Investimentos em saúde

8comentários

minstro

A governadora Roseana Sarney se reuniucom o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, para discutir sobre mais investimentos para o setor no Maranhão e sobre os avanços do Programa Saúde é Vida. No encontro, ocorrido na tarde desta segunda-feira (22), no Palácio dos Leões, o ministro anunciou incremento imediato no valor de R$ 60 milhões para as áreas de média e alta complexidade e de R$ 200 milhões ao ano para a de atenção básica.

Roseana Sarney ressaltou que a reunião foi positiva, pois o ministro teve a oportunidade de conhecer mais de perto a realidade do Maranhão na área da saúde. “Apresentamos ao ministro detalhes do programa Saúde é Vida, com os novos hospitais que estão ficando prontos, com o atendimento de qualidade que estamos dando ao povo do Maranhão e também com a tecnologia que estamos implantando na área de saúde. Ficamos de intensificar a parceria com o Ministério da Saúde para que se possa fazer um atendimento melhor ainda”, afirmou a governadora.

O ministro destacou a parceria de trabalho com o Governo do Estado. “Nesta semana vamos acrescentar ao Fundo Estadual da Saúde mais R$ 60 milhões, por meio de recursos para média e alta complexidade, recursos para exames, cirurgias, a parte da Rede Cegonha, rede de urgência e emergência, investir um valor maior para leitos de UTI, o que vai ajudar ainda mais esse esforço de montar a rede de saúde no Maranhão, o que está sendo feito com a parceria com o Governo do Estado”, declarou Padilha, que antes, no Hotel Luzeiros,apresentou aos prefeitos e gestores municipais o Programa Mais Médicos.

Padilha assinalou ainda que o Maranhão passa a contar com mais recursos destinados para atenção básica. “A presidenta Dilma (Rousseff) acabou de anunciar um aumento no piso destinado à atenção básica, e no Maranhão esse valor será de R$ 200 milhões, esse repasse é fundo a fundo para ajudar no custeio e manutenção das equipes”, declarou.

Também presentes oministro do Turismo, Gastão Vieira; os senadores José Sarney, Edison Lobão Filho e João Alberto; os deputados federais Sétimo Waquim e Sarney Filho, e os secretários estaduais Ricardo Murad (Saúde) e João Guilherme Abreu (chefe da Casa Civil).

ricardoepadilha
Mais recursos

A governadora Roseana afirmou que também apresentou solicitações de melhoria de recursospara o estado. “Falamos ao ministro sobre a melhoria do teto da Saúde, já que o Maranhãopossui a menor renda per capita do país, sendo de R$ 127,00,enquanto que no Brasil a média per capita para a saúde é de R$ 170,00”.

Ela ressaltou que a vinda do ministro a São Luís foi importante, ainda, para que os prefeitos possam conhecer o programaMais Médicos do Governo Federal e firmar parcerias. “Essa troca de informações e de interesses é fundamental e a partir de então se formula uma parceria que beneficia não só os municípios, como o Estado e a União e também a classe médica, que passa a conhecer mais o programa”, declarou ela.

O ministro Padilha destacou que o encontro coma governadora Roseana foi importante para fortalecer a relação entre os governos federal e estadual. “Essa relação é fundamental e se fortalece nas várias áreas, inclusive com recursos para infraestrutura, pois com o Programa Mais Médicosestamos reformando, ampliando e construindo mais 540 unidades de saúde nos municípios para ter estrutura para receber esses profissionais que irão atuar nas unidades”.

gilcutrim

Famem

O presidente da Federação dos Municípios dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) e prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim, participou nesta segunda-feira (22) de reunião de trabalho com prefeitos e prefeitas maranhenses e na qual também esteve presente o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Na ocasião, ele elogiou a implantação do programa Mais Médicos e defendeu a tese de que a iniciativa, além de ampliar a presença de médicos em regiões mais carentes, também ofereça a estes profissionais melhores condições de trabalho.

