Zico e amigos realizam amistoso no Castelão

6comentários

2160913-2027-rec

Nesta quarta-feira (20) a Seleção Maranhense, formada por ex-jogadores do Estado, realizará um amistoso contra os Amigos de Zico, em homenagem aos 60 anos do Galinho. O jogo será disputado no Estádio Castelão, às 20h. A grande estrela deste jogão, Zico desembarca em São luís nesta quarta-feira, às 14h.

No time maranhense, jogadores como Juca Baleia, Neguinho, Paulo César, Raimundinho Lopes e Kleber Pereira são as principais atrações. O zagueiro Neguinho, aos 74 anos, é o jogador mais velho da equipe.

O jogo marcará o encontro de dois camisa 10 rubro-negros. Raimundinho Lopes, destaque no Moto, e Zico, pelo Flamengo, se enfrentaram em 1983 pelo Campeonato Brasileiro e agora voltarão jogar entre si no Castelão. O ex-meia motense avisa que quer marcar um gol contra o Galinho.

“Vai ser um bom jogo, nós temos uma boa Seleção. Vai ser belo jogo. Só não dá para marcar o Zico. Mas se der para marcar o gol no time dele, vamos tentar”, disse Raimundinho Lopes.

A partida festiva será o terceiro jogo de Zico no Castelão. Anteriormente o Galinho jogou somente em duas ocasiões no maior estádio maranhense, defendendo a Seleção Brasileira, em 1982, e o Flamengo, em 1983. Quem também está ansioso pelo confronto é o zagueiro Carlito, que deverá formar a dupla de zaga maranhense.

“É um prazer enorme participar desse evento e estar presente na festa do Zico. Estou preparado, tranquilo. A gente tem aquela coisa ainda de querer mostrar que tem qualidade, mas a qualidade técnica a gente não esquece. Estamos tranquilo, esperando que o público venha e prestigie o evento”, disse Carlito.

Ingressos

As entradas estão sendo vendidas nas bilheterias dos estádios Castelão e Nhozinho Santos, pelos preços de R$ 30 (meia R$ 15) para o setor coberto e para o setor coberto por R$ 40 (meia R$ 20), mas o torcedor que doar 1 kg de alimento não perecível terá direito à meia-entrada.

Os times

Amigos de Zico: Marcelo Leite, Maurinho, Zé Carlos, Jorginho Paulista, Valber, Rodrigo Costa, Marcão, Gonçalves, Junior Baiano, Djair, Zinho, Zico, Bruno Coimbra, Thiago Coimbra, Djalminha, Alex Dias, Donizete e Julinho.

Seleção Maranhense: Juca Baleia, Tião, Carlito, Neguinho, Maurício, Nascimento, Raimundinho, Paulo César Coração de Leão, Jânio, Osvaldo, Tovar, Hiltinho, Paulo César e Kleber Pereira.

6 comentários »

Imagem do dia: Missa de São José

0comentário

ribamar

A imagem do dia vem do Largo do Santuário de Ribamar, em São José de Ribamar. Mesmo com a chuva, centenas de fiés buscaram a proteção de guarda-chuvas para participar da celebração de encerramento da festa de São José. A foto é de Juciarllyson R. Wolff.

sem comentário »

Eliziane diz que base governista quer atralhar CPI

3comentários

elizianegamaApós mais de um mês da aprovação do requerimento para a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito que investigará crimes contra a mulher, a CPI ainda aguarda a indicação de nomes da base governista para poder ser instalada.

Na manhã desta terça-feira, dia 19 de março a presidente da Comissão de Direitos Humanos e autora do requerimento para instalação da CPI, deputada Eliziane Gama (PPS) lamentou a condição imposta pelos líderes da base governista para indicação de nomes para compor a CPI.

De acordo com Eliziane Gama, a condição é que ela não participe como membro da Comissão que tem como objetivo combater todo tipo de violência contra a mulher no Maranhão. Ela afirmou que está impressionada com o posicionamento, mas não pode se omitir e nem ficar fora do debate sobre os direitos da mulher, por que cada dia aumenta o número de casos de violência.

“É um absurdo! Estou impressionada com a condição imposta pela base governista de indicar os membros para a CPI somente se o meu nome for excluído da comissão. Será que o fato de eu ser mulher e militante dos direitos humanos intimida?”, lamentou.

