Incentivo à agroindústria

1comentário

roseanasarney

A regularização de agroindústrias artesanais maranhenses ficou mais fácil com a sanção da Lei de Produtos Artesanais, assinada nesta segunda-feira (19) pela governadora Roseana Sarney. A lei beneficia os estabelecimentos agroindustriais ou sob gestão individual ou coletiva de agricultor familiar, com área útil construída não superior a 250m2, que produza, beneficie, prepare, transforme, manipule, fracione, receba, embale, reembale, acondicione, conserve, armazene, transporte ou exponha à venda produtos de origem vegetal e animal, para fins de comercialização.

“A Lei que sanciono hoje muda completamente a economia no setor da agroindústria em nosso estado. Milhares de produtores, que não tinham como sair da informalidade, a partir de agora poderão regularizar a sua atividade e participar de forma mais eficiente do processo produtivo”, disse a governadora Roseana Sarney.

A governadora destacou que a agroindústria tornou-se um dos setores mais importantes da economia do Maranhão e do país. “Produzimos 1,3 milhão de leite por dia. Quase metade dessa produção está em municípios como Açailândia, Imperatriz, Bom Jesus das Selvas, São Francisco do Brejão e Senador La Rocque. Tenho certeza que, com esta nova lei da agroindústria familiar, aumentaremos a produção de leite e fortaleceremos as unidades industriais que compõem sua cadeia produtiva, incentivando a produção de queijo, iogurte, linguiça, farinha e manteiga”, disse a governadora.

O evento, realizado na área externa do Palácio dos Leões, contou com a participação de deputados estaduais, entre eles o presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo; do deputado federal Gastão Vieira; secretários de Estado Cláudio Azevedo (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Mauricio Macedo (Indústria e Comércio), Anna Graziella Costa (Casa Civil), Jura Filho (Turismo), Carla Georgina (Comunicação Social), Olga Simão (Cultura) e Márcio Coutinho (Assuntos Políticos); além do presidente da Agência de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), Fernando Lima; presidente da Federação das Indústrias do Maranhão, Edilson Baldez; e produtores rurais.

Foto: Handson Chagas

1 comentário »

Apoio ao esporte

2comentários

BodyboardCinco competições realizadas durante o fim de semana contaram com o apoio da Prefeitura de São Luís, através da Secretaria de Desportos e Lazer (Semdel). Os eventos realizados tanto na zona urbana quanto na zona rural estão alinhados com a política de governo do prefeito Edivaldo para a promoção do esporte, de forma a contemplar as diversas modalidades praticadas na capital.

No sábado (17), foi promovida a I Copa Kids de Jiu-jitsu. O evento realizado no Tropical Shopping, no Renascença II, foi destinado a crianças e adolescentes em diversas categorias por idade até 17 anos.

“É importante olharmos para as crianças e adolescentes. Este público é uma prioridade da administração municipal. Sabemos que essa atividade física ajuda a criança e o adolescente não somente no que diz respeito à qualidade de vida, mas também no combate ao uso das drogas”, declarou o secretário adjunto de Desportos e Lazer, Rommeo Amim.

futebolOutra competição com o apoio da Prefeitura realizada no sábado foi o Torneio de Futsal da Associação Atlética da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Neste fim de semana, foram disputadas as oitavas e as quartas de final do torneio.

No domingo, as atividades começaram cedo com a disputa do 1º Campeonato Asboa de Bodyboard. Dezenas de atletas participaram da competição na Praia do Olho D’Água. Também durante a manhã de domingo foi realizada a Corrida Cross da Cidade Olímpica e a conclusão do Campeonato de Futebol Amador do povoado de Maracujá, todos com o apoio da Prefeitura.

“Sabemos da dificuldade de fazer esporte amador em São Luís e por isso estamos sempre abertos a estes esportes. A Semdel dá atenção a todas as modalidades praticadas em São Luís e com estes eventos não poderia ser diferente. Vamos continuar buscando ajudar o esporte ludovicense”, frisou o secretário adjunto de Mobilização Social, Aldo Rogério.

2 comentários »

Roseana entrega ônibus

1comentário

onibus1

A governadora Roseana Sarney entrega, nesta terça-feira (20), às 15h, no Palácio Henrique de La Rocque, 75 ônibus escolares a 40 municípios. Este é o primeiro lote de um total de 136 veículos adquiridos em parceria com o Governo Federal, por intermédio do Plano de Ações Articuladas (PAR/Estadual) no Programa Caminho da Escola, do Ministério da Educação.

