Sampaio

0comentário

O volante Edinho e o zagueiro Mauro são os  dois novos reforços do Sampaio para a temporada 2010. Edinho tem passagens pelo Grêmio e Criciúma. Mauro estava no futebol da Indonésia. Os dois foram indicados pelo técnico Edson Porto. Além desses, a lista de reforços do Sampaio já conta com André Ramos, Marcelo Sá, Mimica, Lucas, Ricardo Oliveira e Bruno Ítalo. A apresentação dos jogadores está marcada para o dia 26 de dezembro.

sem comentário »

Timemania

12comentários

Saiu o novo ranking da Timemania. Segundo a Caixa Econômica Federal, o Moto vence a disputa com o Sampaio. O time rubro-negro ocupa a 46ª colocação com 374.865 indicações contra 306.471 indicações do Sampaio que está na 67ª posição. Os números são referentes ao acumulado em todo este ano. A diferença de indicações a favor do Moto Club é de 68.394. No último ranking, o Moto aparecia na 52ª colocação. O Sampaio mantém a mesma colocação em relação ao ranking divulgado no último dia 12 de dezembro.

timemania6

12 comentários »

Em alta…

0comentário

O árbitro maranhense Mayron Frederico dos Reis Novais é destaque no Campeonato Brasileiro de Beach-Soccer em Serra-ES. Ele já trabalhou em quatro jogos na fase de classificação e foi escalado para dirigir a partida entre Bahia e Alagoas pelas quartas-de-final. Mayron segue na competição, enquanto alguns árbitros que não estiveram muito bem já retornaram para casa.

BAHIA x ALAGOAS
17/12 – Quinta-feira
Arbitragem: Felipe Varejão (ES – FIFA), Mayron Novais (MA), Bruno Barros (ES) e Fábio Faustino (ES)

sem comentário »

Beach-Soccer

0comentário

Foto: Gaspar NóbregaO XIII Campeonato Brasileiro de Beach-Soccer 2009 entra em sua reta final. Passada a primeira fase, a competição tem sequência na tarde desta quinta-feira, dia 17, com a rodada das quartas-de-final do torneio, jogos que vão definir as quatro seleções semifinalistas. Oito equipes se classificaram: Espírito Santo e Maranhão (Grupo A), Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte (Grupo B), Bahia e Pernambuco (Grupo C), e São Paulo e Alagoas (Grupo D). Cinco seleções foram eliminadas: Ceará, Tocantins, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Paraíba. E serão quatro confrontos de tirar o fôlego: Rio de Janeiro x Maranhão (às 16h), São Paulo x Pernambuco (às 17h30min), Bahia x Alagoas (a seguir) e, fechando a rodada, Espírito Santo x Rio Grande do Norte. Três equipes do sudeste e cinco do nordeste. A arena da praia de Jacaraípe vai ferver e não vai ser só por causa do sol forte.
 
Em 15 partidas disputadas até agora na competição, foram marcados 118 gols e Amaral (Ceará) e Dyla (Tocantins) – ambos já eliminados do torneio – são os artilheiros com 4 gols cada. Na sexta-feira, dia 18, serão disputadas as semifinais do torneio. O XIII Campeonato Brasileiro de Beach-Soccer 2009 tem apoio de Jacaraípe Praia Hotel, Sesi e Águia Branca, patrocínio de Prefeitura Municipal de Serra, Gillette, Nike e Banestes, e organização de Confederação Brasileira de Beach Soccer (CBBS). A entrada é franca.
 
RIO DE JANEIRO x MARANHÃO
Arbitragem: Ivo Santos (SE – FIFA), Elias Coelho (PE – FIFA), Flávio Lima (RN) e Fábio Faustino (ES)
 
O Rio de Janeiro teve a melhor campanha da fase classificatória de sua chave. Venceu o Rio Grande do Norte por 5 a 3 e Tocantins por 6 a 5. A seleção fluminense tem dois títulos nacionais (1998/1997), tem o técnico Alexandre Soares (Seleção Brasileira) no banco e conta com a experiência de Benjamin, Betinho, Daniel e Mão, jogadores que fizeram parte da campanha do tetracampeonato da Seleção Brasileira na Copa do Mundo FIFA, em novembro, em Dubai. Comandado pelo experiente Andrey Valério, o Maranhão, atual campeão – venceu o campeonato em 2008 em casa – e vice-campeão em 2004, manteve a base da temporada passada – a exceção é o luso-brasileiro Alan – e aposta na força do conjunto para estar na semifinal.
 
