Desequilibrou

13comentários

O presidente do Sampaio, Sérgio Frota até tentou falar com tranquilidade, mas outra vez acabou atribuíndo à arbitragem, a derrota na primeira partida decisiva do 1º turno da Copa União, diante do JV Lideral, por 2 a 1, em pleno Estádio Nhozinho Santos. Frota criticou o árbitro Edílson Santiago Cardoso que teria marcado um pênalti em favor do Sampaio quando o jogo ainda estava 1 a 0, mas atendendo a uma sinalização do assistente acabou mudando de opinião.

– O cara vem apitar e o bandeirinha aqui dentro vem nos prejudicar. O Sampaio ganhava de 1 a 0, ele [Edílson Santiago Cardoso] marcou um pênalti e não foi homem para confirmar a marcação. O JV é um grande time, agora não precisa do Edílson Santiago para ganhar jogo. Quem ganhou o jogo foi o seu Edílson Santiago e o bandeirinha. Esse juíz não tem condição de apitar. Tem que apitar segunda, terceira divisão ou pelada – disparou Frota.

13 comentários »

Equilíbrio no JV

1comentário

Mesmo com a vitória por 2 a 1 e a vantagem ampliada diante do Sampaio na decisão do 1º turno da Copa União, o técnico Sandow Feques entende que não há nada para comemorar. Ele destacou a disciplina e o amadurecimento da equipe como fatores decisivos para que o JV Lideral chegasse a esse grande momento no futebol maranhense.

– A equipe do JV desde o ano passado está mostrando que futebol deve ser jogado de forma coletiva e participativa. O JV é uma equipe jovem, mas que está demonstrando que amadureceu bastante, mas nós ainda não vencemos nada. Tem esse jogo muito difícil em Imperatriz afirmou.

Para o jogo de volta diante do Sampaio, Sandow não poderá contar com a dupla de zagueiros titulares. Fagundes e Daniel Meneses foram expulsos e terão que cumprir a suspensão. Feques só vai começar a pensar nos substitutos a partir de quarta-feira.

Nesta terça-feira, os jogadores do JV Lideral participam do amistoso de inauguração do novo Estádio frei Epifânio D’Abadia diante do Penãrol de Montividéu, do Uruguai.

1 comentário »

Moto Club

0comentário

E o Moto ganhou mais dois reforços para o 2º turno da Copa União. Trata-se do zagueiro maranhense Paulo Sérgio, de 22 anos. Vou dizer pouca coisa. O cara surgiu nas divisões de base do Internacional de Porto Alegre, depois andou por equipes do interior do Rio Grande do Sul.

O outro reforço é o goleiro Eufrásio que vem do futebol cearense. Mesmo com a contratação de Eufrásio, o Moto estaria acertando com outro goleiro e mais dois atacantes.

sem comentário »

Ninguém segura o JV

1comentário

Se a vantagem do JV Lideral já era boa, agora ficou ainda melhor. A vitória, de virada por 2 a 1, esta noite, no Estádio Nhozinho Santos deixou o JV com uma mão na taça do 1º turno da Copa União.

O JV pode até perder o jogo de volta por um gol de diferença que ainda assim conquistará o título de campeão do 1º turno da Copa União. O Sampaio terá que vencer por pelo menos dois gols de diferença para conquistar o turno.

O time de Imperatriz venceu a 7ª partida fora de casa e segue com 100% de aproveitamento jogando longe da sua torcida e mantém a invencibilidade na competição.

Os gols

O Sampaio abriu o placar aos 18 minutos do 1º tempo com Célio Codó. O time boliviano vencia por 1 a 0 quando o árbitro Edilson Santiago marcou pênalti em Célio Codó, mas atendendo a uma sinalização do assistente Sérgio Henrique Campelo Gomes, o árbitro acabou mudando de opinião. O lance provocou muita reclamação de jogadores, comissão técnica e da diretoria Tricolor.

Aos 30 minutos, o zagueiro Fagundes dá um soco no atacante Gabriel e acaba expulso de campo. Aos 38 minutos, o atacante Toninho aproveitou uma sobra dentro da área e empatou para o JV Lideral. Foi o 12º gol do artilheiro da Copa União.

As coisas começaram a se complicar para o Sampaio após o gol de empate. O atacante Célio Codó revidou uma entrada de Daniel Menezes e também acabou expulso.

No 2º tempo, o JV Lideral demonstrou que estava mais disposto a vencer o jogo. A 14 minutos, o lateral-direito Roniére cruza e o baixinho Vagno Pereira faz 2 a 1. Aos 19 minutos o JV ainda teria o jogador Daniel Meneses expulso. Mesmo com nove jogadores, o JV esteve mais perto de fazer o terceiro gol.

O jogo de volta entre JV Lideral x Sampaio será na próxima quinta-feira, às 20h30, no Estádio Frei Epifânio D’Abadia, em Imperatriz.

