Fez até chover

2comentários

Foto: Biaman Prado/O EstadoVida de goleiro é assim mesmo: um dia é o vilão e no outro é o herói. Em menos de uma semana, o goleiro do Sampaio Corrêa, Rodrigo Ramos, sentiu na pele esses dois extremos. Tudo porque, contra o Atlético-PR, pela Copa do Brasil, o “Paredão Tricolor” foi cobrado pela torcida por não ter conseguido evitar o gol de falta de Paulo Baier.

Mas as cobranças vindas das arquibancadas na última quarta-feira (17), deram lugar aos aplausos neste domingo, justamente no clássico contra o Moto Club. Rodrigo Ramos fez grandes defesas durantes os 90 minutos e evitou que o Papão fizesse um golzinho sequer. O goleiro fez de tudo, até chover em São Luís ele conseguiu.
 
Pelo que pegou no clássico, tem torcedor tricolor acreditando que Rodrigo Ramos foi o responsável pela chuva deste domingo na Capital maranhense.

– É vida de goleiro. Há 4 dias, eu me senti triste por ter tomado o gol do Paulo Baier porque era uma bola defensável. O futebol te dá novas oportunidades a cada dia. Eu teria que dar uma resposta a mim mesmo. Foram defesas difíceis. A gente espera continuar a ajudar o Sampaio nesta caminhada – disse à Rádio Mirante AM.

Por Paulo de Tarso Jr.

2 comentários para "Fez até chover"


  1. raimundo

    VIGIA,, V I G I A,, essa é a denominação pra goleiro q leva gol do meio campo, independente q tenha tocado em alguem, a diferença está na diretoria, lá tem força de vontade aqui ñ ; contrataram 1 profissional qualificado e q joga com amor ao time( diferente de amor ao CLUBE )os 2 goleiros do MOTO ja passaram o tempo de aprenderem ( cavalo velho ñ pega marcha ) também o trinador Tião Scarpino foi 1 péssimo goleiro e quem nunca aprendeu ñ pode ser professor, assim diz FONTINELLI ” elementar meu caro” ;; a diretoria motense tem q começar contratando 1 preparador de goleiro, depois um bom goleiro, pelo nivel da competição ñ precisa ser um exelente goleiro, basta ser do nivel do Rodrigo Ramos, a verdade é q estão esperando até agora pelo “”mão na nota””,, e estão á beira do impossivel de arcar com os compromissos financeiros;; esses 2 quase 3 meses de inadimplencia ainda pode dar 1 problema seríssimo, ou até inssolúvel.

  2. alexandre

    E enquanto isso, o goleiro do Moto anda falhando como sempre.

    Desde de o jogo lá de bacabal que anda falando que o Moto não tem goleiro.
    É bricadeira os gols que ele vem aceitando.

deixe seu comentário