Por meio do PAR/Estadual, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) solicitou ao Governo Federal, ano passado, 200 ônibus para o transporte escolar em municípios maranhenses, sendo que desse total, 136 já tiveram a entrega autorizada.

Nesta primeira etapa, serão entregues 61 ônibus pequenos (capacidade para 25 estudantes) e 14 ônibus grandes (capacidade para 46 alunos). Os veículos serão encaminhados pelo Governo às Prefeituras, que são os entes executores do transporte escolar dos alunos da educação básica (que inclui os ensinos fundamental e médio).

O investimento é da ordem de R$ 29.861.280,00, recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC). Os outros 61 ônibus que ainda não foram entregues pelo MEC estão sendo aguardados pelo governo.

onibus

Os municípios beneficiados são: Açailândia, Arame, Araguanã, Alto Alegre do Maranhão, Altamira do Maranhão, Bacuri, Brejo de Areia, Benedito Leite, Bacurituba, Bom Jardim, Barão de Grajaú, Buriti Bravo, Bernardo do Mearim, Cantanhede, Cândido Mendes, Cururupu, Carolina, Godofredo Viana, Itaipava do Grajaú, Jatobá, Mirador, Maranhãozinho, Paulo Ramos, Passagem Franca, Presidente Médici, Presidente Juscelino, São Roberto, São João do Sóter, Satubinha, São Benedito do Rio Preto, Sucupira do Norte, São Francisco do Brejão, São João do Paraíso, São João dos Patos, Turilândia, Tufilândia, Turiaçu, Trizidela do Vale, Urbano Santos e Vargem Grande.

Para serem devidamente liberados para entrega aos Municípios, todos os ônibus passaram por vistoria para regularização documental, incluindo inspeção para a verificação dos itens de segurança necessários ao transporte de estudantes. O processo é realizado de forma minuciosa, atendendo aos critérios do programa do MEC.

Nesse processo, houve inspeção dos veículos feita pela empresa responsável pelo fornecimento, para atestar se não houve avaria durante o transporte, como também por parte do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Além disso, a Seduc fez o controle de qualidade dos veículos e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) efetuou vistoria e emplacamento.

Foto: Handson Chagas

1 comentário »

Reino na final

0comentário

reinonojemsDepois de conseguir uma importante vitória na rodada de abertura do vôlei feminino na Etapa Metropolitana dos Jogos Escolares Maranhenses (JEMs), competição promovida pela Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), o Reino Infantil confirmou, na manhã desse domingo (18), o seu passaporte para a Etapa Estadual, que será realizada no segundo semestre. Em jogo válido pela categoria Infanto (15 a 17 anos) e disputado no ginásio do Batista, o Reino teve mais uma boa atuação e derrotou o Literato por 2 sets a 0.

Precisando de uma nova vitória para garantir a classificação antecipada, o Reino Infantil fez um primeiro set impecável: com bons ataques e explorando os diversos erros do Literato, a equipe azul conseguiu a vitória por 25 a 18. No segundo set, o Literato mostrou que não entregaria os pontos facilmente e chegou a liderar em alguns momentos, mas a força do Reino prevaleceu e, com a vitória por 25 a 14, a vaga na próxima etapa dos JEMs estava garantida.

Pela categoria Infantil Feminino, mais duas escolas garantiram presença nos JEMs: o Upaon-Açu e o Literato. Diante do Marista, o Upaon passou por alguns momentos de instabilidade, mas conseguiu a vitória e a classificação por 2 sets a 0 (25-19 e 25-19). Na segunda partida, domínio total do Literato, que sofreu apenas 26 pontos em todo o jogo e venceu o Sesi por 2 sets a 0. Sesi e Marista decidem a última vaga para os JEMs no próximo domingo (25).

Vale destacar que a Etapa Metropolitana corresponde à primeira fase dos JEMs e prossegue até o fim do mês de maio. Logo em seguida, a partir de junho, ocorre a Etapa Regional dos JEMs, que é dividida em seis regiões. As cidades de Barreirinhas, Pastos Bons, Buriticupu, Codó, Presidente Dutra e Pinheiro sediarão a segunda fase dos Jogos Escolares este ano.

As equipes classificadas após estas duas fases estarão aptas a disputar a Etapa Estadual dos JEMs, que tradicionalmente é realizada em São Luís. Os campeões dos JEMs representarão o Maranhão nos Jogos Escolares da Juventude.

No site da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel) está disponível todo o cronograma dos JEMs 2014. Para conferir, basta acessar o endereço www.esporteelazer.ma.gov.br.