1 comentário »

Koff bate Kleber Leite

1comentário

0,,39810299-EX,00Fábio Koff, ex-presidente do Grêmio, foi reeleito, no início da tarde desta segunda-feira, presidente do Clube dos 13 para o próximo triênio. Com 12 votos a 8, ele bateu flamenguista Kléber Leite, em eleição realizada em São Paulo. Será o sexto mandato de Koff, que está no comando da entidade desde 1996.

A eleição é feita de forma direta, com os 20 presidentes de clubes votando. Kléber precisaria ter 11 votos, porque, pelo estatuto, o candidato mais velho ganharia em caso de empate. Koff teve as 12 indicações que esperava e ganhou.

Logo após a votação, o candidato derrotado comentou o resultado e cobrou do vencedor empenho para realizar mudanças.

– Montamos uma oposição forte o que mostra que as mudanças têm de ser feitas. Agora, espero que o Koff cumpra o que prometeu. É preciso uma melhora na estrutura e mais força para os clubes junto à CBF e a Conmebol, além de força no Senado para a mudança de leis – declarou Kléber Leite.

O presidente do Corinthians, Andrés Sanches, que deu suporte à candidatura de Leite, reforçou as cobranças.

– Agora que a eleição acabou, temos de cobrar as mudanças que o Fábio Koff prometeu – disse o mandatário do Timão.

Em uma manobra política, Fábio Koff antecipou o pleito. Marcada inicialmente para novembro, a eleição veio para abril. Nos bastidores, se comenta que a mudança foi uma cartada para não permitir que Kléber Leite tivesse tempo para sair em campanha e tentar ganhar novos apoios.

Apesar disso, o ex-dirigente do Flamengo preferiu destacar que suas diferenças com o presidente reeleito se resumem à forma de pensar.

– Não tenho mágoas, tenho grande carinho pelo Koff, mas neste momento pensamos diferente – explicou.

Confira como votaram os clubes:

Fábio Koff (12 votos)  Kléber Leite (8 votos) 
Atlético-MG, Atlético-PR, Bahia, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Guarani, Internacional, Palmeiras, Portuguesa, São Paulo e Sport.

Kléber Leite (8 votos)
Botafogo, Corinthians, Coritiba, Cruzeiro, Goiás, Santos, Vasco e Vitória.

Carolina Elustondo, do Globoesporte.com

1 comentário »

Ainda a Copa Nordeste

2comentários

O debate é uma das mais importantes manifestações da democracia.
Muitos que lêem essas linhas foram criados sem fronteiras no campo da expressão.
Seguindo princípios falamos e pensamos o que quisermos.

Há dois dias, a volta da Copa Nordeste era cobrada com veemência por todos.
Não li, ouvi um comentário que fosse contrário à sua volta. Isso há dois dias.
Eis que o Nordestão é oficialmente “ressuscitado” e eis que as criticas por seu retorno ganharam vida.

Criticar é válido num mundo democrático, principalmente quando é feito de forma embasada, com argumentos.
O cerne das criticas em relação ao Nordestão está no calendário da competição.
Não aceitam o período de realização, que vai entrar pela Copa do Mundo e Campeonato Brasileiro, mas pergunto, se assim não for, como será?

Exterminem as ideias do fim dos Estaduais – isso é um devaneio.
Os campeonatos locais existirão até quando nossa bandeira deixar de ser verde e amarela.
Não sou fã dos Estaduais, os vejo cada ano mais enfraquecidos, chatos, mas existem “forças” maiores que os sustentam. Creiam!

Seja quando e como for (até mesmo com jogos aos domingos depois do Fantástico), temos de celebrar a volta do Nordestão, o “sinal 1” que nosso futebol pode sair da “UTI”.
Com a competição consolidada, investimentos aportarão por aqui, ela se tornará cada vez mais forte e inerente ao crescimento da Copa Nordeste virá a qualificação, o engrandecimento dos clubes. Isso é pontual!

Que coloquem times mistos, que a deixem em segundo, terceiro plano, mas não desdenhem de uma competição que pode trazer milhões de reais de lucro ao seu campeão.

Lamento não podermos bater no peito o fato de termos uma competição realmente nordestina, plural. Não engulo (nem com farinha) as ausências do Maranhão e Piauí, estados de futebol forte, torcidas apaixonadas, que precisam ainda mais que os demais da Copa para se soerguerem.

Que no ano que vem se reveja esse contexto, que se estabeleça um sistema de classificação por ranking, que pode vir a ser pelos famigerados estaduais, mas que tenhamos uma genuína Copa do Nordeste.

Façamos o esforço e apoiemos o Nordestão. Tanto torcemos por sua volta, não vamos agora “queimar” o seu filme.

Blog Futebol Nordestino

2 comentários »

Mudança à vista

3comentários

Vai depender dos clubes. O diretor técnico da FMF, José Alberto de Moraes Rego adiantou ao BLOG que vai consultar os clubes sobre a rodada de domingo, na abertura do 2º turno da Copa União.

A exemplo do que aconteceu ontem, o dirigente da FMF quer ouvir os clubes sobre uma possível mudança de data em função dos jogos decisivos no Rio de Janeiro (Botafogo x Flamengo) e São Paulo (São Paulo x Santos) que serão transmitidos ao vivo  pela televisão para todo o país.

