Publicado no Diário Oficial da União contrato para duplicação da BR-135

11comentários

Resenha do contrato publicada no DOU para duplicação do lote I da BR-135, entre Estiva e Bacabeira

A resenha do contrato firmado entre o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e o consórcio Serveng/Aterpa para a duplicação da BR-135 foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União. Com a publicação no DOU, as obras deverão começar imediatamente.

O contrato refere-se ao lote I, entre Estiva e Bacabeira, com extensão de 26,3 KM, primeiro dos três trechos da rodovia que serão duplicados. A obra está orçada em R$ 354.699.315,02.

A execução das duas fases seguintes da duplicação da BR-135 foram discutidas em audiência pública no último dia 20, em São Luís. O lote II, que corresponde ao trecho entre Bacabeira e Entroncamento (Itapecuru-Mirim), tem custo estimado de R$ 107 milhões. O terceiro lote, de Entroncamento a Miranda, está orçado em R$ 62,5 milhões. Participaram da audiência representantes da sociedade civil, engenheiros do órgão e empresas interessadas.

O segundo e terceiro lotes serão licitados pelo Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC), instituído pela Lei 12.462/2011, mesmo método utilizado nas obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), que dá mais agilidade ao processo. Com isso, o DNIT espera iniciar a licitação ainda este ano.

11 comentários para "Publicado no Diário Oficial da União contrato para duplicação da BR-135"


  1. JOÃO MENDES

    Enfim, uma obra que faz jus a região e a Capital.

  2. Diomar cardoso

    a metade deste dinheiro o povo já sabe pra onde vai.

  3. jose

    Ja era tempo esta e 3 licitação que eu vejo sai espero que dessa vez saia do papel porque agente não aguenta mais outra promessa

  4. Robervaldo

    Tá baratinho o KM, né? Só R$ 13.486.665,97!

    • Joao

      esse teu calculo ai ta apenas pro primeiro trecho da obra , a obra total é de 95 km.
      Ai seria 3,7 milhoes o km,
      Interpretar um texto voce nunca soube

  5. rabelo

    Finalmente estão abrindo os olhos para solucionar esse problema crônico, que já tirou tantas vidas.

  6. Joao

    EI roberval burro a obra toda é 95 km e nao 26,3 km o que da um valor de R$ 3,7 milhoes o km.

  7. jo sé roberto da silva

    seria mais facil e com menos custo se a união fizesse convenio com os batalhões de construção do exército, q todos nós sabemos q a obra sairia bem mais barata como é feita na duplicação da BR 101 ao longo de João Pessoa, Natal e Recife

  8. Graças a Deus vai sair a obra do papel.

    estamos aguardando urgente esta obra.

  9. Graças a Deus vai sair a obra do papel.

    ate que em fim vai sair do papel

  10. JOSE FRANCISCO DA COSTA NETO

    Ok. ate que em fim vai sair do papel a obra.

deixe seu comentário