O dia seguinte…

0comentário

E o Moto repercute negativamente outra vez. Menos de 24 horas após ser anunciado como novo treinador do Moto Club, Dirceu Mattos desistiu de comandar o time rubro-negro e seguirá para a Armênia.

O “novo treinador” teria desistido de vir para São Luís após ser informado sobre a crise administrativa e financeira do clube.

– Eu havia acertado tudo com ele. Estava tudo certo e nós iríamos formar uma equipe para ser campeã maranhense, mas depois de ouvir as informações através de um programa de rádio daí de São Luís, o Dirceu falou comigo e disse que havia recebido uma proposta irrecusável da Armênia e que não iria mais – explicou o novo diretor de futebol, Artur Carvalho Filho.

Por telefone, o dirigente pregou a “união” no clube e disse que vai aguardar a reunião envolvendo membros da Junta Governativa e do Conselho Deliberativo para saber qual o futuro do Moto.

– Não dá para dizer muita coisa. Eu vou primeiro aguardar o resultado desta reunião e sinceramente espero que eles se entendam para o bem do clube – adiantou.

sem comentário »

Boa sorte

1comentário

Sampaio e JV Lideral iniciam hoje a caminhada na Copa do Brasil. Os representantes maranhenses se credenciaram a participar da competição que levará o campeão à Copa Libertadores após a conquista do Estadual (JV Lideral) e Taça Cidade de São Luís (Sampaio).

O JV Lideral não poderá atuar em casa. O Estádio Frei Epifânio D’Abadia não ficou pronto para a estreia do Trator em competições nacionais. O time de Imperatriz decidiu então jogar em Porto Franco. Do time campeão maranhense, apenas o meia Romarinho não permanece no grupo. O técnico Sandow Feques aposta no entrosamento da dupla Valdanes e Toninho para surpreender a Ponte Preta de Campinas-SP que chegou disposta a evitar o jogo de volta. Mas para isso terá que vencer o JV  por dois ou mais gols de diferença.

No Sampaio, a diretoria procurou manter os principais jogadores da temporada passada, entre eles o excelente goleiro Rodrigo Ramos. O zagueiro Mauro, o volante Edinho, o meia Castor e o atacante Selmir foram os principais reforços contratados. O restante da equipe é bem conhecida do torcedor Tricolor. Jogando fora de casa, o Sampaio já garantirá a classificação para a próxima fase se bater o São Domingos-SE por dois ou mais gols de diferença.

O JV Lideral enfrentará uma equipe de porte médio no futebol brasileiro. O time de Campinas cumpre boa campanha neste início de temporada e ocupa a 4ª colocação no Campeonato Paulista. Além disso, disputará o Campeonato Brasileiro Série B e é um dos candidatos ao acesso. Mesmo jogando com uma equipe mista, a Ponte é favorita e no JV todos sabem disso.

O Sampaio terá vida mais fácil, mas nem por isso deve entra no clima de já ganhou. O desconhecido São Domingos se classificou ao vencer a Copa Governador de Sergipe e atualmente ocupa a 5ª colocação no Campeonato Segipano com apenas 5 pontos. Mas apesar da campanha ruim todo cuidado é pouco. É melhor evitar surpresas.

A cobertura completa dos dois jogos você acompanhará pela Rádio Mirante AM. Boa sorte aos nossos representantes!!!!

1 comentário »

Novo técnico

3comentários

Se depender do tamanho do curriculum do novo treinador, o torcedor do Moto já pode começar a sonhar com melhores dias. A Junta Governativa está confirmando a contratação do paranaense Dirceu Mattos. Em meio a uma crise financeira e administrativa, além de anunciar a contratação de um novo técnico para o lugar de Raimundinho Lopes, o Moto estaria trazendo de imediato quatro reforços. Os nomes e a posição dos atletas ainda não foram divulgados. Este seria o primeiro ato do novo diretor de futebol, Artur Carvalho Filho.

