Cemar inicia conversações com MP para reparar possível erro em manuseio de software de medidores digitais

0comentário

Por meio de sua Assessoria de Comunicação, a Companhia Energética do Maranhão (Cemar) informou que já iniciou conversações com o Ministério Público Estadual e caso venha a ser confirmado erro no manuseio do software usado para atribuir valores ao consumo registrado por medidores digitais, assinará Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com vista a corrigir eventuais distorções.

A medida poderá implicar, até mesmo, ressarcimento aos consumidores que tiveram aumento nos valores de suas contas. O laudo da vistoria feita nos equipamentos deve sair em um prazo de 10 a 15 dias. A empresa observa que ainda não foi notificada.  Segue a íntegra da nota encaminhada pela assessoria:  

A CEMAR contribuiu em todas as etapas do processo investigatório conduzido pelo Ministério Público Estadual de São Luís e, até o momento, não foi notificada de nenhuma irregularidade em seu processo de faturamento. No bojo do inquérito foi promovida uma perícia em alguns medidores eletrônicos da capital, a qual foi capitaneada por técnicos da USP. Realizados os ensaios pertinentes nos medidores, os peritos e o Ministério Público entenderam haver a necessidade de estender a perícia ao software de faturamento utilizado pela Companhia.

A CEMAR tem plena confiança na lisura de todos os seus processos e equipamentos de faturamento, utilizando o mesmo software de alta precisão, que é aplicado igualmente em outras 14 concessionárias de energia elétrica e que fatura as contas de energia de mais de 15 milhões de pessoas no país. Todavia, como é de sua política, a CEMAR deu acesso total aos peritos da USP e ao Ministério Público para que fosse vistoriado todo o processo de faturamento da Companhia, desde a coleta de dados até a emissão final das faturas. O laudo oficial e final desse estudo só será emitido pelos peritos da USP dentro de 10 a 15 dias, não havendo, portanto, nenhuma conclusão final.

Contudo, apesar dos resultados finais das perícias ainda não serem conhecidos, a CEMAR e o Ministério Público já estão em tratativas para firmarem, no futuro, um Termo de Ajustamento de Conduta – TAC visando encerrar este inquérito e dar a todos os envolvidos na investigação, especialmente aos consumidores, tudo aquilo que lhes for de direito, de acordo com o que for apurado nas perícias. A postura da CEMAR sempre será a de contribuir com os órgãos de defesa do consumidor, buscando junto destes a melhor solução para quaisquer conflitos que se apresentem.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO CEMAR

Sem comentário para "Cemar inicia conversações com MP para reparar possível erro em manuseio de software de medidores digitais"


deixe seu comentário