Prefeitura de São Luís incentiva alunos da rede municipal à leitura a partir de oficinas literárias

1comentário

Com o objetivo de desenvolver a sensibilidade, imaginação, atenção e unir aspectos cognitivos e linguísticos, as oficinas literárias incentivadas pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), em escolas da rede municipal de ensino, são instrumentos valiosos para professores e estudantes.

“É orientação do prefeito Edivaldo incentivar a educação na perspectiva de propiciar aos estudantes o acesso a amplas oportunidades de formação, unindo o aprendizado ao lúdico. Os livros têm um enorme poder de transformar as pessoas e é a melhor ferramenta para ser utilizada em sala de aula para o aprendizado da língua e também da cultura”, assegurou o secretário Municipal de Educação, Moacir Feitosa.

O professor de Língua Portuguesa e Inglesa, Charles Santos Simões, da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Jornalista Neiva Moreira, incentiva os estudantes do 7º ano a descobrirem os encantos da leitura, do poder que ela tem de fornecer conhecimentos culturais, tudo isso por meio de atividades teóricas e práticas.

Charles Simões leciona há 14 anos na rede e ressalta que o grande desafio é transformar os estudantes em leitores críticos. “O estímulo a leitura acontece de forma interdisciplinar. Não basta apenas fazer com que as crianças interpretem o texto: é fundamental que eles tenham capacidade de discernir a construção, os princípios e a intertextualidade de cada obra”, explicou Simões.

Para isso, o professor desenvolve oficinas de produção aproximando os estudantes por meio de uma abordagem temática, de acordo com cada gênero textual. Nas atividades em sala de aula, eles escrevem sobre cada texto estudado através das oficinas.

As escolas literárias e os livros paradidáticos também são aprofundados. Ainda são usados textos de diferentes épocas, analisado sob o viés temático e cultural do próprio estado. “Quanto mais a criança tiver acesso à leitura, mais ela abre espaço para o crescimento intelectual. Trabalhamos recentemente com o texto ‘O morto vivo’, de minha autoria. Ainda desenvolvemos diversos gêneros textuais, como poemas, memórias, contos, crônicas, artigo de opinião e práticas de leituras e oficina de produção. Os estudantes saem com uma base enriquecedora de leitura e escrita”, comentou o professor Charles Simões.

Premiado em diversos concursos, Charles Simões é o maior incentivo dos alunos. A exemplo de Wesley Gabriel Alves, 7º ano, que quer ser escritor e gosta muito de ler. “Sempre quando tem um tempo vago estou lendo, gosto muito dos contos clássicos, ficção cientifica e aventura. E pretendo um dia escrever um livro. As oficinas são um bom incentivo, eu só tiro nota boa”, pontuou.

PRÊMIOS

Autor de livro premiado com a obra “A morte da defunta e outros contos”, editora All Print, o professor Charles Simões, 45 anos, recebeu o prêmio Mário Ypiranga Monteiro – Melhor Ensaio Sobre Tradições Populares (Folclores), dos Prêmios Literários Cidade de Manaus. O livro foi lançado no ano passado na X Edição FeliS e é resultado de uma abordagem a vivência do autor em sua cidade natal, Primeira Cruz e também a cidade de Humberto de Campos e São Luís.

Em 2013 Charles Simões recebeu premiação de primeiro lugar no Primeiro Festival de Contos do Rio de Janeiro da Literatura. O prêmio internacional contou com mais de mil participantes. No ano de 2014, no segundo festival, pelo conto “A tragédia de um colarinho banco”, por voto popular, Charles conquistou a 7º posição.

Membro efetivo do Núcleo de Letras e Artes de Lisboa desde 2014, instituição que premia pessoas que desenvolvem trabalhos culturais, Charles Simões recebeu neste ano a honraria mais importante do núcleo: diploma e medalha em honra ao mérito Cultural Machado de Assis.

1 comentário para "Prefeitura de São Luís incentiva alunos da rede municipal à leitura a partir de oficinas literárias"


  1. Robson

    Acho muito importante todo esse projeto de educação que o prefeito vem realizandO!

deixe seu comentário