Eliziane Gama questiona a tentativa de excluí-la dos trabalhos da CPI e disse que espera que os parlamentares tenham sensibilidade com a causa e revejam o posicionamento.

“Espero que possam rever o posicionamento e nos dê a oportunidade de trabalhar nesta comissão”, completou.

Por telefone, o líder do governo César Pires negou a versão da deputada Eliziane Gama.

“Não há nenhuma orientação do governo para não aprovar esta CPI. Não é a liderança do governo que tem que indicar os nomes para a CPI, mas sim a liderança dos blocos o que falta é acordo entre os blocos que são cinco e até aqui nenhum fez a indicação”, explicou César Pires.

Foto: JR Lisboa/Agência AL

3 comentários »

Prefeitura vai revitalizar Hospital da Mulher

1comentário

hospital-da-mulherA Prefeitura de São Luís vai revitalizar o Hospital da Mulher, localizado na Avenida dos Portugueses na área Itaqui-Bacanga, que há quatro anos está passando por um processo de sucateamento. A secretária adjunta de Saúde, Sílvia Cavalcante, e representantes de movimentos sociais organizados e da administração municipal realizaram mesa de debate nesta segunda-feira (18), para planejar o futuro do hospital.

“A partir da discussão com a comunidade vamos elaborar um plano de ações estruturantes para o Hospital da Mulher que possa ser executado a curto, médio e longo prazo”, esclareceu Silvia Cavalcante.  De imediato a Secretaria de Saúde (Semus) vai melhorar a Central de Marcações de Consultas (Cemarc), que funciona dentro do Hospital da Mulher.

A melhoria do serviço vai evitar a formação de filas para marcar consultas. Também serão reiniciados dentro dos próximos dias os procedimentos cirúrgicos, suspensos desde o ano passado. Há 75 cirurgias agendadas desde 2012.

Inaugurado em 2007, o Hospital da Mulher emergiu numa crise profunda na gestão passada. O processo de sucateamento atingiu principalmente os equipamentos médicos, alvo de roubos. A constatação sobre o estágio de abandono da unidade de saúde foi constatado por uma equipe da Secretaria de Saúde e representantes dos movimentos sociais em visita técnica realizada em 14 de março. O levantamento, elencando os problemas acumulados na unidade de saúde, constituiu um relatório.

1 comentário »

Kleber Pereira garante retorno ao Moto

7comentários

kleberpereira“Pode contar comigo. Estou pronto para volta ao Moto e ajudar a tirar o meu time desta situação”.

Estas foram as primeiras palavras do atacante Kleber Pereira após conversar por telefone com o presidente do Moto, Roberto Fernandes e receber o convite oficial para voltar a vestir a camisa rubro-negra.

O atacante disse que espera devolver a alegria à torcida do Moto logo na 2ª divisão do Campeonato Maranhense.

O presidente do Moto se disse muito feliz com a disposição do goleador em voltar a vestir a camisa 10 do clube.

“Ele é um jogador fundamental neste momento de reconstrução da imagem do Moto. Kleber confirmou  que estará com a gente neste projeto”, disse Roberto Fernandes.

Segundo Roberto, Kleber se mostrou motivado com o projeto do Moto para esta temporada.

“Kleber já sabe que o nosso projeto é ganhar a 2ª divisão e depois, no seletivo garantir a vaga para o Moto na Copa do Brasil 2014, e os gols dele serão fundamentais para essas conquistas. Ele sabe que os desafios são grandes, mas se mostrou motivado para nos ajudar a vencê-los”, finalizou.

O  presidente Roberto Fernandes confirmou para o mês de abril o lançamento dos novos uniformes do Moto confeccionados pela Super Bolla. O Moto lançará o modelo tradicional rubro-negro, um novo uniforme branco e a novidade será o uniforme branco com verde, o primeiro uniforme da história do Moto.

7 comentários »

Google é condenado por ofensa à criança

0comentário

José-Américo-Abreu-CostaO juiz José Américo Abreu Costa, titular da 1ª Vara da Infância e da Juventude de São Luis, condenou a Google do Brasil por causa de veiculação na internet de matéria ofensiva à dignidade de uma criança maranhense, cuja identidade é mantida em sigilo de Justiça. A ação foi suscitada pelo Ministério Público e julgada nesta terça-feira (19).

