Servidores do Socorrão I param e diretor é exonerado

2comentários

1904188_799608483399919_1578570799_nSem receber a gratificação do SUS, os funcionários do Hospital Djalma Marques, o Socorrão I, decidiram para as atividades no início da tarde ontem deixando pacientes sem atendimento. Impotente diante da situação, o novo diretor do hospital, Willam Oliveira, mas conhecido por Coronel, por ser ex-militar e truculento no trato com os funcionários da autarquia, abandonou o posto. E obrigou a secretária de Saúde, Helena Duailibe (PMDB) ir até o local resolver o problema.
Heleninha prometeu pagar a gratificação do SUS na segunda-feira e mudou toda a direção do hospital a pedido dos funcionários, que pediram além da saída do Coronel a dos coordenadores por ele indicado. A secretária de saúde não perdeu tempo e nomeou Ademar Bandeira, diretor do Hospital Clementino Moura, o Socorrão II, como o novo diretor do Socorrão I.
Mais perdido do que surdo em bingo, Willam Oliveira só fez asneiras nos seus pouco mais de 20 dias como diretor do Socorrão. Entre elas a nomeação da enfermeira Naildes Barbosa, que além de tratar os funcionários como coronel, não entendia nada de urgência e emergência, e ainda trouxe para a sua gestão um bando de apadrinhados. O cara era tão truculento que saiu no tapa com um dos anestesistas do hospital, mas a gota d’água para a sua exoneração foi dar calote na gratificação dos SUS dos funcionários.
Todos estes desmandos chegaram ao ouvido do prefeito, que mandou Helena Dualibe mudar a direção do hospital, que em pouco mais de um ano já teve três diretores: Yglesio Moyses, Érico Cantanhede e o próprio William Oliveira.
Que Ademar Bandeira tenha sorte no cargo e que consiga quebrar o recorde de sete meses na função de Érico Cantenhede, pois o cargo de diretor geral do Socorrão I é o de maior rotatividade da atual gestão municipal.

2 comentários »

Raimundo Cutrim cospe no prato em que comeu durante 12 anos e Edilázio Júnior dá lição de moral no ingrato

1comentário

Raimundo Cutrim de uma hora para outra esqueceu que fez parte do grupo sarney por mais de 12 anos

Raimundo Cutrim de uma hora para outra esqueceu que fez parte do grupo sarney por mais de 12 anos

O clima esquentou na manhã de ontem na Assembléia Legislativa do Maranhão (ALM), quando o novo comunista Raimundo Cutrim (PC do B) ao cobrar emendas do governo fez criticas a governadora Roseana Sarney (PMDB). Indignado com o cinismo do hoje parlamentar de oposição, Edilázio Júnior (PV) deu literalmente uma lição de moral nele.
Veja a discussão na integra:
Raimundo Cutrim – Nós temos uma procuradora que é uma vergonha para o Maranhão, pois é um braço do governo. Já a governadora não tem credibilidade, nós não temos governo no Estado, gente, quem manda no governo é o deputado Ricardo Murad. A governadora está ali de rainha da Inglaterra. O presidente da Assembleia não defende o interesse dos deputados e aceita que o governo pague emenda a alguns e não a todos, isso é inadmissível.
Edilázio Júnior – Quero repudiar as palavras do deputado e ex-secretário Raimundo Cutrim, que até ontem era membro do primeiro escalão desse governo que ele diz que é desgoverno, cuja governadora ele chama de despreparada. Mas, se ela é despreparada hoje, nos oito anos ou 12 anos nos quais fez parte do primeiro escalão da governadora, ele nunca falou isso e nunca sentou com a governadora para pedir para ela pagar emendas de deputados da oposição. O deputado Cutrim também foi extremamente injusto tanto com a procuradora Regina Rocha, como com o presidente Arnaldo Melo, que sempre foi solidário com ele.
Edilázio Júnior – O deputado Raimundo Cutrim foi muito privilegiado pelo Governo do Estado, pela governadora Roseana Sarney e ele sabe muito bem disso, e faço um desafio aqui, eu aposto o meu carro numa bicicleta, se assim ele quiser, se ele repetir a votação que teve nas últimas eleições.
Raimundo Cutrim – Agora eu tenho trabalho, eu tenho um trabalho no Estado. Os meus votos são de reconhecimento de um trabalho, não é comprado e nem é feito de outra maneira.
Edilázio Júnior – Se seus votos são frutos do seu trabalho, vossa excelência não deveria ficar preocupado com o pagamento de emendas, afinal seu trabalho não depende delas. Sendo assim, é mais fácil ganhar a aposta e repetir a votação. Então, vamos apostar, deputado.
Após a lição de moral, Raimundo Cutrim colocou a viola no saco e engoliu a seco as besteiras que proferiu…
Edilázio Júnior colocou Raimundo Cutrim no seu devido lugar

