“Vou governar o Maranhão”, diz Lobão Filho

11comentários

lobaofilho

Ele movimentou o cenário político nos últimos dias. Empolgou o grupo governista, que andava meio apático com as eleições majoritárias. Fora isso, ele demonstra ter certeza de uma vitória em uma disputa que promete ser uma das mais acirradas dos últimos anos. Lobão Filho acredita no seu desempenho nos últimos ano no Senado Federal e na tradição do seu grupo político, que segundo ele tem 32 anos de tradição.

De acordo com suas declarações, ele já recebeu o apoio de 156 prefeitos, mas este número pode chegar a 185. Diz que não desprezará o apoio de nenhum deputado, nenhuma liderança política e que seu papel será de aglutinar forças, para que ele promova uma mudança real que pretende oferecer a população maranhense.

Sobre prioridades para uma eventual governo, ele deixa claro que irá investir no potencial local. Evitar a fuga de capital e estimular a produção econômica, seja através da indústria ou da agricultura.

Lobão Filho ainda fala da importância de ter em seu palanque o PT e que acredita que a eleição acabará sendo plebiscitária, entre um modelo sucesso instalado pelos presidente Lula e Dilma, contra um que é defendido pelo PSDB.

Confira na íntegra a entrevista:

Lobão Filho em duas semanas a sua vida mudou. Primeiro foi convidado a disputar o Senado e logo em seguida o governo do estado. Como o senhor encara tudo isso?

Realmente minha vida mudou completamente. Não estava nos meus planos e nem da minha família, pleitear o cargo de governador do estado. Inicialmente, nós tínhamos o plano de disputar a vaga de senador, que seria uma eleição infinitamente mais tranquila. As pesquisas me colocavam a frente na disputa com determinada folga em relação aos meus adversários. Infelizmente houve uma reviravolta no meu grupo político, o Luís Fernando desistiu de disputar o governo e um espaço criado com a saída dele, permitiu o convite a minha pessoa. Identificaram que meu nome já estava bem posicionado politicamente, dessa forma a governadora me ligou e fez o convite. Comuniquei a minha família, afinal é um sacrifício, mas eles entenderam, uma vez que estou entrando nesse desafio com um proposito, mudar a vida de 7 milhões de maranhenses, trazendo esperança por um futuro melhor. Promover uma mudança real. Trazendo uma visão empreendedora, não de político, mas de empresário. Com base nisso tudo, aceitei o desafio. O meu adversário já se dizia vencedor, mesmo antes de passar pelo crivo das urnas e em 15 dias, tudo isso mudou, meu grupo se animou, foi uma verdadeira mudança com apenas duas semanas. Eu tenho hoje a convicção da vitória, visto que as mensagens de carinho e as declarações de apoio não param de chegar.

Como o senhor disse, existe uma verdadeira empolgação com a sua candidatura. A que se deve isso?

Posso te responder isso com maior tranquilidade. Essa empolgação política, se deve aos mais de 32 anos de trabalho na política da minha família. São 32 anos mostrando, o que a genética e a família Lobão fez pelo Maranhão. Nós estamos uma excelente relação com a classe política. Sou homem sofrido, como todo empresário e eu tenho sobrevivido com bastante luta. Eu convivo também com a vida pública por mais de 30 anos, acompanhando meu pai, sendo senador. Não tenho medo de dizer, que o meu mandato no Senado, valeu por 3 ou 4 de um senador comum, pois fiz muito pelo meu estado. Eu irei promover muitas mudanças para o Maranhão.

Qual a importância do PT para sua candidatura e um eventual governo?

É indissolúvel a relação entre PT e PMDB. O meu adversário pode perceber isto, ao se abraçar de corpo e alma com Aécio Neves. O PT descobriu identidade plena com os meus propósitos e ideais. O que existia era uma dúvida da minha forma de pensar, mas depois que os petistas me ouviram, vejo eles totalmente empolgados com a nossa candidatura.

O senhor acredita então que a eleição no Maranhão, assim como no Brasil, será um plebiscito entre um modelo que defende o governo do PT e os que são contra a presidente Dilma e o ex-presidente Lula?

Exatamente sim. Eu defendo o modelo implantado pelo PT. Eu defendo o bolsa família, eu defendo os programas sociais do PT, eu defendo as medidas econômicas, assim como o meu partido apoia, afinal ele faz parte do governo federal. O Aécio Neves é contrário a tudo isso que defendemos. Dessa forma entendo que essa eleição será plebiscitária, entre aqueles que defendem os interesses do povo e aqueles que são contra tudo isso.

