejuvenesce as artérias, ajuda a controlar a glicemia no sanguee, em laboratório, impediu a multiplicação de células cancerígenas, segundo pesquisadores da Universidade da Calabria.
Segundo pesquisadores, os melhores vinhos são os tintos de uvas tannat, merlot e cabernet sauvignon, porque contêm maior teor de resveratrol. Além dele, os vinhos são ótimas fontes de ferro, zinco, cobre, cromo, selênio, cobalto, iodo, mangânes, molibdênio e fluor.
Mas não se iluda pensando que se beber uma taça é bom para o coração, então é melhor tomar logo a garrafa toda. Há uma curva que correlaciona a quantidade de álcool ingerida com a mortalidade cardiovascular. Em baixas doses(150 ml para mulheres e 225 ml para homens por dia), protege as artérias e o nosso coração, mas em doses elevadas ele aumenta a pressão e o risco de derrame. Ou seja, vinho em excesso faz mal. Lembre-se que o vinho contém álcool, que é tóxico e um agressor do fígado.

sem comentário »

Ovos não devem ser consumidos em excesso.

0comentário

Eles não devem ser consumidos em excesso, pois possuem gordura de alimento animal. A gema, ainda que rica em colesterol, apresenta colina, um nutriente vital para o bom funcionamento do cérebro e raro em outros alimentos. Outra justificativa para o seu consumo é a presença do aminoácido triptofano, um componente precusor da serotonina, substância associada à sensação de prazer. O ovo ajuda a prevenir a doença degenerativa da mácula dos olhos na velhice, pois é fonte dos antioxidantes luteína e zeaxantina, protetores da visâo. Portanto, a regra é consumir ovos com parcimônia. Um omelete com dois ovos em uma das refeições no lugar de outro alimento animal, pode completar as exigências nutricionais de uma dieta equilibrada.

sem comentário »

A Medicina, sexualidade e as grandes invenções

0comentário

16394058
A grande invenção do século passado talvez tenha sido o anticoncepcional, que permitiu a liberação das mulheres ao evitar que a gravidez indesejada. Por outro lado, tivemos a pílula para a disfunção erétil para os homens. Isso mudou o comportamento de alguns homens. Aumentou a incidência dos caos de Aids em homens com mais de 70 anos, segundo patologistas. São pessoas que estão se beneficiando das inovações farmacêuticas para a disfunção erétil, mas não têm a mesma mentalidade sobre a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis que gerações mais jovens.
A disfunção erétil pode esconder outros problemas.No consultório, por exemplo, a partir de um dado do paciente sobre disfunção erétil, pode-se descobrir que este paciente também tem um problema coronariano. O sexo desperta interesse, é muito importante. A disfunção tem um componente orgânico. Pode estar associada a disfunções metabólicas como a diabetes, mas, na grande maioria das vezes, também há problemas psicológicos. Por isso, ao abordamos esse tema, é preciso multidisplinaridade, representantes da área da psiquiatria, psicanálise, que envolve comportamento, e um urologista.
E a longevidade. O que está mudando? As pessoas morriam de fome, de peste… Depois houve a transição epidemiológica, foi a época das doenças degenerativas, ligadas ao estresse, em um mundo com pressa. Na próxima transição, o que se espera é que se viva mais e com mais qualidade. É o processo do envelhecimento ativo. Antigamente se morria aos 70 e as pessoas falavam “ele descansou, já era idoso”.
Antigamente, o médico tinha uma imagem de Deus, com quem nada se questionava. Depois, a medicina passou ser mais a estatura do médico, mas a do pé-direito do prédio da instituição para qual trabalha. Ou seja, iam a uma instituição de grande porte esperando ter grandes médicos. E atualmente entramos numa era em que, mais do que ser multidisciplinar, temos que ser multi e interdisdciplinar. É aquilo que chamamos de time médico. Para abordar um paciente que deseja para de fumar, são necessários psicólogos, nutricionistas…
Muitas vezes o paciente já vem com pesquisa pronta. O Dr Google é a nova vedete. O médico não tinha antes a interferência da internet. Hoje o paciente chega ao consultório informado. Há muita coisa boa na rede, mas também há lixo. No entanto, desprezar o que o paciente está trazendo pode quebrar a relação com o médico. O paciente gastou seu tempo precioso fazendo a pesquisa afinal..

sem comentário »

Termogênico x Ergogênico

0comentário

Ainda existe muita confusão em relação aos termos TERMOGÊNICO e ERGOGÊNICO. Compreendendo-se a etimologia destas palavras, poderemos decidir com maior precisão sobre os usos dos suplementos termogênicos e aqueles suplementos ergogênicos.

Muitas pessoas que realizam atividades físicas em academias usam suplementos nutricionais sem a orientação de um nutricionista e de um educador físico. Por mais que estas pessoas achem que estão obtendo um resultado positivo desta prática, a médio ou à longo prazo poderão surgir problemas de ordem nutricional que vão refletir na saúde, desequilibrando a homeostase fisiológica e bioquímica do organismo.