Edilázio Júnior colocou Raimundo Cutrim no seu devido lugar

1 comentário »

Othelino já tem 16 assinaturas para instalar CPI dos Combustíveis

0comentário

Até o final da manhã desta quinta-feira (20), o deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), autor do requerimento de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a prática abusiva de preços nos postos de combustíveis de São Luís, já contava com 16 assinaturas. Ele pretende protocolar o documento, junto à mesa diretora da Assembleia Legislativa, na próxima segunda-feira (24).
Segundo o requerimento, a CPI contará com cinco deputados titulares e cinco suplentes para, num prazo de 90 dias, investigar o abusivo aumento do valor do preço da gasolina, cobrado nos postos da capital maranhense, além da possibilidade de formação de cartel entre empresários da área, o que configura crime previsto em Lei.
Em pronunciamento na tribuna, Othelino disse que já conversou com a promotora do Consumidor, Lítia Cavalcanti, sobre um procedimento que já existe no Ministério Público para investigar uma possível combinação de preços ou formação de cartel em São Luís. “Trata-se de um grave crime contra a economia, afinal de contas, a premissa básica do regime capitalista é a livre concorrência, e contra a sociedade”, frisou.
Segundo Othelino Neto, esse tipo de prática de formação de cartel é justamente um crime contra a livre concorrência, um crime contra a economia, porque não dá à sociedade a possibilidade de ter uma variação de preço. De acordo com o parlamentar, da Ponta d’Areia até a saída de São Luís, encontra-se a gasolina com o mesmo valor de R$ 2,99.
Investigação
O deputado considera que a Assembleia Legislativa precisa avançar muito mais do que uma audiência, que acontecerá na próxima semana, e instalar uma CPI para apurar esse possível cartel que já vem acontecendo com frequência em São Luís. “Precisamos aprofundar essa investigação. É um assunto grave que está incomodando as pessoas e já é recorrente na cidade. Por onde se anda, as pessoas reclamam e me abordam nas ruas para perguntar o que esta Casa vai fazer. Então, nós não podemos nos furtar de cumprir com nossa obrigação”, justificou Othelino.
Casos graves
Segundo o deputado, em outras investigações, já foram comprovados casos graves em determinados postos de combustível de São Luís, inclusive com adulteração e presença de água no produto. “Esse assunto já foi até caso de polícia. Foi feito um acordo judicial. Aqueles que foram comprovadamente surpreendidos foram punidos e pagaram multas”.
Para o deputado, a Assembleia Legislativa precisa mostrar que esse caso não vai ficar impune. Segundo ele, acordar um dia em São Luís e ver todos os postos de combustíveis com o mesmo preço é muito grave, um absurdo. Othelino disse ainda que eles só fazem isso porque têm a certeza da impunidade.
De acordo com uma pesquisa realizada pelo próprio deputado, o lucro por litro de gasolina, em São Luís, em média, era de R$ 0,22. Com esse último aumento que houve repentino, passou a R$ 0,41 por litro. Em Teresina, no Piauí, estado vizinho, o preço do combustível é cerca de R$ 0,30 mais baixo do que em São Luís.
Quem já assinou a CPI dos Combustíveis
Othelino Neto (PCdoB), Eduardo Braide (PMN), Bira do Pindaré (PSB), Afonso Manoel (PMDB), Carlinhos Florêncio (PHS), Vianey Bringel (PMDB), Carlinhos Amorim (PDT), Marcelo Tavares (PSB), Eliziane Gama (PPS), Magno Bacelar (PV), Camilo Figueiredo (PR), Valéria Macedo (PDT), Raimundo Cutrim (PCdoB), Raimundo Louro (PR), Max Barros (PMDB) e Rubens Jr (PCdoB).