Sendo eleito governador, qual será sua prioridade número 1?

A minha prioridade número 1 é a produção do nosso estado. Encontrar a vocação econômica do nosso estado. Fazer com que o trabalhador maranhense tenha garantida a cidadania, levando o alimento para sua mesa, condições de sustentar a sua família. A minha absoluta prioridade é incentivar a produção. Seja através da indústria, agricultura, piscicultura, vamos desenvolver diversos nichos econômicos. Vamos facilitar a entrada de empresas grandes no estado. Vamos incentivar também os nossos produtores. Merenda escolar será comprada do maranhense. Insumos gerais dos maranhenses. Fornecimento de qualquer tipo de produto, prioridade para os maranhenses.

E como é a sua relação com a classe empresarial?

Total. Afinal faço parte dela. Eu sei as dificuldades que o empresário passa, diariamente para sobreviver no mercado e essa visão que quero dar ao maranhense. Bem diferente dos comunistas, diferente da teoria. Então perceba a diferença entre os candidatos. Eu sou da vivência, passei 50 anos da minha vida trabalhando, os outros não vivenciaram nada, nunca experimentaram nada. Tiveram a experiência de uma empresa pública ao longo de três anos, mas não pude perceber nenhuma mudança nem para os maranhenses, muito menos para os brasileiros. As pessoas tem oportunidades, alguns já mostraram que são capazes, outros não mostraram nada e eu tive essa oportunidade, no Senado fiz muito e vou fazer muito mais pelo Maranhão no governo.

Sendo eleito, o senhor defenderia a criação do Maranhão do Sul?

Esse é um tema que precisa estudado com maior cuidado. Na minha gestão, gostaria de governar para sete milhões. Eu tenho um carinho imenso pela região tocantina, pois nascemos politicamente lá. É uma região rica, que precisa ser olhada com todo carinho.

Com o apoio de quantos prefeitos o senhor conta para essa eleição?

Bom o nosso calculo inicial é de 156 prefeitos. Eu não tenho dúvida, que chegaremos até 185 prefeitos. Os deputados vão ser ligados com os prefeitos, essa será a liga do nosso governo, que terá perfil municipalista. Portanto a ligação entre prefeitos e deputados vão ser essenciais para a nossa vitória. Eu vou governar assim, ouvindo todos, não sou professor de Deus. Percebo no discurso dos meus adversários, um tom autoritário e ditatorial, aviso que isto não irá acontecer aqui e alerto que ditadura só na Coreia do Norte, no Maranhão não.

Existe a possibilidade do senhor se distanciar do grupo Sarney? O senhor vai ter a sua própria marca?

O meu nome é Edison Lobão Filho e não Edison Sarney. A minha família de 32 anos de tradição política no estado. Eu faço parte do mesmo grupo que a família Sarney, mas não tenho nada haver com a forma de gestão, condução política e administrativa que eles. São meus apoiadores. Mas digo a você e a todos, que o governante que pensar em governar o Maranhão sem a ajuda do senador Sarney em Brasília e sem ouvir a experiência da governadora Roseana, essa pessoa não está preparada para governar o estado. Seja quem for, tem que ouvir a governadora e respeitar a força e o prestígio nacional e internacional do José Sarney. Por isso lhe afirmo: Edison Lobão Filho tem o seu jeito de governar, eu vou ganhar essa eleição e vou contar com a ajuda das grandes lideranças desse estado, entre elas está a família Sarney. Qualquer um que queira ser governador tem de escutar eles.

O que lhe diferencia dos demais adversários? Existe uma certeza de vitória?

Foi perceptível a energia da minha chegada aqui em São Luís. O meu grupo político mostrou um vigor muito grande. Essa energia não é comprada, aquilo  motivação é um entusiasmo. Se você olhar nos meus olhos e nos olhos do Flávio Dino, você vai enxergar quem será o governador desse estado. Perceba a diferença dos nossos grupos políticos. No grupo do meu adversário está todo mundo zangado, comigo existe o sentimento de alegria, de vitória. Eu vou governar o Maranhão e vou governar com o povo. Vou acabar com esse discurso fraco, cansativo, que eles tem propagado, que só trazem a baixa-estima no povo maranhense.