Na decisão liminar proferida pelo magistrado, o site terá que retirar do ar uma matéria ofensiva à criança, cujos pais já haviam denunciado o abuso da veiculação. A Google argumentou que a empresa não possui mecanismos para coibir esse tipo de mensagem ofensiva à honra das pessoas.

Durante a sua defesa, a Google reconheceu que não exige qualquer identificação dos seus usuários. Foi alegado, ainda, que se houvesse alguma exigência da empresa nesse sentido, haveria uma “inviabilização dos serviços de internet”.

Ao proferir a decisão, José Américo entendeu que na medida em que a Google “disponibiliza serviços de internet sem dispositivos de segurança e controle mínimos e ainda permite a veiculação de material de conteúdo sem sequer identificar o usuário deve ser responsabilizada pelo risco de seu empreendimento”.

O juiz não acolheu a alegação da Google sobre a inexistência de mecanismos técnicos de controle das veiculações de suas matérias, uma vez que o cadastro de usuários é realizado apenas mediante login e senha, sendo reconhecida pela própria Google a ineficiência da sua forma de cadastramento.

A decisão liminar foi cumprida pela empresa Google e agora a ação foi julgada procedente no mérito, confirmando-se a liminar concedida.

sem comentário »

Estudantes são certificados em projeto dos EUA

0comentário

pedrofernandes1Os estudantes maranhenses participantes da primeira turma do projeto Young Teachers, Future Leaders (Jovens Professores, Futuros Líderes) receberam seus certificados, durante a cerimônia realizada no Teatro Viriato Corrêa (Ifma/Monte Castelo). O evento, promovido pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a embaixada dos Estados Unidos no Brasil foi prestigiado por alunos, professores e diretores de escolas públicas.

Entusiasmado com o êxito do projeto YTFL, que é vinculado ao Programa Jovens Embaixadores, o secretário Pedro Fernandes Ribeiro falou aos promissores jovens que “se garante um excelente futuro fazendo um grande presente”, citando com exemplo os estudantes que foram certificados.

Como secretário de Educação, Pedro Fernandes destacou que abriu um canal permanente de diálogo com os pais, alunos, professores e gestores para construção de uma escola nova com espaços democráticos, princípios e objetivos definidos para ofertar ensino de qualidade.

A cônsul de Assuntos Públicos da Embaixada Americana, Heidi Arola, que confessou ser egressa de escola pública, falou sobre a importância da missão diplomática norte-americana e a missão do departamento de diplomacia pública de buscar parcerias e promover o intercâmbio de experiências exitosas.

A secretária-adjunta de Projetos Especiais da Seduc, Conceição Andrade, ressaltou o empenho dos participantes do programa Jovens Embaixadores, acrescentando que este comportamento faz parte da personalidade das pessoas que constroem o seu próprio caminho. Ela agradeceu aos parceiros do projeto e, principalmente, às famílias, que incentivaram os jovens a lutarem por um caminho de sucesso.

De acordo com Conceição Andrade “o YTFL é uma iniciativa pedagógica interessante e proporciona aos alunos de rede pública uma visão diferenciada de mundo, contato com diferentes culturas e modos de viver”.

Fotos: Orcenil Jr

sem comentário »

Assembleia acaba com 14º e 15º de deputados

2comentários

assembleiaA Assembleia Legislativa do Maranhão (AL-MA) aprovou por unamidade a extinção do 14º e 15º salário na manhã desta terça-feira (19), em São Luís. A votação foi realizada em sessão extraordinária, após requerimento de urgência feito na segunda (18) pelo deputado e vice-presidente da casa Max Barros (PMDB).

A decisão acontece praticamente um mês após o Congresso Nacional aprovar medida equivalente para deputados federais e senadores. De 2006 a 2012, os 42 deputados estaduais do Maranhão receberam o equivalente a 18 salários por ano. No final destes anos, cada parlamentar estadual recebeu R$ 360 mil.

Em abril do ano passado, a redução de 18 para 15 salários foi aprovada pela assembleia, em sessão extraordinária realizada três dias após o Fantástico exibir reportagem sobre os gastos exorbitantes dos Legislativos do país. A partir da aprovação, os deputados não vão mais receber, em fevereiro e dezembro de cada ano, a ajuda de custo de R$ 50.105,00 a que tinham direito.