Nome: Dirceu Matos
Naturalidade: Rolândia-PR
Data de nascimento: 02/04/1962

Como Atleta

Londrina–PR 1981
Toledo–PR 1982
Candido Motense SP 1983
Operário–MS 1983/1984
Ferroviária–SP 1984
Campeonato Paulista 1ª Divisão
Araçatuba–SP 1985
Grêmio Catanduvense–SP
Apucarana–PR
Cruzeiro-SP 1987
Grêmio Santanense–SP 1988
Chapecoense–SC 1989
Pinheiros–PR 1989
Atlético Paranaense–PR 1990
Paraná Clube–PR 1991
Atlético Paranaense–PR 1992
Chapecoense–SC 1992
Tubarão–SC 1993
Internacional de Limeira–SP 1994
Desportivo Espanhol–Argentina 1994
Ipiranga– RS 1995
Brusque–SC 1995
ABC – RN 1995/1996
Toledo–PR 1997

Como técnico

Nacional-PR 1998/2000 Gerente de Futebol
Londrina–PR 2001 Auxiliar Técnico
Nacional–PR 2003/2004 Técnico
Cascavel–PR 2004 Técnico
Nacional–PR 2005 Técnico
Arapongas–PR 2005 Técnico
Nacional–PR 2006 Técnico
Portuguesa Londrinense–PR 2006 Técnico
ADAP Maringá–PR 2007 Técnico
Londrina–PR 2007 Técnico
Paranavaí-PR 2008 Técnico
Juventus-SC 2008 Técnico
Engenheiro Beltrão-OR 2008 Técnico
Londrina-PR Junior Team 2009 Técnico
Grêmio Maringá 2009/2010 Técnico

Títulos como atleta

Campeão Sul Mato-Grossense – Operário.E.C 1984
Campeão Paranaense – C. Atlético Paranaense 1990
Campeão Paranaense – Paraná Clube 1991
Campeão Catarinense 2ª Divisão – Brusque.F.C 1995
Campeão Potiguar – ABC 1996

Títulos como técnico

Campeão Paranaense Invicto A2 – Nacional A.C 1998
Campeão Paranaense A1 – Nacional A.C 2003
3ª Colocação Paranaense A2 – Cascavel F.C 2004
Nacional 1º divisão 2005
Arapongas 2º divisão 2005
Nacional 1º divisão 2006
Portuguesa Londrinense Campeão A2 2006
Galo Adap Maringá Campeão Voleio Cup Torneio 2007
Londrina e.c campeão 1º turno copa Paraná 2007

Cursos

1º Meeting Paranaense de Profissionais de Futebol 2002
Curso Internacional Soccer Clinic- Brazil – Sitrepesp 2003
Footecon – Fórum Internacional de Futebol 2005
Estagio na Argentina – Chacarita Junior 2009

3 comentários »

Lei Pelé

0comentário

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (9) mudanças na Lei Pelé que garantem mais recursos aos clubes formadores de atletas e estabelecem limites no pagamento de indenizações pagas por atletas ou clubes que desrespeitem contratos. Ainda falta a análise de destaques, que só devem ser apreciados nesta quarta (10). Depois, o texto precisa ser analisado pelo Senado.

O substitutivo apresentado pelo deputado José Rocha (PR-BA) ao projeto do Executivo prevê que até 5% do valores pagos pelos clubes compradores nas transferências nacionais definitivas ou temporárias de atletas sejam distribuídos aos clubes formadores.

Outra modificação aprovada é o repasse aos clubes que ajudaram na formação de atletas de 14 a 17 anos de 1% do valor da transferência para cada ano de investimento no jogador. Nos casos de atletas entre 18 e 19 anos, o percentual cai para 0,5% por ano.

Os clubes formadores de atletas olímpicos terão garantido o aumento de recursos por meio de repasses de parte da arrecadação das loterias federais. Pelo texto original, o dinheiro para a formação de atletas olímpicos sairia dos comitês Olímpico (COB) e Paraolímpico (CPB), que ficam com 85% e 15% dos recursos das loterias, respectivamente.

O substitutivo também garante o chamado direito de arena aos clubes, além de disciplinar a captação de imagens por emissoras que não têm o direito de transmissão de jogos, que devem usá-las para fins jornalísticos, educativos ou desportivos.

De acordo com o texto, a duração das imagens deve ser de no máximo 90 segundos. Fica proibida ainda a associação das imagens com qualquer tipo de patrocínio, propaganda ou promoção comercial.

O texto do deputado José Rocha estabelece ainda que as indenizações para atletas e clubes sejam acertadas livremente, mas com a fixação de limites. No caso de jogador transferido para um clube nacional durante a vigência do contrato ou para o exterior e que volte ao futebol nacional em até 30 meses, a multa será de até 2 mil vezes o valor médio do salário. No caso de vendas para o exterior, não há limite para as multas.

O atleta passa a ter o direito de indenização em caso de rescisão de contrato por falta de salário, dispensa imotivada ou por outras hipóteses previstas na legislação trabalhista. A compensação nesses casos é de pelo menos o total de salários a que o jogador teria direito pelo tempo restante do contrato ou, no máximo, 400 vezes o salário mensal do atleta.

G1

sem comentário »