Roberto Rocha critica governo comunista

2comentários

O senador Roberto Rocha (PSB-MA) voltou a utilizar as redes sociais para criticar o governador Flávio Dino (PCdoB).

Para Roberto Rocha, “Só teremos justiça social no Maranhão com desenvolvimento econômico”.

“É assim em qualquer lugar do mundo. Os comunistas maranhenses precisam entender isso”, acrescentou.

O senador ainda comparou os comunistas daqui com os chineses. “Até os comunistas chineses entenderam isso, e são digitais. Os daqui ainda são analógicos. É lamentável!”, disparou.

Roberto Rocha que foi eleito senador na chapa do governador Flávio Dino é hoje um dos maiores críticos do ex-aliado.

Ele deverá ser candidato ao governo do Maranhão, portanto um dos adversários de Dino nas eleições em 2018.

2 comentários »

Pesquisas pululam

1comentário

São numerosos os institutos e diversos os levantamentos feitos em todo o Maranhão sobre a corrida eleitoral que se avizinha. As pesquisas são feitas em âmbito estadual, por soma de regiões ou nos próprios municípios. E todos apontam uma situação de desgaste do governador Flávio Dino (PCdoB), além da franca ascensão da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB).

Em síntese, as pesquisas mostram características claras entre os principais candidatos. As principais delas:

Flávio Dino: É claro o desgaste do governador comunista após três anos de promessas de campanha não cumpridas com prefeitos e munícipes no interior do estado. Dino tem força para revirar este cenário, mas a força com que Roseana aparece nos números é de preocupar qualquer político.

Roseana Sarney: Mesmo sem declarar-se candidata e sem nenhum contato direto com a população do interior, desde o início do governo Flávio Dino, Roseana lidera todos os cenários das pesquisas independentes, mostrando que tem força suficiente para a disputa.

Roberto Rocha (PSB): Sem Roseana na disputa, ele passa a ser o principal adversário de Flávio Dino, mas sem força suficiente para provocar um segundo turno. Seu patamar mais alto, com dois dígitos, mas abaixo dos 20%, se dá sem a presença da ex-governadora.

Maura Jorge (Podemos): A ex-prefeita tem se consolidado em todas as regiões, mesmo que ainda na casa de apenas um dígito. Os números mostram que ela tem potencial para crescer, mas apontam que seus índices não são, ainda, suficientes para um confronto direto. A baixa rejeição é um trunfo para crescer ao longo da campanha.

Coluna Estado Maior/ O Estado do Marahão

1 comentário »

Roberto Rocha diz que Saúde pede socorro

0comentário

Senador Roberto Rocha critica Saúde no Maranhão nas redes sociais após matéria no Fantástico

O senador Roberto Rocha comentou nas redes sociais a situação da Saúde no Maranhão, após a divulgação de reportagem no Fantástico, na Rede Globo de Televisão sobre o Caso IDAC.

Na postagem “A Saúde do povo pede socorro”, Roberto Rocha defende investigação profunda e destacou que o governo não pode mais ficar apontado para o passado. “O Maranhão merece mais do que um simulacro de mudança”, destacou.

Leia na íntegra o que escreveu o senador:

“O Maranhão soube, pelas lentes do Fantástico, porque não deve esperar que a saúde pública alcance os níveis mínimos de dignidade que a população merece.

Aquele hospital fechado em sua cidade, o exame que nunca é marcado, o remédio que não é ofertado pela rede, a humilhação das filas, tudo isso foi decifrado nos lotes de dinheiro exibidos na reportagem.

Aquele é o dinheiro para comprar o remédio, para pagar o exame, para abrir os hospitais.

É preciso aprofundar as investigações e tirar a limpo o que tornou possível chegar a esse ponto. É preciso desbaratar a rede de culpados.

É estranho que num cenário de crise os recursos repassados para entidades suspeitas mais que dobrem, sem a contrapartida de um serviço melhor.

E mais do que nunca é necessário fazer concursos públicos na saúde e licitações para compra dos insumos hospitalares. Não é razoável que uma solução que já se mostrou temerária, a terceirização sem critério, seja expandida sem revelar qualquer mudança de paradigma de gestão.