José Alberto afirmou que a rodada dupla marcada para São Luís poderá ser transferida para a segunda-feira. Neste caso, o Moto enfrentaria o Santa Quitéria, às 18h30 e o Maranhão estrearia no returno contra o Nacional, a partir de 20h30.

No caso do jogo entre Imperatriz x Sampaio, a partida até poderá ser antecipada para o sábado ou transferida para a segunda-feira, mas tudo vai depender da concordância do Sampaio. Também há a possibilidade do jogo acontecer no domingo às 18h30 ou 19h. Esta é a mesma situação do jogo entre Bacabal x Iape, marcado para o Estádio Correão, em Bacabal.

A partida entre Viana x JV Lideral deverá mesmo ocorrer no domingo, às 15h45.

3 comentários »

Barras pega o Comercial

0comentário

O Comercial é o segundo finalista para a decisão do primeiro turno do Campeonato Piauiense de 2010. O time conquistou a vaga ao bater o 4 de Julho, por 1 a 0, na manhã desta segunda-feira, no Estádio Deusdedit de Melo, em Campo Maior. Na ida, houve empate, por 1 a 1.

O duelo foi cooncluído somente nesta segunda, por conta das fortes chuvas que caíram no Estado do Piauí durante o domingo. O jogo acabou paralisado por determinação da Federação Piauiense de Futebol (FPF) aos 17 minutos do primeiro tempo.   

Agora, o Comercial encara o Barras, que garantiu sua vaga, no sábado, mesmo após perder, por 2 a 1, para o Parnayba.  Esta foi a primeira derrota do Barras no Estadual. 

Agência Futebol Interior

sem comentário »

Ceará e Guarany na decisão

0comentário

Deu a lógica no Castelão neste domingo. O Ceará, que teve uma campanha impecável no returno, garantiu sua vaga na decisão do turno ao golear o Crato por 3 a 0. Agora vai enfrentar o Guarany de Sobral, que fez 2 a 1 no Horizonte, no sábado, e também se tornou finalista. O Fortaleza, campeão do primeiro turno, vai apenas observar esta final.

Com 25 pontos e invicto no returno o Ceará encontrou pela frente um adversário valente. Mas teve a sabedoria para chegar à vitória. Erick Flores abriu o placar aos oito minutos do primeiro tempo, dando um fôlego e tirando a pressão sob o time cearense. 
Luizinho ampliou aos 18 minutos do segundo tempo e o mesmo Erick flores fechou o placar aos 32 minutos.

Esta foi a terceira vitória do Ceará sobre o Crato na temporada. Nas duas vezes anteriores, o Ceará levou a melhor. No primeiro turno, venceu por 2 a 0, em casa, e no segundo turno goleou o Crato por 4 a 0, mesmo na casa do rival. 

Resultados das semifinais:

Sábado
Guarany de Sobral 2 x 1 Horizonte

Domingo
Ceará 3 x 0 Crato

Agência Futebol Interior

sem comentário »

Remo vence o Paysandu

0comentário

No encerramento da quarta rodada do segundo turno do Campeonato Paraense, para mais de 15 mil pessoas, o Remo venceu o clássico contra o Paysandu, por 2 a 1, e “roubou” a posição que o arqui-rival ocupava na classificação do torneio.

A vitória levou o bicolor à segunda posição com nove pontos, atrás apenas do Águia, que tem 12. Já o Papão, que venceu o primeiro turno, sofreu sua primeira derrota no turno e caiu para a terceira posição, com os mesmo sete pontos que iniciou a rodada. 

O jogo

Todos os gols da partida saíram no primeiro tempo. Marlon abriu o placar logo aos três minutos, após escorar cruzamento de Patrick. O Paysandu não demorou muito para igualar o marcador. Aos 17 minutos, Bruno Rangel completou para o gol depois de boa jogada de Thiago Potiguar.

Ainda no final do primeiro tempo, foi expulso pelo lado do Remo e mesmo com um jogador a menos, no finalzinho da primeira etapa, Landu aproveitou cruzamento de Marlon e recolocou o bicolor na frente do marcador.

A segunda etapa foi marcada por nervosismo e confusão. Atrás no marcador o Paysandu era só ataque e não restava outra opção ao Remo a não ser se defender. Aos 23 minutos, o volante Sandro Goiano foi expulso, mas se recusou a deixar o gramado, ai a confusão foi armada. Antes de sair do campo, o volante agrediu a bandeirinha.

Cametá vacila

No outro jogo da noite deste domingo, o Cametá foi até Santarém e empatou com o São Raimundo, por 2 a 2. Os visitantes começaram vencendo por dois a zero e permitiram o empate do time da casa.

O empate deixou as duas equipes em situações semelhantes na tabela. O Cametá está na sexta colocação, com quatro pontos, enquanto o São Raimundo é o quinto, com cinco.

Confira a 4ª rodada da Taça Estado do Pará:

Independente 2 x 3 Ananindeua
Águia 2 x 1 Santa Rosa
Remo 2 x 1 Paysandu
São Raimundo 2 x 2 Cametá

Agência Futebol Interior

sem comentário »