“O que se percebe em vários municípios maranhenses é que o médico, muita das vezes, recusa uma proposta de trabalho através do PSF, por exemplo, porque não possui as condições necessárias para trabalhar. Todos nós, prefeitos e prefeitas do Maranhão, esperamos que o programa também funcione como ferramenta para mudar este cenário, fomentando parcerias que resultem em recursos para que os municípios possam investir mais na infraestrutura e custeio das unidades de saúde”, afirmou Cutrim.

De acordo com o presidente da Famem, o pacto federativo injusto entre União e Municípios penaliza prefeitos e prefeitas que, mensalmente, têm que arcar com a maior fatia de recursos para custear ações federais, como é o caso do Programa Saúde da Família. “Só para se ter uma ideia, uma equipe de PSF custa, em média, cerca de R$ 40 mil. O Governo Federal, o ente mais forte financeiramente, repassa aos municípios entre R$ 8 mil a R$ 10 mil. E o município, o ente mais fraco, é obrigado a custear o restante. É necessário que o Governo Federal também reveja este subfinanciamento dos programas federais na área da saúde”, completou.

O prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, defendeu o posicionamento do presidente da entidade municipalista que, segundo ele, reflete o pensamento dos prefeitos e prefeitas do Estado. “O programa Mais Médicos é muito bom, mas também é necessário oferecer a estes profissionais condições de trabalho. Se uma coisa estiver totalmente casada com a outra, não restam dúvidas de que a iniciativa contribuirá para melhorar, cada vez mais, o setor da saúde do Maranhão.

Fotos: Antônio Martins e Silas Serra

8 comentários »

PSD em São Luís

1comentário

trinchaoeafonso

O PSD tem novo comando em São Luís. O secretário estadual da Fazenda, Cláudio Trinchão, que assumiu no último dia 16 de julho, a presidência regional do Partido Social Democrático (PSD), confirmou a filiação do deputado estadual Afonso Manoel, que estava no PMDB, como novo presidente do Diretório Municipal da capital maranhense. Com o anúncio, Trinchão afastou a possibilidade da legenda “murchar” no estado. A adesão do ex-peemedebista ocorreu na manhã de ontem, durante encontro entre os dois.

“Agradeço muito o convite do secretário Claudio Trinchão, para assumir o comando do PSD em São Luís. Quero fazer um grande trabalho, nós vamos reorganizar a legenda, trazer novos filiados e nosso sentimento é de agregação, vamos aumentar nossos quadros e manter nossa representatividade”, afirmou Afonso Manoel, que quis afastar o sentimento de que outros parlamentares podem deixar a legenda.

O partido recentemente perdeu o deputado estadual Raimundo Cutrim e que vive a possibilidade de ter novas desfiliações, está compensando as perdas com reforços e adotando estratégias para manter os demais. “A vinda do Afonso Manoel nos traz muita alegria, um deputado com uma grande consistência eleitoral, tem um grande público na região metropolitana de São Luís, o PSD só tem a ganhar”, declarou Claudio Trinchão.

Com a filiação de Afonso ao PSD, o partido é agora o que possui a maior bancada na Assembleia Legislativa, voltando a ter seis deputados, o PMDB fica com cinco, após a saída de Manoel. O parlamentar aproveitou para comentar sua saída de sua antiga legenda, “Agradeço muito ao João Alberto e Roberto Costa, que foram meus companheiros e entenderam minha decisão, saio deixando as portas abertas no PMDB, comprometido em continuar ajudando o governo, agora no PSD”, declarou.

O novo presidente do PSD São Luís, aproveitou também comentou sobre a expectativa de comandar a legenda: “chegamos com muita energia, boa perspectiva, já temos uma sede própria, pretendo criar o PSD jovem, vamos investir bastante nas mídias digitais, o partido fica mais forte, em breve deve ser anunciada a filiação do companheiro Hélio Soares e assim seguiremos rumo a vitória em 2014”.