Por fim, não é justo que o Governo, que está com as rédeas do poder, aponte apenas para o passado, para encontrar culpados, alegando uma herança que mais parece um legado, seja nos métodos ou nas ações.

O Maranhão merece mais do que um simulacro de mudança”.

sem comentário »

Andrea Murad tem agenda em Brasília

0comentário

Deputada Andrea Murad inicia agenda em Brasília para garantir benefícios ao Maranhão

A deputada estadual Andrea Murad (PMDB) iniciou uma extensa agenda em Brasília (DF), com o objetivo de garantir mais benefícios para os municípios maranhenses. Inicialmente no Senado Federal, a convite do Senador Roberto Rocha (PSB), a parlamentar conversou ontem (23) sobre as demandas de várias regiões do Maranhão, que ainda contou com a presença do chefe de gabinete, Fábio Godim, também ex-secretário de estado de planejamento.

“Foi uma reunião importante para o povo do Maranhão, estou aqui, primeiramente, consolidando uma parceria com o Senador Roberto Rocha para garantir mais benefícios para os nossos municípios”, disse a parlamentar.

Depois, na sede nacional da CODEVASF, a parlamentar se reuniu com Marco Aurélio Diniz, Diretor de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura, e Ivo de Almeida, Assessor da Presidência. Andrea abordou a execução do Programa Água para Todos, presente em vários municípios e que atualmente algumas obras estão paralisadas, a exemplo do município de Alto Alegre do Maranhão, e também a segunda etapa do sistema de abastecimento em Coroatá, além de Joselândia, Timbiras e outros.

“Em Coroatá, atuando junto ao deputado federal Hildo Rocha, conseguimos retomar as obras e que já serão entregues até um fim de junho. Mas temos ainda 12 comunidades em Coroatá esperando iniciar as obras de sistema de abastecimento e vim buscar justamente essa celeridade e lutar pelo o que for preciso para garantir que se concretizem, além de outros municípios que também estão aguardando os benefícios. O Programa Água Para Todos é de grande importância para população maranhense, que garante através de recursos federais a perfuração de poços, o sistema de ligação de água, a bomba, todo aparato para que a água encanada, potável, chegue às casas”, explicou Andrea.

Ainda na reunião, a deputada estadual buscou informações e o andamento de outros programas executados pela CODEVASF como Kits de Irrigação, viabilização de tratores e cisternas.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Roberto Rocha, Flávio Dino e corrupção

2comentários

Por Roberto Rocha

Soube agora que o governador Flávio Dino mandou soltar um ou dois de seus pistoleiros dos teclados, também chamados de blogueiros, para atacar meu saudoso Pai, com o objetivo de me arrastar para o esgoto da Lava Jato onde ele está atolado até o pescoço.

Meu Pai não está mais aqui para se defender, como, graças à Deus, está o Pai do governador Flávio Dino, que eu jamais agredirei, muito menos através de terceiros desqualificados.

Por isso, aqui vai minha resposta, já que não sou covarde para dizer o que quero através de fantoches de aluguel.

Meu Pai foi candidato ao governo do estado do Maranhão no início da década de 80, portanto muito distante dos dias e das leis atuais.

Naquela época ninguém era acusado do que Flávio Dino está sendo acusado hoje.

Segundo seu próprio irmão, o Procurador da República Nicolau Dino, que se declara completamente diferente dele, caixa dois atualmente é crime de corrupção.

Portanto, cabe a Flávio Dino provar que não é mais um desses corruptos que o Brasil descobre pelo esgotos da Lava Jato.

Padre Vieira, em São Luís do Maranhão, no sermão em homenagem à festa de Santo Antônio, em 1654, indagava: “O efeito do sal é impedir a corrupção, mas quando a terra se vê tão corrupta como está a nossa, havendo tantos nela que têm ofício de sal, qual será, ou qual pode ser a causa desta corrupção?”

Segundo Frei Beto, havia duas causas principais: a contradição de quem deveria salgar e a incredulidade do povo diante de tantos atos que não correspondiam às palavras.

