Prefeito Edivaldo inaugura Cozinha Escola Comunitária e lança Plano Municipal de Segurança Alimentar

0comentário

2156_inauguracao_cozinha_comunitaria_vila_cascavel_161214_foto_mauricioalexandre32
O prefeito Edivaldo inaugurou na manhã de ontem a primeira Cozinha Escola Comunitária da capital maranhense, no bairro Vila Cascavel. Ele explicou que além de oferecer refeições a baixo custo para a comunidade do bairro e adjacências, a Cozinha também oferecerá à comunidade capacitações na área de gastronomia, visando à inclusão no mercado de trabalho.

“Estamos inaugurando a primeira cozinha comunitária de São Luís, onde serão servidas cerca de 200 refeições ao dia, e cerca de 4 mil ao mês. Vamos não apenas servir as refeições, mas também oferecer à população cursos de gastronomia. Ou seja, será um espaço que vai envolver toda a comunidade”, anunciou o prefeito.

Edivaldo ressaltou a preocupação da administração municipal em garantir alimentação de qualidade e acessível à população em situação de vulnerabilidade social. Por isso, os beneficiários do Programa Bolsa Família pagarão somente o preço simbólico de R$ 1. Já idosos, crianças com risco nutricional e pessoas em situação de rua serão cadastradas na Cozinha Escola Comunitária e, de posse de uma carteira, poderão almoçar gratuitamente.

O serviço será coordenado através da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa) responsável pela gestão da política municipal de combate à vulnerabilidade alimentar em São Luís. Segundo a titular da Semsa, Fatima Ribeiro, o prefeito Edivaldo não mediu esforços para reestruturar o equipamento, que foi construído há sete anos, mas foi abandonado e nunca chegou a funcionar.

“O sentimento é de dever cumprindo, de compromisso com a comunidade local e com a determinação do prefeito Edivaldo de trabalhar mais e melhor por quem mais precisa. É o primeiro equipamento de segurança alimentar que nós entregamos e é um marco da gestão”, informou Fatima Ribeiro.

A Cozinha funciona de acordo com o que preconiza o Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), que é atender pessoas em situação de insegurança alimentar e/ou vulnerabilidade social, preferencialmente aquelas indicadas pelos Centros de Referência em Assistência Social (Cras).

“Para efetivação desse atendimento preferencial, a Semcas faz o encaminhamento do público prioritário atendido pelos Cras. A parceria da Semsa com a Semcas se estende também ao nosso encaminhamento das pessoas em situação de rua”, relatou a secretária municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), Andréia Lauande.

Maria Donata é líder comunitária da Vila Vitória, bairro próximo a Vila Cascavel, e está satisfeita com o espaço inaugurado pela Prefeitura. “A gente sabe que é uma comunidade carente, então é um grande privilégio poder se fazer presente, almoçar e participar dos cursos”, afirmou Maria Donata.

Com o intuito de atender às populações em situação de pobreza e extrema pobreza, estes equipamentos são instalados em regiões socialmente vulneráveis, com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). As Cozinhas Comunitárias integram a estrutura operacional do Sistema Nacional de Segurança Alimentar (Sisan) e, em consonância com a meta de erradicação da extrema pobreza, buscam potencializar a articulação com outras políticas sociais relevantes para o alcance dessa população mais vulnerável.

Estiveram presentes no evento os vereadores Batista Matos (PPS) e Vieira Lima (PPS); o secretário municipal de Governo, Lula Fylho; e a diretora da Escola de Governo e Gestão Municipal (Eggem), Maria Eugênia Salles Branco de Almeida.

PLANO MUNICIPAL
Durante a tarde desta terça-feira, o prefeito Edivaldo lançou oficialmente o Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (Plamsan) de São Luís. O documento foi elaborado pela Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan) e coordenado pela Secretaria de Segurança Alimentar (Semsa). A Prefeitura de São Luís obteve destaque nacional a ser o primeiro município do país a entregar o plano obedecendo a todos os critérios estabelecidos. O plano é um instrumento de planejamento, gestão e execução da política municipal para a área nos próximos quatro anos.

“Essa é uma ação intersetorial, que envolve várias secretarias municipais com o intuito de beneficiar a população de São Luís. O plano vem reiterar que o trabalho na área da Segurança Alimentar que é desenvolvido com muito compromisso e responsabilidade por essa gestão”, afirmou o prefeito Edivaldo, durante a solenidade no auditório do Palácio de La Ravardière, sede da Prefeitura de São Luís.

Entre as ações previstas no Plano estão a construção de cozinhas comunitárias, a execução do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e a criação do primeiro Banco de Alimentos da capital. O documento visa atender as necessidades da população, assegurando aos moradores de São Luís o direito humano à alimentação adequada. O plano será revisado a cada dois anos, com base na orientação da Caisan e nas propostas do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (Comsea).

A titular da Semsa, Fatima Ribeiro, destacou que a elaboração do documento é um marco para a cidade de São Luís. “O Plamsan foi planejado e está sendo executado na gestão do prefeito Edivaldo. Com as atividades previstas no plano, como a implantação dos equipamentos de segurança alimentar, damos um passo importante no combate à insegurança alimentar em São Luís”, disse.

Estiveram presentes na ocasião os vereadores Osmar Filho (PSB), Barbosa Lages (PDT), Marquinhos (PRB) e Batista Matos (PPS); os secretários municipais Lula Fylho (Governo), Andréia Lauande (Assistência Social) e Guilherme Marques (Turismo); além do presidente do Conselho Municipal de Segurança Alimentar, Iraelson Ferreira; e do membro do Conselho Nacional de Segurança Alimentar Estadual e Nacional, José de Ribamar Araújo Filho.

Sem comentário para "Prefeito Edivaldo inaugura Cozinha Escola Comunitária e lança Plano Municipal de Segurança Alimentar"


deixe seu comentário