Sobre a preocupação dos demais deputados em participar de uma chapa grande, o famoso “chapão”, em 2014, o que poderia estar afastando os parlamentares, Afonso contou que é normal ocorrer esse temor, mas que a legenda vai ter condições de buscar a formação de uma coligação alternativa na esfera estadual e eleger um bom número de candidatos.

Já o presidente estadual Claudio Trinchão afirmou que vai abrir o diálogo, para buscar o entendimento entre todos os deputados da sigla, ouvindo todas as demandas e que juntos busquem o consenso, porém na disputa por uma vaga na Câmara Federal, fica praticamente certo a composição do “chapão”. “O PSD tem um quadro muito forte na Assembleia. Vamos valorizar a tentar ao máximo manter esse quadro, já trouxemos Afonso, o Hélio Soares pode chegar também e quero que os demais fiquem”, revelou.

O deputado André Fufuca (PSD) comentou a nova filiação: “É com muita alegria que o recebemos, Afonso é um grande amigo e irá ajudar a fortalecer o partido, tenho certeza que só temos a ganhar”, contou.

Afonso Manoel é um dos deputados que obteve uma das maiores votações em São Luís e na região metropolitana, por isso ocorreu o convite para que ele assumisse o comando da legenda do diretório municipal.

PSD municipal

Apesar da filiação de Afonso Manoel ao PSD, sua esposa, a vereadora Helena Duailibe (PMDB), não fará a migração para o partido. O que não será impedimento para que outros parlamentares municipais possam vir a ocupar as fileiras da legenda.

1 comentário »

Torneio seletivo

11comentários

A Federação Maranhense de Futebol (FMF) definiu a fórmula de disputa da competição que será realizada no segundo semestre e vai indicar o segundo representante maranhense na Copa do Brasil 2014. A competição será iniciada no dia 25 de setembro.

Serão dois grupos. Num deles estarão Sampaio, Bacabal, Cordino e um representante da Série B formando o Grupo A. No outro estarão, Maranhão, Imperatriz, Balsas e o outro representante da segunda divisão. Caso o Moto Club suba, este integrará o Grupo B.

No primeiro turno, os clubes jogarão dentro do próprio grupo, apenas no sistema de ida. Duas equipes se classificam para as semifinais e finais que serão disputadas em dois jogos. No segundo turno, os clubes do Grupo A jogarão com  os clubes do Grupo B. Dois passam as semifinais.

Os vencedores dos turnos farão a decisão em dois jogos. O MAc por ter sido o campeão Estadual já tem vaga garantida na Copa do Brasil.

11 comentários »

Detran promove cursos

0comentário

detran

O diretor geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MA), André Campos, recebeu em seu gabinete a visita dos presidentes dos sindicatos dos mototaxistas de São Luís, Paço do Lumiar e São José de Ribamar, respectivamente, Josias Ferreira, Josué Silva e David Baldez.

Durante a reunião, os representantes da categoria solicitaram ao Detran-MA a viabilização dos cursos especializados obrigatórios destinados a profissionais em  transporte de passageiros (mototaxista) e em entrega de mercadorias (motofretista) que exerçam atividades remuneradas na condução de motocicletas e motonetas, conforme determina a resolução 410, do Conselho Nacional de Trânsito – Contran, de 2 de agosto de 2012.

De acordo com o diretor geral, o curso será oferecido pelos Centros de Formação de Condutores, os CFCS, depois que o Departamento de Trânsito do Maranhão receber os dados quantitativos de profissionais credenciados nos municípios.

Após a formação das primeiras turmas, o Detran-MA realizará uma campanha educativa que visa colocar, em prática, toda a exigência da resolução, para que posteriormente as fiscalizações sejam realizadas.

Para o presidente do Sindicato dos mototaxistas de São José de Ribamar, David Baldez, o curso é relevante para a categoria. “Viemos até aqui conversar com o diretor do Detran-MA porque sabemos que ele entende como é importante para nós esta capacitação,” esclarece Baldez.