A palavra termogênico é derivada do grego: Thermos significa calor; e gen, significa produzir. Logo, um suplemento termogênico serve para produzir calorias no organismo a partir da queima de gordura.

A palavra ergogênico, também é derivada do grego: Ergo significa trabalho, e gen significa produzir. Logo, um suplemento ergogênico é aquele cuja finalidade é a realização de um trabalho físico de resistência ou de força.

Dependendo o tipo de exercício (ou trabalho) o educador físico avaliará a aptidão física do praticante para sua realização plena. Isto pode certamente evitar problemas de lesões musculares sérias. O nutricionista avaliará o praticante quanto a alimentação e a suplementação adequada para o praticante perder massa gorda se necessário (termogênese), e aumento de força muscular para a adequada realização dos exercícios (ergogênese).

Com isto os praticantes de exercícios nas academias poderão obter um resultado melhor sem comprometer a sua saúde.

Exemplos de nutracêuticos termogênicos:

Cafeína*

Capsaicina

Gengibre

Piper nigrum

Exemplos de nutracêuticos ergogênicos:

Cafeína*

BCAA

Creatina

Whey protein

* A cafeína manifesta tanto o efeito termogênico como o efeito ergogênico.

sem comentário »

Por que a água do mar é salgada?

0comentário

Se você foi à praia nestas férias e levou um popular “caldo”, sentiu na garganta e nos olhos a quantidade de sal que existe na água do mar. O que pode ter levado a se perguntar por que, afinal, a água dos oceanos é salgada.

Para saber a resposta, é preciso voltar no tempo, cerca de 4 bilhões de anos. “Durante a formação da Terra, enormes quantidades de vapor de água foram liberadas por vulcões e se acumularam em uma atmosfera primitiva”, afirma o oceanógrafo Ricardo Cardoso, do Aquário de São Paulo.

“Conforme a temperatura do planeta foi baixando, ocorreu a condensação desse vapor e a Terra passou por extensos períodos de chuvas. A superfície terrestre foi literalmente lavada e grandes quantidades de minerais foram carregados para se acumular com a água nas depressões mais fundas do planeta”, diz o especialista.

Quanto sal?
Segundo o U.S. Geological Survey, centro de pesquisas ligado ao governo norte-americano, não é fácil calcular a quantidade de sal presente nos oceanos. Muitos cientistas estimam que seja algo em torno de 50 trilhões de toneladas. Se tudo isso fosse retirado da água e distribuído sobre a superfície terrestre, a camada teria aproximadamente 150 metros de profundidade. Ou seja: é muito sal.

Como cerca de 97% da água do planeta está nos oceanos, dá para concluir que os rios e as chuvas não são suficientes para alterar a salinidade. Vale lembrar que o sal não evapora com a água, por isso a chuva é “doce”.

De um modo geral, a água do mar apresenta cerca de 35 gramas de sal para cada litro. Mas essa proporção pode variar um pouco, dependendo da região. Perto dos polos, por exemplo, a salinidade é menor por causa do derretimento constante do gelo e da precipitação.

Já no Mar Morto, a concentração chega a cerca de 300 gramas por litro. “É um mar restrito, isolado dos oceanos e que recebia um aporte de água doce oriundo do Rio Jordão. Porém, esse aporte foi reduzido drasticamente pelo aumento de captação de água do rio, que é a única fonte de água doce da região”, diz o oceanógrafo Ricardo Cardoso. Sem a chegada de água suficiente do rio, o Mar Morto vem perdendo volume e sua concentração de sais vem aumentando.

Ainda de acordo com o U.S. Geological Survey, o cloreto de sódio (popular sal de cozinha) constitui pouco mais de 85% dos sólidos dissolvidos na água do mar. Já nos rios, representa menos de 16%. Os rios também possuem bem mais cálcio, bicarbonato e sílica que o mar, o que pode ser explicado, em parte, por criaturas marinhas que extraem esses elementos para construir suas conchas, casas e esqueletos.

Dessalinizar é difícil
A enorme quantidade de sal presente na água do mar a torna inviável para matar a sede. E transformar esse líquido em potável ainda é algo muito caro. Segundo o oceanógrafo do Aquário de São Paulo, o processo é demorado, os filtros são muito sofisticados e a produção é pequena perto do resíduo gerado.

Pelo método mais moderno, chamado de osmose reversa (utilizado em alguns países do Oriente Médio, por exemplo), são necessários dois litros de salmoura (líquido cheio de sal) para gerar apenas um litro de água doce. Para resolver o problema da falta de água em grandes cidades, como São Paulo, a quantidade de resíduo seria tão grande que, possivelmente, contaminaria o solo ou outras fontes de água.

sem comentário »