ONU E PEDRINHAS

0comentário

Entidades brasileiras e internacionais pediram à Comissão de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas a presença urgente do  relator da ONU no Brasil.

Querem que ele venha ao Maranhão para ver o problema de Pedrinhas de perto.

As entidades esperam que o representante da ONU possa em São Luis observar as más condições em que vivem os sentenciados e colher mais informações sobre as mortes de prisioneiros na Penitenciária de Pedrinhas.

ASSESSOR DE CANDIDATO

O ex-governador José Reinaldo Tavares é um dos mais influentes políticos de apoio à candidatura de Flávio Dino a governador do Maranhão.

Está encarregado de arregimentar técnicos e políticos para compor o grupo que dará assessoria ao candidato do PC do B na próxima campanha eleitoral.

Por indicação de Zé Reinaldo, o ex-deputado federal Jaime Tavares, com vasta experiência em eleições no Maranhão, já integra o time de Flávio.

UNIVERSIDADES CLANDESTINAS

O Ministério Público federal está investigando a existência de universidades clandestinas e que funcionam sem a autorização do Ministério da Educação.

Essas falsas universidades abrem escancaradamente cursos de graduação e pós-graduação, principalmente em cidades do interior do Brasil, onde a população desconhece as regras que as credenciam a se instalar, funcionar e oferecer ensino de péssima qualidade.

O interior do Maranhão está cheio desse tipo de universidade, sobretudo de origem religiosa. Os cursos são montados sem os mínimos requisitos legais.

MÉDICOS CUBANOS

Os médicos de Cuba que vieram para o Maranhão trabalham em povoados e pequenas cidades do interior estão abafando.

Até agora a Secretaria de Saúde e o Conselho Regional de Medicina não receberam qualquer denúncia ou manifestação contrária à presença deles nos lugares onde estão atuando profissionalmente.

Pelo que estão fazendo em favor da saúde pública, os cubanos recebem presentes da comunidade e os tratam como salvadores da pobreza.

Os solteiros estão namorando a valer, mesmo sabendo que não poderão casar com as maranhenses.

HOMENAGEM A LEOMAR

Neste sábado, na cidade de Itapecuru, a Academia Itapecuruense de Ciências, Letras e Artes vai se reunir em caráter especial.

Finalidade: prestar significativa homenagem a Leomar Amorim de Sousa, recentemente falecido.

Ele era membro da instituição e ocupava a cadeira cujo patrono é o pai, Leonel Amorim.

SECRETÁRIA-ADJUNTA

A poetisa Laura Amélia Damous, que prestava serviços no gabinete da governadora Roseana Sarney, foi nomeada para uma função talhada para a sua pessoa.

O Diário Oficial já publicou o ato de sua nomeação para o cargo de secretária-adjunta para fomento à economia criativa.

No final deste mês, Laura Amélia fará na Academia Maranhense de Letras, da qual faz parte, uma palestra sobre “As mulheres da Academia”, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher.

 

MULHERES NO CONVENTO

Ana Graziela, presidente da Fundação da Memória Republicana Brasileira, realizou no Convento das Mercês um evento maravilhoso em pleno final de tarde da última segunda-feira.

O auditório da instituição estava lotado de jovens e mulheres.

Todos compareceram para ver a exposição sobre as treze mulheres que marcaram suas vidas no Maranhão por feitos e realizações positivas.

O sucesso do evento foi tão auspicioso que Ana Graziela prometeu ano que vem promover outra mostra com o mesmo tema, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher.

GASTÃO GOSTOU

Afinal, a presidente Dilma Roussef encontrou um nome para substituir o maranhense Gastão Vieira no Ministério do Turismo.

Ao ser anunciado que o seu substituto, um técnico do Sebrae, do qual foi gerente da área de turismo, será Vinicius Nobre Lajes,  Gastão pulou de contentamento.

O novo ministro conhece a realidade cultural do país e tem tudo para continuar o excelente trabalho que Gastão executou no Ministério do Turismo, onde durante dois anos dirigiu o órgão sem praticar qualquer deslize.

RABO DE FOGUETE

O poeta maranhense Ferreira Gullar não gosta de viajar de avião.

Mas no próximo mês terá de vencer essa fobia e marcar presença em Estocolmo, onde o seu livro Rabo de Foguete será lançado em sueco.

A obra é autobiográfica, em que ele narra o período de exílio, especialmente o vivido na Rússia, onde teve de usar o nome falso de José Salgueiro.

CALADO E MUDO

O presidente do PMDB maranhense, Remi Ribeiro, mora em aprazível  chácara, localizada em Itapiracó.

Foi ali, na última quinta-feira, que ofereceu um supimpa almoço, à base de capão a molho pardo e carne sol, a um grupo de amigos – coronel Vieira, Joaquim Haickel, Benedito Buzar, José Jorge Leite, Aparício Bandeira, Eliezer Moreira, Francisco Leda, Nan Sousa e Fabiano Vieira da Silva.

No almoço foram passados em revista vários assuntos, mas a política correu solta e girou em torno do artigo de Joaquim Haickel, cuja temática era o problema da sucessão ao governo do Maranhão.

À exceção do coronel Vieira, chefe do gabinete militar do governo, que entrou calado e saiu mudo, os outros participaram do debate, mas não chegaram a uma conclusão sobre o problema sucessório.

DONA CLARICE

Os irmãos Joaquim e Nagib Haickel passaram por um sufoco no período carnavalesco.

Tiveram de viajar às pressas a São Paulo para onde levaram a idolatrada mãe, Dona Clarice, a fim de submetê-la a urgente tratamento cardiológico.

Felizmente ela chegou a tempo e deu tudo certo. Dona Clarice está de volta a São Luis, em plena recuperação e livre do problema de saúde a que foi acometida.

SÃO LUIS-BRASÍLIA

Dona Marly Sarney passará dois meses em São Luis para se recuperar plenamente de uma cirurgia, realizada com sucesso em São Paulo.

Nesse tempo, o marido, senador José Sarney, ficará voando no eixo São Luis-Brasília.

De sexta à segunda-feira, estará ao lado da esposa; de terça à quinta-feira, participa dos trabalhos do Senado.

Sem comentário para "ONU E PEDRINHAS"


deixe seu comentário