Para André Campos, o Detran-MA fará o possível para que estes cursos sejam viabilizados o quanto antes. “Já entramos com o processo com as prefeituras para saber a quantidade de credenciados e agora é só aguardar para que eles iniciem o curso e, posteriormente, a campanha educativa seja iniciada e enfim a fiscalização. O Detran-MA entende a importância para a categoria e trabalha por um trânsito sempre melhor”, declarou André Campos.

sem comentário »

Operação Galáticos

3comentários

A 1ª vara federal de Imperatriz condenou 25 pessoas nas ações penais que apuraram os crimes da chamada “Operação Galáticos” (furtos praticados pela internet), realizada pela Polícia Federal em 2006. As penas variam de 2 anos a 10 anos de prisão, em regime aberto, semi aberto ou fechado, dependendo do crime em que cada um dos réus foi enquadrado, que são furto qualificado continuado, formação de quadrilha e posse ilegal de arma.

Arley Barbosa Gonzaga, na época apontado pelo Ministério Público, como um dos líderes do grupo, foi condenado a 10 anos, seis meses e quinze dias de reclusão em regime inicial fechado, além de multa.

Relembre o caso

No dia 23 de agosto de 2006, uma megaoperação da Polícia Federal, em Imperatriz, resultou na prisão de mais de 50 pessoas, suspeitas de integrar uma quadrilha que utilizava programas do tipo espião para capturar senhas bancárias de correntistas de vários bancos, principalmente da Caixa Econômica Federal. De posse dos dados bancários, os criminosos transferiam valores para contas de “laranjas”, realizavam compras pela internet, recargas de celulares pré-pagos e pagamentos de boletos bancários.

Algumas empresas de Imperatriz também estavam envolvidas no esquema criminoso, recebendo parte dos valores desviados através da emissão de boletos bancários fraudulentos do sistema de pagamento on line.

A operação foi batizada de Galáticos porque era assim que os criminosos se audodenominavam em comparação com os jogadores de futebol do milionário Real Madri, da Espanha, e faziam questão de ostentar bens adquiridos com o produto do roubo, especialmente carros de luxo.

De acordo com informações da Polícia Federal, as investigações começaram no final de 2004. A operação galáticos envolveu cerca de 400 policiais de vários estados, soldados do exército e aviões da FAB.  Havia 70 mandados de prisão a serem cumpridos.

Veja a relação dos condenados nas quatro ações penais:

Ação Penal 2006.37.01.001442-0

Arley Barbosa Gonzaga, condenado nas penas dos artigos 155, § 4º, II e IV, combinado com os artigos 71 e 62, I, e artigo 288, todos do Código Penal, bem como artigo 16, § único, IV, da Lei nº 10.826/2003 – (furto qualificado continuado, formação de quadrilha e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito), a uma pena total de 10 (dez) anos, 6 (seis) meses e 15 (quinze) dias de reclusão, em regime inicial fechado, além de multa;

Everton Bastos Ribeiro, Joel Sousa da Silva, Olegário Avelino Sobrinho e Lívio da Silva Dourado, condenados nas penas dos artigos 155, § 4º, II e IV, combinado com os artigos 71, e artigo 288, todos do Código Penal (furto qualificado continuado e formação de quadrilha), sendo que Everton, Joel e Lívio receberam a pena total 6 (seis) anos e 15 (quinze) dias de reclusão, em regime inicial semi-aberto, além de multa. O acusado Olegário, por sua vez, foi condenado recebeu a pena total de 5 (cinco) anos de reclusão em regime inicial semi-aberto, e multa.

Ismênia Kellen Loiola Guimarães, condenada a 5 (cinco) anos de reclusão em regime inicial semi-aberto e multa, e Daniel de Araújo Paula, condenado a 4 (quatro) anos, 4 (quatro) meses e 15 (quinze) dias de reclusão, em regime inicial semi-aberto, além de multa, ambos por infringirem a norma do artigo 155, § 4º, II e IV, combinado com artigo 71, ambos do Código Penal (furto qualificado continuado).

Cristiane de Sena Assis e Raimundo Costa Avelino, ambos condenados a 2 (dois) anos de reclusão em regime inicialmente aberto, além de multa, pela prática do crime de furto qualificado – art. 155, § 4º, II e IV do Código Penal.