Requerimento já conta com 16 assinaturas e deve ser protocolado na segunda-feira (24)

Requerimento já conta com 16 assinaturas e deve ser protocolado na segunda-feira (24)

sem comentário »

Prefeito Edivaldo inaugura Centro de Referência para Pessoas com Deficiência

0comentário

Inauguração_CENTRO-DIA_180314_Foto Honório Moreira__141 5A manhã desta quarta-feira (18) foi de alegria e celebração por mais uma conquista em prol dos direitos humanos. O prefeito Edivaldo Holanda Júnior, acompanhado da secretária nacional de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Denise Colin, e da secretária estadual Luiza Oliveira (Direitos Humanos e Assistência Social e Cidadania), inaugurou o primeiro Centro Dia de Referência Para Pessoas com Deficiência de São Luís, no bairro da Cidade Operária, garantindo estrutura completa para atender pessoas com deficiência e em situação de dependência.
“Eu não tenho palavras para expressar a minha alegria com o dia de hoje. Temos a oportunidade de melhorar a vida de pessoas com deficiência, de oferecer a elas dignidade, autoestima. Estamos mostrando, através das parcerias (com os governo federal e estadual), que é possível efetivar a cidadania para todos aqueles que mais precisam dessas políticas e é esta a missão da nossa gestão”, afirmou o prefeito Edivaldo Holanda Júnior.
O Centro-Dia é uma iniciativa do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Governo do Estado do Maranhão e Prefeitura de São Luís, com investimento de recursos da ordem de R$ 80 mil, que serão repassados mensalmente à instituição.
A secretária nacional de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Denise Colin, destacou a importância da parceria para resolução dos desafios sociais.
“Unindo as mãos, acima de interesses políticos, nós conseguimos conquistas para toda a população, articulando a participação da sociedade civil. O Centro Dia aqui em São Luís é um instrumento indispensável para promover os direitos humanos e a cidadania”, salientou Denise Colin.
O prédio do Centro Dia integra as instalações do Centro Educacional São José Operário, instituição escolhida pelo Governo Federal para executar o serviço de proteção social à pessoa com deficiência em São Luís. Na antiga estrutura funcionavam sete salas de aula como escola de ensino profissionalizante. Agora, o novo prédio conta com salas de atendimento individualizado, refeitório, dormitórios feminino e masculino, banheiros ampliados e salas de atividade de vida diária, todos adaptados.
A secretária da Criança e Assistência Social (Semcas), Andréia Lauande, explicou que o Centro Dia irá acolher pessoas portadoras de deficiência em estado de dependência, abandono ou negligência, em condição de pobreza. “O sentimento que nós temos é de acolhimento dessas pessoas, com muito carinho, visando dar descanso aos familiares que têm se dedicado todos os dias para cuidar delas e garantir a independência que elas tanto precisam para viverem de forma plena e feliz”, enfatizou.
No Centro Dia estão sendo atendidas até 30 usuários diariamente, de 18 a 60 anos de idade, em turno de quatro horas. O usuário pode frequentar o centro diariamente ou em dias alternados, em período integral (10 horas) ou parcial (mínimo de 4 horas), a partir da elaboração de um plano individual e/ou familiar de atendimento.
A dona de casa Dauzila Martins Maia é uma das beneficiadas pelo atendimento no Centro Dia. Mãe de Juliadson, que possui deficiência mental, ela comemora cada dia que o filho usufrui dos serviços sociais que auxiliam a desenvolver sua autonomia. No Centro, Juliadson aprende a desenvolver atividades básicas como cozinhar e ler. “Eu tenho mais tempo para fazer cursos, trabalhar, estando segura de que meu filho está num lugar onde realmente cuidam de nós e isso é maravilhoso”, afirmou.
O Centro Dia de Referência Para Pessoas com Deficiência funciona das 8h às 18h, no Centro Educacional São José Operário, localizado na Cidade Operária.
Também acompanharam a solenidade de inauguração os deputados estaduais Bira do Pindaré (PSB) e Afonso Manoel (PSD), os secretários municipais Breno Galdino (Segurança com Cidadania), Lula Fylho (Turismo), Rodrigo Marques (Governo) e José Cursino (Planejamento e Desenvolvimento); os secretários estaduais Catharina Bacelar (Mulher), José Antônio Heluy (Trabalho e Economia Solidária) e Ricardo Archer (Assuntos Políticos).

