Divulgado resultado de concurso na Educação

2comentários

Divulgado resultado de mais uma etapa do Concurso para a educação municipal de São Luís

Foi divulgada nesta sexta-feira (10), a lista de aprovados nas provas objetivas e a e lista provisória da prova discursiva do concurso para professor da rede municipal de ensino. Candidatos podem consultar o gabarito, caderno de prova e folha de respostas no site do Centro Brasileiro de Pesquisa, Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe/UnB), responsável pela realização do processo, e na página da Prefeitura de São Luís, no endereço www.saoluis.ma.gov.br. estratégia da Prefeitura de São Luís para reduzir o déficit de profissionais na educação municipal, o concurso ofereceu 822 vagas nos níveis médio e superior, incluindo oportunidades para magistério e, pela primeira vez, vagas na Educação Especial, para preenchimento imediato e também cadastro de reserva.

Os candidatos terão acesso às listas clicando no link ‘Consulta ao gabarito definitivo, caderno de prova e folha de respostas’. Na página seguinte, o candidato informa o CPF e a senha para consultar a listagem.

Nos cargos de nível médio como segunda etapa de avaliação, como os de cuidador, por exemplo, candidatos devem realizar ainda perícia médica e prova de desempenho teórico prático; e de avaliação de títulos e perícia médica para os cargos de nível superior. Quanto a recursos, o prazo para dar entrada será dias 13 e 14 deste mês, acessando a página do Cesp/UnB.

O diferencial deste concurso público é a destinação de vagas no magistério para a área da Educação Especial. Todos os cargos desta modalidade são oferecidos pela primeira vez e são uma iniciativa da gestão Edivaldo. Foram criados cargos para atender alunos com algum tipo de deficiência e assim, fortalecer o planejamento da gestão por uma educação ainda mais inclusiva.

Cargos

O concurso ofereceu vagas no magistério para professores de artes, ciências, educação física, educação infantil, filosofia, ensino religioso, geografia, história, inglês, língua portuguesa, matemática, atendimento educacional especializado, braile, língua brasileira de sinais, intérprete de língua brasileira de sinais, suporte pedagógico e professor 1° ao 5° ano.

Os inscritos para nível médio vão concorrer às vagas para os cargos de cuidador escolar, monitor de transporte escolar e para transcritor e adaptador de Sistema Braille. Os de nível superior têm oportunidades nas áreas de arquitetura, assistência social, engenharia civil, fonoaudiologia, nutrição, psicologia, revisor de braile e terapia ocupacional.

Os salários variam de R$ 1.112,09 para cargos de nível médio; e de até R$ 2.661,20 para o nível superior. O concurso conta ainda com vagas no cadastro de reservas, para serem acionados em caso do surgimento de demanda e tem validade de dois anos.

Foto: Divulgação/ Prefeitura de São Luís

2 comentários »

DNIT vai recuperar BR-135 em Presidente Dutra

0comentário

Deputado Wellington e DNIT garantem a recuperação asfáltica da BR-135 em Presidente Dutra

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) esteve, com o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Gerardo de Freitas, na cidade de Presidente Dutra, a 350 km de São Luís, para conhecer de perto o problema crônico do perímetro urbano daquele município cortado pela BR-135. A visita de inspeção aconteceu após o parlamentar apresentar as solicitações do povo da cidade sobre as péssimas condições da via, na Assembleia Legislativa do Maranhão.

A vistoria foi realizada pelo superintendente e técnicos do DNIT e, ainda, pelo prefeito da cidade Juran Carvalho (PP), presidente da Câmara de vereadores, Biné Soares (PSD), André Jardim (PROS), Silvia (PV) e moradores.

Na oportunidade, Gerardo de Freitas prometeu  ao deputado Wellington, prefeitos, vereadores e moradores que a recuperação asfáltica e manutenção da BR-135 no perímetro urbano de Presidente Dutra será iniciada nos próximos 15 dias. Para solucionar o problema definitivamente, o Superintendente informou que existe uma licitação aberta para 14 de março, na modalidade  pregão eletrônico, licitação que abre e fecha no mesmo dia.

