Prefeito Edivaldo esclarece ‘falsos boatos’

5comentários

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) se manifestou nas redes sociais sobre o que chamou de “falsos boatos” que vêm sendo disseminados por conta de quem classificou como “oportunistas políticos”.

Em um vídeo, o prefeito Edivaldo ratificou o compromisso firmado com a população de São Luís de continuar trabalhando por uma cidade melhor para todos.

“Como homem público e servidor de cada cidadão ludovicense, tenho trabalhado com determinação, planejamento e honestidade para solucionar os problemas de São Luís. Seguirei enfrentando os desafios, fazendo a gestão responsável que a nossa cidade precisa”, destacou.

Clique aqui e veja o vídeo na íntegra

5 comentários »

Repercute caso de criança com doença rara

0comentário

A deputada Andrea Murad (PMDB) usou as redes sociais e a tribuna da Assembleia Legislativa na última semana para relatar o caso da maranhense Marianny Ribeiro Pacheco de 1 ano e 6 meses, natural de Presidente Dutra e portadora de Atrofia Muscular Espinhal, uma doença rara e degenerativa. A criança teve o tratamento inicial em São Luís sem sucesso e durante uma crise em decorrência da doença, em junho de 2016, foi internada no hospital de Presidente Dutra e depois encaminhada às pressas para Teresina.

“O governo pode e deve ajudar na situação da Marianny acionando o TFD (Tratamento Fora Domicílio), inserindo o caso no sistema da rede estadual de saúde e assim iniciar todos os procedimentos para garantir a sobrevivência da criança em casa com a estrutura necessária, por exemplo, com aparelho respirador – entre outros equipamentos -, dispondo de equipe médica, enfermeiros e outros profissionais de saúde para acompanhamento em domicílio”, explicou Andrea Murad nas redes sociais que conclamou os seguidores a se engajarem nessa luta com a família, “vamos ajudar a família a levantar o máximo de recursos para a compra do medicamento que deve ser importado dos EUA. O custo é alto, R$ 3 Milhões, e realmente não pode ser adquirido pelo governo porque não está regulamentado na ANVISA. Então, os pais contam com todos para compartilhar a situação da Marianny e arrecadar o maior número de doações. Poderia ser a minha filha ou o seu filho. Vamos ajudá-la a sobreviver! A gente pode, a gente consegue”.

Na semana passada, Andrea Murad solicitou à liderança do governo a abertura de um diálogo para tomar providências sobre o caso Marianny e a possiblidade do seu retorno para o município de Presidente Dutra sob os cuidados do Governo do Maranhão. A parlamentar mencionou ainda iniciativas previstas no SUS e pelo Ministério da Saúde como Home Care e o Programa Melhor em Casa que deverão atender as necessidades da paciente em sua própria residência e perto de toda a família.

“O SUS garante isso. É um leito próprio que tem um respirador, os outros equipamentos necessários para sobrevivência da criança dentro de casa. Materiais de insumos quando necessários, ter o acompanhamento diário de profissionais de saúde. Inclusive, o Ministério da Saúde já há algum tempo tem este Programa Melhor em Casa quando o governo federal repassa R$ 50.000 para custeio de equipamentos multiprofissionais de atenção domiciliar tipo 1, o EMAD; R$ 34.000 para o custeio das equipes multiprofissionais de atenção domiciliar tipo 2; e R$ 6.000 para a equipe de apoio. Os recursos são transferidos do Fundo Nacional de Saúde, para os Fundos municipais ou estaduais. Então o que eu queria de V. Ex.ª era que junto à Secretaria de Saúde, junto ao Secretário Lula, se verificasse se o município de Presidente Dutra já tem o direito de aderir a esse programa e, assim, tomar as medidas cabíveis para que a Marianny retorne para sua casa com toda essa assistência que precisa para estar mais perto de seus familiares, porque o seu pai continua em Presidente Dutra, a mãe tendo suas despesas em Teresina e ainda a luta para angariar recursos para pagar o tratamento, o medicamento custa R$ 3 milhões. Então, o governo pode sim dar uma melhor qualidade de vida através do Home Care, através do Programa Melhor em Casa. E acho que o líder do governo, através do secretário Carlos Lula, pode interferir nessa causa pela vida da pequena Marianny”, solicitou Andrea à liderança do governo, Rogério Cafeteira.

Dados para doações: Contato da família: (86) 99908-8070.

