Quadra do Japão, na Liberdade, foi concluída graças à ação popular ajuizada pelo vereador Cézar Bombeiro

0comentário
Quadra do Japão foi inaugurada após luta incansável de Cézar Bombeiro no plenário da Câmara Municipal e na Justiça

Felizmente, as comunidades do bairro da Liberdade sabem da verdade e reconhecem a luta do vereador Cézar Bombeiro para a conclusão da reforma da quadra do Japão, muito embora ele tenha advertido várias vezes sobre a falta de banheiros, vestiários e as necessárias instalações para a prática do basquete e do voleibol. Infelizmente, mais uma vez, o poder público municipal mostra o seu frontal desrespeito às comunidades que integram o bairro Liberdade, lhes negando o direito de ter um local de prática esportiva completo e digno.

Obra marcada por engodo a moradores e abandono

As obras da Quadra do Japão foram iniciadas em junho de 2015 por uma empresa contratada pela Secretaria Municipal de Desporto e Lazer (SEMDEL). Ela contratou vários operários do bairro e sob o argumento de que a prefeitura não lhes repassava recursos para continuar a obra, simplesmente sumiu do local, aplicando calote em vários moradores que prestavam serviços para ela, além de ter dado sumiço em documentos de inúmeros deles, principalmente a carteira profissional.

Devido à pressão dos segmentos comunitários, muitas foram as promessas do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) de que a obra seria concluída, mas tudo não passava de discursos evasivos e de engodo, bem inerente a políticos que costumam tripudiar da população pobre. A inauguração incompleta da quadra do Japão foi possível graças à seriedade, determinação e compromisso do vereador Cézar Bombeiro, morador do bairro, que conhece e vive as dificuldades e as aspirações das comunidades.

Ação popular na Vara de Direitos Difusos e Coletivos

Os recursos para a construção da Quadra do Japão, tiveram origem através de emenda parlamentar, mas os recursos estavam retidos na Caixa Econômica Federal, em razão da prefeitura de São Luís não ter prestado contas do primeiro repasse e estavam disponíveis perto de R$ 210 mil, que se não fossem utilizados até o dia 28 de junho, os recursos retornariam ao governo federal, se constituindo como mais um abandono de obra, igual ao da Maternidade e Creche da Cidade Operária. O vereador Cézar Bombeiro conversou com lideranças comunitárias e expôs a elas a realidade e informou que entrar com uma Ação Popular na Vara dos Direitos Difusos e Coletivos, destacando a necessidade urgência, diante da possibilidade da perda da verba da obra.

Quando o prefeito Edivaldo Holanda Júnior recebeu a intimação da Ação Popular, para que ele pessoalmente fosse explicar as razões do abandono, imediatamente reiniciou a obra, prestando contas a Caixa Econômica para receber o dos recursos e posteriormente informou que as obras haviam sido reiniciadas. Em total desrespeito ao povo do bairro da Liberdade, não construíram banheiros e nem vestiários, além de que faltam equipamentos para outras práticas esportivas.

Vários moradores presentes ao ato de inauguração, tiveram oportunidade ímpar de ver políticos com sorrisos sarcásticos tripudiando das pessoas, como se elas não merecessem direitos e dignidade e houve até quem disse que quando quisessem ir ao banheiro por necessidade terão que recorrer aos moradores próximos e também no caso dos vestiários.

Cézar Bombeiro repercutiu caso na Câmara Municipal e pediu respeito ao povo da Liberdade

O vereador Cézar Bombeiro foi hoje (10) a tribuna da Câmara Municipal manifestar a sua indignação e do povo da Liberdade, em lhes entregarem uma obra total incompleta sem banheiros e vestuários. Quero aqui registrar com muita determinação e seriedade ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior e todos os demais políticos envolvidos na obra da Quadra do Japão, que a população de todas as comunidades que formam o bairro da Liberdade merecem respeito e são dignas com vidas e condutas ilibadas, o que é muito difícil se ver nos dias atuais, principalmente dentro do contexto político, afirmou o vereador Cézar Bombeiro.

Sem comentário para "Quadra do Japão, na Liberdade, foi concluída graças à ação popular ajuizada pelo vereador Cézar Bombeiro"


deixe seu comentário