sem comentário »

O bola cheia da rodada

1comentário

Bola cheia grandeO bola cheia da 4ª rodada do returno do Campeonato Maranhense vai para o meia Kléo, que ao marcar dois gols na goleada do Moto sobre o Balsas por 4 x 1, assumiu a artilharia do Estadual com seis gols. Achei muito legar essa reviravolta que o Kléo deu na carreira dele. Ele andava meio desmotivado no Sampaio e agora, parece que recuperou a vontade de jogar. Faz lembrar até, aquele garoto no começo de carreira.
A artilharia de Kléo com certeza será um atrativo a mais para o super clássico de domingo, pois além de valer a primeira colocação do Grupo B para o Sampaio pode até significar a desclassificação do Moto. Além disso, estarão em campo os artilheiros do torneio: Kléo(com 6 gols) pelos rubro-negros e Eloir (com 5 gols) do lado dos tricolores. E os times ainda brigam pelo posto de ataque mais positivo do torneio. O Papão com 23 gols e o Tubarão com 22 gols.

1 comentário »

MEC dará cerca de 2.800 bolsa de estudo de cursos técnicos profissionalizantes no Ceuma

0comentário

Arthur Cabral Marques (coordenador geral do Cebetec) e Adriana Carvalho (coordenadora adjunta do Cebetec)

Arthur Cabral Marques (coordenador geral do Cebetec) e Adriana Carvalho (coordenadora adjunta do Cebetec)

Uma revolução no ensino profissionalizante do Maranhão está prestes a acontecer. A Universidade Ceuma por meio do Centro Brasileiro de Ensino Técnico (Cebetec), em parceria com Ministério da Educação (MEC), possibilita ingresso diferenciado para os cursos técnicos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). As inscrições são feitas somente pelo site do Pronatec. A Cebetec oferece 10.800 vagas de estudos totalmente gratuitas em 18 cursos técnicos nas áreas de administração, saúde e tecnologia, nos municípios de São Luís, Imperatriz e Bacabal.
Na primeira etapa do Pronatec que terá período de inscrições de 17 a 19 de março serão oferecidos cerca de 2.800 bolsas em 10 cursos apenas em São Luís e para estudante que participou do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obteve nota superior a zero na redação. É necessário informar o número de inscrição e a senha usados no Enem de 2013. Lembramos que o número de inscrição e a senha de outras edições do exame não são aceitos. Já na segunda etapa, que será realizada em abril, será aberta para candidatos que não tenham feito Enem.
A seleção dos candidatos será feira por meio do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) é o sistema informatizado, gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC), no qual instituições públicas e privadas de ensino superior e de educação profissional e tecnológica oferecem vagas gratuitas em cursos técnicos na forma subsequente para candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
Ao efetuar sua inscrição, o candidato deve escolher, por ordem de preferência, até duas opções entre as vagas ofertadas pelas instituições participantes do Sisutec. Ao final da etapa de inscrição, o sistema seleciona automaticamente os candidatos mais bem classificados em cada curso, de acordo com suas notas no Enem.
Serão considerados selecionados somente os candidatos classificados dentro do número de vagas ofertadas pelo Sisutec em cada curso, por modalidade de concorrência. Caso a nota do candidato possibilite sua classificação em suas duas opções de vaga, ele será selecionado exclusivamente em sua primeira opção.
Serão feitas duas chamadas sucessivas. A cada chamada, os candidatos selecionados têm um prazo para efetuar a matrícula na instituição, confirmando dessa forma a ocupação da vaga.
Na edição 1º/2014, não terá lista de espera. A ocupação de vagas remanescentes não ocupadas por candidatos selecionados em 1ª e 2ª chamadas serão preenchidas a partir do procedimento de inscrição on-line, no sítio //sisutec.mec.gov.br.
Através do Pronatec, pessoas sem condições de pagar um curso profissional ou pessoas da baixa renda podem fazer um curso técnico gratuito para sua formação profissional. Podem concorrer a uma das vagas universitários, trabalhadores, desempregados, pessoas incluídas no Bolsa Família, aposentados e as pessoas com deficiência. Todos os cursos do Pronatec são gratuitos e o estudante recebe material didático, ajuda para transporte, fardamento e tem suporte para inserção no mercado de trabalho. “É uma oportunidade única para quem quer a profissionalização, cursos técnicos com a qualidade e gratuito. Cada vez mais empresas buscam mão de obra qualificada para início imediato. O Curso Técnico é o diferencial na vida, seja para ser promovido ou para conseguir rapidamente colocação no mercado de trabalho”, afirmou o coordenador do Cebetec , Arthur Cabral Marques.
Box
Pronatec
Com o objetivo de facilitar o acesso ao ensino de qualidade para os brasileiros de todo o país, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) foi criado pelo Governo Federal, em 2011, ampliando a oferta de cursos técnicos. O Pronatec tem como objetivo democratizar a educação profissional e técnica, através do aumento do número de vagas, ampliação de instituições pelo país e bolsa de estudos aos interessados. Uma excelente oportunidade para iniciar a carreira no mercado de trabalho, o Pronatec visa o seu crescimento profissional.
Box 2
CURSO TEMPO MODALIDADE
Técnico em Gerência de Saúde 1200 horas Presencial
Técnico Agente Comunitário de Saúde 1200 horas Presencial
Técnico em Cuidados de Idosos 1200 horas Presencial
Técnico em Cuidados de Dep. Químico 1200 horas Presencial
Técnico em Meio Ambiente 800 horas Presencial
Técnico em Vigilância em Saúde 1200 horas Presencial
Técnico em Logística 1200 horas Presencial
Técnico em Informática 1000 horas Presencial
Técnico em Desenho de Construção Civil 1200 horas Presencial
Técnico em Design de Interiores 800 horas Presencial