Foto: Biaman Prado

sem comentário »

Educação inclusiva

1comentário

geraldocastroA Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), aderiu ao Projeto Educação Infantil 100% Inclusiva. O programa federal é de iniciativa do Ministério da Educação e Cultura (MEC) e tem o objetivo de promover o acesso, a participação e a aprendizagem dos estudantes que são público-alvo da educação especial nas classes comuns das escolas públicas de ensino regular, e no atendimento educacional especializado, complementar ou suplementar.

“Essa política apoiada pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior visa construir um sistema educacional que garanta o direito à educação a todas as crianças, tendo ou não algum grau de deficiência”, explicou o secretário de Educação, Geraldo Castro. A secretaria municipal receberá apoio pedagógico do Ministério, além de um conjunto de brinquedos e mobiliários acessíveis e ferramentas de inclusão digital.

Em contrapartida, para desenvolver o programa, a Semed instituiu, como primeiro passo, uma equipe integrada por técnicos pedagógicos de Educação Especial e Infantil, coordenada pela superintendente da área de Educação Especial, Dalvina Ayres. A comissão irá participar dos encontros regionais e assessorar a rede municipal na organização dos serviços e recursos de acessibilidade, necessários à construção de uma educação infantil inclusiva.

Essa equipe irá apresentar ao MEC o conceito do projeto, objetivos e ações propostas. Por meio do roteiro, será garantida a identificação e a eliminação de barreiras que impedem o pleno acesso de crianças com deficiência, de 0 a 5 anos de idade, à educação infantil. Uma vez realizadas as visitas às escolas e o respectivo levantamento das principais necessidades, será elaborada uma proposta, para adaptar o programa do governo federal à realidade do município de São Luís.

Na área de Educação Especial, a Prefeitura de São Luís tem promovido a capacitação continuada mensal de docentes, para que eles lidem melhor com os estudantes com deficiência. O cronograma de formação, realizado desde o início do ano, inclui cerca de dois cursos por mês. Também está em andamento a formação de Educação Especial em Contexto, direcionada aos professores do ensino regular.

1 comentário »

Comentário ao comentário

0comentário

joaquimhaickelPor Joaquim Haickel

Recebi em meu blog o comentário que reproduzo abaixo. Nele alguém identificado por Tets sugere que leia o referido texto e aprenda algo com ele. Li o texto e constatei ser ele muito bem escrito tanto do ponto de vista literário quanto pelo viés político. Sua fundamentação é substanciosa e coincide em quase tudo com o que eu acredito. As nossas únicas discordâncias se devem ao fato de estarmos, eu e o autor desse texto, de lados opostos nessa tese e ao fato de eu encarar os acontecimentos de frente, com o peito aberto, sem subterfúgios, sem hipocrisia.

Concordo que Castelo seja uma força política e eleitoral que não deva ser desconsiderada. Errado estava o meu grupo que preferiu lançar Washington como candidato a prefeito de São Luís que apoiar Castelo. Agora, Flávio que apoiou Edivaldo contra Castelo, quer o segundo em suas fileiras, junto com o primeiro e mais Eliziane Gama que também se opôs ao ex-prefeito.

Dizer que se deseja a força eleitoral de alguém que teve 220 mil votos em uma única cidade, mas que o seu jeito de fazer política não deve ser levado em consideração, que suas forças políticas só servirão na batalha, depois da guerra, quando da reconstrução, elas serão descartadas como antigas e obsoletas.

Pior que isso é não reconhecer que o modus operandi que eles praticam é o mesmo que eles dizem querer substituir em nosso Estado. Pior ainda é tentar esconder que as mudanças apregoadas são apenas bandeiras programáticas, pois os indivíduos envolvidos nessa campanha só sabem fazer as coisas de um jeito. O jeito que eles aprenderam, no qual foram ensinados, e os quais praticam e praticarão por todo o sempre.

Poderia analisar parágrafo por parágrafo esse texto, que como já disse é um bom texto, mas que em minha opinião padece de um problema fundamental. Tenta justificar com argumentos falaciosos e hipócritas a união de Dino e Castelo, quando o melhor a fazer é não dizer nada, pois dos 220 mil eleitores de Castelo, a grande maioria deles, sabe que essa união dos dois é conversa para boi dormir, sabem que os partidários de Dino, os verdadeiros, os mais radicais, querem ver Castelo longe de seu grupo.

A única coisa verdadeiramente real que há nesse texto é a ideia que embasa o ensinamento de que o inimigo de meu inimigo é meu amigo. Mesmo tipo de ação que acusam a tal oligarquia de praticar. Em que se diferenciam? Vejo claramente uma diferença, o fato de que sua maior e talvez única bandeira seja a vitoria sobre essa tal oligarquia, enquanto esta encontra-se perdida entre o ser e o não querer ser uma oligarquia.