Foto: Flora Dolores

Blog do Diego Emir

11 comentários »

SES realiza mutirão de hérnia em Matões

2comentários

mutirao

O primeiro mutirão de cirurgias de hérnia na Unidade Avançada do Hospital Tarquínio Lopes Filho (Geral) em Matões do Norte foi realizado nesta sexta-feira (25) e beneficiou 20 pessoas da região. “Estamos programando novos mutirões, não só para esta como também para outras regiões, para que possamos diminuir a demanda por este tipo de procedimento em todo o Maranhão”, adiantou o coordenador das equipes médicas e diretor do Hospital Geral, Luis Alfredo Guterres. Os procedimentos beneficiaram também pessoas de Miranda do Norte, Cantanhede, Anajatuba e Presidente Vargas.

As hérnias abdominais são pretoberâncias observados no abdome (barriga). Dentro destas formações podem estar alojados órgãos que deveriam estar dentro da cavidade abdominal. Atividades de esforço que aumentem a pressão abdominal podem desencadear o aparecimento da hérnia nas pessoas que já tenham esta predisposição. Infelizmente não há tratamento preventivo, e quando a hérnia é confirmada no exame médico, o único tratamento efetivo é a cirurgia.

Além de investir na estruturação física da rede estadual de saúde, investimos na contratação de profissionais qualificados e os mutirões cirúrgicos são uma das medidas adotadas na nossa gestão para ampliar o acesso e agilizar a assistência à população”, ressalta o secretário estadual de Saúde, Ricardo Murad.

Mutirões como este foram realizados também nos hospitais regionais estaduais de Grajaú, Coroatá, Peritoró, Barreirinhas e Alto Alegre do Maranhão, beneficiando mais de 150 pessoas que haviam recebido o diagnóstico e estavam à espera de uma cirurgia. Este foi o caso do aposentado David Montelo Bezerra, 70 anos, morador do município de Mirando do Norte. Ele estava com os exames prontos há três anos e não conseguia passar pelo procedimento em seu município. “Fui avisado do mutirão e vim aqui saber. Fui logo encaminhado para fazer os exames laboratoriais esta semana e hoje estou muito feliz porque já vou passar pela cirurgia”, disse ele.

Foto: Nestor Bezerra

2 comentários »

Sampaio mira próximos adversários

16comentários

flavioaraujoDeu tudo certo. O Sampaio foi buscar em Juazeiro do Norte o resultado que precisava. Dentro de campo, os jogadores cumpriram à risca aquilo que foi trabalhado durante a semana.

O resultado serviu para espantar um possível início de crise, após a derrrota para o Paraná, na estreia, por 2 a 0, no Castelão. A vitória vai dar tranquilidade ao grupo e acalmar a torcida que já começava a navegar numa onda de descrença.

“Fizemos um jogo dentro daquilo que trabalhamos durante a semana. Atrair o adversário para dentro do nosso campo, matar no contra ataque e sair rápido. No segundo tempo era para chegarmos ao quarto gol, mas foi uma grande atuação”, disse o técnico Flávio Araújo, após a goleada por 3 a 0, na primeira vitória do Sampaio, no Campeonato Brasileiro Série B.

Objetivo alcançado, agora é focar nos próximos adversários.

“Esse jogo tinha que servir como recuperação no torneio e conseguimos isso. Foi importante, sabemos que cada jogo tem sua importância pela frente”, acrescentou.

O Sampaio terá pela frente três jogos no Castelão. O primeiro duelo será contra o Oeste (3), em seguida pega o Avaí (10), ambos pela Série B e o Palmeiras (7), pela Copa do Brasil.

Sobre contratações, o presidente Sérgio Frota disse que vai definir sobre a contratação do bom atacante maranhense Márcio Diogo nos próximos dias.

16 comentários »

Bairros recebem pavimentação em Ribamar

8comentários

ribamarO prefeito Gil Cutrim (PMDB) autorizou neste sábado (26) o início das obras de asfaltamento de 15 ruas do Cohabiano II e Novo Cohatrac, bairros do município de São José de Ribamar situados na chamada região limítrofe com a capital São Luís.

Receberão serviços de pavimentação as Avenidas 09 e 10; Ruas 05 e 06; além da Avenida Projetada, todas situadas no Cohabiano II. Já no Novo Cohatrac serão asfaltadas as Ruas 01, 02, 03, 04, 05, 06, 07, 08, 09 e 10.

