Mais Médicos em debate

0comentário

Alexandre-PAdilha

O Estado

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), desembarca esta manhã em São Luís para agenda oficial com prefeitos maranhenses e com a governadora Roseana Sarney (PMDB). Padilha se reúne às 13h, no Hotel Luzeiros, com os gestores municipais e secretários de saúde. Pela programação, às 16h, Alexandre Padilha visita a governadora Roseana Sarney, no Palácio dos Leões.

Com os prefeitos e secretários municipais, o ministro da Saúde apresentará o Programa Mais Médicos – pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) –, que tem objetivo de acelerar os investimentos em infraestrutura nos hospitais e unidades de saúde, além da contratação de médicos para atuar nas regiões de maior vulnerabilidade social. A iniciativa prevê ainda a expansão do número de vagas de medicina e de residência e o aprimoramento da formação médica no Brasil.

O ministro falará desse pacto com os prefeitos e seus representantes para que o programa seja incentivado nos municípios. Até o momento, o Ministério da Saúde já recebeu mais de 11 mil inscritos no Mais Médicos.

A explanação de Alexandre Padilha deverá será acompanhada pelo secretário de Estado de Saúde, Ricardo Murad. Ele garante que o programa deve ser debatido para que todos os gestores possam entender como funcionará o Mais Médicos e quais os benefícios que deverão ser proporcionados à população.

“Esse é um assunto que precisa ser debatido com propriedade para que se possa entender bem aonde se quer chegar e de que forma fazer isso”, afirmou Murad.

Repasses de verbas

Após a reunião com os representantes municipais, Alexandre Padilha se reunirá com a governadora Roseana Sarney no Palácio dos Leões. Dessa reunião participará o secretário Ricardo Murad, que pretende discutir a atualização dos repasses de verbas para o estado. E ainda pretende debater a importância do estabelecimento de um incentivo fixo aos hospitais de menor porte localizados no interior do Maranhão.

“A rede estadual de saúde aumentou de forma significante. Em contrapartida, o valor per capita repassado pelo SUS segue o mesmo. Precisamos atualizar esse valor para seguir investindo na melhoria da qualidade dos serviços prestados”, declarou Ricardo Murad.

São Luís

O secretário municipal de São Luís, César Felix, participará da reunião do ministro da Saúde com prefeitos. Ele representará o prefeito Edivaldo Júnior (PTC), que, segundo a Assessoria de Comunicação, estará em São Paulo para agenda oficial, sem especificar qual tipo de trabalho ser desenvolvido.

Segundo o secretário de Comunicação de São Luís, Márcio Jerry, o secretário César Felix debaterá com Alexandre Padilha demandas da capital que foram discutidas no início deste ano em encontro de Edivaldo Júnior e o ministro. Jerry não especificou quais assuntos compõem as demandas.

Jerry informou que o secretário municipal de Saúde discutirá também com o ministro a distribuição de verbas do SUS. Sem detalhar o assunto, Jerry disse que desde o início deste ano o Ministério da Saúde começou a atuar como intermediador do debate da Prefeitura de São Luís com o Governo do Estado sobre a verba do Sistema Único de Saúde. “São discussões específicas que o secretário César Felix vai debater com o ministro da saúde, Alexandre Padilha”, afirmou Jerry.

Bancada federal cobra liberação de emendas

No início da semana passada, a bancada federal na Câmara Federal se reuniu com Alexandre Padilha para cobrar a liberação de emendas parlamentares para a saúde e, ainda, a disponibilidade de médicos para o Maranhão.

Durante a reunião com Alexandre Padilha, o deputado Sarney Filho (PV) apontou o que considera discriminação do estado no que diz respeito à distribuição dos recursos da Saúde. “O ministro entendeu que o Maranhão tem sido discriminado na destinação de recursos federais e o que nós queremos é exatamente sensibilizar o Executivo para a situação dos estados mais pobres”, afirmou o parlamentar do PV.

O senador Lobão Filho (PMDB) destacou os investimentos maiores já realizados pelo Governo do Estado para melhorar a rede de saúde e ressaltou que o Governo Federal precisa, agora, ser parceiro.

“O governo do Estado, que avançou construindo uma rede de hospitais e investindo muito na área de saúde, precisa agora que o Governo Federal reconheça e participe desse processo”, disse o senador.

Sem comentário para "Mais Médicos em debate"


deixe seu comentário