1.017 homens da PM farão segurança no Carnaval

0comentário

Secretário adjunto de Segurança, Laércio Costa, anuncia plano de segurança para o Carnaval

Um forte esquema reforçará a segurança durante as festividades do “Carnaval dos 400 Anos”, desta quinta-feira (16) a Quarta-feira de Cinzas (22), em São Luís e no interior do Maranhão. O Planejamento Estratégico de Segurança para o Carnaval 2012 foi apresentado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), nesta quinta-feira (16), no Auditório do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar (PM), no Calhau.

A apresentação do plano foi feita pelo secretário-adjunto de Inteligência e Assuntos Estratégicos da SSP, Laércio Costa. Presentes, ainda, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Franklin Pacheco; o representante do comando geral do Corpo de Bombeiros, coronel Jonas Durans; diretor geral do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), Flávio Trindade; delegada Geral da Polícia Civil, Cristina Resende; comandante do Policiamento Metropolitano (CPM), tenente-coronel Jéferson Teles, entre outros representantes do Sistema de Segurança do Maranhão.

“O trabalho será realizado de maneira integrada entre as polícias militar, civil, bombeiros, com apoio da Guarda Municipal”, declarou o secretário-adjunto de Inteligência e Assuntos Estratégicos da SSP, Laércio Costa. Ele explicou que as ações serão estratégicas, preventivas e repressivas durante o período.

O planejamento de segurança para o Carnaval de 2012, denominado “Operação Cidade Segura”, foi apresentado pelo chefe do Estado Maior da PMMA, tenente-coronel João Nepomuceno. A exemplo de anos anteriores, a polícia vai utilizar o sistema de Circuitos Concêntricos para garantir a segurança da população. O trabalho será concentrado nos circuitos Deodoro/Rua do Passeio, Madre Deus, Praia Grande (nas quinta e sexta-feiras) e Passarela do Samba. Somente na Litorânea serão instaladas três barreiras de abordagem.

Acessos

Na Ilha de São Luís, haverá reforço nas entradas e saídas, observando especialmente o Terminal da Ponta da Espera e a Estiva; os terminais de integração, paradas de ônibus e os locais de folia nos circuitos do governo e nos bairros. Ao todo, somente na capital, serão sete dias de operação, 156 festas, 39 locais de atuação (18 em São Luís, 17 em São José de Ribamar e 4 em Paço do Lumiar) e um contingente de 1.017 homens da Polícia Militar.

O comandante Metropolitano, coronel Jeférson Teles, explicou que a intervenção será desenvolvida por meio do policiamento a pé, montado, motorizado e por meio de blitzen desencadeadas nas principais vias de acesso aos pontos da folia. “As operações de rotina vão continuar funcionando normalmente, independente da Operação Cidade Segura”, acrescentou.

A delegada Geral da Polícia Civil, Cristina Resende, disse que a polícia civil vai atuar de maneira preventiva, realizando, em parceria com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Polícia Rodoviária Federal, a Operação Rodovida, nos dias 17 e 18 de fevereiro, nas entradas e saídas de São Luís e cidades de interior, no horário das 6h às 10h. “Será feita uma fiscalização nos veículos, aproveitando também para distribuir cartilhas de orientação sobre acidentes de trânsito. Além disso, estaremos preparados para reprimir os casos necessários”, revelou.

Ela informou que policiais civis de São Luís serão deslocados para o interior. Além disso, os helicópteros também vão auxiliar nas ações, na capital e no interior, e ficarão em alerta para atender aos casos de emergência de acidentes graves nas rodovias.

Plantões

Os plantões da Polícia Civil, segundo informou o delegado Sebastião Uchoa, serão reforçados durante os sete dias de operação. Será criado plantão de reforço na Delegacia do Idoso, na Reffesa e outro no Maiobão, para atender as ocorrências do Maiobão, São José de Ribamar e Paço do Lumiar. Cerca de 100 policiais civis vão trabalhar diariamente na capital, entre investigadores, médicos legistas, delegados, peritos e escrivães, que se revezarão nos plantões.

O coronel Jonas Duran, do Corpo de Bombeiros revelou que 504 homens trabalhar nos Circuitos da Deodoro/Madre Deus, Av. Litorânea e Maiobão. Nesse período, também será reforçado o efetivo na Avenida Litorânea, onde há dois postos de guarda-vidas, e na praia do Araçagi, com o objetivo de dar segurança maior para os banhistas. Também será reforçado o efetivo no interior.

Para garantir um maior número de policiais trabalhando na Operação Cidade Segura, Laércio Costa informou que foi baixada uma portaria suspendendo as férias e licenças dos policiais neste período. O comando da PM orienta também que, em casos de necessidade, os cidadãos liguem para o serviço 190.

Fonte: Secretaria Estadual de Comunicação (Secom)

Sem comentário para "1.017 homens da PM farão segurança no Carnaval"


deixe seu comentário