Não houve o julgamento do Escândalo da 2ª divisão

1comentário

Ainda não foi desta vez que o escândalo da Segunda Divisão do Campeonato Maranhense teve uma definição. Isso porque, mais uma vez, o julgamento dos processos que envolvem o Moto Club foram suspensos. A informação foi confirmada pelo presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão (TJD-MA), José Ribamar Marques, em entrevista à Rádio Mirante AM.

De acordo com Marques, o motivo por mais esta suspensão do julgamento do caso da Segunda Divisão aconteceu porque o TJD do Maranhão espera por um parecer do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A decisão que o TJD espera é sobre um mandado que o próprio José Ribamar Marques impetrou sobre a sua participação no julgamento da Segunda Divisão.

O presidente do TJD entrou com este mandado no STJD porque auditores do tribunal maranhense julgaram que José Ribamar Marques estaria “impedido” de julgar o caso da Segunda Divisão. E o motivo alegado por esses auditores seria de que Marques já teria se posicionado sobre o caso antes do julgamento.

No entanto, José Ribamar Marques acredita que esse motivo não procede e, por isso, entrou com o mandado no STJD. Mesmo assim, Marques não crê em demora da Justiça Desportiva. Porém, enquanto o STJD não tomar uma posição a respeito da participação de Marques no julgamento, a Justiça maranhense não poderá julgar nada sobre o caso.

– Os processos que envolvem o Moto com a Justiça Desportiva serão julgados em seus momentos próprios. Tá se fazendo uma celeuma muito grande, dizendo que o processo tá demorando julgar. Mas em todo processo seja ele disciplinar, desportivo, judiciário existe o direito de defesa. E nesse processo existe advogado do Moto, Viana, Chapadinha e Santa Quitéria. E atualmente não tá sendo julgado este processo porque os membros da Justiça Desportiva do Maranhão entenderam que eu seria impedido de atuar no processo do Moto e eu entrei com mandado de garantia no Superior Tribunal de Justiça Desportiva mostrando que não sou impedido. Por isso, o STJD deferiu uma liminar favorável a mim dizendo que não estou impedido e isso causou a suspensão do julgamento do processo que seria hoje (segunda-feira). Até então, este processo não pode ser julgado enquanto não for decidido o mandado de garantia que eu impetrei lá no STJD – disse José Ribamar Marques.

Ainda de acordo com o presidente do TJD-MA, o julgamento do caso da Segunda Divisão somente será posto novamente em pauta após o término da Copa do Mundo, uma vez que o STJD está de recesso devido o Mundial.0

– Os membros do STJD, em razão da Copa do Mundo, estão na África do Sul assistindo a Copa do Mundo. E isso decretou o recesso. E só vai voltar na segunda-feira, quando terminar a Copa do Mundo – finalizou.

Enquanto isso…

O Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão (TJD-MA) elegeu, nesta segunda-feira (5), Antônio Américo Lobato como o novo presidente do tribunal. Ele substituirá José Ribamar Marques. Também foi decidido o novo vice-presidente do TJD-MA. Trata-se de Tadeu de Jesus.

O mandato de Antônio Américo Lobato será de dois anos. A posse da nova diretoria do TJD está marcada para o dia 23 deste mês.

Logo após a confirmação de que seria o novo presidente do TJD-MA, Antônio Américo Lobato concedeu entrevista à Rádio Mirante AM. Ele disse que a sua administração será voltada para a modernidade do tribunal.

– Recebemos esta missão. Encaro ela como uma tarefa árdua em função do atraso que está nosso tribunal. Nós estamos na idade da pedra lascada. Os procedimentos e processos têm erros que causam nulidade. Queremos fazer uma administração voltada para a modernidade – explicou.

Por Paulo de Tarso Jr.

1 comentário para "Não houve o julgamento do Escândalo da 2ª divisão"


  1. HELY – DRAGÕES DA FIEL

    ME CONTA UMA NOVIDADE!

    JA ESTOU PREPARANDO A FESTA DE UM ANO DESTA PALHAÇADA!

deixe seu comentário