Professores ameaçados de corte de ponto em Ribamar Fiquene

0comentário
(Foto/Divulgação)

(Foto/Divulgação)

RIBAMAR FIQUENE – Corte de ponto, perda de licença prêmio e até ameças aos servidores em estágio probatório, são algumas medidas determinantes em Ofício Circular nº 004/2014 – SEMED encaminhado aos gestores das escolas da rede municipal de ensino, documento assinado pelo secretário de Educação, Antonio da Silva Cardoso, contra os profissionais da educação que aderiram ao movimento da categoria de paralização de advertência, pelo não recebimento da sobra de recursos do Fundeb concernete aos 60%, exercício financeiro de 2012 e 2013.

O professor Vicente Guimarães destaca via rede sociais que o atual prefeito não responde os pleitos da categoria e ainda intimida os professores com ameças de demissão de contratados temporários e dos efetivos em estágio probatório, convalidando corte de ponto dos demais efetivos do serviço público municipal.

Intimados a assinar o documento enviado pela Secretaria Municipal de Educação, mais de 85% dos professores da rede municipal de ensino de Ribamar Fiquene se recusaram ao procedimento de assinatura, firmando o compromisso de unidade pela manutenção da paralisação de advertência, acontecida na segunda-feira (17).

A categoria mobilizada anuncia que nesta quarta-feira (19), às 16h, será realizada uma assembleia-geral do Sintespurf, quando os professores, após resposta da prefeitura quanto a data do pagamento ou não do abono (sobras de recursos do Fundeb), decidirão pela paralisação por tempo indeterminado. Entre os associados do sindicato, há uma proposta de insatisfação que recebe assinaturas pela aprovação da destituição da atual diretoria do Sintespurf.

Segundo informações dos professores que lideram o movimento, a paralisação de advertência foi registrada somente na segunda-feira (17). Para os dias 18 e 19, terça-feira e quarta-feira respectivamente as aulas serão normais. Qualquer mudança no calendário será determinado a partir da deliberação aprovada pela assembléia-geral marcada para esta quarta-feira (18), no fim da tarde na sede do sindicato. “Existe coisas que não podemos deixar para depois, se não tomarmos uma providência seremos esmagados”, comentou o professor Vicente Guimarães.

INTEGRA DO OFÍCIO CIRCULAR

Ilmo(a). Sr(a).

Gestor(a) de Escola Municipal

NESTA

Prezado(a) Senhor(a).

Vimos por meio deste informar a vossa senhoria que em virtude da SEMED não ter recebido nenhuma notificação sobre a paralisação ilegal ocorrida neste dia 17/03/2014 a qual não partiu do representante sindical do município é que haverá aula normal nos demais dias e que os professores do quadro permanente e os que estão em estágio probatório que se recusarem em dar ala receberão falta do dia letivo em questão bem como aos que também faltaram no dia letivo de quarta-feira de cinzas dia 05 de março/2014, serão descontados em seus vencimentos e consequentemente o retardamento da licença prêmio por assiduidade.

Certo de seu pronto atendimento, de já agradecemos.

Atenciosamente,

Antônio da Silva Cardoso

Secretário Municipal de Educação

Sem comentário para "Professores ameaçados de corte de ponto em Ribamar Fiquene"


deixe seu comentário