DANIEL (RJ)
– É um time bem armado, é o atual campeão e marca muito forte. Eles mantiveram a base do ano passado e estão jogando bem, defendendo e atacando com equilíbrio. Agora, quem errar volta para casa e isso faz com que o jogo se torne ainda mais nervoso. Temos um time que mescla juventude e experiência e precisamos saber usar essa experiência para ter tranquilidade nos momentos decisivos.
 
JUNINHO (MA)
– Viemos ao Espírito Santo com o objetivo de lutar pelo bicampeonato. Vamos enfrentar uma equipe de altíssimo nível, que tem jogadores rodados, que podem decidir o jogo num lance. Mas estamos crescendo no campeonato, precisamos ter atenção e jogar o nosso jogo, tentar impor o nosso ritmo, porque vai ser uma partida muito difícil, mas temos condições de jogar de igual para igual e vencer.
 
SÃO PAULO x PERNAMBUCO
Arbitragem: Antônio Buaiz (ES), Alexandre Andrade (DF), Alex Gomes (ES) e Bruno Barros (ES)
 
São Paulo fechou em primeiro lugar no Grupo D, o mais equilibrado da fase de classificação. Com duas vitórias (Alagoas e Rio Grande do Sul) e uma derrota (Paraíba), os paulistas garantiram a melhor campanha da chave e, reforçados por Sidney, Bueno e Daniel Souza, campeões mundiais com a Seleção Brasileira em Dubai, enfrentam a forte equipe de Pernambuco, que perdeu nos pênaltis o primeiro lugar da chave C para a Bahia. Seis vezes campeã brasileira, a equipe de São Paulo tenta o hepta contra um adversário que busca seu primeiro título nacional, tendo um terceiro lugar em 2002 como o melhor resultado até hoje na história do Campeonato Brasileiro.
 
BUENO (SP)
– É um time que joga duro e que tem uma defesa muito forte. Assistimos ao jogo deles, vai ser uma partida dura, porque as duas equipes possuem jogadores inteligente e uma defesa que não dá espaços. Nosso objetivo é lutar pelo título, levar São Paulo de novo ao pódio, e Pernambuco está no nosso caminho. Respeitamos eles, mas estamos muito unidos para chegar às semifinais.
 
KOJAK (PE)
– Jogamos contra São Paulo no ano passado e vencemos por 6 a 2. Mas o time mudou muito, vieram Sidney, Daniel e Bueno, jogadores da Seleção Brasileira, e a equipe ficou mais técnica, bem mais equilibrada. Nossa seleção está renovada, mas jogando com o coração, precisamos marcar forte e sair em velocidade, para surpreender eles.
 
BAHIA x ALAGOAS
Arbitragem: Felipe Varejão (ES – FIFA), Mayron Novais (MA), Bruno Barros (ES) e Fábio Faustino (ES)
 
No confronto nordestino das quartas-de-final, muita rivalidade em quadra. A Bahia tem a experiência de Anderson e Souza, jogadores com passagens pela Seleção Brasileira, enquanto que Alagoas voltou ao campeonato – não disputou em 2008 – com uma equipe renovada. Vice-campeã do Campeonato Brasileiro 2008, a Bahia terminou a fase de classificação de maneira invicta – derrotou Distrito Federal e venceu Pernambuco nos pênaltis – no Grupo C, enquanto que Alagoas eliminou a Paraíba na última rodada para passar em segundo lugar na chave D (perdeu para São Paulo e derrotou o Rio Grande do Sul). A seleção alagoas quer fazer história: tenta melhorar a quinta posição alcançada em 1998, seu melhor resultado até hoje na competição.
 
