Pereirinha fez um “papelão” na final

5comentários

Com atitudes anti-desportistas, o presidente da Câmara de São Luís e dono do Iape, Isaias Pereira, o Pererinha tentou tirar o brilho da festa da final da Taça Cidade de São Luís. O dirigente ameaçou tirar o time de campo, seus capangas agrediram torcedores nas cadeiras e alegou que a arbitragem beneficiou o Sampaio. Muito mais importante que saber vencer é saber perder e Pererinha comportou-se como um “menino mimado” na decisão.

Ao retardar o início da partida com a nítida intenção de pressionar a arbitragem de Mayron Frederico que estava bem na partida, Pereirinha protagonizou uma cena no mínimo bizarra e ridícula. A sua ida ao vestiário só serviu para deixar o seu time mais tenso.

Outra prova do desequilíbrio emocional dele e de sua trupe aconteceu quando o Sampaio empatou o jogo, pois seus asseclas protagonizaram um grande tumulto nas cadeiras. No final do jogo seus capangas agrediram torcedores e um deles, um senhor, foi derrubado e por pouco não se machucou gravemente.

Dizer que o Sampaio foi ajudado pela arbitragem é outra grande bobagem, pois o Mayron Frederico foi muito bem na partida. Acho até que o arbitro falhou a favor do Iape ao deixar de expulsar Pires de campo após fazer uma falta em um jogador que ia em direção ao gol.

Dirigente tem que saber qual é o seu lugar, pois o fato dele pagar o time, pagar a banda e os torcedores, não o dá direito de tentar bagunçar a final da Taça Cidade. Se confirmada sua ameaça de deixar o futebol, ele estará fazendo um grande favor, pois cartolas como ele em nada acrescenta ao esporte. E como a torcida do seu time é formada por funcionários do seu gabinete não farão falta nas arquibancadas.

5 comentários para "Pereirinha fez um “papelão” na final"


  1. Marcelo Sirkis

    Diretoria ingrata e chorona

    Uma madura e jornalística análise do comportamento do presidente do Iape, Pereirinha, que por sinal pela politicagem ainda se diz “boliviano de coração”.

    Estive no Nhozinho Santos e o que pude verificar foram duas equipes niveladas batalhando, por cada centímetro de campo, para vencer a partida. Um verdadeiro jogo de decisão, à flor da pele. Um belo jogo disputado com muitas emoções.
    O árbitro Mayron Frederico em nenhum momento foi tendencioso e não influenciou no resultado da partida, que por sinal não poderia ser diferente: um empate em 1×1, que deu o título ao Sampaio que fez a melhor campanha e com mérito conquistou a Taça Cidade de São Luís. No meu entender árbitros do Rio e São Paulo são bem piores que Maryron, que está de parabéns pelo desempneho e comportamento no desenrolar da partida. Foi firme e na dúvida não vacilou. O que se vê na TV, e que mesmo assim se torna discutível, é outra coisa. Se não se deixar se levar pelas críticas – estas sim duvidosas – de pessoas que inclusive nem vão ao estádio e nçao querem o bem do futebol maranhnese, continuará a apitar muitos jogos decisivos do futebvol maranhanse.
    No Rio, o Botafogo virou o time de chorões, aqui no Maranhão, o Iape – que ainda não tem torcida pelo pouco tempo de existência – ganhou uma diretoria de chorões. Aliás a direção do Iape, na pessoa do presidente Pereirinha, ao contrário do papelão que fez no intervalo e no final da partida, teria que parabenizar e incentivar os jogadores, a competição em si, ao firmar o Iape como mais um time a enriquecer e elevar o futebol maranhense.
    Parabéns Sampaio, parabéns aos heróicos jogadores do Iape e muitos lenços à direção do Iape.

  2. Renan

    sabe o que voce é? um boliviano fanatico e um brincalhão.
    voce vem me dizer que o arbitro não influenciou no resultado da partida?
    para com issoo,. jornalista como voce é que nao acrescenta em nada…

    flw ..

  3. HOMBRE

    TU É BOLIVIANO, NÃO É?

  4. ANDERSON

    O PEREIRINHA QUER COPIAR EURICO MIRANDA, E VAI TERMINAR COMO EURICO TERMINOU,SENDO CRUCIFICADO ECULPADO PELA DECADENCIA DO VASCO, SÓ QUE AQUI A MÁFIA É MAIOR,E ELE SABE MUITO BEM MANOBRAR OS SEUS COMANDADOS NA PRÁTICA DE FALCATRUAS.. MAIS ISSO VAI ACABAR COM CERTEZA, POIS A CASA VAI CAIR!!!

  5. Ricardo

    Além do péssimo comportamento, que nem de longe lembra o flair play, não esqueçamos que esse ainda pode ser caracterizado por falta de decoro parlamentar.
    O Presidente da Câmara não pode esquecer que ele é um homem público, e, por sê-lo tem o público como constante observador.
    Espero que, todos aqueles amantes do esporte, não nos esqueçamos disso.
    Um abraço a todos.

deixe seu comentário