O corrupto caracteriza-se por não se admitir como tal. Esperto, age movido pela ambição de dinheiro. Não é propriamente um ladrão. Antes, trata-se de um requintado chantagista, desses de conversa frouxa, sorriso amável, salamaleques gentis.

O corrupto não se expõe; extorque. Considera a comissão um direito; a porcentagem, pagamento por seus serviços; o desvio, forma de apropriar-se do que lhe pertence. Bobos são aqueles que fazem tráfico de influência sem tirar proveito.

Há muitos tipos de corruptos.

O corrupto oficial é aquele que se vale de uma função pública, como deputado federal por exemplo, para tirar proveitos a si, à família e aos amigos. Troca a placa do carro, embarca a mulher com passagem cuesteada pelo erário, faz gastos e obriga o contribuinte a pagar. Considera natural o superfaturamento, a ausência de licitação, a concorrência com cartas marcadas.

A lógica do corrupto é corrupta: “Se não faço, outro leva vantagem em meu lugar”. Seu único temor é ser apanhado em flagrante delito. Não se envergonha de se olhar no espelho, apenas teme ver seu nome estampado nos jornais. Confiante, jamais imagina o filho a indagar-lhe: “Papai, é verdade que você é corrupto?”

O corrupto não sente nenhum escrúpulo em receber caixas de uísque no Natal, caixas de cervejas Heineken, presentes caros de fornecedores ou andar de carona em jatinhos de empreiteiras, como a Odebrecht. Afrouxam-lhe com agrados e, assim, ele afrouxa a burocracia que retém as verbas públicas.

Há o corrupto privado. Nunca menciona quantias, tão somente insinua, cauteloso, como se convencido de que cada uma de suas palavras estão sendo registradas por um gravador. Assim, ele se torna o rei da metáfora, da retórica, do gogó. Nunca é direto. Fala em circunlóquios, seguro de que o interlocutor saberá ler nas entrelinhas. Parece um professor!

O corrupto franciscano pratica o toma lá, dá cá. Seu lema é “quem não chora, não mama”. Não ostenta riquezas, não viaja ao exterior, faz-se de pobretão para melhor encobrir a maracutaia. É o primeiro a indignar-se quando o assunto é a corrupção que grassa pelo país. É um fingido, dissimulado.

O corrupto nostálgico orgulha-se do pai escritor, da mãe funcionária pública, de sua origem humilde como professor, mas está intimamente convencido de que, tivesse antes a oportunidade de meter a mão na cumbuca, já teria dito: “manda quem pode, ‘odebrecht quem tem juízo”.

O corrupto não sorri, agrada; não cumprimenta, estende a mão; não elogia, incensa; não possui valores, apenas saldo bancário. De tal modo se corrompe que nem mais percebe que é um corrupto. Julga-se um negocista bem sucedido.

Melífluo, o corrupto é cheio de dedos, encosta-se nos honestos para se lhe aproveitar a sombra, trata os subalternos com uma dureza que o faz parecer o mais íntegro dos seres humanos. Aliás, o corrupto acredita piamente que todos o consideram de uma lisura capaz de causar inveja em madre Teresa de Calcutá.

Por fim, tem o corrupto moderno, digital, esquerdista caviar, que reúne todas as características anteriores. Julga-se dotado de uma inteligência que o livra do mundo dos ingênuos e o torna mais arguto, gatuno e esperto do que o comum dos mortais.

*Roberto Rocha é senador

2 comentários »

Roberto Rocha provoca Flávio Dino

4comentários

 

O senador Roberto Rocha (PSB) utilizou as redes sociais para dar uma alfinetada no governador Flávio Dino (PCdoB) que teve o seu nome citado por um dos delatores da Odecrecht.

Roberto Rocha destacou que os comunistas adoram lembrar que ele foi eleito pela força do PCdoB e pergunta: Comunistas dizem que fui eleito pelo PCdoB, então porque meu nome não está na Lava Jato?

Ninguém no PCdoB respondeu…

É dessa forma que os comunistas reagem quando Roberto Rocha se manifesta.