sem comentário »

Buracos infernizam a vida de moradores na Rua Projetada S/N do Turu

1comentário

1795481_10202541724799720_549888182_nDesde os bairros do centro até a periferia da cidade, os buracos tornaram-se companheiros, indesejáveis, dos moradores, que não suportamos mais tanto descaso com a infraestrutura. E na rua Projetada S/N do Turu, onde ficam vários condomínios, a situação não é diferente.
Nos últimos dias, a prefeitura começou uma operação tapa buracos, mas ao invés de dar um fim nas reclamações, o trabalho foi motivo de mais chateações por parte da população, porque os reparas não foram concluídos em toda a extensão da via. “Já imagino sair de casa com de carro, porque os gastos com oficina são constantes”, disse o programador de sistemas Fábio Gomes.
Somente os trechos mais críticos da rua foram reparados, enquanto grande parte dela continua repleta de buracos e sem drenagem. “Verificamos que o material utilizado não era adequado. A prefeitura estava usando terra e pedra, o que não trazia nenhum benefício para a infraestrutura das ruas e nem para a segurança da comunidade. A nossa preocupação era com a forma que o trabalho estava sendo feito”, comentou o morador Fabrício Souza.
Diante de tanto descaso os moradores da Rua Projetada S/N do Turu pedem que o secretário de Obras, Antonio Araújo, conclua as obras na via.

1 comentário »

