Copa do Brasil

0comentário
Moto e Sampaio estreiam na Copa do Brasil 2017  na quinta-feira  (9 de fevereiro)

Moto e Sampaio estreiam na Copa do Brasil 2017 na quinta-feira (9 de fevereiro)

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou as datas dos jogos dos dois representantes maranhenses na Copa do Brasil. Moto e Sampaio estreiam no dia 9 de fevereiro.

O Moto recebe o São Paulo, no Estádio Castelão, às 20h30 (horário local). Melhor posicionado no ranking, o São Paulo tem a vantagem do empate.

A expectativa para o jogo entre Moto e São Paulo é imensa em São Luís e tudo leva a crer que teremos o Estádio Castelão recebendo grande público.

Já o Sampaio estreia fora de casa. A partida contra o São José, às 19h15 (horário local), no Estádio Passos D’Areia, em Porto Alegre. A vantagem do empate neste confronto é do Sampaio.

Foto: CBF

sem comentário »

Caso Funac

0comentário
Deputada Andrea cobrará informações e providências sobre morte de paciente negligenciado no Hospital Macrorregional de Santa Inês

Deputada vai entrar com Representação para que MP investigue aluguel de prédio da FUNAC

Através das redes sociais, a deputada Andrea Murad (PMDB) comunicou que vai entrar com uma Representação para que o Ministério Público investigue a locação do prédio da FUNAC na Aurora. Alugado em 2015 pelo governo Flávio Dino, o imóvel é de propriedade de um filiado do PCdoB, que vem recebendo o pagamento do aluguel sem o governo utilizar o imóvel, pelo menos até esta quarta-feira (4), situação que para a deputada já configura crime contra a administração pública.

“Notório que o contrato de locação não tinha finalidade para atender às necessidades públicas, pois se esse fim tivesse não seriam pagos mais de 17 parcelas do aluguel sem a devida utilização, mas a finalidade, como todos sabem, foi beneficiar um filiado do PCdoB, o Jean Carlos, que Márcio Jerry e Flávio Dino insistem em alegar que não tinham conhecimento que estavam alugando um prédio de um colega comunista, atuante no twitter na divulgação das ações do governo. Mas após essa denúncia, eu reuni com a equipe jurídica e decidimos que vamos protocolar uma Representação para que sejam apurados os fatos dessa imoralidade. Afinal, pagar um ano e meio por um aluguel sem sequer utilizar o prédio, sem servir para qualquer finalidade, é recurso público sendo derramado apenas para beneficiar um filiado do PCdoB. É mais uma página da incoerência de Flávio Dino e sua equipe”, escreveu a deputada na sua página oficial.

A deputada critica ainda o discurso do governo sobre a crise financeira do estado, ao mesmo tempo que aumenta impostos paga R$ 170 mil de aluguel, sem utilizar o imóvel, para beneficiar um aliado comunista, o que ela considera crime contra a administração pública. Andrea Murad comunicou ainda que vai convidar órgãos e entidades competentes para uma vistoria no prédio locado para confirmar a suposta reforma justificada pelo governo.

“O que mais intriga nessa celeuma toda é o governo justificar que o prédio estava em reforma e adaptações durante todo esse tempo, um ano e meio, para se tornar uma unidade da FUNAC e receber 17 internos. Quero dizer que buscarei todas as informações sobre a empresa que fez a reforma, o contrato e a licitação. Irei pessoalmente me certificar se as adaptações foram feitas e vou convidar as entidades e órgãos competentes para me acompanharem na vistoria. É uma verdadeira imoralidade esta gestão incoerente, inescrupulosa, demagógica e hipócrita, comandada por Flávio Dino”, disse Andrea.

Foto: Nestor Bezerra

sem comentário »

Medo de Rocha

0comentário

RobertoRocha

O senador Roberto Rocha lançou um desafio no Tweeter ao secretário de Comunicação, Márcio Jerry (PCdoB).

A reação do senador foi por conta de comentários que o secretário teria feito em resposta a uma alfinetada de Rocha sobre a polêmica do aluguel do prédio onde funcionará a Unidade de Ressocialização da FUNAC, no bairro da Aurora

Roberto Rocha até então vinha fazendo alguns questionamentos, mas ainda não tinha citado nomes.

O próprio Márcio Jerry em uma das provocações feitas nas “entrelinhas”chegou a afirmar que não responderia porque não havia sido citado pelo senador e ex-aliado.

