O rock do RPM

2comentários

A Banda RPM levou o público ao delírio na década de oitenta. O ápice foi em 1986, mas São Luís não viu. A grande chance será agora em 2013. Dia 6 de abril, RPM pela primeira vez no Maranhão. Veja o clip de Alvorada Voraz.

2 comentários »

Ultimate Combat está confirmado em São Luis

2comentários

spartan_mma-paulo_ricardo_x_sergio_bomba-de_bermuda_vermelha_e_branca-0434Globoesporte

Disputa de cinturão, lutas de K1, MMA e jiu-jitsu e dez confrontos na Associação da Caixa, no Calhau, em São Luís-MA. Assim vai ser a quarta edição do Ultimate Ilha Combat (UIC), confirmado para o dia 5 de abril, a partir das 20h.

O evento contará com a rivalidade entre academias de artes marciais de São Luís. Na primeira etapa do evento, as lutas terão representantes de quatro academias da capital. Lutadores de outros estados também estão confirmados.

– Vamos começar com duas lutas de jiu-jitsu, com quatro academias participando. Depois teremos lutas de K1, uma modalidade que começou no Japão e que reúne técnicas do caratê, taekwondo, muay thai e kickboxing. Sem técnicas de solo – disse o organizador do evento, Marcello Jacinto.

Após as duas lutas de K1, entram em cena os lutadores de MMA disputando cinturões. Vão ser seis lutas, dentre as quais, três vão ter cinturão em disputa. Ferreira Blindado, atleta maranhense de MMA, é um dos atletas que está na disputa por cinturão. Ele vai enfrentar Rafael, na principal luta da noite.

2 comentários »

Caxias e Timon sediam Conferência de Educação

0comentário

educacao As Unidades Regionais de Educação (UREs) de Timon e Caxias, realizam, nos próximos dias 1º e 2 de abril, em suas respectivas sedes, as Conferências Intermunicipais de Educação, organizadas pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), em parceria com os sistemas de ensino, órgãos educacionais, representações de classe e a sociedade civil organizada, através do Fórum Estadual de Educação (FEE).

Os eventos têm a finalidade de construir proposições norteadoras para o Plano Estadual de Educação, com o foco na Conferência Maranhense de Educação (Comae), no mês de agosto.

A Conferência de Timon será realizada nos dois dias na sede da Universidade Estadual do Maranhão (Uema/CESTI), das 8h às 17h. Estarão presentes 168 representantes dos municípios de Matões, Parnarama, São Francisco do Maranhão e Timon.

No mesmo período ocorrerá a Conferência Intermunicipal de Caxias, tendo a Uema novamente como sede (na Praça Duque de Caxias), a conferência contará com a presença de 252 representantes dos municípios de Afonso Cunha, Aldeias Altas, Caxias, Coelho Neto, Duque Bacelar e São João dos Patos.

Cada conferência será composta por 42 delegados de cada município, sendo 14 da educação básica, 11 do Ensino superior, nove da Educação Profissional, quatro representantes de movimentos sociais atuantes na região e quatro representantes do Poder Público Municipal. Serão realizadas palestras, debates e grupos temáticos de trabalho, tendo foco na elaboração do Plano Estadual de Educação.

Esta será primeira rodada de Conferências que acontecerão até junho de 2013, envolvendo os 217 municípios do Estado. Ao todo, serão 27 Conferências Intermunicipais de Educação. Cada uma terá duração de dois dias e será coordenada por um dos órgãos componentes do Fórum.

Foto: Orcenil Jr

sem comentário »

Adesão aos JEMs termina na próxima semana

0comentário

jems1As instituições de ensino da rede pública e privada e os municípios interessados em participar da 41ª edição dos Jogos Escolares Maranhenses (JEMs), maior competição estudantil esportiva do Maranhão, promovida pela Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), têm até segunda-feira (1º) para entregar o Termo de Adesão na sede da Secretaria localizada na Travessa Guaxenduba, nº 100, no Complexo Esportivo e de Lazer do Outeiro da Cruz.

O termo de adesão dos JEMs 2013 pode ser obtido no site da Sedel (www.esporteelazer.ma.gov.br). Após preenchimento do documento, as instituições de ensino e municípios participantes dos JEMs 2013 terão um mês para inscreverem os alunos/atletas na competição deste ano. De acordo com a Sedel, a primeira seletiva dos Jogos Escolares começará em maio com as disputas da Etapa Metropolitana/Municipal.