Foto: Jr Caledônio/Agência Assembleia

G1

2 comentários »

Chorão tentava reaprender a viver

3comentários

zecabaleiroUma das coisas que mais abomino no circo de horrores do showbiz é a capacidade que algumas pessoas têm, artistas ou não, de capitalizarem a desgraça (ou pior, a morte) alheia. “Fulano morreu? Hmmm, vou preparar um tweet bem bacana!…” Ou: “Vou ensaiar um depoimento bem lacrimoso pra dar à TV ou ao jornal”…

Quando Chorão morreu, fui procurado por jornais e TVs para dar o meu depoimento lacrimoso, afinal todos (ou quase todos) sabiam da nossa proximidade. Mas evitei. Não estou no time dos que capitalizam a desgraça alheia, como há aos montes por aí. Nem havia risco de eu ser confundido com tal espécie. Mas às vezes é preciso, de um modo quase militante, deixar bem claras as diferenças entre você e o mundo, por mais presunçosa que esta afirmação possa parecer. “Não basta que a mulher de César seja honesta, ela precisa parecer honesta”, diz sábio ditado popular.

Sim, éramos próximos. E sim, poderia dizer que fomos amigos, mesmo pertencendo a mundos tão distantes, e mesmo nos vendo tão poucas vezes na vida. Mas o sentido de “amizade” é algo que independe da frequência com que as pessoas se veem, penso eu. Tem mais a ver talvez com uma certa “afinidade”, palavra de sentido vago, mas que talvez explique a empatia que sempre senti com Alexandre, digo, Chorão. Ele gostava de dizer: “Você foi o primeiro cara da MPB a dar moral pra gente”. E eu retrucava: “Não sou MPB, pô, sou rock também. Só que de outra espécie”. Ele ria.

Desde que gravei “Proibida pra mim”, há 12 anos, e dei seguidos depoimentos elogiando a banda e suas sacadas poéticas, estivemos juntos em várias ocasiões. Primeiro pra uma matéria do “Vídeo Show”, mostrando o encontro inusitado entre uma banda de hard rock e um compositor da “MPB” (“deixe que digam, que pensem, que falem”…). Depois em várias canjas por festivais Brasil afora — “Planeta Atlântida” em Floripa, “Lupaluna” em Curitiba (na última vez em que canjeei com a banda, na edição de 2012 deste festival, subi totalmente borracho no palco e por pouco não dei vexame — esqueci letra e tudo o mais. Quando saí, Chorão falou: “Vocês acham que a turma do rock é louca, né? Mas essa galera da MPB é muito mais, olha aí…”).

Quando CBJ lançou o disco “Nadando com os tubarões”, em 2000, fui convocado a escrever o release de imprensa. Fiquei lisonjeado. Era fã da banda desde o primeiro CD. Tinha o que dizer. E disse. Que a banda era original nas composições, e que Chorão era dotado de uma verve muito especial, de poeta da rua, malandro, debochado, mas também romântico, sedutor, lírico — por que não? Nesse disco, o terceiro da trupe, me chamaram a atenção — além da mistura boa e esperta de hardcore, rap, ska, reggae e até pitadas de bossa, e do espírito sempre gaiato e irreverente do grupo, como pede o bom rock’n’roll — alguns achados nas letras, como: “Eu nunca paguei pra sonhar” (em “Pra mais tarde fazermos a cabeça”); ou “Todo mundo para para ver o caos… O batuque e o massacre, o batuque e o crack, o batuque e a bola, o pobre sempre é a bola” (em “Ouviu se falar”). Novos discos vieram, e com a maturidade da banda, vieram também canções que podem já ser consideradas clássicos dos anos 2000 — “Dias de luta, dias de glória”, “Papo reto”, “Céu azul” e “Só os loucos sabem”, entre tantas.

Ah, não podia esquecer um detalhe pra lá de importante. Chorão me convidou a tocar “Proibida” na cerimônia do seu casamento. Justificativa: sua noiva Graziela, musa da canção, preferia a minha versão, mais delicada, à versão “podreira” da banda. Dizia isso aos risos, tirando onda de enciumado. Nunca havia tocado em casamento algum, mas… Como negar um pedido dessa natureza vindo do homem? Por trás do personagem rock’n’roll, genuíno até a medula, havia também um cara doce e amoroso, camarada e gentil com os amigos.