Desta vez, Roberto Rocha foi mais direto e chamou Márcio Jerry para o debate.

Até agora, a reação de Jerry foi o silêncio. Até parece que o supersecretário teme muito o senador Roberto Rocha.

Além disso, ao optar pelo silêncio, Jerry parece acuado e demonstra que está consentindo algo que somente eles conhecem.

Com a palavra o secretário Márcio Jerry se quiser se manifestar…

sem comentário »

Novo tremor

0comentário

VargemGrande

O observatório de Sismologia da Universidade de Brasília (UNB) registrou trinta e um tremores entre os dias 3 e 5 de janeiro, em Vargem Grande, a 194 Km de São Luís.

O último epicentro foi registrado nesta quinta-feira (5), de magnitude 3 na escala Richter.

O evento mais grave ocorreu na terça-feira (3) quando foi registrado o epicentro de 4,8 de magnitude.

Algumas casas apresentaram rachadura em Vargem Grande e Belágua. Os efeitos foram sentidos em São Luís e Teresina.

Equipes do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil se encontram no interior do Maranhão.

Foto: Imagem/UNB

Leia mais

sem comentário »

Mudanças na Copa

0comentário
Vice-presidente da CBF, Fernando Sarney parabeniza o Moto Club pelo acesso á Série C em 2017

Maranhense Fernando Sarney participará da reunião que pode mudar rumos no futebol mundial

O vice-presidente da CBF, maranhense Fernando Sarney que representa o Brasil, a CBF e a Conmebol no novo Conselho da Fifa estará ao lado de mais 36 dirigentes do mundo inteiro que poderão mudar a história do futebol entre segunda e terça-feira da semana que vem, em Zurique, na Suíça.

O presidente da Fifa Gianno Infantino pretende mudar o formato de disputa da Copa do Mundo e alterar o número de participantes, passando de 32 para 48 seleções.

A proposta é que as 16 melhores equipes das eliminatórias das seis confederações garantiriam classificação direta ao torneio. Depois, um playoff envolveria mais 32 seleções. Sairiam 16, que se uniriam às 16 já garantidas, o que levaria aos 32 participantes, número adotado desde 1998.

As partidas para definir estes 16 participantes serão disputadas em dias prévios ao Mundial e no país-sede da Copa.

Os Mundiais da Rússia de 2018 e do Catar de 2022 devem continuar com 32 seleções. O torneio de 2026, que poderá ser disputado nos EUA, receberia a nova fórmula.

sem comentário »

Sem memória

1comentário
Obras que contam a história da capital maranhense estão recolhidas há 16 anos

Obras que contam a história da capital maranhense estão recolhidas há 16 anos

Por causa do vandalismo, obras que contam a história de São Luís estão recolhidas. Os 16 bustos de personalidades maranhenses estão longe da Praça do Pantheon há 11 anos, por exemplo.  Os monumentos estão guardados no Museu Histórico e Artístico do Maranhão (MHAM), que fica na Rua do Sol, no Centro de São Luís.

A justificativa é que no museu eles ficam protegidos. Os bustos que ficavam na Praça do Pantheon seriam devolvidos há dois anos, depois da reforma pela qual todos passaram. A Fundação Municipal do Patrimônio Histórico informou que os bustos voltarão ao local depois de mais uma reforma que a praça terá. A reforma faz parte do PAC Cidade Históricas.

“As pessoas sempre perguntam o motivo de as obras não estarem mais lá e nós justificamos e fica um clima chato, pois era realmente para estar em praças como estavam anteriormente, mas tem que entender que é pra manter a segurança das obras”, declarou a guia do MHAM, Rayssa Sousa.

Na Avenida Beira-Mar, onde está localizado o Forte São Luís também tinham dois canhões. Juntos, formavam o monumento que marca a fundação da cidade. Só que quem passa pelo local não observa mais os canhões há décadas.

Próximo dali, na Praça Dom Pedro II, outro monumento foi recolhido da área pública. A Mãe d’Água, que ficava no meio do chafariz, foi removida para manutenção já passa de um ano. No local, o improviso é marcado pela colocação de um obelisco. A obra de Mãe d’Água é do artista maranhense Newton Sá.

bustos

“A noite era ligada a água e cobria o monumento, com cores diferentes das lâmpadas. Isso chamava a atenção, ainda mais pelo fato de que aqui ao lado tem um hotel e os turistas gostavam e fotografavam. Era muito bonito. Agora está desativado. Vamos esperar que volte a funcionar”, disse o taxista Luís Carlos Leite.