4 comentários »

Roberto Rocha abre escritório em Imperatriz

0comentário

Com escritório em Imperatriz, senador pretende atender as demandas da população tocantina

Com a presença de lideranças políticas de todo o Maranhão, foi inaugurado ontem (6), o escritório de representação política do senador Roberto Rocha (PSB), em Imperatriz. A iniciativa visa atender as demandas da população tocantina, e ampliar o trabalho do seu gabinete com todos os municípios que fazem parte da região Sul do Maranhão.

O evento, aberto ao público, foi prestigiado por amigos, familiares, empresários, entidades, lideranças comunitárias e políticas, com destaque para a deputada Graça Paz, o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos e inúmeros prefeitos da região do sul do Maranhão e de todo o estado.

Ao se pronunciar Roberto Rocha falou da inclusão do Maranhão no Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), aprovada na quarta-feira (4), pela Câmara de Deputados, uma importante conquista para o estado que agora tem dois diferentes fundos regionais atuando em sua parte ocidental, com mais linhas de financiamento para os setor produtivo.

Em seguida o senador anunciou que terá empenho pessoal em possibilitar um Porto Seco em Imperatriz, também conhecido como Estação Aduaneira do Interior (EADI), ou ainda Dry Port, que traduz-se, em ambientação de um espaço para receber transporte de cargas. O porto ficaria localizado atrás da ferrovia, estrategicamente posicionado, no que se refere à logística , pela facilidade de acesso à hidrovia, telefonia e sistema ferroviário.

Em relação ao mercado do peixe, cuja obra necessita de cerca de 160 mil reais para conclusão, segundo relato do prefeito Assis Ramos, Roberto Rocha informou que ligou para o ministro da agricultura, Blairo Maggi, solicitando a aquisição do recurso para completar a obra. Caso não seja possível, garantiu a retirada do valor de emendas suas já empenhadas.

Lembrou que destinou, ainda dois milhões para a implantação de uma Casa da Gestante com pré-natal e acompanhamento pós-parto para mães de baixa renda.

Anunciou que estará articulando a implantação de uma sede da GIDUR em Imperatriz, setor da Caixa Econômica Federal responsável por viabilizar projetos de habitação, e cujas atividades abrangem crédito imobiliário e assistência técnica, por meio das quais, são viabilizados projetos para as áreas urbana e rural.

O escritório regional do senador Roberto Rocha na cidade de Imperatriz estará aberto à toda a população de segunda a sábado, das 8h às 18h, e está localizado na Rua Barão de Rio Branco, nº 10 – Centro.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Roberto Rocha faz convite a Flávio Dino

1comentário

Senador Roberto Rocha (PSB)

O senador Roberto Rocha (PSB) fez um convite ao governador Flávio Dino (PCdoB) para que juntos, trabalhem pelo crecimento do Maranhão.

“Quero convidar ogovernador Flávio Dino para nos ombrearmos, dar as mãos e fazer nosso estado, nossa gente voar alto.

Eleito na chapa encabeçada pelo governador Flávio Dino, o senador ROberto Rocha tem sido um dos mais ferrenhos críticos do atual governo.

Flávio Dino pouco temdado importância às críticas feitas pelo ex-aliado e não sei se neste momento vai dar alguma importância ao que propõe Roberto Rocha.

“Está feito o convite”, escreveu.

Veja o que escreveu Roberto Rocha:

“Primeiro a gente faz, depois a gente fala.

Respeito, e até admiro, quem tem um bom gogó. Mas na música. Na política, trabalhamos com gente, com sentimentos, com emoção.

Por isso, um mandato não pode ser encarado como se fosse uma gincana escolar. Daí porque, o detentor de mandato popular não tem o direito de ficar só com conversa fiada, no gogó. Tem que ter ação concreta, apresentar resultados, fazer as entregas que a população espera. Sempre fiz de meus mandatos um instrumento de trabalho, gerador de benefícios para a população. Não sou contra ninguém. Sou a favor do Maranhão e do Brasil.

