Música para descontrair

0comentário

Carteiro usa música como arma contra o tédio

A greve dos trabalhadores dos Correios, iniciada no último dia 14, tem provocado uma série de transtornos aos usuários dos serviços prestados pela instituição. Somente no Maranhão, a estimativa é que mais de 1,2 milhão de objetos – entre correspondências e mercadorias – estejam acumulados em depósitos devido à paralisação.

 Durante a greve, parte dos trabalhadores têm se reunido na porta das agências para fazer panfletagens, apitaços e outras mobilizações. Outros, no entanto, apenas cruzam os braços e mergulham no mais profundo ócio, completamente alheios à “luta”. 

Mas há um terceiro grupo que, em meio às reivindicações de reajuste salarial e melhores condições de trabalho, usa a criatividade para quebrar a monotonia e descontrair o ambiente. Um dos adeptos dessa prática é o carteiro mostrado na foto ao lado, que preferiu não se identificar. Para driblar o tédio, ele entoa canções ao violão em frente à agência dos Correios do Outeiro da Cruz para divertir os colegas.

Até o momento, não há perspectiva de desfecho para a greve dos Correios. Portanto, a música e outras formas de descontração funcionam como válvulas de escape ante a intransigência que marca o movimento.

Foto: Biaman Prado/O Estado do Maranhão

Sem comentário para "Música para descontrair"


deixe seu comentário