Na Praça do Pantheon, que fica no Centro de São Luís, as pessoas lembram bem da história retratada em monumentos, que hoje não são mais vistos no local. Os bustos são de artistas, escritores e demais personalidades maranhenses.

“Eles são a beleza da nossa praça. Quando a pessoa passava, olhava e tinha escrito abaixo quem era e o que ele representava para o Maranhão”, disse a atendente de telemarketing Elizabeth Ferreira.

A Fundação Municipal do Patrimônio Histórico (Fumph) informou que os bustos, retirados da Praça do Pantheon, voltarão aos seus locais de origem após a reforma da referida praça, que está prevista juntamente com os serviços a serem executados na Rua Grande. A Fumph esclarece que essas obras estão garantidas com recursos do PAC Cidades Históricas, de responsabilidade do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan).

Leia mais

1 comentário »

Esclarecimento da SES

0comentário
carloslula

Alguns municípios já manifestaram interesse em assumir hospitais , garante Carlos Lula

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) encaminhou nota na qual nega as informações divulgadas por este blog sobre a municipalização do Hospital Geral de Peritoró.

“A Secretaria de Estado da Saúde (SES) esclarece que não procede a informação de que a gestão estadual decidiu pelo fechamento ou municipalização do Hospital Geral de Peritoró, tal qual veiculado por parte da imprensa local.

A SES informa que trabalha, em diálogo com os municípios e com o Ministério da Saúde, para a reestruturação da rede de serviços em todo o Maranhão, a fim de ampliar o acesso à saúde nas regiões e favorecer a adequada distribuição das competências de cada ente federativo no campo da saúde pública.

O planejamento resgata os princípios de regionalização resolutiva e hierarquização assistencial, previstos na legislação do Sistema Único de Saúde (SUS) – cabendo ao estado a alta complexidade e suporte nos demais serviços.

A Secretaria acrescenta que não há definição final do desenho da nova estrutura da rede de assistência em saúde e que tal reestruturação será debatida de forma aberta e plural, com todos os setores sociais.

A SES comunica que, dentro desse processo, alguns municípios já manifestaram interesse em assumir hospitais hoje na gestão estadual e que haverá contrapartida do estado, inclusive nesses casos, para evitar qualquer perda na qualidade dos serviços.

A Secretaria reitera que a reestruturação só pode ser concebida em rede e no conjunto do estado, jamais individualmente, com o propósito de expandir o alcance da saúde pública no estado e integrar as ações municipais, estaduais e federais em prol da população maranhense”.

sem comentário »

Linha auxiliar

2comentários

Jean1

Por mais que queiram passar para a população que o aluguel do imóvel de um aliado comunista para instalação da Unidade da Funac, na Aurora foi mera coincidência, existem evidências que mostram que Jean Carlos Oliveira é uma espécie de “linha auxiliar” de Márcio Jerry e Flávio Dino, no tweeter para inclusive apontar o dedo a adversários políticos do governador.

O perfil de Jean Carlos Oliveira, dono do imóvel alugado pelo Governo do Maranhão se confunde com uma página do próprio PCdoB, partido ao qual é filiado ou mesmo do Governo do Maranhão, pois o perfil é utilizado apenas para retuitar links de Márcio Jerry, Flávio Dino e do Governo do Maranhão, dentre outros.

Por mais que não queiram admitir que o “companheiro” comunista teve o “privilégio” e a “facilidade” para alugar um imóvel ao Governo, as postagens mostram o contrário.
Jean2

Jean3

Jean5Jean6

2 comentários »

Mera coincidência

2comentários
Márcio Jerry diz que foi coincidência aluguel de prédio de membro do PCdoB

Secretário Márcio Jerry diz que foi coincidência aluguel de prédio de membro do PCdoB

O secretário de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry (PCdoB), atribuiu ontem (4) a mera coincidência o fato de o governo Flávio Dino (PCdoB) ter alugado de um membro do PCdoB o prédio onde está funcionando um anexo da Casa de Juventude Canaã.

Segundo ele, o contrato foi intermediado por uma imobiliária, que não exige do locador “documento que ateste filiação partidária”.