Caixa econômica Federal
Agência: 2151
Operação: 013
Conta poupança: 52690-7
Marianny Ribeiro Pacheco

Banco Bradesco
Agência: 1136
Conta corrente: 11570-3
Marianny Ribeiro Pacheco

sem comentário »

Andrea Murad rebate crítica de Camarão

0comentário

Deputada Andrea Murad (PMDB) critica posicionamento de Felipe Camarào nas redes sociais

A deputada Andrea Murad (PMDB) voltou a criticar a gestão na Educação do governo do Maranhão. A manifestação nas redes sociais, veio depois que o secretário Felipe Camarão classificou como “desinformação”da deputada, o pronunciamento feito na Assembleia Legislativa esta semana.

“Desinformação é algo terrível. Deputada oposicionista não sabe que só na cidade de sua base eleitoral o governo do Maranhão reconstruiu 3 escolas”, escreveu Felipe Camarão.

Para a deputada Andrea Murad, ao invés de atacar, a Seduc deveria ter esclarecido as denúncias levadas por ela à Tribuna, referentes às escolas Luiz Montenegro Tavares e João Lisboa, ambas em Coroatá.

“Seduc ataca ao invés de responder as denúncias de alunos de Coroatá repercutidas esta semana na Assembleia. Mas, pior do que “desinformação” é um secretário, ao invés de assumir a responsabilidade pelo estado lastimável das escolas, objeto de denúncias dos próprios alunos das escolas Luiz Montenegro Tavares e João Lisboa, é se defender mentindo”, disse.

A deputada disse que não houve “reconstrução” de escolas em Coroatá, mas simples reformas.

“Em Coroatá nunca houve “reconstrução” de escolas, mas simples pequenas reformas que deixaram muito a desejar inclusive com críticas dos próprios alunos. O secretário está sendo confrontado com a realidade que predomina em todos os municípios, de escolas em estado precário, falta crônica de professores, de recursos mínimos para manutenção dos caixas escolares e parece que caiu na real onde só o seu sorriso, simpatia e conversa fiada não estão mais resolvendo as reclamações que se transformam em movimentos de rua tal a calamidade que se instalou no sistema de educação estadual”, acrescentou.

Andrea Murad finalizou afirmando que a situação é o reflexo da falta de compromisso do governador Flávio Dino com a Educação.

“Só simpatia e cara de bom moço não resolvem. Essa é uma amostra da situação em que se encontram dezenas e dezenas de escolas por todo o Maranhão por causa da irresponsabilidade e falta de compromisso do governador Flávio Dino com a educação, agravada pela falta de autoridade do secretário que não tem força pra mudar essa realidade. Procure ajeitar essa imundície que é de sua responsabilidade, secretário”, finalizou.

Foto: Nestor Bezerra

sem comentário »

Omissão de Dino

2comentários

Policiais Militares desapareceram há dois meses quando estavam em serviço em Buriticupu

O deputado estadual Sousa Neto (Pros) criticou nas redes sociais a “omissão” do governo Flávio Dino (PCdoB) em relação ao desaparecimento de dois policiais que estavam a serviço em Buriticupu. Após dois meses, o caso segue sem resposta.

“Já se passaram dois meses do sumiço dos policiais militares em Buriticupu, e até agora nenhuma resposta, nenhum posicionamento do governo Flávio Dino e da Segurança Pública. Um absurdo! Um Governo ao qual o cabo Júlio César e o soldado Carlos Alberto serviam, e que agora desampara os seus”, disse.

O parlamentar pergunta onde está o Direitos Humanos.

“Cadê os Direitos Humanos? Cadê o comando da Polícia Militar do Maranhão? Filhos, esposas e familiares estão há sessenta dias, aflitos, à espera de notícias do paradeiro dos dois militares. E o que é pior, sem assistência e sem ajuda financeira, eles já estão passando necessidades”.

Sousa Neto disse que solicitou informações do secretário Jefferson Portela, mas não obteve resposta.

“Solicitamos, no mês de dezembro, do secretário de Segurança, Jefferson Portela informações das investigações do caso, e até agora nada!!! Vamos continuar acompanhando e cobrando para que o fato não caia no descaso e no esquecimento, e sim, seja elucidado!”, finalizou.