SÁVIO (BA)
– Tem tempo que não enfrentamos Alagoas no campeonato. É um time novo, mas muito veloz e com jogadores de habilidade. Eles chegaram com méritos às quartas-de-final, numa chave bastante difícil, e vai vencer quem errar menos. Não podemos dar espaços.
 
MÁRCIO (AL)
– A Bahia é uma equipe mais técnica que a nossa, mas estamos bem de pernas, com bom condicionamento físico, precisamos, sim, controlar a afobação no ataque, porque estamos nos precipitando e perdendo boas chances. Vamos com vontade, vamos na garra para tentar vencer a técnica.
 
ESPÍRITO SANTO x RIO GRANDE DO NORTE
Arbitragem: Alberto Magno (PB), Wagner Rizo (SP), Cosme Iran (BA) e Alexandre Andrade (DF)
 
O confronto promete levantar as arquibancadas em Jacaraípe. Algoz dos capixabas nos dois últimos campeonatos – venceu na semifinal em 2007, quando conquistou o título brasileiro, e na disputa do terceiro lugar ano passado – , a seleção potiguar tem o atacante André, eleito o ‘Melhor Jogador’ do Campeonato Brasileiro (2008/2007) e o goleiro Alessandro, ambos campeões da Copa do Mundo FIFA em Dubai. Mas o Espírito Santo, bicampeão nacional (2001/2000) e vice-líder do ranking brasileiro, tem os tetracampeões mundiais Buru e Bruno Malias comandando a equipe da casa, que conta ainda com os experientes Duda e Robertinho. Na primeira fase, o Espírito Santo venceu seus dois jogos (Maranhão e Ceará) e ficou em primeiro lugar do Grupo A, enquanto que o Rio Grande do Norte foi o segundo colocado do Grupo B (venceu Tocantins e perdeu para o Rio de Janeiro).
 
BURU (ES)
– Conhecemos bem o Rio Grande do Norte e eles também nos conhecem muito bem. Vai ser um jogo muito igual, com certeza, bem disputado, e decidido nos detalhes. André é o principal jogador, mas não joga sozinho, temos que marcar forte, porque o time tem um conjunto muito bom. Esta é a primeira final do campeonato, quem perder está fora, e nosso objetivo é lutar pelo título. Temos a torcida para jogar com a gente e isso vai nos ajudar muito.
 
ANDRÉ (RN)
– Vamos enfrentar uma das melhores seleções da competição, uma das favoritas, mas estamos preparados. Todos estão muito concentrados, o Espírito Santo é um time técnico, de habilidade, e que tem um ataque de qualidade, não podemos dar liberdade porque pode ser fatal. Vamos jogar contra eles e contra a torcida, e precisamos ter muita atenção do primeiro ao último minuto e calma nas finalizações.
 
QUARTAS-DE-FINAL
QUINTA-FEIRA – 17.12
16h00 (JOGO 16) – Rio de Janeiro x Maranhão (SporTV)
17h30 (JOGO 17) – São Paulo x Pernambuco (SporTV)
a seguir (JOGO 18) – Bahia x Alagoas
a seguir (JOGO 19) – Espírito Santo x Rio Grande do Norte

SEMIFINAIS
SEXTA-FEIRA – 18.12
11h30 – Vencedor JOGO 16 x Vencedor JOGO 17 (SporTV)
13h00 –  Vencedor JOGO 18 x Vencedor JOGO 19 (SporTV)

sem comentário »

Futsal

1comentário

Foto: De Jesus/O EstadoO Moto Club é o campeão do Campeonato Maranhense Sub-17. Na final, realizada na noite de terça-feira (15), a equipe rubro-negra bateu o Santo Expedito por 2 a 1. Com o resultado, o Papão conseguiu fazer a sua torcida sorrir pelo menos uma vez em 2009.

Os gols da partida só aconteceram no segundo tempo. O Moto chegou a abrir 2 a 0 no placar e viu o Santo Expedito ainda tentar uma reação. Os garotos do Santo Expedito diminuíram o marcador e perderam algumas chances para empatar. Fim de jogo no Ginásio Castelinho: Moto 2 x 1 Santo Expedito.

