PARA-CHOQUE DE CAMINHÃO

0comentário

Foi-se o tempo em que os caminhões que cortavam as estradas do Maranhão em todos os sentidos, colocavam em para-choques frases do imaginário popular.

Ainda retenho na memória algumas daquelas frases que faziam sucesso quando os caminhões chegavam às cidades do interior maranhense, transportando gente e gêneros alimentícios, estes, de primeira necessidade para a subsistência da população.

Não há como esquecer algumas frases que até os dias de hoje permanecem vivas na minha cabeça e servem para eu viajar a um passado inesquecível.

Vejamos: Deus fez a mãe, o diabo fez a sogra; devagar se vai ao longe, mas leva muito tempo; em terra de sapo, mosquito não dá rasante; se me virem abraçado com mulher feia, podem apartar que é briga.

CIRURGIA ROBÓTICA

Em São Luis, os urologistas maranhenses ainda não começaram a fazer a cirurgia de próstata pelo sistema robótico, que, em São Paulo e no Rio de Janeiro, já é freqüente e bem sucedida.

Pelo método da robótica, a cura da próstata é segura e não deixa seqüelas.

Algumas figuras do nosso meio social, dentre os quais Regis Fialho, Rômulo Barbosa, Kilmer Costa e outros menos votados, se submeteram a esse tipo de cirurgia e voltaram plenamente curados.

Em São Paulo, a cirurgia robótica é feita pelo médico especialista Rafael Coelho.

MÉDICO EM CUBA

O médico maranhense Marcos Pacheco, que ocupa o cargo de secretário de Saúde do Estado do Maranhão, encontra-se em Cuba.

Foi indicado pelo Ministério da Saúde para integrar a comitiva governamental que no país de Fídel Castro verá os avanços que a medicina ali tem alcançado para debelar as chamadas doenças de massa.

Marcos Pacheco, com bom profissional que o é, vem dedicando o tempo disponível na secretaria de Saúde não para fazer política, mas encontrar meios materiais e humanos para melhorar a qualidade de vida dos maranhenses.

PREFEITURA DE BACABAL

Vários nomes já circulam nos meios políticos como prováveis candidatos às eleições para a prefeitura de Bacabal.

Há poucos dias, em discurso pronunciado no Senado da República, o senador João Alberto não fez segredo que deseja disputar o cargo de prefeito do município bacabalense.

Para ele o cargo de prefeito de Bacabal tem um significado sentimental e relevante: foi ali que começou a sua vida política e lá deseja terminá-la gloriosamente.

DE SARNEY A DINO

Está em fase de arremate o livro que o ex-deputado Eliezer Moreira escreve sobre a política maranhense.

A obra trata e analisa o que, na sua visão, ocorreu na política e na administração do Maranhão de 1966 aos dias atuais.

Os atos e as ações executadas no período de Sarney a Flávio Dino são marcantes no trabalho de Eliezer Moreira, que, para isso, teve a preocupação de guardá-los na memória e armazená-los em seus arquivos pessoais.

FALTA MÚSICA

Para que a opinião pública identifique os atos e as ações do governo Flávio Dino, os seus marqueteiros já fizeram o slogan e a logomarca.

Embora tenham sido levados ao conhecimento da população, ainda não conseguiram se transformar em elos de comunicação do governo com a sociedade.

Quem entende do assunto diz que falta ao governo de Flávio Dino uma peça importante para se tornar mais conhecido e identificado pelo povo: um hino musical.

ELEIÇÕES NA UFMA

Pega fogo a sucessão do reitor da Universidade Federal do Maranhão, Natalino Salgado.

Nada menos do que quatro candidatos disputam o cargo: a professora Nair Portela Coutinho, apoiada pelo reitor, e os professores Antônio Gonçalves, Antônio Oliveira e Sofiane Labidi.

A eleição foi marcada para 27 de maio vindouro, mas até lá quem puder que se salve.

ASSESSOR DE DESEMBARGADOR

José Alberto Moraes Rego, mais conhecido nas rodas esportivas por Geografia, em sua vida profissional, ocupou vários cargos.

Agora, contudo, exerce uma função que se diferencia de todas quantas já trabalhou.

Convidado pelo desembargador Antônio Guerreiro, José Alberto o assessora na presidência do Tribunal Regional Eleitoral.

PONTO DE ENCONTRO

Um novo ponto de encontro surge em São Luis e que está a reunir amigos em finais de semana.

Trata-se do Empório Santa Cruz, na Avenida dos Holandeses.

Aos sábados ali se encontram figuras humanas do porte de Kleber Moreira, Gastão Vieira, Eliezer Moreira, Benedito Buzar, José Jorge, Danilo Furtado, Celso Veras, Nelson Almada Lima, Ricardo Perez e Antônio Nelson Faria.

Na pauta, assuntos variados daqui e alhures

VATICÍNIO DE REMI

Um dos mais argutos políticos do Maranhão é o ex-deputado e ex-senador suplente, Remi Ribeiro.

Tornou-se conhecido nos meios políticos com profeta e suas profecias quase sempre acontecem.

Remi acompanha com o mais desusado interesse tudo que vem à tona no governo de Flávio Dino, por isso, não esconde que algo pode comprometer o prestígio pessoal e político do governador.

O atraso no pagamento do funcionalismo estadual antes do final deste ano.

ENCONTRO DE CULTURA – I

No final da tarde de quinta-feira, os funcionários que trabalham no Palácio dos Leões assistiram a uma cena inusitada.

Pela primeira vez, após a posse de Flávio Dino, em vez de políticos e auxiliares do governo, a presença ali de um grupo de intelectuais.

Como membros da Academia Maranhense de Letras foram recebidos pelo governador Flávio Dino. Por quase duas horas, conversou com os acadêmicos sobre assuntos mais palpitantes da cultura maranhense.

ENCONTRO DE CULTURA – II

O governador revelou aos intelectuais o que pretende fazer pela cultura maranhense, destacando-se o programa “Cultura Itinerante”, a ser executada a partir do mês de julho vindouro.

Para o programa obter o pleno sucesso, espera contar com a participação da Academia Maranhense de Letras.

Vinte municípios foram escolhidos para a realização do programa, que acontecerá nos finais de semana e dedicados especialmente à juventude, que receberá informações dos mais diversos segmentos da cultura maranhense.

 

 

 

Sem comentário para "PARA-CHOQUE DE CAMINHÃO"


deixe seu comentário