ONG “Repórteres sem Fronteiras” pode denunciar

1comentário


demissão de Gilberto Lima da Timbira à OEA


ONG francesa deu repercussão mundial
à demissão de Gilberto Lima da Timbira

A organização não-governamental francesa Repórteres Sem Fronteiras começou a apurar a demissão do ex-gestor da rádio Timbira, Gilberto Lima, afastado do cargo após fazer denúncias contra o secretário estadual de Comunicação, Zeca Pinheiro. A ONG publicou texto sobre o assunto em seu site (www.rfs.org), dando repercussão mundial ao fato.

Desde hoje, a organização mantém contato com a imprensa local para obter mais informações sobre o episódio. O assistente de Investigação do Gabinete Américas da RSF, David Gomes, afirmou, por telefone, da França, que se for constatado abuso na demissão do radialista, o caso será denunciado à Organização dos Estados Americanos (OEA) e ao Governo Federal.

A ONG, fundada há 15 anos, diz que sua missão é “defender a liberdade de expressão e de imprensa”. A RSF possui uma rede de jornalistas espalhados por 130 países. Há alguns dias, o correspondente da organização no Brasil reúne informações para produzir uma matéria ampla sobre o assunto. Ele pretende agendar uma entrevista com Gilberto Lima para obter um relato do caso, a fim de fundamentar a denúncia à OEA.

A seguir, a íntegra do texto publicado (em francês) na página da ONG na internet:
Brésil : le gouverneur de l’État du Maranhão ordonne la fermeture d’une radio publique pendant dix jours Jackson Lago, gouverneur de l’État du Maranhão (Nord), a ordonné la suspension des émissions de Rádio Timbira, propriété de l’État, pour une durée de dix jours à partir du 28 avril 2008. Selon les déclarations du directeur de la station, Gilberto Lima, au quotidien Folha de São Paulo, les motivations de Jackson Lago seraient purement politiques : “Le gouverneur m’a appelé pour me dire que la radio n’aidait pas son gouvernement et que ça pourrait être nuisible à une procédure de destitution à son encontre, en cours au Tribunal supérieur électoral.” Pour sa part, le bureau de communication de l’État du Maranhão a justifié la suspension de Rádio Timbira en invoquant des “ajustements techniques nécessaires”. Les installations de la station et le site du transmetteur ont été fermés par la police militaire et le gouvernement a annoncé la nomination d’une nouvelle direction dans les prochains jours.

1 comentário para "ONG “Repórteres sem Fronteiras” pode denunciar"


  1. renato

    Ei rapaz, da pra voce traduzir o texto que está em frances?? Rapaz, tu é muito vacila mesmo,no Maranhão 26% da população é ANALFABETA e tu ainda poe o texto em frances?? Me compre um bode.

deixe seu comentário