Eliziane pede investigação de jogo cibernético

2comentários

Deputada Eliziane Gama pede a Polícia Federal para investigar jogo “Baleia Azul”

Com os sucessivos aumentos de casos de suicídio e automutilação de jovens e adolescentes e que teriam ligação com o jogo cibernético “Baleia Azul”, a deputada federal Eliziane Gama (PPS-MA) pediu nesta quarta-feira (19) que a Polícia Federal investigue o caso.

O oficio é endereçado ao diretor-geral da PF, Leandro Daiello, e pede a abertura de inquérito para se chegar aos responsáveis pela propagação da atividade que é praticada em comunidades fechadas nas redes sociais.

A deputada reforçará o pedido ao ministro da Justiça Osmar Serraglio.

A intenção da parlamentar é que os investigadores busquem e identifiquem os chamados “curadores”, que são os responsáveis por enviar ao participante do jogo os desafios que este deve encarar, o que incluiria a retirada da própria vida.

Há registros de casos no Rio de Janeiro, Paraná, Bahia, Paraíba, Santa Catarina, Goiás e Maranhão.

Eliziane pede a imediata apuração dos casos que, na sua avaliação, são de extrema gravidade.

“É preciso que as autoridades investiguem e adotem medidas legais contra os responsáveis por este jogo no Brasil”, diz um dos trechos do documento enviado ao diretor da Polícia Federal.

Eliziane Gama também pedirá ao presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DM-RJ), que transforme o plenário da Casa, em data a ser definida, em comissão geral para debater o tema que é relevante para o conjunto da sociedade.

Foto: Agência Câmara

2 comentários para "Eliziane pede investigação de jogo cibernético"


  1. LUIS HENRIQUE

    Com todo respeito deputada, entendo que é um problema que preocupa, porém entendo que pode ser evitado antes de mais nada, com a participação dos pais, através de estabelecimento de limites e com diálogos construtivos onde possam ser demonstrados para estes jovens o perigo do espaço virtual se não for utilizado adequadamente.
    Fica uma sugestão para a nobre deputada: em vez de ocupar a Polícia Federal com este problema que na minha concepção começa em casa, porque a Câmara dos Deputados não rediscute e promova mudança no ECA, no sentido de aumentar a responsabilidade dos pais e antes de mais nada, rever também a questão da maioridade penal dos jovens para os 16 anos?
    Acorda deputada! o jovem de hoje é completamente diferente do “jovem da nossa época”.

  2. Joaquim

    É Botar na cadeia, esses B@%* que se aproveitam principalmente da fragilidade dos adolescentes. Parabéns Deputada.

deixe seu comentário