Clóvis Fecury deve voltar ao Senado no final deste mês

0comentário

Clóvis Fecury, suplente de João Alberto Souza (PMDB-MA), tomará posse como senador após pedido de licença do titular da vaga, que assumirá cargo no governo do MaranhãoCom retorno certo do senador João Alberto (PMDB-MA) a algum cargo no Governo do Estado no final deste mês, Clóvis Fecury (DEM-MA) assumirá novamente a vaga no Senado. Ele já exerceu por duas vezes o mandato de deputado federal pelo Maranhão, onde preside o DEM.
A posse de Clóvis Fecury deve ser efetivada no início de abril, logo após a reforma administrativa que a governadora Roseana Sarney (PMDB) efetivará para montar a equipe que lhe acompanhará até o fim do mandato, pois os secretários candidatos serão, todos, substituídos e João Alberto será um dos homens fortes do futuro secretariado..
Clóvis Fecury assumiu a vaga no Senado em setembro de 2011, logo após João Alberto ser nomeado como titular da Secretaria Extraordinária de Projetos Especiais, onde auxiliou ca Governo do Estado na articulação com a classe política.
Com o afastamento de João Alberto, a bancada do Maranhão no Senado fica composta por Epitácio Cafeteira (PTB-MA), Lobão Filho (PMDB-MA) e Clóvis Fecury (DEM-MA), os dois últimos eleitos como suplentes.

sem comentário »

A verdade sobre a saída de Bell do Chiclete!

0comentário

Bell-Marques-500x290Por : Marconi De Souza Reis
Revista Bahia Acontece
Encerrei o ano de 2002 atrás do trio elétrico do Chiclete com Banana, isto é, escrevendo uma série de denúncias envolvendo o grupo musical. Foi um escândalo aquelas reportagens! Mostrei que, por trás daquela bandana que o cantor Bell Marques carrega sobre sua cabeça, se esconde muito mais do que uma incômoda calvície – fraudes, sonegação fiscal, caixa dois e até exploração de talentos em proveito próprio.
A primeira reportagem foi publicada no dia 17 de novembro de 2002, no jornal A Tarde, com o título “Líder do Chiclete acusado de exploração”, com farta documentação ilustrando a matéria. Narrei o drama de Paulla Cristinny, nascida em Paulo Afonso, e que Bell conheceu em 1994, quando ela tinha 10 anos de idade e era vocalista da Banda Dissonantes. A garota era um talento que encantava a cidade!
Ele trouxe a menina para a capital baiana, para gravações na WR e, em 1996, criou a Banda Coxa Bamba. A família da garota veio junta e assinou um contrato com a Babell – empresa do grupo Chiclete com Banana –, na qual a garota teria direito a 50% da renda bruta e 60% dos direitos fonográficos ao longo de 10 anos. Paulla Cristinny foi elogiada na Rede Globo em cadeia nacional no Carnaval de 1998.
Mas a verdade é que nunca recebeu os 50% da renda bruta nos 47 shows que fez em quatro estados brasileiros. Recebia apenas cachês de R$ 100. Resultado: entrou com ação (16ª Vara Cível de Salvador) e o Chiclete com Banana apresentou uma relação de pagamentos num papel sem timbre e sem assinatura. Ridículo! E mais: se recusou a entregar o livro da contabilidade. Aí minha série de reportagens pegou fogo!
Um mês depois, eu trouxe outro personagem envolvendo o grupo. No dia 15 de dezembro de 2002 estampei a manchete “Jonne processa Chiclete por fraudes”, também com farta documentação. Ao longo de uma semana denunciei a sonegação fiscal, a prática de caixa dois e outras fraudes do grupo. E foram nessas reportagens que apareceu a empresa Mazana, do Chiclete, hoje estopim do rompimento do grupo.
João Fernandes da Silva Filho, o Cacik Jonne, ex-guitarrista da banda, ingressou com duas ações cíveis (23ª Vara Cível) e uma trabalhista. As denúncias provocaram grandes turbulências no grupo, a ponto de, seis meses depois (em junho de 2003), a Delegacia da Receita Federal concluir – no processo de Paulla Cristinny – que apenas 34% da renda bruta dos eventos do Chiclete com Banana estavam contabilizados.
O perito Alex Andrade (PJO – 2605) afirmou nos autos: “O cantor Bell Marques registra toda a sua movimentação financeira por meio de conta-caixa, apesar da existência de conta corrente bancária com um volume significativo de transação e que difere da conta-caixa em vários lançamentos caracterizando assim a ausência de conciliação”.