Os réus Vandemberg Sousa Madalena, Natália Mendes Teles e Davi Alisson Alves Rodrigues tiveram a punibilidade extinta pela prescrição.

Na Ação Penal 2006.37.01.001439-2, foram condenados os seguintes réus, todos por furto qualificado e formação de quadrilha:

Mário Sérgio Serra Conde – 7 anos de reclusão em regime semiaberto e multa;

Diego Aguiar dos Santos – 3 anos de reclusão em regime aberto e multa;

Marcos Alexandre da Conceição Santos – 5 anos de reclusão em regime semiaberto e multa.

Na ação penal 2006.37.01.001449-5, foram condenados os seguintes réus:

Juan Jadson do Nascimento Santos (furto qualificado e formação de quadrilha) – 4 anos, 6 meses e 6 dias de reclusão em regime semiaberto e multa;

Elder Nascimento da Silva (furto qualificado e formação de quadrilha) – 3 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão em regime aberto e multa;

José Romeu Patriolino da Silva Segundo (furto qualificado e formação de quadrilha) – 3 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão em regime aberto e multa;

Elvis Nascimento Silva (furto qualificado) – 2 anos de reclusão em regime aberto e multa;

Rhecyelle Pereira Mota (furto qualificado e formação de quadrilha) – 3 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão em regime aberto e multa;

Manoelito Albuquerque de Andrade (furto qualificado) – 2 anos de reclusão em regime aberto e multa

Jesse James Pinheiro de Melo (furto qualificado) – 2 anos e 4 meses de reclusão em regime aberto e multa.

Na ação penal 2006.37.01.001448-1, foram condenados os seguintes acusados:

Por furto qualificado – art. 155, § 4º, II e IV do CP:

Gustavo Raymond Sousa Alves – 3 anos e 6 meses de reclusão em regime aberto e multa;

Por furto qualificado e formação de quadrilha:

André Leite de Queiroz – 5 anos e 9 meses de reclusão em regime semiaberto e multa.

3 comentários »

A arma do Sampaio

22comentários

castelao

Não tem desculpa para o torcedor do Sampaio. Não tem TV, não tem preço de ingresso, não tem nada: o torcedor tem a obrigação de lotar o Castelão na próxima quarta-feira, contra o Luverdense.

O que os torcedores querem mais de um time que é líder em tudo na Série C?

Já é hora do torcedor entender que a presença dele no estádio vai ajudar financeiramente o clube que tanto precisa nesta caminhara rumo à Série B, além de ser uma arma poderosa contra o adversário.

Não aceitamos desculpa alguma de agora em diante e nem podemos acreditar que a torcida do Sampaio encolheu. Por isso, lugar de torcedor de verdade é no Castelão.

Foto: Biaman Prado

22 comentários »

Protesto em Paço do Lumiar

0comentário

protestolimaverde

Moradores do bairro Lima Verde, em Paço do Lumiar, interditaram, agora pela manhã, os dois sentidos da MA-201. Eles protestam por mais segurança e infraestrutura. Segundo os moradores, a ação dos bandidos é facilitada porque muitas muitas ruas do bairro não são iluminadas.

Os moradores colocaram madeiras e pneus na via e impedem a passagem dos carros formando um grande congestionamento. Eles pedem a presença do prefeito Josemar ou de representantes da prefeitura de Paço do Lumiar.

Em São Luís, moradores do São Raimundo, interditaram mais uma vez a avenida principal do bairro. O motivo da interdição também é para pedir infraestrutura, segurança, saúde e educação.

Foto: Diego Chaves

sem comentário »

Mais Médicos em debate

0comentário

Alexandre-PAdilha

O Estado

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), desembarca esta manhã em São Luís para agenda oficial com prefeitos maranhenses e com a governadora Roseana Sarney (PMDB). Padilha se reúne às 13h, no Hotel Luzeiros, com os gestores municipais e secretários de saúde. Pela programação, às 16h, Alexandre Padilha visita a governadora Roseana Sarney, no Palácio dos Leões.