Foto: Agência Assembleia

2 comentários »

Postura inadequada de Roberto Rocha

21comentários

RobertoRochatweeter

O senador Roberto Rocha (PSB), eleito graças ao apoio fundamental do então candidato ao Governo do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), deu mais uma prova in conteste que parece mesmo despreparado para o cargo que ocupa.

Roberto Rocha foi para as redes sociais criticar, mesmo que indiretamente, o que toda a população de São Luís está aplaudindo, a parceria entre a Prefeitura de São Luís e o Governo do Maranhão.

De maneira mesquinha e com uma postura que está a quilômetros de um senador da República, Roberto Rocha afirmou que atualmente a Prefeitura é um “puxadinho” do Palácio dos Leões.

Além de ser uma declaração covarde, pois Roberto Rocha foi eleito como vice-prefeito na chapa de Edivaldo e anteriormente não demonstrou tal sentimento, o senador ainda dá a entender que o candidato que ele apoia, Wellington do Curso, se eleito for não buscará parceria junto ao Governo do Maranhão.

Roberto Rocha foi duramente repreendido pelo subprefeito do Centro Histórico de São Luís, Fábio Henrique Carvalho. O senador foi chamado de desonesto, aproveitador, desqualificado para um debate e por fim foi denominado de jabuti, lembrando aquela tradicional frase: jabuti trepado numa árvore é enchente ou mão de gente, ou seja, o subprefeito deixou claro que Roberto Rocha foi colocado no Senado pelos aliados políticos. Vejam abaixo o debate e a postura totalmente inadequada do senador Roberto Rocha nas redes sociais.

RobertoRochaeFabioFarias

Blog do Jorge Aragão

21 comentários »

Reação de Flávio Dino

0comentário
Governador do Maranhão Flavio Dino

Governador do Maranhão Flavio Dino

Em meio à polêmica entre o Governo do Estado e os servidores públicos, que na noite da última quinta-feira decidiram iniciar uma greve geral no Maranhão, o governador Flávio Dino (PCdoB) resolveu agir, de forma midiática, mas acabou sofrendo forte desgaste na internet.

Por meio de seu perfil em rede social, o governador anunciou que o pagamento dos servidores públicos do estado foi agendado para o dia 30 deste mês.

A informação soou como uma tentativa de amenizar a crise entre o Executivo e os servidores públicos, que de imediato reagiram.

Foram numerosas as críticas por parte dos servidores, que passaram a cobrar reajuste salarial e valorização do serviço público.

Acuado, o governador não respondeu às revindicações. Evitou, talvez, um desgaste ainda maior.

Os servidores públicos do Maranhão cobram a reposição das perdas inflacionárias nos seus vencimentos, reajuste salarial, melhores condições de trabalho e valorização.

Na quinta-feira última, durante uma reunião plenária, dirigentes de 30 sindicatos e associações dos servidores deliberaram sobre uma greve em todo o estado, que deverá ser iniciada no dia 28 deste mês.

E o governo segue em silêncio.

Coluna Estado Maior/ O Estado

sem comentário »

PCdoB reafirma apoio ao prefeito Edivaldo

2comentários

EdivaldoeFlavio

O secretário estadual de Comunicação e Articulação Política e presidente do Diretório Estadual do PCdoB, Márcio Jerry divulgou esclarecimento nas redes sociais onde reafirma que o governador Flávio Dino manterá postura neutra em relação à eleição para prefeito de São Luís e que respeitará o fato de ter vários aliados na disputa.

Ele garante que os deputados Bira do Pindaré e Eliziane Gama integram a coalizão liderada por Flávio Dino.

Segundo Jerry, o PCdoB “está firme no projeto reeleição” e seguirá apoiando a candidatura de Edivaldo Holanda Júnior, descartando os nomes dos deputados Wellington do Curso e Eduardo Braide, também da base governista na Assembleia Legislativa.

O esclarecimento foi feito após surgir na imprensa versão de que membro do PCdoB estaria “tramando” contra a candidatura de Edivaldo Holanda Júnior.

Jerry finaliza afirmando que o PCdoB não fará coligação para a disputa de vereador.

