As credenciais de Nonato Chocolate para comandar a Semapa

1comentário

Chocolate: competência e sensibilidade no fomento à produção

Sociólogo, mestre em Educação e professor concursado do Colégio Universitário (Colun), vinculado à Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Raimundo Nonato Silva Júnior ‘Chocolate’ reúne as melhores credenciais possíveis para exercer com competência o cargo de secretário municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento. Com vastas experiência em gestão pública, já ocupou postos importantes em órgão de governo, sempre prestando valorosa contribuição à sociedade.

Militante político e do movimento negro, Chocolate tem a sensibilidade que se espera de um gestor cuja missão é assistir as populações que dependem do apoio técnico e de outros incentivos da sua pasta para aprimorar suas práticas de produção.

Habituado ao convívio com as classes populares, inclusive no ambiente rural, ele tem como meta otimizar as atividades sob sua alçada, estimulando agricultores e pescadores a obter não só o próprio sustento, mas também a abastecer o mercado, fomentando uma cadeia produtiva virtuosa para o trabalhador e para o próprio Município.

Currículo

Chocolate foi assessor de Planejamento da Secretaria de Estado de Igualdade Racial (SEIR), na gestão do falecido ex-governador Jackson Lago, quando integrou a equipe do ex-secretário João Francisco, também já morto. Exerceu, ainda, o cargo de sub-chefe da Casa Civil, atuando como assessor da Vice-Governadoria.

Na política partidária, disputou eleição para vereador, em 2008, na chapa do então candidato a prefeito Flávio Dino (PCdoB), e em 2016, apoiando a campanha vitoriosa de Edvaldo Holanda Júnior, então no PTC. Em 2010, concorreu ao mandato de deputado federal.

Destacado líder do Movimento Estudantil na UFMA, no final dos anos 90 e início dos anos 2000, o então acadêmico de Ciências Sociais foi Coordenador do Diretório Central dos Estudantes (DCE) e ocupou todas as representações estudantis.

No campo profissional, já atuou em diferentes funções. Foi servidor da Cemar, época em que tornou-se dirigente sindical do Sindicato dos Urbanitários.  Também trabalhou na ONG Plan Internacional e estagiou na Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH).

Além de professor do Departamento de Sociologia e Antropologia da UFMA, é dirigente do Movimento Docente e do Sindicato dos Sociólogos do Maranhão. Sempre engajado ao movimento negro, implantou a Fundação Cultural Palmares no Maranhão e coordenou o Projeto Casa Brasil, de estímulo à inclusão digital.

Exerce o terceiro mandato como secretário estadual de Combate ao Racismo do PT/MA e é membro da Direção Nacional (SNCR).

1 comentário para "As credenciais de Nonato Chocolate para comandar a Semapa"


  1. Reynaldo Aragão Pinto Filho

    O prefeito Edivaldo Holanda acertou na escolha do Nonato para a Semapa. Capacidade e conhecimento no setor ele tem de sobra.

deixe seu comentário