O trabalho tem prazo de execução de 180 dias e está sendo custeado com recursos de convênio firmado entre o Governo do Estado e a Prefeitura ribamarense, no valor de pouco mais de R$ 3 milhões, e que também beneficiará com obras de asfaltamento outras localidades, tais como Cohabiano X (Rua Nossa Senhora da Conceição), Villagio do Cohatrac (Rua 11), Jardim Araçagi (Ruas 26 e 28), e Alto do Itapiracó (Rua Professor Nascimento de Moraes, Rua Costa e Silva e Avenida Itapiracó).

As autorizações das obras nestes bairros serão dadas nas próximas semanas. É importante ressaltar que, utilizando recursos deste mesmo convênio, a Prefeitura ribamarense está asfaltando as Ruas Major Pirola, da Saúde e Silva Maia, todas localizadas na Sede do município. Outro convênio firmado entre Estado e Município está possibilitando o asfaltamento da Estrada que liga a MA – 201 ao Residencial Turiúba.

“Estamos com força e determinação trabalhando para levar o benefício do asfaltamento para os bairros que ainda necessitam do mesmo. Em três anos, pavimentamos mais de 70 mil metros de ruas e avenidas de diversas regiões da cidade. Temos a consciência de que ainda é preciso fazer muito mais. E o povo ribamarense pode ter a certeza que iremos fazer”, afirmou Gil Cutrim.

8 comentários »

Anjos e Demônios

6comentários

joaquimhaickelPor Joaquim Haickel

Estão certíssimos aqueles que para atingirem seus objetivos, desejam, buscam e aceitam acordos com adversários com os quais mantêm pouca ou nenhuma identidade ideológica, como, por exemplo, os representantes do comunismo maranhense e os que representam a social-democracia em nosso Estado.

Antes que algum imbecil venha com aquele papo equivocado e simplista de que isso significa dizer que os fins justificam os meios, e que isso é coisa de um Maquiavel pejorativo, adianto que o mestre Nicolau jamais disse isso em seus escritos. Isso é simplesmente uma interpretação falsa e rasa de ideias profundas e verdadeiras.

Já comentei em outras oportunidades o fato de Luís Carlos Prestes ter aceitado um acordo com Getúlio Vargas, que havia mandado deportar sua mulher, Olga Benário, para a morte nos campos de concentração da Alemanha nazista. Juntar-se temporariamente a alguém para se atingir um objetivo é algo comum e corriqueiro na vida e na política.

Acredito que Prestes tenha feito o que devia fazer, o que era certo fazer. Da mesma forma que acredito que o grande Abraham Lincoln não tenha errado quando teve que corromper alguns congressistas para aprovarem a lei que libertava os escravos dos Estados Unidos da América. Existe muito pouco de pessoal em política.

O que está errado é alguém achar que a coerência e o pragmatismo desse raciocínio, só vale para alguns, para seus partidos e para seus aliados. Que esse tipo de atitude, neles e nos seus é algo correto, puro, bonito de se ver e louvável, mas a mesma ação quando levada a cabo por seus adversários é deplorável, abjeta, condenável porque caracteriza uma postura patrimonialista, carcomida, atitude comum a uma oligarquia que estando no poder há tanto tempo deseja nele se perpetuar.

Ora bolas, que diferença pode fazer se uma determinada ação é perpetrada, de igual modo, intensidade e intenção, por um santo monge franciscano ou por um famigerado assassino? Achar que são coisas diferentes, em minha opinião, caracteriza o pior dos defeitos inerentes ao ser humano e como nós, políticos, somos mais humanos que as outras pessoas, a hipocrisia é o pior defeito que podemos carregar conosco.

Aliar-se hipocrisia a um forte senso de messianismo salvador, a uma grande tendência ao autoritarismo, a uma autossuficiência exacerbada, acaba sendo uma receita explosiva.

Outra coisa que também já comentei aqui anteriormente é que política não é coisa feia. Ela fica feia exclusivamente por um motivo. Quando o esforço para que se mantenha o poder ou na busca desenfreada para consegui-lo, faz com que alguns políticos cometam atitudes que estejam fora dos padrões éticos e morais aceitáveis.

Hipocrisia não é crime, mas está fora dos padrões que devem ser seguidos por pessoas de bem.

Hoje no nosso país há uma imensa sensação de liberdade. Mais que isso, há realmente liberdade em nosso país. Há quem acredite que hoje tenhamos liberdade até demais. Discordo destes últimos. Liberdade nunca é demais. Só é demais para aqueles que não sabem o que é realmente liberdade, para aqueles que não sabem o seu verdadeiro valor.

