Guerra contra o crack

0comentário

Já passou da hora de as autoridades se mobilizarem de forma mais efetiva para combater essa verdadeira praga que é o crack. A operação realizada ontem no trecho do João Paulo batizado de cracolância, por concentrar grande número de viciados, certamente não extinguirá o drama vivenciado naquela área, muito menos muitas outras áreas da cidade onde a situação se repete. Mas, se forem realizadas com frequencia e de forma eficiente, terão, com certeza, um retorno positivo.

As imagens de dependentes químicos sendo conduzidos à força por policiais aos veículos que os levarão aos Centro de Atenção Psicossocial (Caps) são chocantes, mas sua exibição é necessária. Além do caráter repressivo, essas operações podem ter um efeito educativo, pois dão aos demais dependentes a verdadeira dimensão de sua tragédia pessoal e de suas famílias.

Todos os usuários de crack guardam um traço em comum: a indignidade. Não por culpa própria, mas por perderem a autonomia sobre suas atitudes e procedimentos, tamanho o grau de dependência e a devastação causada pela droga em suas mentes.

Os governantes devem intensificar as ações de combate ao vício, que se prolifera velozmente em todas as classes sociais, a ponto de ter-se consolidado como um dos males mais danosos à sociedade contemporânea. Trata-se, lamentavelmente, de uma corrida contra o tempo.

Foto: Douglas Jr./O Estado do Maranhão

Sem comentário para "Guerra contra o crack"


deixe seu comentário