Só resta saber de quem Castelo é mais inimigo e com quem ele mais se identifica. Respondo: Ele se identifica mais com Lobão Filho e é mais inimigo de Flávio Dino.

O que fica ao ler esse texto é que do ponto de vista literário, filosófico e semântico devo reconhecer um bom articulista quando leio um, mas do ponto de vista político… Eles acusaram o golpe!

Leia mais

sem comentário »

Flávio é questionado

20comentários

flavioaraujo

Já não é mais tão tranquila assim a situação do técnico Flávio Araújo no Sampaio. Com o início ruim na Série B, o treinador já começa a ser questionado por torcedores e até dirigentes.

Um tropeço diante de Vasco e Luverdense poderá provocar mudanças drásticas no clube que no momento, embora tenha uma partida a menos voltou a rondar a zona de rebaixamento.

Mas o que está acontecendo com o Sampaio? Esta é uma pergunta sem resposta. O time foi mal nos dois jogos dentro de casa e perdeu pontos que farão muita falta ao final da competição.

O Sampaio ven oscilando bons e maus momentos nas partidas. Chega até ter maior domínio de bola, mas não consegue ser eficiente. E convenhamos, no futebol quem não é eficiente não vence os jogos.

Nos únicos jogos nos quais o Sampaio manteve o bom ritmo durante noventa minutos saiu vencedor. Foi assim com Icasa e o Palmeiras, este pela Copa do Brasil. Nos demais, todo mundo sabe o que aconteceu…

Com o retorno de Pimentinha, o Sampaio já começa a ser aquele mesmo time previsível e com uma única jogada – os lances individuais do atacante.

O time ainda não tem padrão de jogo, mas isto, segundo o técnico Flávio Araújo tem a ver com o grande número de jogadores contudidos e que só agora começam a retornar ao time e também com os erros constantes no ataque, afinal o Sampaio tem volume de jogo, mas não aproveita a suposta superioridade.

Flávio sequer conseguiu definir o time titular. Não consegue repetir a mesma escalação por problemas técnicos, médicos e disciplinar.

Bom e o que fazer? Não resta outra coisa senão trabalhar para corrigir os erros tolos que estamos vendo na defesa e ataque. É necessário saber começar a jogar uma competição como a Série B, para isso é impossível continuar vacilando tanto…

É como tenho dito, os pontos perdidos agora farão muita falta adiante…

Foto: Marcos Ribolli

20 comentários »

Vice pelo PT

0comentário

monteiroeheluy

Terminou ontem (18) o prazo  estabelecido na última reunião da Comissão Executiva para inscrições internas de candidaturas do Partido dos Trabalhadores, que põe fim às especulações e estabelece o cenário para as eleições de outubro.

O ex-secretário de Estado do Trabalho e Economia Solidária, José Antônio Heluy, acompanhado de diversas lideranças do partido, foi o único a registrar devidamente sua candidatura.

Para a inscrição de candidatura (conforme regra estatutária), eram necessárias assinaturas de, no mínimo, 10% dos filiados com base no número de votantes no último Processo de Eleições Diretas – PED. Como votaram 5.701 filiados no PED, eram necessárias, portanto, 571 assinaturas.  Heluy reuniu mais de 1.313 assinaturas de filiados de todas as regiões do Estado.

Rodrigo Comerciário, ex-secretário de Estado de Articulação Institucional, enviou emissários para, de última hora, inscrevê-lo como candidato a vice, mas sua inscrição foi indeferida pelo presidente Raimundo Monteiro.

“O documento não cumprindo as regras, mas a gente recebe. Já se sabe, visivelmente, que não tá cumprindo as regras do partido” destacou Monteiro.

Além de borrões e rasuras, as folhas de inscrição demonstravam inconsistências de assinaturas e muitas não continham a numeração do cadastro nacional de filiação (CNF).

Encontro

Cumprindo mais uma etapa regimental, acontecerá próximo dia 24 (sábado) no Centro de Estudo Sindical Rural (Cesir – Fetaema), no Araçagy, o Encontro de definição de candidatura, onde os delegados homologarão oficialmente a escolha de José Antônio como vice.

Além do apoio da maioria dos delegados, Heluy congrega outros agrupamentos internos para além da CNB, sua tendência, a exemplo do grupo de Joab Jeremias (dirigente estadual).

Foto: Adorildo Japa

sem comentário »