Premiação dos melhores

Melhor goleiro: Junior (Moto Club)
Melhor atleta: Felipe Martins (Moto Club)
Artilheiro: Felipe Martins (Moto Club)
Melhor treinador: Washington (Santo Expedito)

Imirante Esporte

1 comentário »

Bate-papo

0comentário

ddiokA um dia da partida decisiva entre Maranhão e Rio de Janeiro pelas quartas-de-final do Campeonato Brasileiro de Beach-Soccer, o clima é de total confiança em meio aos maranhenses.

Para o jogador DDI, a Seleção Maranhense tem todas as chances de vencer o Rio de Janeiro que é uma equipe formada pela base da Seleção Brasileira.

Confira a entrevista:

BLOG – O Maranhão já está nas quartas-de-final do Campeonato Brasileiro de Beach-Soccer. Na sua opinião é possível pensar em título?

DDI – Com toda certeza, pois provamos que estamos no mesmo nível das grandes seleções do Campeonato Brasileiro. É impossível não pensar em título, contudo, temos que pensar jogo a jogo. O nosso próximo objetivo é vencer a forte seleção carioca.

BLOG – A Seleção Maranhense é apontada em Serra-ES como uma das candidatas ao título. Isso é fruto de que na sua opinião?

DDI – Trabalho da comissão técnica, resposta do período de treinamentos e do foco principal, que é a conquista do bi Campeonato Brasileiro.

BLOG – Nos dois primeiros jogos, a Seleção Maranhense andou vacilando nos últimos segundos e levando gols. Vocês já conversaram sobre isto e que cuidados deverão tomar de agora em diante?

DDI – Já conversamos muito sobre esses erros, porém naquela partida contra o Espirito Santo, sabíamos que poderíamos errar, mesmo contra a nossa vontade, a partir do jogo contra o Ceará, tivemos que trabalhar com erro zero, pois só assim atingiríamos o nosso objetivo que é a conquista do título. Os principal cuidado que teremos que ter, será a atenção redobrada, pois nesta fase ficaram as seleções mais qualificadas, e dessa maneira qualquer vacilo, levará a uma derrota.

BLOG – O adversário agora será o Rio de Janeiro. Tem essa história de medo ou apenas respeito pelo adversário que tem a base da Seleção Brasileira?

DDI – A Seleção Maranhense chegou a um estágio dentro do Beach-Soccer que não tem motivo para temer nenhuma seleção. O que temos que manter é o respeito por todas as seleções e em todos os jogos a demonstração da tranquilidade que temos foram os belos resultados alcançados no ano passado, onde conquistamos a melhor campanha de uma seleção campeã em toda a história dos brasileiros, inclusive vencendo fortes equipes. O grande diferencial da nossa equipe em relação ao grupo do ano passado, é o fato de temos no grupo três atletas estreando na competição e que mesmo nesta condição tem demonstrado que sabem do peso de vestir a camisa do Maranhão e com isso estão bastante motivados e confiantes em ajudar na conquista de mais uma vitória.

BLOG – Como deve ser a postura da equipe diante de um adversário tão qualificado como é o Rio de Janeiro?

DDI – A melhor postura é o respeito que temos que ter a todas as seleções que enfrentamos sem que se confunda respeito com temor, medo, vamos fazer o nosso jogo. Sabemos que o jogo será decidido nos detalhes, por isso que temos que errar menos do que o Rio de Janeiro.

BLOG – A torcida maranhense poderá acompanhar vocês pelo SporTV. O que os torcedores poderão esperar?

DDI –  A mesma alegria quando jogamos no Maranhão e podem ter certeza que todos os atletas maranhenses sentem a vibração e pensamento positivo dos torcedores que estão acompanhando pela SporTV. E sei da bela cobertura jornalística que a Mirante faz para deixar o povo maranhense com as informações da nossa participação no Brasileiro, isso aumenta a nossa responsabilidade em mais uma vez representar bem o Estado do Maranhão. E todos os maranhense podem ter absoluta certeza de que apesar de não ter nascidos no Maranhão, eu e outros atletas vamos, mais uma vez, honrar esse Estado que passamos a amar.