Veja o esclarecimento:

1. Eleições São Luís: Governador Flávio Dino respeitará o fato de ter vários aliados na disputa e por isso manterá postura neutra;

2. Eleições São Luís: O PCdoB São Luís definiu ainda no final do ano passado e mantém posição de apoio à reeleição prefeito Edivaldo Jr;

3. Eleições São Luís: PCdoB São Luís foi fundamental na eleição de Edivaldo Jr. em 2012, atuou e atua na gestão, está firme no projeto reeleição;

4. Eleições São Luís: Além de Edivaldo Holanda Jr, os deputados Bira do Pindaré e Eliziane Gama integram a coalizão liderada por Flávio Dino;

5. Eleições São Luís: PCdoB São Luís definiu que disputará com chapa própria vagas à Câmara Municipal de nossa capital.

2 comentários »

‘Não vai ter golpe’, reafirma Flávio Dino

6comentários

FlavioDino

O governador Flávio Dino (PCdoB) utilizou as redes sociais para parabenizar o deputado federal Pedro Fernandes (PTB-MA) que manifestou voto contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT).

“Em nome da democracia e da Constituição, deputado Pedro Fernandes, do PTB do Maranhão, manifestou voto contra o golpe. Parabéns”, disse.

Flávio Dino disse acreditar que até o próximo domingo quando acontece a votação do impeachment na Câmara dos Deputados, outros parlamentares irão decidir votar pela democracia e contra o que tem chamado de “golpe”.

“Vai ser assim até o domingo. Cada vez mais parlamentares vão se mover pelo respeito à consciência democrática da Nação. Não vai ter golpe”, finalizou,

6 comentários »

Policial ostentava dinheiro nas redes sociais

1comentário
policial

Policial militar, Jackson Braga Alves de Melo

O policial militar do Maranhão, Jackson Braga Alves de Melo Mesquita, que foi preso em flagrante nesta segunda-feira (13), em Teresina, após assaltar um posto de combustível onde ele havia acabado de abastecer o seu veículo, costumava postar fotos nas redes sociais com grandes quantias de dinheiro.

Após a prisão do PM, foram divulgadas imagens onde ele exibe montantes de dinheiro nas redes sociais. Em uma das imagens postadas, ele chega a varrer várias cédulas que estão espalhadas pelo o chão.

Segundo a polícia, o dinheiro que aparece nas sessões de exibicionismo não seria produto de roubo. As notas pertenceriam a empresas de transporte de valores para quem Jackson prestava serviços em seu horário fora do expediente como PM.

Jackson Braga Alves de Melo Mesquita está preso Quartel Geral da Polícia Militar, em São Luís, onde responderá inquérito administrativo e pode até ser excluído da corporação.

O PM é natural de Teresina e foi admitido na Polícia Militar do Maranhão no ano de 2014. Ele ainda se encontra em estado probatório. Jackson Braga era lotado no 2º Batalhão da Polícia Militar (BPM) do município de Caxias, e prestava serviço na cidade de Coelho Neto. Ele estava afastado em virtude de um atestado médico.

Conforme o tenente-coronel Ruy Fernandes, comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar de Caxias, esse pode não ter sido o primeiro assalto cometido pelo PM no Piauí. “Teve um problema de envolvimento. Um provável assalto em 2014 na cidade lá de Teresina e algumas pessoas o reconheceram quando viram as imagens na televisão lá de Teresina”, finalizou.

Leia mais

1 comentário »

Governador Flávio Dino reage a críticas

17comentários

FlavioDino12042016

O governador Flávio Dino (PCdoB) reagiu nas redes sociais às críticas que tem recebido por manifestar suas opiniões sobre a crise política nacional. Ele considerou as manifestações como “tentativas tolas de censuras”.

“Tenho não só o direito, tenho o dever, de me comunicar com a sociedade, prestando contas sobre ações administrativas e posições políticas. Tentativas tolas de censura fazem parte dos tempos fascistas que estamos vivendo. Mas tudo isso passa. Viva a Constituição e a Democracia”, escreveu.

Na entrelinhas, o governador aproveita para alfinetar o juiz da Comarca de Vargem Grande, Paulo de Assis Ribeiro, que o admoestou publicamente por passar tempo demais nas redes sociais.

“Talvez se o governador do Estado passasse menos tempo em redes sociais justificando e apoiando a má gestão dos outros, os problemas da gestão estadual seria menor e já tivéssemos um defensor público para atender o jurisdicionado desta comarca”, despachou o juiz.

Dino respondeu: “Aos que se preocupam com tempo, informo que consigo andar e mascar chiclete simultaneamente. Aprendi na escola, junto com a boa gramática”.

17 comentários »