E mais: o perito constatou que na declaração de impostos de pessoa física, de 1997, Bell Marques afirmava ter um patrimônio de R$ 1,6 milhão e rendimentos tributáveis de R$ 67 mil (ganhava R$ 5,5 mil por mês), daí que pedia uma restituição da Receita Federal de R$ 961! No ano seguinte, Bell informava que seus rendimentos eram de R$ 75 mil (ganhava R$ 6,2 mil por mês), e queria a restituição em R$ 3 mil.
Em 1999, seus rendimentos tributáveis foram de apenas R$ 9 mil ao ano (ganhou cerca de R$ 750 por mês), e ele pedia R$ 559 de restituição à Receita Federal. Na minha reportagem, eu cheguei a perguntar se Bell Marques ainda era o cantor ou agora trabalhava como “cordeiro” de trio-elétrico, mas o editor cortou minha pergunta!
O perito constatou, ainda, que as declarações das empresas de Bell Marques (dos anos 90) foram retificadas em 25 de novembro de 2002, ou seja, uma semana após minha primeira reportagem. Um detalhe: o advogado de Bell Marques fez um acordo com a cantora Paulla Cristinny, para que os fatos não chegassem ao conhecimento da imprensa, mas eu furei o plano e publiquei tudo.
De lá para cá, tudo isso aí foi virando uma enorme bola de neve no Chiclete com Banana, principalmente porque os outros membros do grupo – inclusive os irmãos de Bell, Waldemar e Wilson Marques – abriram os olhos. E o grupo entrou em colapso, segundo me disse um empresário do ramo no início deste ano, informando-me que o rompimento era inevitável diante da insana contabilidade.
Enfim, a verdade sobre a saída de Bell Marques dificilmente será revelada pela imprensa baiana. Assim como nenhum jornalista tem coragem de escrever sobre um escândalo ainda maior envolvendo Ivete Sangalo e seu irmão Jesus Sangalo. Mas eu vou contar tudo no livro “ACM e Adriana – uma história de amor, traição e grampo”. O Chiclete aparece no Capítulo 22, com o título “A banana do Chiclete”!
Lá você vai ler a repercussão no grupo sobre a compra do jatinho de Bell, que custou R$ 17 milhões em 2010, e o que levou o grupo a vender a sua rádio recentemente por R$ 13 milhões! Não posso adiantar nada agora porque ainda preciso de confirmações contundentes para o que me informaram. Aliás, minha marca no jornalismo foram os documentos – não havia reportagem minha sem documentação.
Ademais, a última vez que falei com Jonne foi em 2006, quando ele estava aposentado pelo INSS, ganhando uma miséria que mal dava para pagar os remédios da sua grave doença! Ele é portador de ataxia cerebelar, uma doença resultante de lesões que afetam o cerebelo, causando tremores no andar, na fala, na escrita, etc… E pergunto: como é que estão os processos de Jonne? Foram extintos? Algum advogado se vendeu?
Olha, cadê essa imprensa de merda que não faz nada… Bem, somente quando você comprar o meu livro vai saber a história completa do rompimento de Bell Marques com o Chiclete. Isso aqui foi só a introdução, o prelúdio, para evitar que o fã não fique tanto com cara de banana, mas o suficientemente esperto para parafrasear a canção: Se você é chicleteiro, Deus te perdoa. Se você não é, Deus tá “de boa”! Bom dia!

sem comentário »

Bola cheia da 3ª rodada do Maranhense

0comentário

Bola cheia grandeA bola cheia da terceira rodada do segundo turno do Campeonato Maranhense vai para o Santa Quitéria. O time do treinador Meinha tem o melhor aproveitamento da competição com 78% dos pontos disputados conquistados. A Raposa, ao lado do Sampaio, tem o maior número de vitórias na competição. E com a vitória sobre o Moto por 1 x 0, o time assumiu a segunda colocação na classificação geral com 21 pontos e caso o Tricolor, que venceu o primeiro turno, ganhe o returno, ficará com as vagas na Copa do Brasil e Copa do Nordeste, ambas de 2015, e na Série D do Campeonato Brasileiro deste anos.
A equipe do Santa Quitéria fez bonito no primeiro turno ao se classificar para a semifinal e está praticamente classificado para a semifinal do returno, o que mostra que o time tem algum valor. É bom os adversário ficarem de olho na Raposa, que promete dar muito trabalho neste returno.

sem comentário »