Dizia na campanha que Jackson Lago tinha chegado ao governo, mas não ao poder. Porque o verdadeiro poder no Brasil está em Brasília, no Congresso Nacional, mais precisamente no Senado Federal.

Por isso dizia que o Maranhão precisava voar alto. Pensar grande, e agir com grandeza. Dizia que o governador seria uma asa do avião e o senador seria a outra. O povo estaria sempre na cabine, comandando o avião.

Pois bem, vieram os gogozadores e desde a minha posse tentam me desqualificar como “asa de avião”. Resultado: O estado tem hoje um governo fraco, pequeno, que pensa e só age no varejo. Ou seja, o governador é um hóspede do palácio, um despachante de luxo. Mudou apenas o gênero e o CPF do governador, porque o estado segue voando baixo. No interior a gente chama ‘espantando macaco’.

Essas máquinas representam apenas uma pequena amostra do que estamos fazendo pela revitalização dos nossos Rios e nascentes.

Não estou preocupado com as próximas eleições, mas com as próximas gerações. Não estou vendo em minha frente apenas eleitor, mas gente. Desta forma, sem ódio, com amor no coração, em nome do estado que orgulhosamente represento no Senado Federal, quero convidar o GOVERNADOR FLÁVIO DINO para nos ombrearmos, dar as mãos e fazer NOSSO ESTADO, NOSSA GENTE, voar alto.

Este não é ano de eleição. Vamos deixar esse enfrentamento para 2018. Já que temos uma visão de mundo, de Brasil e de Maranhão muito diferentes, deixemos que o povo faça esse julgamento no momento adequado, que é no ano da eleição.
Lembre-se, governador, você não é mais juiz, não julga, pelo contrário, é julgado.

Está feito o convite”.

Foto: Agência Senado

1 comentário »

Público prestigia seminário sobre rios

0comentário

Durante todo o dia desta sexta-feira (24), o público lotou o auditório da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), em São Luís, para participar do seminário “Revitalização dos Rios Maranhenses e Suas Nascentes”, cujo objetivo foi debater e apresentar projetos para a recuperação das bacias hidrográficas do Maranhão.

O evento foi realizado pelo Instituto Cidade Solidária e gabinete do senador Roberto Rocha (PSB/MA), com co-realização do Ministério do Meio Ambiente e do Movimento Ensinando e Aprendendo- MEA.

O seminário reuniu políticos, empresários, gestores, ambientalistas, estudantes, entidades, órgãos públicos e privados, dentre outros profissionais de diversas áreas, que por meio de palestras e mesas redondas, apresentaram projetos sobre meio ambiente, e discutiram ações de responsabilidade socioambiental.

A composição da mesa durante a cerimônia de abertura, foi formada pelo senador Roberto Rocha; ministro Sarney Filho (PV) (Meio Ambiente); deputado federal, Hildon Rocha (PMDB); deputado estadual, Adriano Sarney (PV); reitor da UEMA, Gustavo Costa; pró-reitor de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão da Universidade CEUMA, Valério Monteiro; presidente da Agência Nacional de Àguas, Vicente Andreu; presidente da Codevasf, Kênia Marcelino; presidente da Fiema, Edilson Baldez, e o deputado federal, Juscelino Filho (DEM), coordenador da bancada maranhense.

Logo pela manhã, os pronunciamentos foram iniciados pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), Edilson Baldez. Logo em seguida, a presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Paranaíba (Codevasf), Kênia Marcelino, falou sobre algumas ações que serão executadas pela Codevasf, como o investimento de R$ 1,5 milhão para a elaboração do Plano de Recursos Hídricos da Bacia do Itapecuru.

O senador Roberto Rocha, apresentou projetos e emendas para ajudar na preservação dos rios maranhenses. “Nós maranhenses temos uma riqueza hídrica fantástica, e é necessário um esforço conjunto para salvar os nossos rios, pois depois de nós maranhenses, o que temos de mais importante, são as nossas águas”, afirmou.

Na oportunidade, o senador assinou, como testemunha, o manifesto de constituição do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Regional da Bacia do Rio Itapecuru, que teve a adesão inicial dos prefeitos das cidades de Cantanhede, Codó, Rosário, Mirador, Caxias e Itapecuru, todos presentes no evento.