“Este trecho precisa de um projeto de melhorias físicos operacionais da travessia urbana de Presidente Dutra, processo que é para médio e longo prazo. Requer licitações e contratos, mas me comprometo, perante o deputado e demais autoridades, que iremos atender a solicitação do deputado e do povo em recuperar, com raspagem do material saturado, o perímetro urbano da cidade em 15 a 30 dias”, diz o Superintendente.

Sobre a inspeção e a possibilidade de conclusão das obras nos próximos 15 dias, o deputado Wellington destacou que quem ganha com essa solicitação é o povo de Presidente Dutra e frisou que a conquista é resultado da união da classe política.

“Estamos diante de uma solicitação já antiga da população que faz referência a, aproximadamente, 600 m de via repletos de buracos. Por meio do nosso projeto “Ouvindo o Maranhão”, apresentamos a solicitação de recuperação asfáltica do trecho, na Assembleia Legislativa e, agora, fomos confirmar a efetivação das obras que estão previstas para serem iniciadas a partir do dia 15 de março. Durante a visita, mantivemos contato com o deputado Federal André Fufuca (PP/MA) e com o diretor geral do Dnit, Valter Casimiro Silveira, que garantiram autorização para viabilização do projeto de melhoria da travessia urbana em Presidente Dutra. Essa conquista é resultado da união da classe política e, com isso, quem ganha é a população do município”, disse Wellington.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Prefeitura promove Todos por São Luís Mulher

2comentários

Prefeitura promove ‘Todos por São Luís Mulher’ voltado ao público feminino

Uma programação diversificada com oferta de serviços voltados ao público feminino marcou a realização do ‘Todos por São Luís Mulher’, edição especial do prorama promovida pela Prefeitura de Luís, nesta sexta-feira (10), como parte da programação alusiva ao Dia Internacional da Mulher, comemorado na última quarta-feira (8).

A primeira-dama de São Luís, Camila Holanda, que é coordenadora geral do programa, participou do evento, que contou com a parceria do Governo do Estado e apoio da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema) e Igreja Quadrandular. A ação foi na Praça Deodoro, no Centro da capital.

“A Prefeitura de São Luís já executa diversas políticas públicas destinadas às mulheres e esta é o ‘Todos por São Luís Mulher’, mais uma ação desenvolvida com o objetivo de dar uma atenção toda especial ao público feminino, na semana em que celebramos o Dia Internacional da Mulher. Preparamos uma programação diferenciada, desenvolvida em plena praça pública, onde o fluxo de pessoas é maior e, assim, atingirmos a expressiva participação de mulheres nos serviços básicos essenciais de saúde, nutrição, embelezamento, entre muitas outros ofertados aqui”, disse Camila Holanda.

A terceira edição do ‘Todos por São Luís Mulher’ registrou expressiva participação do público feminino, nas ações ofertadas na área de saúde, atividades culturais, de embelezamento, oficinas, feira de artesanato e outras atividades. Implantado pela gestão do prefeito Edivaldo, o programa proporciona o estreitamento do diálogo da Prefeitura de São Luís com a comunidade a partir da oferta de serviços à população. básicos essenciais.

Foto: A. Baeta

2 comentários »

Famílias de presos mortos serão indenizadas

0comentário

Márcio Ronny teve 72% do corpo queimado em ataque a ônibus (Foto: Lucas Vieira/G1)

Uma decisão da 3ª vara do Tribunal Regional Federal (TRF) condenou em primeira instância o Estado a pagar uma indenização no valor de R$ 100 mil para cada uma das famílias dos 64 presos que foram mortos entre janeiro de 2013 e janeiro de 2014 no interior das unidades prisionais do Maranhão.

Além do valor de 100 mil, a Justiça também fixou o pagamento de pensão vitalícia em valor não inferir a um salário mínimo por mês, e mais o ressarcimento de outros danos materiais que sejam eventualmente apurados na sentença. A decisão cabe recurso.

A Justiça ainda obriga o Estado a pagar indenização por dano moral e material, no valor a ser apurado em liquidação, à Juliane Carvalho Santos, Ana Clara Santos, Lorane Beatriz Santos, Márcio Ronny da Cruz e Abyancy Silva Santos, consideradas “vítimas a violência ordenada de dentro das delegacias ou quaisquer outras unidades prisionais do Estado”.

