ASSALTO A IGREJA

0comentário

Dezenas de igrejas em São Luis, de uns tempos para cá, passaram a ser invadidas por assaltantes para roubarem sacerdotes e fieis.
Por medida de precaução as paróquias resolveram fechar as portas e reduzir os ofícios religiosos.
Mas os que pensam que assalto a igreja é coisa de agora estão redondamente equivocados.
Reza a história que na noite de 11 para 12 de novembro de 1832, portanto há 132 anos, a matriz de Nossa Senhora da Conceição, em São Luis, foi assaltada e roubada.
Os ladrões chegaram a violar o sacrário do tempo, de onde levaram até hóstias consagradas.
LOJAS NOVAS
Nos finais de anos o cenário comercial de São Luis apresenta-se cheio de novidades com lojas para todos os gostos e bolsos.
Raro é o dia que não se inaugura um estabelecimento comercial na cidade para atender clientes de todos os calibres sociais.
Abertas no período das festas natalinas e de ano novo, o faturamento é certo, mas ilusório, em decorrência principalmente do décimo terceiro salário.
Passadas as festas de Natal e de Reveillon, o faturamento desce em queda livre e o sonhador comerciante, que imaginava ficar rico, acaba endividado, sem dinheiro, sem crédito e com o nome no SPC e no Serasa.
Isso quando não comete um ato de desespero.
RESTAURANTE ITAPARY
Edna e Joaquim Itapary voltaram de longa temporada no Rio de Janeiro, onde cuidaram da saúde e participarem de eventos artísticos e culturais.
Ao chegar a São Luis, Joaquim recebeu elogios pela instalação de restaurante nas proximidades da Praia de Panaquatira, com vista para o mar e boa comida.
Além de surpreso com a notícia, sem qualquer fundamento, ficou também espantado com o nome dado ao estabelecimento gastronômico: Restaurante Itapary, com y no final, como manda a tradição familiar.
PLENA RECUPERAÇÃO
Quem também retornou a São Luis, depois de submeter-se a uma delicada cirurgia na capital paulista, foi o ex-desembargador Milson Coutinho, acompanhado de sua inseparável Graça.
Em pleno processo de recuperação e convicto de que a doença que o atormentava não o atacará mais. Sobre a cirurgia, o historiador responde com verve e alegria:- Foi tão boa que passei raspando o muro do cemitério.
Depois da recuperação, Milson cuidará de deixar para a posteridade as suas memórias.
ARLETE EM ITAPECURU
A escritora Arlete Nogueira Machado nasceu em Cantanhede, mas passou parte de sua infância e adolescência em Itapecuru, onde nasceu o seu querido pai, Raimundo Nogueira, honrado funcionário da Estrada de Ferro São Luis-Teresina.
Nesta terça-feira, 19 de novembro, Arlete vai reencontrar-se com as suas raízes. Convidada pela Academia de Ciências, Letras e Artes de Itapecuru, profere palestra e lança o livro de sua autoria O Rio, do qual recebeu inspiração para escrevê-lo.
Após o evento literário, acontece um show com o cantor Mano Borges, em tributo a João do Vale.
A VEZ DE ZÉ CARLOS
Se o vice-governador Washington Oliveira aceitar o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas, em substituição a Yedo Lobão, o PT já pensa no candidato que fará dobradinha com Luis Fernando Silva.
Trata-se do deputado estadual, José Carlos, eleito pelo PT nas últimas eleições à Assembleia Legislativa e onde desempenha o mandato com firmeza e acerto.
MADE IN MARANHÃO
A Secretaria de Indústria e Comércio anuncia boa medida promocional para fazer com que os produtos regionais feitos no Maranhão tenham maior visibilidade no mercado.
Trata-se do projeto “Made in Maranhão”, com o objetivo de valorizar e incentivar a produção de artesanato e artigos industriais.
Até agora, um único produto essencialmente maranhense desfruta de projeção e faz jus ao rótulo de “Made in Maranhão”: o tradicional cuscus Ideal, fabricado no bairro do João Paulo.
PROJETOS DA UFMA
O deputado Carlos Brandão explica as razões que levam o reitor da Universidade Federal do Maranhão, Natalino Salgado, a conquistar com facilidade recursos federais em Brasília.
Diz ele que enquanto os prefeitos municipais e as autoridades estaduais buscam em primeiro lugar os recursos e depois os projetos, o reitor da UFMA faz o contrário.
Natalino chega a Brasilia com projetos prontos e no ponto de receberem recursos disponíveis nos ministérios.
SETENTA ANOS
Na semana passada, o violonista maranhense, Turíbio Santos, recebeu merecida homenagem no Festival Villa-Lobos, realizado no Rio de Janeiro.
A homenagem no Espaço Tom Jobim, onde Turíbio apresentou-se com a Orquestra Sinfônica Brasileira num concerto comemorativo de seus 70 anos.
Ainda no assunto: o extraordinário músico está preparando uma autobiografia a ser lançado em 2014.
LIVRO DE NAURO
O mais recente livro de poesia da autoria do poeta Nauro Machado vem sendo elogiado pela crítica especializada.
No caderno Prosa e Verso, do jornal O Globo, do Rio de Janeiro, um registro elogioso ao Percurso na Sombra, obra em que Nauro mostra a necessidade de dar forma à sua vocação de poeta.
MILAGRE SAMPAÍNO
O bom desempenho do Sampaio Correa na série C do Campeonato Brasileiro repercute de forma sensacional em dois setores importantes de São Luís.
Em primeiro lugar, no meio esportivo, pois o feito da “Bolívia Querida” pode ressuscitar o futebol maranhense, que andava por baixo, mas tem tudo para voltar aos idos do passado, em que o Moto Clube era imbatível e considerado “Papão do Norte”.
Em segundo lugar, nos meios de comunicação social, haja vista a audiência fantástica da TV Brasil (antiga Educativa) aos sábados, no horário em que o Sampaio Correa.
MOCOMIRO
Os membros da Academia Maranhense de Letras descobriram que o melhor mocotó de São Luis é preparado por Yara, esposa do intelectual Waldemiro Viana.
Sempre que surge um feriado, Waldemiro convida os confrades para, em sua residência, degustarem o saboroso prato, que a esposa faz com capricho e prazer.
Um neologismo já foi criado para rotular o encontro gastronômico e acadêmico: mocomiro.

Sem comentário para "ASSALTO A IGREJA"


deixe seu comentário