Leilões de animais na 47ª Expoimp

0comentário

DSC_0071IMPERATRIZ – A Expoimp foi encerrada na madrugada dessa segunda-feira (13), apresentando resultados positivos para os produtores e pecuaristas que compraram e venderam na feira mais importante de negócios rurais da região, em Imperatriz.

Os sete leilões realizados durante a semana de programação da 47ª edição da Exposição Agropecuária de Imperatriz (Expoimp) arremataram o total de 2.155 animais de diferentes raças. Os negócios foram firmados entre vendedores organizados pelo Sindicato Rural de Imperatriz (Sinrural) e compradores vindos de municípios de toda a Região Tocantina.

Como de costume, os certames aconteceram no Tatersall Rafael Almeida Ribeiro. Cavalos, touros, vacas, bezerras, novilhas, mulas e jumentos das raças mais cobiçadas pelos pecuaristas foram expostos na arena de leilões entre os dias 5 e 12 de julho, nos 233 lotes disponíveis para venda. Todos os dias, o local foi lotado por compradores e curiosos que, em diversos pleitos, chegaram a apreciar as negociações até mesmo em pé.

BALANÇO

O primeiro leilão da série ocorreu no domingo (5), com a venda de vacas e novilhas da raça Girolando, destinadas à produção de leite. Na sua segunda edição, o Leilão de Gado Leiteiro emplacou o arremate de 65 animais, dispostos em 45 lotes.

A qualidade dos animais leiloados é fruto do trabalho feito pela Fazenda Mogi Guaçu. “Os animais contam com alta carga genética, pois já é o resultado de um trabalho sério de inseminação com touros de primeira qualidade, realizado pela Fazenda Mogi Guaçu”, afirmou o supervisor de Distrito Leiteiro da Palate, Thiago Milhomem.

O próximo certame realizou a venda de 55 animais de serviço, como mulas, jumentos, potros e cavalos, das raças Mangalarga e Quarto de Milha. O 4º Leilão Comitiva da Amizade ocorreu na terça-feira (7) e agradou os compradores, que aproveitaram a ocasião para adquirir animais já pensando na Cavalgada de 2016.

O pecuarista Marcelo Neves de Almeida veio do município de Augustinópolis (TO) para sua primeira participação em um leilão. “Essa é a primeira vez que participo. Vim para ver os jumentos, essa mula aí (que foi comprada por ele) eu vou usar na próxima cavalgada”, conta.

Já no dia 8 de julho, o evento foi um marco na história da Expoimp. Segundo os organizadores, o Leilão de Fêmeas da KM Leilões foi o primeiro da modalidade, em Imperatriz. Mesmo com, apenas, 16 lotes para venda, os pecuaristas puderam adquirir um total de 411 bezerras e novilhas (Nelore, Tabanel e Aneloradas) reprodutoras. Uma oportunidade única, de acordo com o organizador Karlo Marques, já que o animal está em falta no país. “A procura de fêmeas está muito grande no Brasil, o que faz com que a maioria dos produtores retenham as matrizes, por isso a baixa quantidade de animais”, explica Karlo, que lembrou, também, que as bezerras e novilhas foram criadas e selecionadas nas melhores propriedades da região.

Um dos leilões mais apreciados pelo público foi o que disponibilizou a venda de cavalos exclusivamente da raça Mangalarga. Na quinta-feira (9), o V Leilão Marchador trouxe para a arena do Tatersall 18 animais selecionados em mais de 20 propriedades, em cinco estados brasileiros, e com genética de alta qualidade.

Para um dos organizadores do certame, José Rafael Moura, essa qualidade é fruto de muito critério. “Nós temos o núcleo dos criadores da realização que faz os leilões, e são criadores que selecionam há mais de vinte, trinta anos essa raça. A gente já vem pelo quinto ano consecutivo fazendo um leilão com mais qualidade, com animais que vão contribuir para o plantel da região local”, afirma. Além dos cavalos, foram leiloados três pacotes de cobertura e quatro embriões de garanhões premiados.

Também muito cobiçado por uma grande parte dos pecuaristas que participaram do evento, o V Leilão Fazenda Arco-Íris Nelore de Elite trouxe uma seleção de animais (até mesmo descendentes de campeões) com o objetivo de melhorar a genética dos rebanhos da região. Nos pleitos que ocorreram na sexta-feira (10), foram arrematados 53 Nelores, entre touros, novilhas e fêmeas prenhas, além de um embrião.

Uma das razões da valorização dessa raça, segundo um dos proprietários da fazenda que promoveu o pleito, Gerson Kit, é a adaptação que ela tem à região. “Não existe raça melhor, mas sim mais adaptada a determinada situação. Sem dúvida nenhuma, o Nelore é o animal mais adaptado às condições brasileiras de trato, de pastagem extensa, de exposição a parasitas”, explica.

A 11ª edição do Leilão Tabapuã Vale do Mutum arrematou 49 lotes com animais da raça na tarde de sábado (11), durante a reta final da programação. Ao todo, foram vendidos 46 lotes de machos e três de fêmeas. Segundo o ex-presidente do Sinrural, Sabino Siqueira da Costa, a raça tem grande importância no que diz respeito ao setor de corte, sendo uma das mais tradicionais em Imperatriz. “É uma das raças zebuínas que tem grande importância principalmente na pecuária de corte, e Imperatriz tem uma tradição da raça tabapuã em função de ter tido um grande criador aqui, o Sr. Homero Garcia que trouxe e selecionou essa raça para cá há mais de 30 anos. Ela é muito conhecida na região que gera excelentes resultados”, conta.

Para encerrar a temporada de leilões da Expoimp 2015, mais de 1200 bezerros, em sua maioria frutos de inseminação artificial, foram arrematados durante a tarde desse domingo (12). O 13º Leilão Pec-Sêmen Alta Genetics trouxe 33 lotes com grandes quantidades de bezerros para engorda e corte.

De acordo com o organizador, Otoni Mesquita Chaves, a qualidade desses animais é totalmente garantida. “Todos são bezerros de muita qualidade, na sua grande maioria, produtos de inseminação artificial. São bezerros para recriar e engordar. A finalidade é a recria e, depois, a engorda, para a produção de carne”, afirma.

PAGAMENTO FACILITADO

A compra em leilões é uma negociação tradicional da pecuária e atrai muitos produtores rurais interessados em vantagens de pagamento. Exemplo disso é o proprietário rural Edmilson Oliveira, que veio do município de Itinga para participar do evento.

O fazendeiro já é cliente de uma das fazendas envolvidas nos leilões e reconhece a qualidade levada para o Tatersall. Segundo ele, no leilão as facilidades de pagamento são melhores. “Eu vim para comprar os animais, que são de qualidade. Aqui a facilidade é maior, porque que posso pagar em mais parcelas”, diz Edmilson, que comprou um tourinho com 16 meses de idade, filho de um bicampeão Nelore.

Sem comentário para "Leilões de animais na 47ª Expoimp"


deixe seu comentário