Greve dos professores

4comentários

Nove assembleias regionais do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação Pública estadual e municipal do Maranhão – Sinproesemma realizadas nesta terça-feira (21) aprovaram a suspensão da greve da categoria que completa um mês hoje (22).

As regionais de Zé Doca, Pedreiras, Itapecuru-Mirim, Viana, Santa Inês, Rosário, Presidente Dutra, Pinheiro e Balsas também consideraram positivo o resultado das negociações entre Sindicato e governo do Estado, que envolvem a elaboração do Estatuto do Educador maranhense e mais outros dez itens, como pagamento de progressões, promoções e titulações.

Uma assembleia regional, a de Timon, votou a favor da continuidade do movimento grevista.

As assembleias regionais para avaliação do movimento paredista, da nova proposta de Estatuto e do atendimento das reivindicações prossegue nos próximos dias. A assembleia da regional de São Luís será realizada quinta-feira (dia 23), a partir das 9h, no auditório da Fetiema (Praça da Bíblia, Centro).

4 comentários para "Greve dos professores"


  1. Professor

    Muito importante destacar a atuação decisiva do secretário Fábio Gondim e do Pedro Fernandes que dialogaram com a nossa categoria e entenderam que as reivindicações dos professoras eram mais do que justas.

    • Zeca Soares

      Essa deve ser realmente a postura de todos os gestores. É sempre bom buscar o diálogo.

  2. CESAR FM

    VERGONHA! OS ALUNS ESTÃO SENDO PREJUDICADOS, E NINGUÉM FAZ NADA POR ELES, CADE AQUELE GRITO GERAL DA IMPRENSA E DA SOCIEDADE QUANDO NA GREVE DOS PROFESSORES MUNICIPAIS NA GESTÃO MUNCIPAL ANTERIOR, TODOS CALADOS ISSO É UMA VERGONHA, FOSSE A GREVE DOS PROFESSORES MUNICIPAIS COITADO DO EDVALDO HOLANDA JUNIOR ERA CHUMBO GROSSO TODOS OS DIS SERIAM: MANCHETES E NOTICIAIS DIÁRIAS DOS BLOGUES PRINCIPALMENTE DESTE SISTEMA, ISSO É UMA VERGONHA.

    • Zeca Soares

      Mas você quer o que? O governo está negociando com o Sindicato para encerrar a greve. Você quer apenas a greve ou quer que cheguem a um acordo e as coisas melhorem para os professores?

deixe seu comentário