Há algum tempo notei que uma tática extremamente inteligente, executada deforma eficiente, eficaz e efetiva vem sendo colocada em prática por aqui. Alguns políticos descobriram que uma das melhores maneiras de se destruir o criador é destruir aquilo que ele criou. Orquestradamente os opositores do político José Sarney resolveram destruir a imagem do nosso Estado, o Maranhão, no intuito de com isso destruir a figura do senador, ex-presidente e ex-governador.

Se analisarmos os momentos cruciais do nosso Estado e do nosso país veremos que em relação a cada um deles Sarney foi protagonista de fatos de suma relevância em ambos os espaços e nos respectivos momentos.

No Maranhão, a mudança do predomínio politico de Victorino Freire para Sarney, fez com que o nosso Estado saísse do século XIX em meados do século XX. Desconhecer isso é avaliar erroneamente os fatos.

Não vou discutir aqui o que aconteceu nos 44 anos que se seguiram ao Novo Maranhão. Muitas coisas boas aconteceram e algumas coisas não tão boas também, mas o que não se pode negar é a ruptura que aconteceu, o avanço que tivemos.

Do mesmo modo, em relação ao Brasil, quando Tancredo Neves morreu e Sarney assumiu a Presidência da República, dentre todas as coisas que ele fez o mais importante foi nos garantir a democracia que hoje temos e a liberdade que hoje desfrutamos.

Porque os que apedrejam Sarney não lhe fazem justiça quanto a isso? Sabem porquê? Porque se forem dizer ao povo do Maranhão que Sarney, entre 66 e 70 mudou radicalmente o nosso Estado, caso digam ao povo do Brasil que o regime democrático e a liberdade que hoje desfrutamos, são duas obras imortais desse José, que para conseguir isso usou todo seu prestigio e todo o poder que então detinha, não vão conseguir destruí-lo jamais.

Nisso tudo, não existem anjos e nem demônios. Só existem seres humanos, nós, homens e mulheres, e nenhum de nós é totalmente mau nem totalmente bom. Feliz ou infelizmente somos todos muito parecidos.

6 comentários »

Edivaldo amplia ações do Saúde na Escola

8comentários

edivaldoholandajunior

O prefeito Edivaldo Jr. determinou a ampliação, a partir desta segunda-feira (28), do Programa Saúde na Escola. O atendimento oftalmológico aos estudantes, que ocorria apenas quinzenalmente, passará a ser diário. O reforço na cobertura do programa, que tem também a parceria da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) foi conseguido a partir de uma articulação entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), que disponibilizará médicos para as consultas com os estudantes.

A indicação do prefeito Edivaldo Jr. é para garantia da universalização do atendimento às crianças e adolescentes matriculados na rede municipal de ensino. Desde março de 2013, já foram mais de oito mil crianças atendidas pelo programa de iniciativa do governo federal e executado pela Prefeitura de São Luís. O objetivo é que os atendimentos alcancem todos os meninos e meninas matriculados na rede.

Os atendimentos diários iniciam com as crianças que estudam na Unidade de Ensino Básico (U.E.B.) Olinda Desterro. No mês de maio, a previsão é oferecer também o atendimento odontológico.

Para o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, aliar serviços de saúde e educação é essencial para a ampliação do desempenho do educando. “Quando oferecemos aos estudantes um atendimento de saúde de qualidade, ampliamos o potencial de aprendizado de cada um deles e proporcionamos qualidade de vida”, disse ele.

O Programa Saúde na Escola é um programa do governo federal que visa à integração e articulação permanente da educação e da saúde. O objetivo é contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, combatendo possíveis comprometedores do pleno desenvolvimento de crianças e jovens matriculados na rede pública.

Além do cuidado com a saúde, o programa sensibiliza para temas como Alimentação Saudável, Drogas e Sexualidade e promove capacitações para os profissionais que atuam na área.  Também promove capacitações para os profissionais que atuam na área.

8 comentários »

Sampaio é o oitavo na Série B

0comentário

Vejam só a importância de uma vitória no Campeonato Brasileiro Série B. Com a goleada por 3 a 0, sobre o Icasa, em Juazeiro do Norte, no interior do Ceará, o Sampaio pegou o elevador e subiu da 19 posição para a oitava.

Veja a classificação após duas rodadas:

serieb

sem comentário »