Com os prefeitos e secretários municipais, o ministro da Saúde apresentará o Programa Mais Médicos – pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) –, que tem objetivo de acelerar os investimentos em infraestrutura nos hospitais e unidades de saúde, além da contratação de médicos para atuar nas regiões de maior vulnerabilidade social. A iniciativa prevê ainda a expansão do número de vagas de medicina e de residência e o aprimoramento da formação médica no Brasil.

O ministro falará desse pacto com os prefeitos e seus representantes para que o programa seja incentivado nos municípios. Até o momento, o Ministério da Saúde já recebeu mais de 11 mil inscritos no Mais Médicos.

A explanação de Alexandre Padilha deverá será acompanhada pelo secretário de Estado de Saúde, Ricardo Murad. Ele garante que o programa deve ser debatido para que todos os gestores possam entender como funcionará o Mais Médicos e quais os benefícios que deverão ser proporcionados à população.

“Esse é um assunto que precisa ser debatido com propriedade para que se possa entender bem aonde se quer chegar e de que forma fazer isso”, afirmou Murad.

Repasses de verbas

Após a reunião com os representantes municipais, Alexandre Padilha se reunirá com a governadora Roseana Sarney no Palácio dos Leões. Dessa reunião participará o secretário Ricardo Murad, que pretende discutir a atualização dos repasses de verbas para o estado. E ainda pretende debater a importância do estabelecimento de um incentivo fixo aos hospitais de menor porte localizados no interior do Maranhão.

“A rede estadual de saúde aumentou de forma significante. Em contrapartida, o valor per capita repassado pelo SUS segue o mesmo. Precisamos atualizar esse valor para seguir investindo na melhoria da qualidade dos serviços prestados”, declarou Ricardo Murad.

São Luís

O secretário municipal de São Luís, César Felix, participará da reunião do ministro da Saúde com prefeitos. Ele representará o prefeito Edivaldo Júnior (PTC), que, segundo a Assessoria de Comunicação, estará em São Paulo para agenda oficial, sem especificar qual tipo de trabalho ser desenvolvido.

Segundo o secretário de Comunicação de São Luís, Márcio Jerry, o secretário César Felix debaterá com Alexandre Padilha demandas da capital que foram discutidas no início deste ano em encontro de Edivaldo Júnior e o ministro. Jerry não especificou quais assuntos compõem as demandas.

Jerry informou que o secretário municipal de Saúde discutirá também com o ministro a distribuição de verbas do SUS. Sem detalhar o assunto, Jerry disse que desde o início deste ano o Ministério da Saúde começou a atuar como intermediador do debate da Prefeitura de São Luís com o Governo do Estado sobre a verba do Sistema Único de Saúde. “São discussões específicas que o secretário César Felix vai debater com o ministro da saúde, Alexandre Padilha”, afirmou Jerry.

Bancada federal cobra liberação de emendas

No início da semana passada, a bancada federal na Câmara Federal se reuniu com Alexandre Padilha para cobrar a liberação de emendas parlamentares para a saúde e, ainda, a disponibilidade de médicos para o Maranhão.

Durante a reunião com Alexandre Padilha, o deputado Sarney Filho (PV) apontou o que considera discriminação do estado no que diz respeito à distribuição dos recursos da Saúde. “O ministro entendeu que o Maranhão tem sido discriminado na destinação de recursos federais e o que nós queremos é exatamente sensibilizar o Executivo para a situação dos estados mais pobres”, afirmou o parlamentar do PV.

O senador Lobão Filho (PMDB) destacou os investimentos maiores já realizados pelo Governo do Estado para melhorar a rede de saúde e ressaltou que o Governo Federal precisa, agora, ser parceiro.

“O governo do Estado, que avançou construindo uma rede de hospitais e investindo muito na área de saúde, precisa agora que o Governo Federal reconheça e participe desse processo”, disse o senador.

sem comentário »