Antes de namorar, case-se | DQ 207

0comentário

Trilha:

Adeptos ou não do enlace matrimonial hão de convir que o casar-se consigo é tão preciso quanto necessário. Por mais simples que pareça essa decisão, acredite: há aqueles que, tal como a clichê cena de novela, dizem não em pleno altar. É inconcebível a ideia de querer ser um bom par pra alguém antes de estar em par consigo. A solidão tem muito mais a ver da forma como você se relaciona consigo do que com os outros. Há milhões de pessoas casadas e solitárias pra provar isso. 

Milhares de livros, coaching e fórmulas são lançados à rodo sobre como se relacionar com o outro. Parcos são os que ensinam a se relacionar consigo. Não pela sociedade não saber que isso é necessário, mas por saber que isso é bem mais difícil. É mais fácil trocar de parceiro e buscar no outro o que deveria ter em você. É mais fácil, mais cômodo. Há alguém dentro de nós que mente por conveniência. Tipo uma voz que alivia a consciência e nos permite transmitir a responsabilidade pela ausência que temos em nossa própria vida. Parece contraditório, mas dá pra passar uma vida toda sendo figurante e culpando os outros de todo insucesso.

Deveriam nos ensinar a sermos gentis, pacientes, entusiastas, românticos e todos os predicativos que usamos para impressionar o outro conosco. Seria uma benção ter em si uma boa companhia, e no outro, um complemento. Por vezes, cobramos um entendimento do outro sobre nós que sequer nós temos. Seria menos dispendioso e mais natural criar intimidades, posto que quando conhecer a si é uma prioridade. Com menos pressão e menos cobrança, as relações teriam mais tempo pra maturar antes de serem destinadas a podas. É só lembrar que entre a semente e germinação há muito mais que uma simples estação.

#DQ 207

#espalheamorporaí <3

Sem comentário para "Antes de namorar, case-se | DQ 207"


deixe seu comentário