Foto: Eurico Pacífico

sem comentário »

Fala torcedor

0comentário

Caro Zeca e demais leitores deste BLOG,

É com muita indignação que presencio o que estão fazendo com o Moto. No mesmo ano, todas as competições que o Moto participou, ficou no meio do caminho e para completar ainda foi rebaixado para a 2ª divisão do maranhense. Agora, este conselho quer dar mais um presente de grego para os motenses com este papo de paralisar o time profissional por 6 meses, voltando somente a disputar a 2ª divisão no 2º semestre. Isto é uma vergonha para a grandeza do Moto e de sua grande torcida. Estou indignado com o que estão fazendo com o Moto. Abaixo este conselho que não tem capacidade de articular e organizar o time para disputar um torneio local. Imagine se fosse nacional? Moto não entraria em campo nem 2010.

Torcedor Indignado

Hélio Rodrigo

sem comentário »

Maranhenses no Mogi

0comentário

A diretoria do Mogi Mirim anunciou hoje a lista de reforços para o Campeonato Paulista 2010. Dos cinco nomes anunciados, dois foram destaque nesta temporada no futebol maranhense. São eles: Raí (lateral-esquerdo do Sampaio) e Marquinhos (meia do Maranhão). Os dois serão comandados pelo técnico Francisco Diá (ex-Alecrim-RN).

Agência Futebol Interior

sem comentário »

Improbidade administrativa

0comentário

O Ministério Público do Maranhão ingressou com uma Ação Civil Pública contra o ex-secretário de Estado de esporte e juventude, Weverton Rocha Marques de Sousa; Lina Maria de Aguiar Barbosa, Maria da Paixão Rios Costa e Sibele Diones de Araújo Gomes, ex-membros da comissão de licitação da secretaria; Ronalte Carlos Fonseca Marinho, ex-supervisor de administração e conservação de praças esportivas; a Associação dos Delegados da Polícia Civil (Adepol); e a SCC – Serviços de Construções Civil Ltda. O motivo da ação é a utilização irregular de recursos públicos na reforma de um campo de futebol na Adepol.

O primeiro problema apontado é que a Adepol é um entidade associativa de caráter privado e, por isso, não poderia ser beneficiada por uma obra custeada pela administração pública. Como explicam na ação os promotores de Justiça Marcos Valentim Pinheiro Paixão e João Leonardo Sousa Pires Leal, titulares da 8ª e 16ª Promotorias de Justiça Especializadas na Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, “obras públicas somente podem ser realizadas em bens públicos, posto que o dinheiro investido é igualmente público”.

Além disso, a Lei de Responsabilidade Fiscal determina que qualquer destinação de recursos públicos ao setor privado deve ser feito por meio de autorização legal específica. O caso da reforma na Adepol não foi precedido de lei específica e nem estava previsto nas leis orçamentárias.

Outra questão apontada pelos promotores de Justiça, é que o processo de licitação, que escolheu a empresa SCC Serviços de Construção Civil Ltda., demonstra uma série de irregularidades, como ausência de documentação obrigatória, incompatibilidade de datas e desrespeito às formalidades exigidas pelo processo de licitação.

A primeira dessas irregularidades diz respeito aos autos do processo licitatório, que não foram autuados, protocolizados nem numerados. Outro ponto é que o documento convocatório para participar do processo foi entregue apenas às empresas Conserviços Construções e Serviços Ltda. e Quebra Poty Construções Ltda. Não há qualquer comprovação de que a empresa SCC, vencedora da licitação, tenha sido convocada.

O projeto básico do projeto, que deveria integrar o edital do processo, foi exposto apenas na fase interna da licitação, sequer fazendo parte do convite e, consequentemente, não chegando ao conhecimento dos interessados. Outra irregularidade encontrada foi o descumprimento do Decreto Estadual nº 21.178/05, que determina a obrigatoriedade de comprovação de regularidade para contratação com o governo estadual, por meio de certidão negativa de débito. Não há qualquer comprovação desse tipo nos documentos do processo licitatório.

