Secretário de Segurança revoga portaria que restringia rituais de umbanda

0comentário

Reunião de representantes de cultos afros com o secretário Jefferson Portela transcorreu em clima de protesto (Foto: Paulo Soares/O Estado)

Em reunião, na manhã desta sexta-feira (26), com representantes da Federação de Umbanda e Cultos Afro-Brasileiros do Maranhão e das secretarias de Estado de Direitos Humanos, Igualdade Racial e Turismo, o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, anunciou a revogação da portaria que estabeleceu uma série de normas e restrições aos rituais das religiões de matriz africana no estado. A regulamentação da portaria foi divulgada em primeira mão por este blog, no último dia 22 (reveja), e causou ampla repercussão negativa entre adeptos dos cultos afros e até em setores do próprio governo.

Além de revogar o documento, Jefferson Portela deu prazo de 30 dias para que os representantes dos terreiros de umbanda, candomblé, mina e de outras manifestações religiosas de matriz africana apresentem uma lista com posturas que devem ser observados pela autoridade para que os costumes e a tradição não sofram violações, de modo a preservar a essência dos cultos afros.

As lideranças religiosas classificaram a portaria como desrespeitosa e chegaram a fazer menção ao apoio dado pelos terreiros ao governador Flávio Dino (PCdoB) na última campanha, quando o comunista conseguiu se reeleger em primeiro turno.

Sem comentário para "Secretário de Segurança revoga portaria que restringia rituais de umbanda"


deixe seu comentário