Em sua decisão, o juiz Clodomir Sebastião Reis, acatou a alegação das entidades de que “nos presídios maranhenses, vive-se um verdadeiro colapso, tendo em vista a ocorrência de violação de direitos fundamentais, caracterizada por um cenário de superlotação das celas, péssimas condições de higiene e salubridade, baixa qualidade da alimentação e ociosidade dos presos”.

Complexo de Pedrinhas fica situado em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Ainda segundo a decisão da Justiça é “dever do Estado de garantir a vida e a integridade física e dignidade dos encarcerados”.

A decisão judicial é baseada em uma Ação Civil Pública (ACP) solicitada pela a Ordem dos Advogados do Brasil do Maranhão (OAB-MA), Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB).

Ao G1 o governo do Maranhão disse que vai buscar uma maneira de recorrer da decisão judicial. Confira a nota na íntegra:

Nota

A Procuradoria Geral do Estado do Maranhão (PGE/MA) informa que vai avaliar a possibilidade de recorrer da decisão, pois atualmente já existem ações individuais propostas pelos mesmos fatos, ocorridos entre 2013 e 2014, havendo então dúvidas quanto à extensão da responsabilidade do Estado. A PGE/MA respeita a decisão judicial e lamenta os fatos que ensejaram a judialização da questão, mas informa que vai trabalhar para defender o interesse público da população maranhense, como é seu dever institucional.

Leia mais

sem comentário »

Descarte irregular é problema em São Luís

1comentário

Prefeitura de São Luís desenvolve ações de combate ao descarte irregular de resíduos sólidos

O descarte irregular de resíduos sólidos causa uma série de problemas que vão desde riscos à saúde humana até prejuízos irreparáveis ao meio ambiente. Na capital maranhense, o volume de resíduos nessa situação tem aumentado. Até o final do ano passado. a Prefeitura de São Luís recolhia, em média, 230 toneladas por dia de resíduos irregularmente descartados – correspondente a 19% do total da coleta realizada na capital. Nos primeiros meses deste ano, porém, esse volume cresceu para cerca de 300 toneladas diárias. Na prática, isto significa que um quarto dos resíduos coletados diariamente em São Luís foi descartado em locais indevidos, como canteiros e terrenos baldios.

A Prefeitura tem intensificado o serviço de coleta. Além dos caminhões que fazem o recolhimento dois resíduos, o município garante também a remoção manual e mecanizada dos resíduos, nos casos necessários. A ação integra a política de gestão de resíduos sólidos, implantada pela Prefeitura de São Luís desde a primeira gestão do prefeito Edivaldo e que incluiu, entre outras ações, a desativação do Aterro da Ribeira e a implantação dos primeiros Ecopontos.

De acordo com o Comitê de Limpeza Pública de São Luís, na capital, há cerca de 400 pontos onde são feitos descartes de forma irregular. A situação piora no período chuvoso, com impactos na saúde pública e no funcionamento do sistema de drenagem. Entre os problemas causados estão entupimento de bueiros e alagamentos de vias, já que as águas das chuvas arrastam os detritos; proliferação de vetores como o mosquito aedes aegypit – transmissor da dengue, zika vírus e da febre chikungunya – além de ratos, baratas e outros insetos; e poluição ambiental, pois resíduos podem ser levados para rios, mangues e praias.

Cidade Operária, Olho d’Água e Jardim São Cristóvão estão entre os bairros com maio volume de resíduos recolhidos nessa situação, conforme levantamento feito pelo Comitê de Limpeza Pública. Na Cidade Operária, por exemplo, foram mais de 3,9 mil toneladas recolhidas durante o ano de 2016.

Ecopontos

Uma das estratégias da Prefeitura de São Luís no combate ao descarte irregular é a implantação de Ecopontos. A iniciativa é pioneira para a capital maranhense e opera em conjunto com cooperativas de reciclagem. Os Ecopontos são espaços destinados à entrega voluntária de materiais de grande volume, como restos de poda, entulho resultante da construção civil, madeiras e móveis velhos, entre outros itens.

Cada Ecoponto tem capacidade de armazenamento de 100 toneladas de resíduos por mês, podendo variar com a demanda. A estrutura é padrão e possui setor administrativo, instalações sanitárias, estacionamento, áreas de recebimento e acondicionamento temporário dos materiais, área de manobra de equipamentos e veículos.

