Prefeitura sem saída

6comentários

coletiva

Justiça acolheu a ação de execução proposta pelo Ministério Público, na 4ª Vara da Fazenda Pública contra o Município de São Luís para o cumprimento de acordo que determinou o equilíbrio econômico-financeiro do Sistema de Transporte Coletivo.

Na execução, o MPMA requereu à Justiça que o Município de São Luís seja obrigado a promover o equilíbrio econômico-financeiro do sistema de transporte Coletivo, mediante o repasse, até o dia 5 de cada mês, do prejuízo, a ser apurado mensalmente pelo Sindicato das Empresas de Transporte e Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte.

Na ação, o Ministério Público pede que a Prefeitura de São Luís promova a imediata deflagração do processo licitatório das linhas de transporte urbano; além da adoção de medidas para combater as fraudes ocorridas pelo uso ilícito do cartão de transporte de passageiros não inclusos no benefício.

O secretário de Transportes de São Luís, Canindé Barros, questionou a ação do Ministério Público e disse que a licitação do setor de transporte coletivo só seria realizada em janeiro de 2015.

Foto: Lucas Vieira

6 comentários para "Prefeitura sem saída"


  1. Luana Mendes

    A prefeitura tem que recorrer dessa decisão. É um absurdo o município ter que arcar com esse custo. O que a prefeitura podia fazer para manter o sistema de transporte, ela já fez. Nesse caso o Ministério Público está indo contra a população.

  2. Valdir Moraes

    Tenho ouvido muita gente criticando o prefeito Edivaldo Jr não sabendo que ele fez de tudo para que não ocorresse qualquer aumento para a população, mas a tal “justiça” demonstrou está ao lado dos empresários. A prefeitura não teve saída mesmo, devido aos problemas deixado pelo Caostelo, complicado que a população não entende. ALÔ MINISTÉRIO PÚBLICO QUERO VER VCS NA COLA DESSES EMPRESÁRIOS PARA QUE ELES CUMPRAM COM O ACORDO!!!

  3. Paulo Miguel

    Pra vocês verem quem tem culpa mesmo nessa história toda foi a Justiça, por está impondo essa decisão de pagar esse TAC, que não foi pago pelo ilustríssimo Senhor Castelo; e dos empresários mecenários, que querem ganhar a todo custo, sem fazer um esforço qualquer! E só não foi pior esse aumento, pq Edivaldo Júnior colocou e exigiu que esse aumento não fosse tão abusivo, a ponto de lesionar a população, além de melhorias imediatas nos ônibus. Ainda bem que existe alguém sensato como Edivaldo nessas rodadas de negociações.

  4. Meireles Miranda

    Culpa tudo dessa litia que quer dá uma de boa moça e acabou ferrando com o povo que vai pagar a conta, olha se ela nao se metesse nao teria aumento, nao teria muitas exigencias, acho que a prefeitura está agindo certo, mas não tendo em vista que até o ministerio publico quer que ela pague conta p empresários diga-se de passagem já estão ricos….ainda mais dinheiro…. rapaz pelo menos vamos ter onibus novos nessa briga toda.

  5. reilton

    ao meu ver a prefeitura só tem a ganhar comprindo esse tac aí e a população ainda mais, até pq ele foi assinado na gestão de castelo e nunca foi cumprido.

  6. Ruana

    COMENTÁRIO MODERADO

deixe seu comentário