Foram apontadas, também, uma série de irregularidades relativas a datas. O Termo de Homologação da licitação e o recibo não estão datados; e o Certificado de Regularidade do FGTS – CRF da empresa SCC – Serviços e Construções Civil LTDA. tem data de validade de 02 de abril de 2008, cerca de um ano antes do início do processo. Cabe ressaltar que o próprio edital da licitação determina a eliminação automática da empresa nos casos de irregularidades na documentação.

Outras incoerências

Vários documentos foram datados no mesmo dia da reunião da Comissão Permanente de Licitação para escolha da empresa vencedora; a nota fiscal do serviço tem a mesma data da escolha da empresa SCC, demonstrando que o serviço foi feito de forma antecipada. Isto fica ainda mais evidente pelo fato de a entrega da obra também ter sido realizada no mesmo dia.

Apesar de ter sua conclusão atestada pela Secretaria de Esportes e Juventude, uma auditoria da Controladoria Geral do Estado apontou, entre outras ilegalidades, que 17,24% da obra não haviam sido efetivados. Esse percentual da obra representaria um valor superior a R$ 15 mil. O valor total da obra foi de pouco mais de R$ 88 mil

Acusados 

São alvo da Ação Civil Pública o ex-secretário de esporte e juventude, Weverton Rocha Marques Sousa, por dar início e homologar o processo de licitação, além de autorizar o uso de recursos públicos em propriedade privada; a Associação dos Delegados da Polícia Civil (Adepol), beneficiária dos recursos públicos; SCC – Serviços de Construções Civil Ltda., beneficiária pela fraude, que recebeu os recursos públicos; Lina Maria de Aguiar Barbosa, Maria da Paixão Rios Costa e Sibele Diones de Araújo Gomes, membros da Comissão Permanente de Licitação, que conduziram o processo licitatório fraudulento; e Ronalte Carlos Fonseca Marinho, que na época era Supervisor de Administração e Conservação de Praças Esportivas, que atestou irregularmente que a obra havia sido concluída, no mesmo dia da escolha da empresa vencedora.

Caso condenados por improbidade administrativa, de acordo com a Lei 8429/92, os acusados estarão sujeitos as realizar o ressarcimento integral do dano ao erário, perder os bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, perder a função pública, suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos, pagamento de multa civil de até duas vezes o valor do dano e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios por um prazo de cinco anos.

As informações são Procuradoria Geral de Justiça

sem comentário »

JV Lideral

0comentário

jvlideral161209

Ainda como parte da primeira etapa da pré-temporada o JV Lideral realiza na tarde desta quarta-feira, 16, na cidade de São João do Paraíso, mais um amistoso, antes do recesso. O time que enfrentará a seleção paraisense sofrerá duas alterações com relação ao último amistoso quando na oportunidade empatou por 1 a 1, com Açailandia.

Na lateral direita, Bruno Limão entra em lugar de Roniery que foi punido por chegar atrasado à reapresentação, aliás, essa não é a primeira vez que o jogador não aparece no dia marcado e, no ataque o garoto Wallison substitui Toninho machucado.

Embora o ataque tricolor esteja formado por dois garotos, o técnico Sandow está colocando em campo a base que disputou a Taça Cidade de São Luis, ou seja, praticamente está repetindo a ultima escalação, com o objetivo de vencer o amistoso.

A ultima partida amistosa do JV, acontece nesta quinta-feira, 17, no CT Walter Lira, contra a equipe Sub-18, do Marília um dos representantes do Maranhão na Copa São Paulo de Juniores do próximo. De acordo coma diretoria após o amistoso todos os jogadores serão liberados para as festas de fim de ano, com reapresentação marcada para o dia 04/01/2010, quando será iniciada a segunda etapa da pré-temporada.

Provável time: Vicente; Bruno Limão, Joel, Jackson e Jeferson; Vagno Pereira, Ismael, Mazinho e Pelezinho; Wallison e Renato.

Willian Ferraz para o BLOG

sem comentário »