“Magrelo, vou gravar um DVD dos 15 anos da banda e quero você lá. Vamos fazer um mix do seu arranjo com o nosso em ‘Proibida’, topa?”. “Claro, velho, tô dentro”. E lá fui eu pra Santos. Incrível dividir o palco com ele e a banda (em formação quase original, faltando apenas o Pelado na batera). Que vigor, que punch, que porrada! Não me lembro de ter ouvido antes uma banda brazuca com performance tão impressionante e volume tão ensurdecedor — deliciosamente ensurdecedor.

Noite memorável, quase dez mil pessoas vibrando alucinadas com o show (subi ao palco às 5h da manhã), cantando em coro com a banda, repetindo os bordões que o seu controverso e carismático frontman ordenava. Sim, digo “ordenava” porque a plateia comia na sua mão, outro talento indiscutível do cara… E sim, digo “carismático”, porque, por mais que não se saiba definir claramente o que é uma pessoa carismática, sabemos identificar quando vemos uma.

Depois retribuí o convite chamando-o para gravar “O desejo” no meu “O disco do ano”, lançado ano passado. A música é um rap de refrão melódico, cujo personagem é um sujeito angustiado, dividido entre o desejo insaciável de consumir e a consciência da morte dos sonhos (em suma, esse cara somos nós). Chorão arrasou, com seu jeito muito particular de “rimar”. Mandou um improviso tão bom que não tive como não incluí-lo na faixa já quilométrica.

Na ocasião, junto com o seu filho Alexandre, no estúdio Mega, em Higienópolis, ele me contou que estava entrando numa nova fase, ouvindo mais música brasileira — Jorge Benjor, Gil, Tim Maia… Também me mostrou, ao violão, três pedaços de canções à espera de um desfecho, que gravei no meu iPhone. Finalizei uma delas e a batizei por conta própria de “Um dia você vai”, um rock-balada sentimental e doído. Gravei uma versão de violão e voz em janeiro deste ano e desejava enviá-la pro novo parceiro pra ele dar o seu parecer, como faço sempre que componho a quatro mãos. Infelizmente não fui ágil o suficiente. Pudera! Jamais podia imaginar que aconteceria o que aconteceu. Na parte da letra escrita por ele, ele diz: “Reaprendendo a viver com as coisas /Sem olhar pra trás pela primeira vez”. É vero. Chorão estava tentando reaprender a viver. Pena que não houve tempo. Sim, o destino roteirista é às vezes implacável.

Por Zeca Baleiro, artigo publicado em O Globo

3 comentários »

Bia Venâncio melhor do que Luís Fernando?

14comentários

zereinaldoQualquer um de nós tem o direito de ficar mais velho (quero chegar aos cem anos se Deus permitir), mas com a idade temos o dever de ficar mais inteligentes, posto que a experiência de vida favorece uma mente mais sábia.

Com o ex-governador José Reinaldo Tavares parece acontecer exatamente o contrário: passa o tempo o ex-amigão do senador José Sarney vai ficando mais ranzinza, burramente ranzinza.

Em artigo recente, Zé Reinaldo, após de vangloriar-se por ter lançado Luis Fernando a prefeito de São José de Ribamar, de ter lembrado que o ex-prefeito foi o seu secretário de Educação,  o grande líder da oposição chega a conclusão de que Luis Fernando é um gestor medíocre,  incompetente ao ponto de ser pior do que a ex-prefeita de Paço do Lumiar, Bia “Tornozeleira da PF” Venâncio.

Isso mesmo, caro leitor, cara leitora. Para Zé Reinaldo, a Bia, aquela mesmo, que deixou Paço do Lumiar só o bagaço, é mais competente do que o ex-prefeito de Ribamar.

Isso que eu chamo de antissarneísmo ao extremo!

Zé Reinaldo não chega ser mal pessoa, o problema dele é que faz política com jiló na boca. Seu ressentimento o faz perder o juízo. Pior que essa ira do Zé não é somente com a governadora Roseana e o seu pai, até mesmo com os correlegionários o ex-governador age assim, com raiva, ódio, sei lá…

Claro que José Reinaldo tem o direito de ser oposição a quem quiser, de combater adversários ou mesmo “companheiros” do seu próprio partido, mas daí fazer oposição ao bom senso chega ser deprimente.

Bia Venâncio melhor do que Luís Fernando…. É mole?

E saber que a gente vai ser obrigado a ler coisa desse tipo até outubro de 2014…

Ninguém merece.

Blog de Robert Lobato

14 comentários »