Eu tenho um Jacarandá

0comentário

Está comprovado que a temperatura média da Terra está subindo. Se nada for feito, as consequências desta elevação de temperatura serão catastróficas, porém, só depende de nós não deixarmos isto acontecer. Eu faço a minha parte para ajudar a combater o aquecimento global. Tenho árvores em casa e incentivo os meus visinhos e amigos a terem também.

Por falar em árvores, gostaria de destacar uma iniciativa muito bacana que teve início em 2007. É o projeto “Vale – Minha Árvore”. Esse projeto começou com o plantio de mil mudas de setenta espécies na Floresta Nacional de Carajás, no Pará, área de preservação de espécies nativas da Amazônia. O local é uma antiga mina de arenito que foi recuperada, e hoje, já abriga mais de três mil espécies da flora brasileira, entre elas o açaí, bacaba, cacau, mutamba, ingá, ipê-amarelo, entre outras.

Lá, bem no meio da floresta tem uma árvore toda minha.  É uma muda de Jacarandá Caviúna ou Jacarandá da Bahia, da espécie Dalbergia nigra (Vell.) Allemao ex Benth. E sabe o que é melhor? Eu posso acompanhar o crescimento e desenvolvimento da minha árvore por um hot site criado especialmente para o projeto. O meu Jacarandá ainda está pequenino, como vocês podem ver nas fotos aí de cima, mas em breve ficará como esse da foto abaixo. Quando o meu Jacarandá foi plantado recebi uma fotografia da árvore com o meu nome, além de um certificado com a frase: “Existem milhões de árvores na Amazônia, mas só uma foi plantada especialmente para você.” Confesso que na época fiquei emocionada com a iniciativa. E acompanho sempre o crescimento da “Minha Árvore”.

Jacarandá da Bahia

O Jacarandá da Bahia tem altura que varia de 15 a 25 metros, com tronco de 40 a 80 centímetros de diâmetro. Suas folhas são compostas e pinadas e tem de 5 a 8 centímetros de comprimento. O Jacarandá da Bahia é uma árvore é muito ornamental, principalmente pela folhagem delicada e forma aberta de sua copa; é largamente empregada no paisagismo em geral. Como planta rústica e adaptada a terrenos secos é ótima para plantios mistos em terrenos degradados de preservação permanente.

A madeira do Jacarandá da Bahia foi muito usada no passado, na confecção de móveis de luxo, objetos decorativos e instrumentos musicais.  Foi a mais valiosa das madeiras nacionais, mundialmente conhecida na fabricação de pianos, estando hoje quase extinta devido a exploração sem limites.

Beijos e até!

Sem comentário para "Eu tenho um Jacarandá"


deixe seu comentário