As baias de depósito são de alvenaria, cobertas e sinalizadas. O equipamento possui depósito específico para resíduos de poda, capina e da construção civil. “Os Ecopontos contribuem para a saúde da população, aumento da quantidade de material reciclável que retorna ao ciclo produtivo e, consequentemente, no aumento da vida útil do aterro sanitário. A população pode contribuir com essa iniciativa da Prefeitura recorrendo a estes espaços para depositar seus resíduos”, diz Carolina Estrela.

Os Ecopontos recebem materiais que não são recolhidos no serviço diário de coleta. Em sua maioria são entulhos da construção civil, itens recicláveis e alguns, que servem à cadeia recicladora. A Prefeitura mantém ainda coleta regular periódica do resíduo produzido pela população. O serviço cobre toda a capital e é realizado diariamente ou em dias alternados da semana, a depender da localidade.

Fotos: Divulgação

1 comentário »

Américo diz que escolha de TV foi do governo

9comentários

Presidente da Federação diz que escolha de emissora para transmissão foi feita pelo governo

Caiu como uma verdadeira bomba, a declaração do presidente da Federação Maranhense de Futebol (FMF) Antônio Américo Lobato Gonçalves durante entrevista coletiva concedida ontem (10) sobre o patrocínio do governo do Maranhão para a transmissão dos jogos do Campeonato Maranhense.

Segundo Américo, a escolha da emissora para transmitir os jogos (TV Difusora) foi feita pelo governo do Maranhão e que não havia nenhum contrato assinado com a TV Guará que transmitiu a competição no ano passado.

“Não tinha contrato com a TV Guará, nós tínhamos uma promessa de contrato que não foi concluída por uma série de divergências, pequenas divergências. Na verdade nos iríamos fazer esse contrato, mas infelizmente esse ano, a decisão não é minha, eu não tenho o poder de escolher a televisão diante de um patrocínio do governo do Estado. Isso ai foi um acreto que houve, eu acredito entre o governo do Estado e a emissora, mas qualquer emissora que vier tendo o aval do governo do Estado e o governo disser é essa que vai ser, nós assim faremos”, disse.

Para a escolha da TV Difusora, o dirigente diz que o governo do Maranhão levou em consideração a abrangência da emissora.

“Foi uma questão de preferência do governo do Estado, digamos assim em função da amplitude muito maior das imagens para o estado do Maranhão que a TV Difusora tem em relação à Guará”, destacou.

A declaração deixa claro que, assim como no ano passado, o governo não utilizou nenhum critério técnico de audiência para definir a emissora. Também fica claro que não existe licitação para um contrato tão alto R$ 1,8 milhões. O que o dirigente não falou é porque nenhuma partida foi transmitida até o momento.

Desse montante, a metade dos recursos apenas ficou com os times de futebol. Assim como no ano passado, a metade dos recursos ficou com a Federação e a emissora “escolhida”.

O governo do Maranhão deve esclarecimento por meio da Secretaria de Comunicação e Articulação Política (Secap) sobre a escolha da emissora e a não realização de licitação.

E para piorar a situação já foram disputados 20 jogos e nenhuma partida foi transmitida pela emissora escolhida pelo governo do Maranhão.

Como já falei aqui o que mais impressiona é o Ministério Público do Maranhão assistir a isso tudo e ficar de braços cruzados.

Foto: Reprodução/ Youtube

9 comentários »

Pão com Ovo em cartaz em São Luís

0comentário

César Boaes, Charles Jr e Adeílson Santos ficam em cartaz até 3 de abril no Cine Teatro da Cidade

Após mais uma temporada de sucesso no Rio de Janeiro, a comédia maranhense Pão com Ovo está novamente em cartaz em São Luís com muitas novidades.

A nova temporada que começou ontem (9) ficará em cartaz até o dia 3 de abril, no Cine Teatro da Cidade, antigo Cine Roxy, na Rua do Egito.

As sessões acontecem sempre às 20h de quinta a sábado e aos domingos, às 17h.

Ingressos: casadinha R$ 50. Venda no teatro e nas lojas Camisaria.

A diversão é garantida!!!

Foto: Ayrton Valle

sem comentário »