Dando início às atividades técnicas do seminário, o Ministro de Meio Ambiente, Sarney Filho, palestrou sobre água, floresta, e clima na Agenda Ambiental do Ministério de Meio Ambiente. Ele explicou as ações do Ministério para ajudar na preservação ecológica, e destacou que o MMA está investindo em programas de recomposição de florestas e de proteção de nascentes para ajudar enfrentar a crise hídrica no Brasil. “As mudanças climáticas estão afetando o regime de chuvas e, hoje, nós temos que pensar, não somente na qualidade das águas, mas na quantidade também”, lembrou.

Fotos: Divulgação

sem comentário »

Senador anuncia investimentos para Caxias

0comentário

Senador Roberto Rocha anuncia investimentos para a região dos Cocais em Caxias

O senador Roberto Rocha esteve, nesta quinta, 16, visitando o município de Caxias – Ma, a convite do prefeito Fábio Gentil, ocasião em que participou do Road Show, evento realizado pela prefeitura de Caxias, por meio da Secretaria de Indústria e Comércio, com o apoio do Banco do Nordeste.

A iniciativa do evento, que tem como objetivo buscar, junto aos participantes, a simplificação e desburocratização de linhas de créditos e renegociação de operações rurais, concentram fundamental importância para o crescimento sócio-econômico do Maranhão. Participaram do evento o diretor de negócios do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) – o maranhense Rosendo Júnior, o prefeito Fábio Gentil, o vice-prefeito, Paulo Marinho Júnior, entre outros.

Roberto Rocha destacou o fato do BNB ter um maranhense ocupando uma importante diretoria. Falou ainda sobre o projeto da Zema, de sua autoria que tramita no senado. Informou que esteve, nesta semana com o secretário da receita federal Jorge Rachid; disse que o senador Lobão é o relator do projeto na CCJ do Senado Federal, onde atualmente exerce a presidência da comissão; ressaltou que o presidente Temer apoia o projeto da Zema, pois o projeto é de importância não somente para o Maranhão mas para o país.

Em entrevista à imprensa local, o senador anunciou que enviou ao Ministro da Fazenda Henrique Meirelles, um ofício submetendo à apreciação a implantação, em caxias, de uma Estação Aduaneira do Interior – EADI, também chamado de “Porto Seco” que se traduz em aproveitar a situação geográfica estratégica do município em relação aos portos do Itaqui (MA), Pecém (CE) e Barcarena (PA), tendo , além disso, três modais de transporte: rodoviário, ferroviário e hidroviário.

A cidade situa-se, dessa forma, na área de influência do Porto do Itaqui, tornando-se ponto estratégico para o processo logístico de armazenagem e movimentação de cargas de toda a região, influenciando todo o comércio exterior do Maranhão, do norte do estado do Tocantins e parte do noroeste da Bahia.

O parlamentar revelou que a iniciativa faz parte de um antiga aspiração: “ Essa é uma ideia que acalento há anos e que tenho discutido com políticos como os ex-deputados Paulo Marinho e Rubens Pereira. Combinamos até de fazer um sobrevoo de helicóptero na área. O Brasil possui 63 portos secos em funcionamento. Para se ter uma ideia, nosso Porto do Itaqui utiliza o Porto Seco de Anápolis como parceiro estratégico. Ou seja, ajuda a produzir riqueza em Goiás. O Porto Seco é um entreposto aduaneiro que utiliza um regime especial chamado Depósito Alfandegado Certificado – DAC, pelo qual a empresa pode exportar, com liquidação do câmbio antes do embarque das mercadorias. O Porto Seco de Caxias transformaria a cidade e a região, tal qual aconteceu em Anápolis” comparou.

Ainda em Caxias, Roberto visitou a UEMA. Falou à comunidade acadêmica de Medicina sobre as emendas de R$ 600 mil para equipar o ambulatório do curso e da emenda para Codevasf para revitalização do Rio Itapecuru.

sem comentário »