Em seguida, serão realizadas outras duas seletivas, que corresponderão às etapas Regional e Inter-regional, para que sejam definidas as equipes classificadas para a Etapa Estadual dos JEMs, que tradicionalmente é realizada em São Luís, em dois períodos do ano.

O primeiro período da Etapa Estadual ocorrerá entre os dias 3 e 17 de agosto com as disputas finais da categoria Infantil (de 12 a 14 anos). Nesta mesma época, a Sedel promoverá a Paralimpíada Escolar. Já as finais dos JEMs da categoria Infanto (de 15 a 17 anos) serão de 18 de setembro e 4 de outubro.

Os campeões dos JEMs representarão do Maranhão nas Olimpíadas Escolares, principal evento escolar do país. Este ano, as disputas nas categorias Infantil e Infanto serão realizadas em Natal e Belém.

Outras informações sobre os JEMs 2013 poderão ser obtidas pelo telefone (98) 2109-2009 ou pelo site da Sedel, no endereço www.esporteelazer.ma.gov.br.

Calendário dos JEMs 2013

Período de adesão (escolas e municípios) – até 1º/04
Período de inscrições – de 2/04 a 27/04
Reuniões regionais – 2/04 e 27/04
Etapa Metropolitana/Municipal – 1º/05 a 30/06
Etapas Regionais – 1º/07 a 29/07
Etapa Inter-Regional (Infantil) – 1º/08 e 02/08
Etapa Estadual (Infantil) – 3/08 a 17/08
Paralimpíada Escolar – 3/08 a 17/08
Etapa Inter-Regional (Infanto) – 19/09 e 20/09

Foto: Biaman Prado

sem comentário »

Veja as imagens da Via-Sacra no Anjo da Guarda

0comentário

Encenada ontem, a 32ª edição do espetáculo Via Sacra. O espetáculo que é organizado pelo Grupo Independente de Teatro Amador, o Grita, no bairro Anjo da Guarda, em São Luís volta a ser encenado hoje, às 18h.

sem comentário »

Cancelado licenciamento ambiental do VLT

0comentário

vltA Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam) cancelou o licenciamento ambiental, concedido na gestão anterior, para instalação da Via Permanente do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) após serem detectadas uma série de irregularidades na concessão da licença. Os problemas foram descobertos após a análise e revisão do procedimento administrativo que concedeu a Licença de Instalação nº 35/2012.

Durante o levantamento dos dados, não foram localizados os autos do processo administrativo de licenciamento e nem os estudos técnicos que teriam embasado a emissão do documento. “Foi instaurada uma sindicância com o objetivo, inicialmente, de verificar se houve extravio do processo só que durante a investigação foram identificados vícios no procedimento de licenciamento e diante disso decidimos cancelar a licença”, conta o titular da Semmam, Rodrigo Maia.

Os trabalhos da comissão de sindicância foram iniciados no dia 25 de janeiro e concluídos durante o mês passado com a entrega do relatório que atestou a existência de irregularidades insanáveis na emissão da Licença de Instalação nº 35/2012. Os principais problemas detectados foram a ausência de estudos técnicos idôneos e a supressão de etapas do regular processamento da licença.

O relatório destaca que foram suprimidas etapas fundamentais da análise de viabilidade ambiental da obra. Entre os procedimentos que não foram registrados estão vistorias e emissão de pareceres conclusivos que deveriam ter sido expedidos pelo corpo técnico da Semmam. “Não temos histórico dos documentos e os técnicos da Secretaria não foram ouvidos para a concessão da licença”, destaca Rodrigo Maia.

Diante dos problemas, o secretário decidiu cancelar a licença ambiental para instalação do VLT com base na Resolução nº 237/97 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) e na Súmula 473 do Supremo Tribunal Federal (STF).

Além disso, a Semmam encaminhou ao Ministério Público Estadual (MPE) cópia integral do processo, para conhecimento e adoção das providências que sejam de competência do órgão. Entre elas está a apuração para descobrir se houve crime de improbidade administrativa e instauração de uma ação civil pública contra os gestores anteriores se for constatado o crime.

Com o cancelamento da licença é necessário que seja realizado um novo procedimento para implantação do VLT. “Precisa ser instaurado um novo processo de licenciamento ambiental de forma adequada porque da forma como foi concebido o anterior houve inobservância das disposições normativas que regem o licenciamento ambiental”, destacou.

sem comentário »