“Contrato de locação não exige documento que ateste filiação partidária. A pessoa citada não tem nenhum vínculo orgânico com o partido. E o imóvel foi identificado por imobiliária, que intermediou. Tudo normal e legal. Imagina qual ‘filtro’ seria possível para identificar que Jean de tal era filiado ao partido. Querem desviar a atenção do essencial”, afirmou.

O secretário, contudo, não explicou por que foram efetuados pagamentos a partir de agosto de 2015 – apesar de o prédio só haver começado a ser ocupado apenas ontem.

Disse apenas que houve ocupação antes do início das atividades para a adaptação das instalações.

“Prédio ocupado antes e sendo preparado para a finalidade específica”, comentou.

Foto: De Jesus/ O Estado

Blog do Gilberto Léda

2 comentários »

Ameaça na Saúde

3comentários
Contra aumento de imposto, Andrea Murad critica a aprovação de matéria que prejudica o povo

Andrea Murad critica tantativa de municipalização de hospitais pelo Governo do Maranhão

A publicação de uma carta de autoria dos funcionários do Hospital Geral de Peritoró e o anúncio feito por um vereador da região revelaram a nova artimanha de Flávio Dino com a saúde do estado. O governo quer repassar o Hospital Geral de Peritoró para o município administrar e o resultado será catastrófico porque o HGP deixará de ser porta aberta para a região, além de deixar de atender em várias especialidades, o que já vem acontecendo na atual má gestão comunista. O conteúdo foi publicado na página oficial da deputada Andrea Murad que criticou a municipalização e revelou que outras unidades estão na mira do governador.

“Fechar hospitais estaduais e entregar aos municípios será um verdadeiro genocídio, um escândalo para a população que esperou muito tempo para ter em sua região hospitais que realizam atendimento de média e alta complexidade. É o caso do Hospital Geral de Peritoró, um hospital estratégico, responsável pelo atendimento de toda aquela região do Médio Mearim, localizado entre estradas que cruzam vários municípios. O Hospital de Peritoró com 50 leitos é um Hospital de Média Complexidade tecnológica e de alguns recursos humanos especializados, como pediatria e ortopedia, faz exames laboratoriais, de imagem, até tomografia e alguns tipos de cirurgias. O custo desse hospital hoje deve estar na casa dos R$ 5 milhões/mês, considerando que atende urgência e emergência 24 horas. O município de Peritoró não arrecada nem 5% desse valor pelo SUS. Se a Prefeitura assumir sem a garantia do aporte de recursos estaduais, vai cometer um ‘suicídio estratégico’, isso não é municipalização, nem descentralização, é uma irresponsabilidade institucional. Um verdadeiro ‘Cavalo de Tróia’ da Saúde, em pleno século XXI. E o mais grave ainda, o mesmo deverá acontecer com os hospitais estaduais em Timon, Alto Alegre e Coroatá, entre outros, pelo que fui informada”, escreveu a deputada.

A preocupação da parlamentar com a municipalização é que sem o auxílio do governo, como Flávio Dino já vem fazendo, deixando de garantir ajuda de custo dos hospitais de 20, por exemplo, uma prefeitura não tem recursos suficientes para manter pronto socorro e UTI. Para a deputada, a procissão de ambulâncias para São Luís voltará e Andrea já estuda recorrer à justiça caso a transferência se concretize.

“Se desfazer de hospitais como esses, repito, é um escândalo, visto que voltaremos com a procissão de ambulâncias para São Luís como víamos antes do Programa Saúde é Vida, quando os Socorrões, já tão castigados, não vão aguentar mais pacientes do interior do estado atrás de atendimentos especializados de urgência, pois as prefeituras não terão como manter esses hospitais. Mesmo sem o atendimento que tinham, os serviços que tinham, são esses hospitais que continuam ajudando a população. Já não basta ter tirado a qualidade das unidades, a maioria das especialidades, agora querem entregar aos municípios para acabar com o hospital. Isso é criminoso. Se o governo do estado concretizar esse ato insano, irei à justiça questionar essa transferência. Isso é pior do que maldade. Este homem jamais poderia ocupar o cargo que ocupa. Primeiro porque não tem competência, não sabe ser gestor, essa é mais uma prova de sua incompetência. Segundo, porque não tem sensibilidade e nem coração para com aqueles que ele deveria cuidar ao invés de matar”, disse a deputada.

Foto: Nestor Bezerra

3 comentários »