Marcial Lima volta a pedir a descentralização dos postos de vacinação contra a gripe em São Luís

1comentário
Marcial Lima destacou reclamações e aglomerações no primeiro dia da campanha de vacinação contra a influenza

“A Secretaria de Saúde de São Luís deveria adotar, no início do período de vacinação contra a gripe H1N1, medidas mais bem planejadas como as que estão sendo realizadas em várias capitais do Brasil”. A afirmação é do vereador Marcial Lima (PODEMOS), que criticou a desorganização ocorrida na maioria dos postos e centros de saúde distribuídos pela capital maranhense nesta segunda-feira (23).

De acordo com o vereador, foram registradas inúmeras reclamações e, em muitos locais, houve aglomerações de pessoas, situação que vai contra as recomendações do Ministério da Saúde para conter a pandemia do novo coronavírus no país.

“As aglomerações de pessoas precisam ser evitadas neste período de pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e, também, do surto do H1N1 em São Luís. No entanto, nesse primeiro dia de vacinação contra a gripe, o que vimos foram filas enormes, aglomerações e muitas reclamações dos segmentos da população ludovicense. Em alguns locais, as doses chegaram depois das 8h da manhã. Com isso, idosos e crianças ficaram expostos em vários locais sem estrutura para receber tanta gente. Faltou organização para atender as pessoas”, afirmou Marcial Lima.

Por todos os problemas constatados neste primeiro dia de vacinação contra a gripe em São Luís, Marcial Lima avaliou negativamente o início da campanha. “A ausência de informação e, também, a falta de equipamentos básicos para os profissionais de saúde, em alguns postos, contribuíram para uma análise ruim nesse primeiro dia de vacinação”, explicou.

Descentralização

Antes de começar esta etapa de vacinação, o vereador Marcial Lima havia sugerido várias ações para atender melhor a população da capital. Uma das sugestões do parlamentar é que a vacina fosse também aplicada nas redes de farmácia espalhadas pela cidade, em locais amplos e de fácil acesso. Além disso, uma possibilidade para evitar aglomerações sem desobedecer ao calendário de vacinação, seria imunizar as pessoas de acordo com as iniciais dos nomes, ou seja, por ordem alfabética, meio para evitar filas e aglomerações.

“Defendemos, ainda, a instalação de tendas em algumas avenidas da cidade e o uso do sistema ‘drive-thru’, que permitiria a vacinação dentro dos automóveis, facilitando a mobilidade, evitando o desembarque das pessoas e aglomerações. Essas são medidas já adotadas em outros centros neste início da vacinação e que foram bem aceitas pelos grupos de pessoas que precisam ser vacinadas. Administrar é copiar coisas boas e ter criatividade”, concluiu Marcial Lima.

1 comentário para "Marcial Lima volta a pedir a descentralização dos postos de vacinação contra a gripe em São Luís"


  1. SERGIO SOUSA CORREA

    CONCORDO COM AS MEDIDAS SUGERIDAS PELO VEREADOR DO PODEMOS!!!

deixe seu comentário