No Dia Internacional da Síndrome de Down, deputado Wellington reafirma importância da inclusão social no Maranhão

0comentário

O Dia Internacional da Síndrome de Down é celebrado anualmente em 21 de março, fazendo alusão aos 03 cromossomos no par número 21, característico das pessoas com Síndrome de Down, e está no calendário oficial da Organização das Nações Unidas, sendo comemorado pelos 193 países-membros da ONU.

Nesta data também se comemora o Dia Estadual da Conscientização sobre a Síndrome de Down no Maranhão, amparada pela Lei 10.839/18 de autoria do deputado Wellington do Curso, para assegurar os direitos de inclusão social em todo o Estado.

A criação desta lei surgiu pela necessidade de chamar a atenção de toda a sociedade maranhense, para que sejam promovidas ações que oportunizem a inclusão em diversos âmbitos da sociedade para os portadores de Síndrome de Down.

O deputado Wellington frisa a importância de suprimir o preconceito e a desinformação, mas também os desafios da inclusão social, através desta Lei. Pois a Síndrome de Down não é uma doença e sim uma mutação do material genético humano, presente em todas as raças, mas com necessidades especiais.

“Por reconhecermos que o indivíduo com Síndrome de Down merece respeito, garantia de direitos e oportunidades de inclusão social, temos no Maranhão a Lei 10.839/18, de nossa autoria, que institui o Dia Estadual da Conscientização sobre a Síndrome de Down, objetivando promover, proteger e assegurar o exercício pleno e equitativo de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais. O desafio da inclusão social deve ser abraçado e defendido por todos, para que, então, superemos os obstáculos e as eventuais limitações. Nossa luta continua em defesa dos anjos que Deus colocou aqui na terra para, com amor e força, nos dar o verdadeiro exemplo de superação”, declarou o professor e deputado Wellington do Curso.

Sem comentário para "No Dia Internacional da Síndrome de Down, deputado Wellington reafirma importância da inclusão social no Maranhão"


deixe seu comentário